Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

img_770x433$2017_01_12_00_28_27_1206385.jpg

 

Não há mesmo outra maneira de descrever a situação de André Geraldes e Ryan Gauld, salvo como uma palhaçada tão típica da Direcção liderada por Bruno de Carvalho. Reagiram prematura e irresponsavelmente após o jogo no Bonfim e agora andam com emendas em cima do joelho a tentar resolver um problema que não tem razão alguma de ser.

 

Ainda ontem escrevi aqui um resumo do todo desta novela e não vale a pena repetir, mas é impossível ignorar completamente a incompetência destes dirigentes e a forma como estão a prejudicar activos do Sporting. Segundo o que está a ser reportado - e tudo indica que é verdade, por aquilo que o próprio Chaves já indicou - os dois jogadores estão literalmente escondidos no Forte de São Francisco Hotel - próximo do Castelo de Chaves - hospedados de forma anónima, enquanto aguardam um acordo entre o Sporting e o Vitória de Setúbal, com o clube flaviense, muito naturalmente, a recusar oficializar as transferências enquanto a contenda não for resolvida.

 

Óscar Santos, vice-presidente da SAD do Chaves, confirma esta informação: “Os jogadores estão em Chaves… Já conheceram as instalações do clube mas ainda não se podem treinar".

 

O escocês e o português passaram a última semana a treinar em Alcochete, de forma a não perderem o ritmo adquirido em Setúbal, mas, desde que se alojaram na referida unidade hoteleira, têm-se limitado ao trabalho de ginásio.

 

Incompetência total, resultado de uma tomada de decisão descabida e irresponsável, com o ego de Bruno de Carvalho mais uma vez a abrir caminho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:08

 

confimprensajosecouceiroi_artigo.jpg

 

José Couceiro comentou este sábado, salvo erro pela primeira vez, as saídas precoces de Ryan Gauld e André Geraldes do Vitória de Setúbal, depois de terem recebido ordens para regressar a Alvalade:

 

«As minhas primeiras palavras sobre o assunto vão para o André e o Ryan. Desejo-lhes sucesso e tenho pena que tenham saída e, acredito, eles também têm.

Tivemos muito trabalho em fazer o Ryan crescer porque só aqui se estreou na Liga. O André chegou num patamar diferente por ser mais experiente.

Ficámos mais fracos com a saída de ambos, não só quando defrontarmos os nossos adversários directos, em termos de objectivos, como os concorrentes do Sporting.

Não pretendo alimentar polémicas sobre o que aconteceu. Tratam-se de duas instituições centenárias que têm tido nas suas histórias um relacionamento fantástico. Basta ver a quantidade de profissionais que passaram, nas funções de treinadores e jogadores, pelos dois clubes. Fernando Vaz, João Rocha, Fernando Tomé, Jordão, Manuel Fernandes, Zezinho, Eurico e Octávio Machado, só para citar alguns».
 
O resgate dos empréstimos de André Geraldes e Ryan Gauld deve-se, fundamentalmente, a um sentimento de retaliação da parte de Bruno de Carvalho. Mais uma vez o ego do presidente do Sporting superou o bom senso, com mais uma tomada de decisão que não faz sentido algum no que ao Clube diz respeito e com consequências para os dois atletas que estavam a dar provas evidentes de evolução sob a tutela de José Couceiro. Recorde-se do proveito em tempos recentes, em semelhantes circunstâncias, de João Mário e Rúben Semedo.
 
Bruno de Carvalho deixa deste modo mais uma prova da sua incompetência para liderar uma Instituição como o Sporting Clube de Portugal, muito em especial ao que concerne o futebol, área que ele se devia manter a léguas de distância.
 
Circulam agora rumores que Ryan Gauld e André Geraldes poderão ir parar Chaves.
 
Adenda: Instado a comentar a situação, este sábado, Jorge Jesus teve isto para dizer:
 
«Os dois jogadores regressaram ao Sporting porque o presidente achou por bem fazê-los voltar. Até ao fecho do mercado tudo é possível, sabendo que temos vários pedidos de várias equipas da I Liga para que eles ainda possam jogar este ano. O que eu e o presidente acharmos que é melhor para eles vamos tomar a decisão".
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo