Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

monaco_2018_main.jpg

 

Cristiano Ronaldo foi esta terça-feira nomeado para os Prémios Laureus, na categoria de desportista masculino do ano, a quinta nomeação para o atleta luso formado no Sporting.

 

O capitão da Selecção Nacional, que venceu recentemente o prémio FIFA 'The Best' e a Bola de Ouro da revista France Football, pode, assim, tornar-se o primeiro futebolista a conquistar o galardão de desportista masculino do ano e suceder ao velocista jamaicano Usain Bolt, que venceu em 2017 pela quarta vez.

 

Esta é já a quinta nomeação do jogador português, depois de ter sido considerado para o prémio em 2009, 2014, 2015 e 2017.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:46

 

untitled.png

 

Um dia depois de vencer o prémio de melhor jogador do ano para a Globe Soccer, Cristiano Ronaldo foi distinguido como melhor do mundo para a revista inglesa World Soccer.

 

O craque do Real Madrid e da Selecção Nacional reuniu a maioria dos votos (715) do painel de especialistas da publicação, superando Lionel Messi e Neymar, segundo e terceiro, respectivamente.

 

Em termos de treinadores, foi Zidane a ficar em primeiro, seguido de Guardiola e Tite. Na quarta posição, encontra-se o português Leonardo Jardim, que orienta o Mónaco.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:01

 

image.jpg

 

Cristiano Ronaldo recebeu esta quinta-feira mais um prémio: o jogador formado no Sporting que actua no Real Madrid venceu o galardão destinado ao melhor futebolista de 2017, atribuído pela Globe Soccer, no Dubai. Muito embora não tenha marcado presença no evento, deixou uma mensagem através de uma vídeo-conferência desde a sua casa na capital espanhola:

 

"Para mim é um momento especial. Estou feliz por receber este prémio. Graças aos meus companheiros, ao treinador e ao Real Madrid. Ganhámos muitos troféus coletivos e individuais. Obrigado a quem votou, façam o mesmo para o ano que vem...".

 

Por falta de melhores palavras, é deveras espectacular como Cristiano Ronaldo continua a granjear distinções.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:27

 

Cristiano+Ronaldo+Real+Madrid+CF+v+Villarreal+h0on

 

Cristiano Ronaldo voltou esta terça-feira a ser eleito o Desportista Europeu de 2017 pelas 26 agências de notícias da Europa que participaram na eleição promovida pela polaca PAP, um ano depois de ter sido o primeiro futebolista a vencer.

 

Nesta 60.ª edição da votação, realizada no âmbito da European Press Association (EPA), o avançado do Real Madrid e capitão da seleção portuguesa impôs-se ao britânico Lewis Hamilton, que conquistou pela quarta vez o título mundial de Fórmula 1, e ao suíço Roger Federer, campeão no Open da Austrália e em Wimbledon.

 

Cristiano Ronaldo conquistou em 2017 a Liga dos Campeões, a Liga espanhola, as Supertaças Europeia e espanhola e o Mundial de clubes, assim como a sua quinta Bola de Ouro e o prémio The Best da FIFA.

 

Em 2016, além de ter sido o primeiro futebolista a vencer, Ronaldo foi também o primeiro português a vencer esta eleição, na qual participou a agência Lusa, na altura superando o tenista britânico Andy Murray e à nadadora húngara Katinka Hosszu, segundo e terceira classificados, respetivamente.

 

Antes, no historial desta distinção, atribuída desde 1958, Ronaldo já tinha sido quarto, em 2013 e 2014, e quinto, em 2015, enquanto Hamilton foi eleito o melhor do ano em 2014 e Federer em 2004, 2005 -- em igualdade com a saltadora russa Yelena Isinbayeva, 2006, 2007 e 2009.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:04

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:02

Foto do Dia

Rui Gomes, em 24.12.17

 

img_FanaticaBig$2017_12_23_14_10_47_1347014.jpg

 Desportivismo entre rivais

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:32

 

nintchdbpict0003714361251.jpg

 

Cristiano Ronaldo marcou o seu nono golo em seis jogos da Liga dos Campeões, esta quarta-feira, na vitória do Real Madrid sobre o Borussia Dortmund, por 3-2, tornando-o no primeiro jogador em toda a história da competição a marcar em todas as seis jornadas de uma fase de grupos.

 

Nesta fase, o jogador formado no Sporting e capitão da Selecção Nacional, bisou por três vezes; nos dois jogos com o APOEL e no primeiro frente ao Borussia Dortmund, e marcou nos dois encontros com o Tottenham.

Este nono golo da campanha, também lhe permitiu igualar Lionel Messi, com 60 golos em fases de grupos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:04

 

img_770x433$2017_11_14_15_18_18_1334035.jpg

 

Cristiano Ronaldo foi eleito o melhor jogador do mundo de 2017 pelo 'Goal'. O português venceu o galardão 'Goal 50', votado por 37 editores e correspondentes do site.

O argentino Lionel Messi não foi além do quarto lugar no prémio que elege os 50 atletas com melhores performances durante o ano, sendo superado por Gianluigi Buffon e Luka Modric, segundo e terceiro, respectivamente.

O avançado do Real Madrid não é o único português presente na lista, já que Bernardo Silva alcançou a 29.ª posição.

 

Importa ainda destacar a presença de Bas Dost, avançado do Sporting, que surge no 49.º posto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:37

Mensagem do Sporting

Rui Gomes, em 25.10.17

 

DM2QFp5XcAAvocd.jpg

"You were always The Best, Cristiano!"

 

 (com destaque na revista Sports Illustrated)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:58

Cristiano Ronaldo: simply...The Best

Rui Gomes, em 24.10.17

 

img_FanaticaBig$2017_10_23_21_48_23_1326933.jpg

 

O futebolista português formado no Sporting, Cristiano Ronaldo, conquistou pela quinta vez na sua carreira, o prémio de melhor futebolista do ano da FIFA, agora designado ‘The Best’, de forma impressionante, recolhendo 43,16 por centos dos votos, à frente de Messi, que teve apenas 19,25, e de Neymar, com 6,97 por cento.

 

Depois dos triunfos em 2008, 2013, 2015 e 2016, o «capitão» da selecção lusa foi o vencedor do prémio correspondente à temporada 2016/17, em que conta o período compreendido entre 20 de Novembro de 2016 e 02 de Julho de 2017.

 

Nestes mais de sete meses, Cristiano Ronaldo ajudou o Real Madrid a vencer o Mundial de clubes, com ‘hat-trick’ no jogo decisivo, a Liga dos Campeões, com um ‘bis’ na final com a Juventus (4-1) e um total de 11 tentos na prova, e a Liga espanhola.

 

O ‘7’ dos ‘merengues’ teve o seu melhor período precisamente na parte final da época, em que conseguiu 16 golos nos últimos 10 jogos pelo Real Madrid, incluindo cinco face ao Bayern Munique e três perante o Atlético de Madrid, na Champions.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:20

Foto do Dia

Rui Gomes, em 20.10.17

 

img_770x433$2017_10_19_18_42_10_1325079.jpg

 

Cristiano Ronaldo e Harry Kane defrontaram-se na passada terça-feira para a Liga dos Campeões. No final da partida trocaram camisolas, com o avançado inglês a confessar que é grande admirador do jogador português do Real Madrid:

"Pedi-lhe a camisola no final. Foi um grande exemplo para mim no meu crescimento. É uma boa camisola para ter e vou ter de a emoldurar. Eu também lhe dei a minha, mas não sei o que fará com ela".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:59

 

45349DAF00000578-4967686-image-a-107_1507668983584

 

Quando na inauguração do Euro 2004, no Estádio do Dragão, saltou do banco para marcar o primeiro golo de Portugal na prova, o então ainda jovem craque do Manchester United Cristiano Ronaldo não conseguiu evitar a derrota frente à Grécia (1-2) nesse jogo - como não evitaria o desaire ainda mais doloroso na final no Estádio da Luz, de onde saiu em lágrimas -, mas deixou vincada uma mensagem para o futuro: os grandes palcos do futebol teriam de se habituar a ele. Voltou a confirmar isso ontem, como capitão e grande figura de uma geração do futebol português que se habituou a respirar naturalmente as fases finais de grandes competições.

 

Com o 2-0 frente à Suíça ontem na Luz, Portugal, o campeão europeu em título, carimbou o seu lugar entre as 32 selecções que vão disputar o Mundial de 2018, na Rússia. E confirmou uma extraordinária décima presença consecutiva em fases finais desde o Europeu de 2000, na Holanda e na Bélgica (para trás havia o registo de apenas quatro, em toda a história). Para a geração que convive com o extraordinário Cristiano Ronaldo na selecção portuguesa, o fado lusitano é este: um sucesso pleno em fases de apuramento a partir desse Euro 2004 (para o qual Portugal se qualificara directamente, como anfitrião).

 

Neste último jogo de uma fase de qualificação na qual marcou como nunca (15 golos), Cristiano Ronaldo nem precisou de fazer o gosto ao pé (Djourou fez um autogolo e André Silva fixou o 2-0) para que Portugal superasse a Suíça e corrigisse assim a derrota sofrida perante este mesmo adversário (e pelo mesmo resultado) no primeiro jogo da campanha para a Rússia, em Setembro de 2016, em Basileia. No fim, voltou a sair na perfeição o plano de uma outra grande figura do crescimento da selecção portuguesa nos anos mais recentes: Fernando Santos.

 

O seleccionador, que ontem festejava 63 anos, teve a prenda que esperava e viu cumprido o desfecho que projectara desde essa derrota em Basileia há pouco mais de um ano. Então, Fernando Santos avisara que Portugal deveria ganhar todos os jogos restantes para poder receber a Suíça em posição de discutir o primeiro lugar do grupo no último jogo, na Luz. E assim aconteceu. Tal como no inédito título europeu no verão de 2016, o engenheiro Santos voltou a não falhar na execução do projecto e engrandeceu também ele a sua marca na selecção, com o segundo apuramento directo para uma grande prova (após três play-offs consecutivos), repetindo o feito que tinha conseguido rumo ao Euro 2016.

 

QW5SV1JM.jpg

 

Aí, fechou o apuramento com sete vitórias consecutivas, depois da derrota inicial frente à Albânia (ainda com Paulo Bento aos comandos). Desta vez, corrigiu a derrota inaugural na Suíça com uma série de nove triunfos consecutivos (um recorde português nas fases de qualificação) e tornou-se ontem o mais rápido seleccionador português a atingir as 30 vitórias ao comando de Portugal (em 44 jogos).

 

Cabeça-de-série na Rússia

 

Campeão europeu em título e actual terceiro classificado do ranking FIFA, Portugal tem a certeza de que vai ser um dos oito cabeças-de-série no sorteio da fase final do campeonato do mundo, a ter lugar no dia 1 de Dezembro, no Kremlin, em Moscovo. Com isso, poderá evitar na fase de grupos a anfitriã Rússia, mas também selecções como Brasil, Alemanha, Bélgica, Polónia ou Argentina.

 

Com este apuramento, Portugal evitou o embaraço histórico de outros campeões europeus que nem se apuraram para o Mundial seguinte: Checoslováquia (1978), Dinamarca (1994) e Grécia (2006). Conseguirá agora Portugal imitar o feito que só outras duas selecções conseguiram, juntando o título mundial ao europeu? Até hoje, a proeza coube à então Alemanha Federal, de Beckenbauer, em 1974, e à Espanha do tiki-taka, em 2010.

 

Certo é o reforço dos cofres da Federação Portuguesa de Futebol: 10 milhões de euros é o valor mínimo deste apuramento (se a selecção cair na fase de grupos), para aumentar um bolo de 110 milhões desde que se iniciou esta série de presenças consecutivas nos grandes palcos, em 2000.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15

 

img_770x433$2017_10_09_18_00_27_1321467.jpg

 

O Livro Guinness dos Recordes incluiu na sua edição de 2018 o recorde de Cristiano Ronaldo como o único jogador a ter marcado em quatro europeus de futebol, revelou esta segunda-feira aquela publicação. O capitão da selecção portuguesa estabeleceu aquela marca no último Europeu, disputado em França e que Portugal conquistou, tendo marcado nas quatro edição que jogou.

O feito do jogador madeirense iniciou-se em 2004, durante o europeu organizado por Portugal, no qual marcou dois golos. O primeiro no jogo de estreia frente à Grécia, derrota por 2-1, e o primeiro na vitória por 2-1 sobre a Holanda, que deu a Portugal o passaporte para a final da prova, a qual perdeu para a Grécia (1-0).

 
Seguiu-se, em 2008, o Europeu organizado pela Áustria e pela Suíça, prova na qual Ronaldo apenas anotou um golo, o segundo na vitória (3-1) sobre a República Checa, ainda na fase de grupos. Portugal foi eliminado nos quartos de final, ao perder com a Alemanha por 3-2.

No Europeu de 2012, na Polónia e na Ucrânia, marcou três tentos. Depois de ter ficado em branco nos dois primeiros jogos, Ronaldo marcou os dois golos na vitória (2-1) sobre a Holanda, tendo, nos quartos de final, anotado o golo que ditou o triunfo (1-0) sobre a República Checa. Nas meias-finais, Portugal foi eliminado nos penáltis pela Espanha, após 0-0 no tempo regulamentar e prolongamento.

Em 2016, no Europeu de França, que Portugal viria a conquistar, Ronaldo voltou a marcar três golos, apesar de ter ficado em branco na final frente aos anfitriões, na qual saiu lesionado ainda na primeira parte (25 minutos).

Com os três golos - dois no empate 3-3 frente à Hungria, que garantiu a passagem aos quartos de final da prova, e o primeiro na vitória (2-0) sobre o País de Gales, nas meias-finais -, Ronaldo tornou-se assim no primeiro jogador a marcar em quatro europeus, tendo ainda igualado o francês Michel Platini como os melhores marcadores de sempre em fases finais de europeus (nove golos).
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:56

Faz hoje precisamente 15 anos...

Rui Gomes, em 07.10.17

 

 ... Que Cristiano Ronaldo marcou o seu primeiro golo como profissional

com a camisola do Sporting, na vitória sobre o Moreirense.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17

Foto do Dia

Rui Gomes, em 07.10.17

 

ng8841029.jpg

Linda foto de Cristiano Ronaldo com um jovem e muito

simpático adepto em Andorra.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:18

Os 612 golos de Cristiano Ronaldo

Rui Gomes, em 06.10.17

 

ng8839185.jpg

 

Tudo começou vai fazer amanhã 15 anos, precisamente no dia em que Portugal defronta Andorra. A partida decorreu no velhinho Alvalade e o adversário foi o Moreirense, com o momento mágico a acontecer aos 34", na altura o 2-0, depois de Kutuzov ter inaugurado o marcador à meia hora. Toñito fez-lhe um passe de calcanhar após ultrapassar o meio-campo e a partir daí aquele jovem de 17 anos só teve olhos para a baliza de Roberto Tigrão: arrancou a velocidade supersónica, deixou um adversário para trás, fintou outro que tentou tirar-lhe a bola e rematou à saída do guardião do Moreirense. Este é o resumo do primeiro golo de Cristiano Ronaldo como profissional.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:07

 

Sporting+CP+v+CSKA+Moscow+UEFA+Champions+League+YT

 

Em entrevista ao jornal Marca, Jorge Jesus dá a sua opinião sobre as características de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, assim com as do Real Madrid e do Barcelona:


«São jogadores diferentes. Ronaldo actua em posições que são mais fáceis de identificar; Messi movimenta-se entre linhas e é mais difícil de localizar. Mas são os dois muitos complicados.

 

Messi não será alvo de marcação cerrada em Alvalade. Vamos jogar como sempre, sem nada específico nem com marcações que vão além do trabalho do colectivo.

Real Madrid e Barcelona são muito diferentes. O Barça agora está bem, Messi está forte e quando é assim, são praticamente imparáveis. Temos a esperança de fazer um bom jogo como contra o Real Madrid. Nesta competição não podemos ficar preocupados por defrontar adversários difíceis, na Liga dos Campeões, temos de pensar como campeões. São dois gigantes.


Temos muita responsabilidade. Depois da vitória sobre o Olympiacos, o Sporting tem de somar mais pontos e estamos convencido
que podemos pontuar com o Barça.»

 

Parece-me lógico que a haver uma estratégia especial para tentar minimizar o impacte de Lionel Messi neste jogo, Jorge Jesus não a iria divulgar nesta entrevista. Para o Sporting ter o mínimo de hipótese contra o Barcelona, terá de ter um desempenho muito elevado em termos colectivos. Poderá, eventualmente, contrariar alguns movimentos do craque argentino, mas não o vai poder eliminar totalmente, missão praticamente impossível.

 

Tanto Messi como Cristiano Ronaldo têm um condão extraordinário e praticamente inigualável no futebol da actualidade: de um momento para o outro, num lance genial, resolvem um desafio. E, relativamente a isso, não há nada a fazer.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:26

 

image.png

 

Cristiano Ronaldo é um dos três finalistas ao prémio "The Best" da FIFA para Melhor Jogador do Mundo, juntamente com o argentino Lionel Messi e o brasileiro Neymar.

 

A seu favor, CR7 tem as conquistas do campeonato espanhol e da Liga dos Campeões, ao serviço do Real Madrid, troféus para que muito contribuiu, especialmente na ponta final da temporada, com 16 golos nas últimas nove partidas. 10 desses golos foram nos últimos cinco jogos da Champions: cinco ao Bayern, três ao Atlético e dois à Juventus, na final, valendo-lhe o título de melhor marcador da prova, com 12 "tentos".

 

Messi venceu a Bota de Ouro, prémio atribuído ao melhor marcador das ligas europeias, e conquistou a Taça do Rei, pelo Barcelona, embora tenha caído nos "quartos" da Champions, diante da Juventus, e ficado em segundo na Liga espanhola, título perdido para o Real de Ronaldo.

 

Curiosamente, apesar de considerado, à partida, um dos favoritos ao galardão, Gianluigi Buffon, guarda-redes da Juventus, que chegou à final da Champions, eliminando o Barcelona, de Messi e Neymar, não entrou nos três finalistas.

 

O vencedor conhece-se a 23 de Outubro, em Londres. Cristiano é o principal favorito ao prémio a suceder, adivinhe-se, a Cristiano. O avançado português pode, assim, conseguir o "bis".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:17

 

ol-tony-vairelles-contre-cristiano-ronaldo-lyon-a-il-a-joue-avec-lyon-en-2002-2003-pour-le-titre-de-

 

A história de Cristiano Ronaldo, e do futebol europeu, poderia ter sido bem diferente se, em 2002, o Olympique Lyonnais não tivesse recusado o melhor negócio da sua história: contratar o craque português com apenas 17 anos.

 

Na altura, a proposta foi da iniciativa do Sporting, que estava interessado no avançado Tony Vairelles. Foi o próprio ex-internacional francês, agora com 44 anos, que recordou a história numa entrevista ao Canal +:

 

«Eles propuseram trocar Cristiano Ronaldo e outro jogador, que viriam para o Lyon, em princípio, por empréstimo, pela minha ida para o Sporting. Foi em 2002, era ele um jovem de 17 anos. Seria interessante saber o que pensam hoje os responsáveis do Lyon que recusaram o acordo. Devem estar bastante chateados e arrependidos por terem recusado, mas, pronto, é o que é. É uma história com piada. Quem não deve achar muita piada a isto, claro, são os adeptos do Lyon».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:10

 

LMF9OFFP.jpg

 

Com 78 golos ao serviço da Selecção Nacional, depois de ter feito um hat-trick diante das Ilhas Faroé, em jogo de qualificação para o Mundial 2018, Cristiano Ronaldo é o melhor marcador do Mundo por selecções entre os futebolistas em actividade e agora o 5.º a nível absoluto, após igualar Hussein Saeed e ultrapassar o lendário Pelé.

 

Aos 32 anos, o capitão de Portugal tem ainda margem para continuar a subir na lista dos futebolistas com mais golos por selecções em todo o planeta - não apenas europeias, onde é o segundo classificado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo