Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

20232361_op4n4.jpg

 

Facto: Jorge Jesus conquistou em 2 anos no Sporting o mesmo número de títulos

que Augusto Inácio conquistou em 2 meses no Moreirense: 1.

 

A diferença está "apenas" nos milhões dispendidos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:46

O pior cego é aquele que não quer ver

Ricardo Leão, em 02.01.16

 

19144999_Dpi4q.jpg

 

(...) "É extraordinário [o desempenho do Sporting esta época], pois a equipa é praticamente a mesma."(...)

J.M. Ricciardi

 

Creio que Ricciardi não vê um jogo do Sporting há uns meses bastante largos... A equipa é praticamente a mesma!? Só se o "praticamente" for com a excepção de todos os reforços recebidos na era Jesus, claro está! Bem diz Leonardo Jardim que, para ser melhor do que ele, Jesus vai ter de ganhar o título.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:06

Eis o Sporting que Bruno nos prometeu

Ricardo Leão, em 06.11.15

 

18981533_HBo6P.jpg

 

Um Sporting à imagem da falta de ambição do seu treinador. E, já agora, do seu presidente. Quando Jesus dá o mau exemplo, o que esperar dos jogadores ? Mais do mesmo, como é evidente. O problema é que ninguém explicou a Jorge Jesus (será que isso era mesmo preciso ?) as ambições e a exigência do clube onde se encontra. O mais fantástico é que de Azevedo de Carvalho, noutros palcos tão publicamente interveniente, se vê "uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma".  Ou seja, para fora faz voz grossa, para dentro não é mais do que um miar de um gatinho. Aqui está um exemplo da tal "cultura de exigência" defendida por Azevedo de Carvalho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:22

(Jesus) é uma vergonha!

Ricardo Leão, em 12.06.15

 

 

 

Como as coisas mudam, não é dr. Barroso ?  Pela boca morre o peixe.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:38

O efeito do "nevoeiro" clubista

Rui Gomes, em 27.10.14

 

thumbs_web_sapo_ioCAR6DB3N.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:52

Brincadeira de dizer a "verdade"

Rui Gomes, em 07.07.14
 

 

E, decerto - ao gosto do "melhor" treinador da época

passada - será "limpinho, limpinho", como se deseja !??

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:34

Os dois lados da mesma moeda

Rui Gomes, em 22.02.14
 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:42

O que dizem eles

Rui Gomes, em 26.09.13

 

 

«O grande problema do futebol português, como alguém já disse, é o medo de afrontar determinadas forças, de apontar o dedo a determinadas formas de pressionar arbitragens e formas de resolver jogos. Desse medo a Liga não se preocupa. Respeito os dirigentes da Liga, mas não podem haver dois pesos e duas medidas, uma atitude em relação ao Benfica e outra em relação ao FC Porto. Não queremos que o Benfica seja beneficiado nem toleramos que o Benfica seja a alma negra e o alvo a abater para que ninguém seja levado ao colo em mais um campeonato.»

 

-    Rui Gomes da Silva    -

 

Observação: Era inevitável que este notório personagem integrasse também a campanha em curso para "beatificar" Jorge Jesus e o clube de Carnide. Expressões bastante ilustrativas da sua bem conhecida objectividade, imparcialidade e sentido de justiça desportiva: "dois pesos e duas medidas", não queremos que o Benfica seja beneficiado" e "que ninguém seja levado ao colo". Sim... e o sol também nasce no Poente !

 

Esta hipocrisia patente por quem teve o indecoro de proferir o seguinte:

 

- "No Benfica nunca contamos mentiras".

 

- "O Sporting nasceu do Benfica".

 

- "Não queiram comparar uma agressão com uma pessoa que atira um verylight sem destino".

 

- "O meu filho se for jogador de futebol nunca representaria o Sporting ou o FC Porto, nem que a sua felicidade dependesse disso."

 

O problema do vice-presidente do Benfica e do seu clube é que não estão e nunca estiveram minimamente preocupados com o estado do futebol português, mas apenas e tão com o que os beneficia, em detrimento de seja de quem for. Mentiras ???... Até a data da fundação do seu clube é uma MENTIRA !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:28

Em pé de guerra !

Rui Gomes, em 24.09.13

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:37

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:01

O "derby" e os treinadores

Rui Gomes, em 30.08.13

 

Um artigo que vale a pena ler por Nuno Farinha do jornal "Record", em que o autor aborda o "derby" de amanhã e, de especial interesse, faz uma perspicaz comparação entre Leonardo Jardim e Jorge Jesus.

 

O texto completo pode ser lido aqui, já que me limito a transcrever somente três parágrafos que, na minha opinião, merecem destaque:

 

«Leonardo Jardim e Jorge Jesus são treinadores de pensamento futebolístico muito diferente. É normal que assim seja, aliás, porque há exactamente 20 anos a separá-los. Jardim, 39 anos, é um produto da linha académica, em estado de evolução acelarada e sempre disponível para a aprendizagem. Jesus, 59 anos, é um autodidata que só aceita lições de Johan Cruyff e Manuel Sérgio.»

 

«Os treinadores do Sporting e Benfica são diferentes em quase tudoo. Um é discreto, o outro é exuberante. Um fala baixo, o outro fala alto. Um tem pouco cabelo, o outro tem muito. Independentemente das distâncias mais ou menos fáceis de identificar, há um registo que promete aproximá-los: Jardim está a conseguir, em tempo recorde, despertar um gigante exactamente como Jorge Jesus fez em 2009, quando chegou à Luz.»

 

«O treinador madeirense é, para já, a figura maior do Sporting-Benfica. Na véspera de arrancar o campeonato este jogo era, no calendário, um pesadelo para os leões. Hoje parece um sonho.»

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:13

Qual deles vai sorrir no fim ?

Rui Gomes, em 16.08.13

 

 
Para a maioria dos adeptos de futebol, este é o momento ansiosamente esperado: o início de uma nova época e de uma nova esperança que a sua equipa vá conseguir repetir ou melhorar no que fez na época passada e atingir os tão desejados patamares de glória. É, também, o momento de darem os seus palpites assentes em um misto de factos, ilusão e emoção.
 
Com novo treinador e jovem, mas com uma equipa sólida e com a eterna indestrutível estrutura, será que alguém vai conseguir destronar o FC Porto ?... Será que Jorge Jesus e o Benfica conseguirão ir um pouco mais longe do quase... com ou sem Óscar Cardozo ?... E o sábio veterano professor irá manter o SC Braga na luta pelos lugares cimeiros e pela Europa ?... Por fim, a maior dúvida de todas: será que o "perfume" de Jardim vai ser o suficiente para o Sporting recuperar a competitividade condigna com a sua gloriosa história ?
 
16 equipas, 30 jogos de campeonato e cerca de 10 meses de competição: qual deles vai sorrir no fim ? Paulo Fonseca, Jorge Jesus, Jesualdo Ferreira ou Leonardo Jardim ?
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:17

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:24

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:37

O passado e os erros repetem-se

Rui Gomes, em 13.05.13

Admito, desde já, que esta temática é muito subjectiva, como aliás muito ao que concerne o jogo de futebol é, mas enquanto assistia ao jogo do Benfica no Dragão a imagem que me veio constantemente à mente foi a do Sporting em 2005, no desafio em que surgiu o infâme golo de Luisão a dar a vitória aos encarnados. Reconheço que ninguém melhor do que Jorge Jesus sabe a condição física da sua equipa e que a final da Liga Europa o terá incomodado mas, à semelhança do que José Peseiro fez em 2005, não compreendo a razão do Benfica se afastar do modelo de jogo que o conduziu até este ponto: audaz, destemido e agressivamente atacante, perante um FC Porto que, na minha opinião, está longe de ser uma equipa dominadora, em contrário. Ambos, Jesus e Peseiro, jogaram cautelosamente, conscientes de que o empate serviria os seus objectivos, e não obstante o golo milagreiro ao cair do pano, quem assim joga quase sempre sai derrotado. O "clássico" foi um jogo emotivo mas de fraca qualidade, muito por um Benfica descaracterizado e sem o nível de envolvência ofensiva que é a sua marca. O FC Porto teve muito posse de bola, mas esteve  lento e as oportunidades criadas foram escassas.

Apesar da época notável do Paços Ferreira, acredito que o FC Porto não vai deixar fugir o título e Jorge Jesus, a exemplo de José Peseiro em 2005, sujeita-se a ver a sua equipa cair sem ânimo perante um Chelsea muito motivado e a necessitar da vitória para justificar uma campanha aquém da expectativa.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds