Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

fifa-the-best-trophy (2).jpg

 

A FIFA anunciou uma novidade para a segunda edição dos prémios The Best, que se realizará a 23 de Outubro deste ano: a partir de agora, o organismo que rege o futebol mundial vai passar a atribuir o prémio de melhor guarda-redes do mundo.

 

"O papel do guarda-redes no futebol é tão importante como especifico, apesar de nem sempre ter o reconhecimento que merece. Por essa razão estamos orgulhosos de introduzir esta categoria", referiu o secretário-geral da FIFA, a antiga estrela croata Zvonimir Boban. A escolha ficará a cargo de um grupo de lendas do futebol mundial, que incluirá antigos guarda-redes e também avançados.

 

Assim, serão nove os troféus a ser entregues na segunda edição dos prémios The Best: melhor jogador, melhor guarda-redes, melhor treinador, melhor golo, equipa do ano, melhor jogadora, melhor treinador de futebol feminino, prémio jogo limpo e prémio dos adeptos. O processo de eleição começa a 17 de Agosto, com a revelação dos 23 candidatos a jogador do ano, das 10 candidatas a jogadora do ano e dos dez candidatos a treinador do ano (masculino e feminino). Os três finalistas de cada categoria serão revelados em Setembro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:12

Insólito do dia

Rui Gomes, em 31.07.17

 

  

Aconteceu no empate 2-2 entre o Vitebsk e o Krumbachy - da I Divisão da Bielorrússia -, sendo o segundo golo desta última equipa, que selou o resultado, aquele que se tornou notícia pelo mundo. Foi apontado pelo guarda-redes Evgeni Kostyukevich, num remate de baliza a baliza.

 

Kostyukevich, todavia, não teve só razões para sorrir: é que o guardião bielorrusso de 27 anos acabou expulso a um quarto de hora do fim.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:18

Beto poderá estar de saída

Rui Gomes, em 24.07.17

 

maxresdefault.jpg

 

Segundo os mais recentes rumores noticiosos, o guarda-redes Beto pode estar de saída do Sporting. Terá propostas vantajosas, ao nível financeiro, do Goztepe, da Turquia e do PAOK, da Grécia e já terá pedido a Jorge Jesus para sair.

 

Para Joaquim Melo, antigo guarda-redes leonino, a saída de Beto implica o Sporting ir ao mercado contratar outro, porque os que constam neste momento em Alvalade são ainda muito jovens para substituir Rui Patrício, caso haja essa necessidade:

 

«Se acontecer, o Sporting terá de contratar outro guarda-redes, porque os restantes jogadores daquela posição têm qualidade mas ainda são jovens e não dão garantia de serem boas alternativas a Rui Patrício.

 

A saída de Beto é negativa para o Sporting, mas entendo a vontade do jogador de jogar com regularidade. Em ano de Mundial, ele sabe que se jogar mais num clube, pode ser opção para Fernando Santos, e poderá lutar por um lugar na selecção.

 

A equipa está a melhorar gradualmente, há algumas alterações em todas as zonas do terreno, o que obriga Jorge Jesus a trabalhar mais. O acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões é um momento decisivo para o clube e para o seu plantel, e será importante para o desenrolar da restante temporada».

 

O próximo jogo de preparação do Sporting está marcado para quarta-feira à noite, em Rio Maior, com o Vitória de Guimarães.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:35

Para terminar o dia com um sorriso

Rui Gomes, em 24.01.17

 

 Guarda-redes do Senegal com uma simulação que nem para o teatro serve !

Ironicamente, contribuiu para a vitória sobre a Argélia de Slimani.

 

 

*** Agradecemos a referência do leitor PSousa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

 

CxzPsV2WgAATe-Q.jpg

 

A IFFHS (Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol) divulgou esta segunda-feira a lista com os melhores guarda-redes do mundo.

 

Manuel Neuer foi considerado o número 1, pela quarta vez consecutiva. O guardião do Bayern Munique arrecadou 156 pontos, enquanto Gianluigi Buffon ficou em segundo lugar (91 pontos) e Rui Patrício em terceiro (50 pontos).

 

A IFFHS destaca o guarda-redes do Sporting e da Selecção Nacional como "estreante" e salienta a importância do jogador na conquista do Campeonato da Europa.

 

Confira o ranking de 2016:

 

1- Manuel Neuer (Alemanha/FC Bayern München) 156 pontos

2- Gianluigi Buffon (Itália/Juventus Torino FC) 91 pontos

3- Rui Patricio (Portugal/Sporting Portugal) 50 pontos

4- Claudio Bravo (Chile/FC Barcelona/Manchester City FC) 45 pontos

5- David De Gea (Espanha/Manchester United FC) 37 pontos

6- Jan Oblak (Eslovénia/Club Atletico de Madrid) 31 pontos

7- Hugo Lloris (França/Tottenham Hotspur FC) 29 pontos

8- Keylor Navas (Costa Rica/Real Madrid CF) 18 pontos

9- Thibaut Courtois (Bélguca/Chelsea FC) 13 pontos

10-Denis Onyango (Uganda/Mamelodi Sundowns) 5 pontos

11-Petr Cech (República Checa/Arsenal London FC) 4 pontos

12-Samir Handanovic (Eslovénia/FC Inter Milano) 2 pontos

13-Marc André Ter Stegen (Alemanha/FC Barcelona) 1 ponto

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:05

O regresso de Beto Pimparel a Alvalade

Leão Zargo, em 06.08.16

 

Beto SCP.jpg

 

Pimparel, pois claro. António Alberto Bastos Pimparel. Beto, no mundo do futebol, é um guarda-redes que não treme perante o epitáfio de José do Carmo Francisco, em “Os Guarda-Redes Morrem ao Domingo”: “Eles ganham mas às vezes perdem. Eles vivem mas às vezes morrem. Sempre que sofrem um golo impossível, sempre que no último minuto se deixam bater e um resultado muda, é uma pequena morte.”

 

Beto fez a formação futebolística em Alvalade (foi Campeão Nacional em 1999) e ainda debutou na equipa B. Em 2004, com 22 anos, o Sporting deu-lhe guia de marcha, se calhar por causa da altura. Diz quem sabe que o mínimo para um guarda-redes é 1,85m de altura. E o Beto mede pouco mais de 1,80m. Um anão, portanto.

 

O próprio Jorge Jesus profetizou no passado um fraco futuro para o guarda-redes, depois de um Sp. Braga-Leixões (Fevereiro de 2009) que os de Matosinhos venceram por 1-0. A altura, sempre a malfadada altura. Como se sabe as bruxas não existem, pero que las hay, las hay. O treinador e o jogador reencontram-se depois daquela final da Liga Europa, em Turim, quando Beto ‘parou’ dois remates de grande penalidade e incorporou a maldição de Béla Guttmann. Agora, o treinador reconheceu que se enganou.

 

A seguir à saída do Sporting, Beto comeu o pão que o diabo amassou em Chaves e teve salários em atraso no Marco. Em Matosinhos, à cautela, mostrou que tinha mãos para as francesinhas e que se tivesse de ser seguiria outro rumo. A sua hora chegou no Leixões e foi considerado um dos melhores guardiões na 1ª Liga em 2008-09. O FC Porto reparou nele e contratou-o. Não corria grandes riscos, pois Beto tinha oito anos de formação no Sporting e experiência nas selecções jovens. E pelos vistos no Dragão não acharam que ele fosse um anão. Ao fim de três anos no Porto, o guarda-redes fez-se de novo à estrada: Cluj da Roménia, Braga e Sevilha.

 

Muitos anos depois de ter decidido que na vida de um guarda-redes há vários caminhos por fazer e inúmeros desafios a enfrentar, Beto regressou à casa-mãe. Finalmente. Uma história bonita para alguns, uma lição de vida para outros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:47

 

Beto-Antonio-Pimparel.jpg

 

Segundo notícias de última hora, Beto está em Lisboa e prepara-se para efectuar os exames médicos e assinar pelo Sporting.

 

O guarda-redes internacional, de 34 anos, chegou ao Sporting em 1995 (com 13 anos) e saiu em 2004, sem nunca se ter afirmado na equipa principal. Regista passagens pelo Chaves, Marco, Leixões, FC Porto, Cluj, SC Braga e, nas últimas três épocas, no Sevilha, onde conquistou por duas vezes a Liga Europa.

 

Em 2014/15 sofreu grave lesão que o afastou dos relvados durante muitos meses. Apesar de ter voltado a ser opção no clube espanhol, nunca mais foi titular com regularidade. Em 2015/16 jogou apenas 5 jogos e ficou livre no final da época. Estava até este momento sem clube.

 

A confirmar-se, parece ser uma alternativa a Eduardo que, segunda consta, terá sido desviado para o Chelsea, depois de já ter tudo acertado com o Sporting.

 

Agrada-me a ideia de Beto regressar ao clube que o formou, mas, para ser sincero, tendo em consideração a sua idade e circunstâncias, fico com a ideia que é uma contratação barata e quase de desespero por parte do Sporting. Beto estará à altura da baliza leonina caso Rui Patrício saia ou sofra algum imprevisto ?

 

*** Beto é o guarda-redes que Jorge Jesus, então treinador do SC Braga, disse que nunca seria grande guarda-redes por ser baixo (1,81m).

 

 

Nota: O Sporting foi derrotado esta noite pelo Bétis (2-3), em jogo realizado no Estádio Algarve na disputa da Iberica Cup. Alan Ruiz e Slimani foram os marcadores leoninos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03

 

img_770x433$2016_06_30_22_55_55_1123437.jpg

Grande penalidade defendida contra a Polónia no Euro 2016

 

 

Reconhece-se que o histórico de golos sofridos por um qualquer guarda-redes reflecte mais na equipa que tem à sua frente do que, propriamente dito, na sua performance individual, contudo, mesmo com isto em mente, Rui Patrício lidera a lista dos defensores das redes lusas nas últimas duas décadas. Eduardo regista a melhor média/jogo, mas também é quem realizou menos partidas:

 

RUI PATRÍCIO

 

50 jogos - 50 golos sofridos - 18 jogos em branco - média golos sofridos/jogo 1

 

EDUARDO

 

35 jogos - 16 golos sofridos - 22 jogos em branco - média golos sofridos/jogo 0,51

 

VÍTOR BAÍA

 

80 jogos - 50 golos sofridos - 43 jogos em branco - média golos sofridos/jogo 0,6

 

RICARDO

 

79 jogos - 63 golos sofridos - 40 jogos em branco - média golos sofridos/jogo 0,79

 

 

* O período de maior ascenção de Eduardo foi com Carlos Queiroz como seleccionador nacional.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:21

Os lendários defensores das redes

Rui Gomes, em 03.10.14

 

 

A recém-publicação de um post sobre Peter Schmeichel, deu ensejo a uma troca de opiniões entre alguns de nós aqui no blogue, sobre os melhores guarda-redes na história do Sporting.

 

Joaquim Carvalho não foi incluído na lista elite, mas não deixou de ser referido pela regularidade e elevada qualidade da sua distinta carreira ao longo dos 12 anos e 244 jogos em que jogou de "leão ao peito", a conquista da Taça das Taças de 1964 e três títulos nacionais. Não terá sido o melhor, mas é um dos mitos das balizas leoninas.

 

Comentando a recém-fantástica exibição de Rui Patrício frente ao Chelsea, Joaquim Carvalho aproveitou a ocasião para dar o seu parecer sobre o grupo dos lendários "leões":

 

«Para mim, o n.º 1 sempre foi Carlos Gomes, um exemplo com o qual muito aprendi. Azevedo fez coisas maravilhosas, como quando ajudou a ganhar ao Benfica, jogando com a clavícula partida; o Damas era igualmente fantástico. O jogo que Rui Patrício fez com o Chelsea está ao nível dos grandes guarda-redes. Ele é muito parecido com o Damas, porque também é muito mexido e decidido quando tem de fazer a mancha no chão. Eu não era tanto assim... Agarrava bem as bolas, mas não era tão decidido como esses dois. Eu era melhor entre os postes e nos cruzamentos ! Já o Patrício é muito forte pelo chão, como era o Damas. Ele é mais uma prova de que a sina do Sporting é oferecer grandes guarda-redes a esta nação.»

 

Joaquim Carvalho, o ídolo da minha juventude, quando ainda sonhava poder um dia defender a baliza "verde-e-branca".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:37

 

 

Não só não é exagero algum, é por de mais evidente, que entre os 736 jogadores que participaram no Mundial 2014, são os guarda-redes que mais têm estado em destaque, que mais deslumbraram e, em alguns casos, que até atingiram o estatuto de heróis. O muito antecipado brilhantismo de Cristiano Ronaldo, Lionel Messi, Neymar e de mais duas ou três das "estrelas" da actualidade, não se concretizaram.

 

Salvo dois ou três dos encontros, entre eles a meia-final entre a Argentina e a Holanda, o Mundial do Brasil tem proporcionado excelente futebol e muitos e bons golos, não obstante a excelente "performance" dos guarda-redes.

 

Keylor Navas

 

A Costa Rica sobreviveu de forma deslumbrante um grupo que contava com a Inglaterra, Itália e o Uruguai, muito pelo brilhante Keylor Navas, cujo nome será imortalizado na história do futebol costa-riquenho. Tanto assim é, que o nome do estádio local vai mudar para "Estádio Keylor Navas". A Costa Rica, a exemplo da Holanda, sai deste Mundial sem perder um único jogo.

 

 

 

 

Guillermo Ochoa

 

Curiosamente, o guarda-redes foi o único jogador mexicano que chegou ao Mundial sem clube, disposição esta que sofrerá alterações num futuro muito próximo, decerto. O México chegou aos oitavos-de-final muito por grande mérito de Ochoa, com especial destaque para o jogo com o Brasil, que o próprio considera o seu melhor de sempre. O afastamento da competição ficou-se a dever à notória grande penalidade assinalada por Pedro Proença, por suposta falta sobre Robben, já nos descontos, que mesmo o brilhante Ochoa não travou.

 

Tim Howard

 

O guarda-redes norte-americano do Everton, terá sido o melhor jogador dos Estados Unidos e fica no registo do Mundial com o recorde de maior número de defesas num jogo: 16, frente à Bélgica. Fez também grandes exibições nos jogos com Portugal, Gana e Alemanha. Sai do Brasil com a distinção de "Ministro da Defesa Americano".

 

 

 

Rais M'Bolhi

 

Além de Slimani, o Mundial mostrou ao mundo a qualidade deste guarda-redes, que muito contribuiu para que a Argélia fosse a última equipa africana a sair do Brasil. A eventual queda surgiu às mãos da poderosa Alemanha, mas não sem uma forte "palavra" de M'Bolhi.

 

 

 

 

Enquanto estes guarda-redes se evidenciaram pelo positivo, outros, menos felizes, sairam do Brasil com más memórias. O nosso Rui Patrício terá sido um destes, pelo resultado do primeiro jogo e pela lesão que sofreu; Igor Akinfeev foi o elemento mais fraco da selecção russa e, por fim, Iker Casillas, campeão em título, que passou por um autêntico pesadelo.

 

O Mundial tem sido o palco dos guarda-redes, e muito embora Manuel Neuer não tenha surpeeendido - possivelmente o melhor do Mundo neste momento - a decisão do título em disputa no domingo poderá muito bem passar pelas mãos dele.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:37

Os "Money Makers" entre os postes

Rui Gomes, em 15.04.14
 

 

José Mourinho transferiu-se para o Chelsea de Roman Abramovich em 2004 e, entre as suas diversas contratações, um então pouco conhecido guarda-redes de 22 anos que militava há duas épocas no Rennes da "Ligue 1", por nome de Petr Cehch. Dez anos, 469 jogos e muitos títulos mais tarde, ainda é o mesmo gigante que comanda presença "imperial" entre os postes da baliza do clube de Londres, um dos melhores do Mundo e o mais bem pago entre todos , com um salário anual de 6,8 milhões de euros.

 

De acordo com os dados disponíveis, a média salarial de futebolistas nesta posição, em clubes de topo, ronda os cinco milhões de euros, embora hajam outros três exemplos que, à imagem de Petr Cech, ficam acima desta fasquia: Iker Casillas, Manuel Neuer e Victor Valdés.

 

1.º Petr Cech - Chelsea - 6,8 milhões de euros

 

2.º Victor Valdés -Barcelona - 6,6 milhões

 

3.º Manuel Neuer - Bayern Munique - 6,3 milhões

 

4.º Iker Casillas - Real Madrid - 6 milhões

 

5.º Gianluigi Buffon - Juventus - 5,2 milhões

 

6.º Hugo Lloris - Tottenham - 5 milhões

 

7.º Joe Hart - Manchester City - 4,7 milhões

 

8.º David de Gea - Manchester United - 4,2 milhões

 

9.º Pepe Reina - Nápoles - 3,2 milhões

 

10.º Salvatore Sirigu - Paris Saint-Germain - 2,8 milhões

 

Não se sabe ao certo - pelo menos eu não sei - mas Rui Patrício estará com um salário anual de aproximadamente 1,5 milhões de euros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:40

Os guarda-redes

Rui Gomes, em 21.01.13

 

Pela vinda de Hugo Ventura para o Sporting, surgiu-me o interesse de verificar as alturas dos guarda-redes leoninos, e não só. Curiosamente, em Alvalade, os mais altos são os da equipa B, Vítor Golas e Luís Ribeiro, ambos com 1,92 m, enquanto que Rui Patrício tem 1,88m, Marcelo Boeck 1,91m e o recém-chegado Hugo Ventura, 1,85m, o mais baixo de todos. Os mais altos, entre os melhores do Mundo, são Petr Cech e Joe Hart com 1,96m, seguidos por Manuel Neuer 1,93m, Buffon 1,91m, Pepe Reina e Hugo Lloris com 1,88m, Julio Cesar 1,86m e, por fim, aquele que ainda é considerado o melhor de todos (discutível) Eker Casillas, com apenas 1,82m.

Conclusão, não só centímetros fazem um bom guarda-redes, por muito que ajude.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:50

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo