Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pavilhão João Rocha foi inaugurado

Rui Gomes, em 22.06.17

 

ng8612350.jpg

ng8612347.jpg

ng8612346.jpg

 

Depois de ser lançada a primeira pedra em Março de 2015, a obra - que custou cerca de 10 milhões de euros - foi inaugurada, esta quarta-feira, perante cerca de dois mil adeptos sportinguistas e o olhar do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, e do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

 

«É um dia importante para nós, sportinguistas. Como vai ser bom comemorar aqui títulos. Hoje, é o dia da concretização de um sonho de mais de 3,5 milhões de sportinguistas. Este é o melhor, maior e mais bonito pavilhão de clube de Portugal. Disse que iríamos ter pavilhão 'Doyen a quem doer' e aqui está"», afirmou Bruno de Carvalho.

 

No discurso de abertura do Pavilhão João Rocha, o presidente lembrou os 13 anos em que as modalidades saltaram entre diferentes localizações longe de Alvalade e as inúmeras "promessas" de surgir uma nova casa para as modalidades ao longo desse tempo, agradecendo agora aos adeptos que ajudaram a financiar a obra através da 'Missão Pavilhão'.

 

«Passaram 13 anos e vários pavilhões nasceram. Em promessas. Durante todo esse tempo, jogámos fora da nossa casa, apesar de sermos bem tratados. Mas hoje, 15 anos depois de inaugurar a Academia, a casa do futebol, inauguramos hoje a casa das modalidades. Sabemos que sem os 22.956 sportinguistas que contribuíram esta obra não seria possível».

 

Além dos recados para o fundo de investimento Doyen, com quem teve um diferendo, Bruno de Carvalho não deixou também passar em claro a recente polémica em torno de uma conversa 'em off' com jornalistas e que acabou por vir a público através de uma gravação áudio. «Sei que hoje há gravadores, portanto, ninguém se preocupe que não vai ficar chocado». 

 

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, discursou também no Pavilhão João Rocha para exaltar o "momento histórico" na vida do Sporting e elogiou a funcionalidade e modernidade do novo espaço:

 

«Depois de década e meia de afastamento, as modalidades do Sporting estão de regresso a casa. Parabéns ao Sporting e a todos os sportinguistas. Com a inauguração do pavilhão, estamos a ser testemunhas de que os sonhos se concretizam. Em 2013, com o país em recessão e as finanças do clube nas primeiras páginas, deixo uma palavra de especial reconhecimento a Bruno de Carvalho nesta notável obra que perdurará. Só a sua perseverança e a sua determinação é que tornaram possível esta obra».

 

Não pretendemos de modo algum desviar a atenção da ocorrência histórica, que foi precisamente a inauguração do Pavilhão João Rocha. Lamentamos, no entanto, que Bruno de Carvalho se tenha servido de tão importante ocasião para mandar umas "bocas" gratuitas. Ele é o que é e nada alterará isso, infelizmente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:05

 

img_770x433$2017_06_14_00_59_25_1277445.jpg

 

O Sporting divulgou ontem os primeiros pormenores sobre a inauguração do Pavilhão João Rocha, estrutura que vai abrir portas no próximo dia 21, destacando a oportunidade que a cerimónia vai proporcionar à família sportinguista, que se fará representar por antigos e actuais dirigentes, antigos e actuais atletas, claques organizadas e muitos dos núcleos que estão espalhados não só por Portugal, mas um pouco por todo o Mundo.

 

O clube aproveitou, ainda, para destacar o facto de mil dos 3 mil lugares disponíveis na inauguração serem ocupados por quem contribuiu monetariamente para a edificação da nova casa das modalidades, através da campanha ‘Missão Pavilhão’.

 

No total, foram registados cerca de 23 mil donativos, que contribuiram para o pagamento de aproximadamente 10 por cento da estrutura.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:36

A Cidade do Futebol

Rui Gomes, em 31.03.16

 

 

É hoje inaugurado a Cidade do Futebol, uma obra da Federação Portuguesa de Futebol pensava há mais de dez anos e que servirá de pólo agregador das selecções nacionais e da própria FPF.

O espaço, situado nos terrenos entre o Estádio Nacional e a prisão de Caxias, vai receber todas as equipas nacionais de futebol, que, nos últimos anos, dividiram o trabalho de preparação por vários complexos desportivos do país, como são os exemplos de Rio Maior e Óbidos, ou, mais recentemente, no Estádio do Restelo, em Lisboa.

A obra tem um custo estimado de 15 milhões de euros, sendo que tanto a UEFA como a FIFA contribuíram para a sua edificação. O Estado não teve qualquer contribuição na nova casa das Selecções.

Eis alguns números da Cidade do Futebol.

Área de construção de 12.400 metros quadrados. Localizado no Alto da Boa Viagem, a infra-estrutura faz parte do Complexo Desportivo do Jamor, apesar de estar numa área autónoma. Integra o edifício seda da FPF, o Centro Logístico, o Centro Técnico e o Núcleo Central.

O Centro Técnico é constituído por três campos de futebol e um campo de treino de guarda-redes. Tem ainda dois ginásios, piscina, sauna, crio terapia, balneários e áreas de trabalho para a Unidade de Saúde e Performance da FPF.

Terreno onde nasceu a obra, pertencia ao Governo e custou dois milhões de euros. O custo estimado da obra é de 13 milhões de euros. A FIFA e a UEFA comparticipam, a fundo perdido, nos valores de um e seis milhões de euros, respectivamente.

Três milhões de blocos de basalto que existiam no terreno foram reutilizados nos muros e na Cidade do Futebol.

Foram plantadas 11 mil árvores.

O edifício tem 90 painéis de aquecimento solar

A iluminação é feita com lâmpadas LED. Todo o completo tem a classificação mais alta em termos de eficiência energética.

A Cidade do Futebol vai estrear-se com um Torneio de Futebol de Selecções Nacionais de sub-15, entre 1 e 3 de Abril, e terá a participação de mais de 84 jogadores distribuídos entre quatro selecções.

A primeira selecção a estagiar no novo centro será a Selecção Feminina de Futebol. A Selecção A de Portugal fará a sua preparação no Euro 2016, em França, na Cidade do Futebol.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:56

 

cidadefutebol1fpf.jpg

 

A Cidade do Futebol, espaço que vai albergar nas imediações do Jamor tudo o que diz respeito às selecções nacionais, será inaugurada no próximo dia 31, quinta-feira, dia do 102.º aniversário da Federação Portuguesa de Futebol.

Segundo anunciou esta terça-feira Fernando Gomes, presidente da FPF, a cerimónia oficial de inauguração da Cidade do Futebol será presidida pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, contando também com a presença do primeiro-ministro, António Costa.

Construída ao longo dos últimos 17 meses, no Alto da Boa Viagem, em Oeiras, a nova estrutura vai agregar a sede da Federação Portuguesa de Futebol e o Centro Logístico e de Treinos das Selecções Nacionais. Em Maio servirá de base aos trabalhos da Selecção Nacional que representará Portugal no Euro 2016.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo