Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fotografia com história dentro (51)

Leão Zargo, em 18.06.17

Jesus Correia Sporting C.P..jpg

 

Seis golos em Madrid

 

 

Jesus Correia, o ‘Necas’, era uma dor de cabeça para os defesas adversários. Com uma velocidade e técnica estonteantes, uma imaginação constante, um remate forte e colocado e um invulgar instinto para o golo, jogando na posição de extremo-direito conseguiu revelar toda a sua capacidade ofensiva nos míticos ‘Cinco Violinos’. Esta linha avançada constituída por Jesus Correia, Vasques, Peyroteo, Travassos e Albano, num misto de força e de técnica, de energia e de habilidade, improvisava verdadeiros recitais nos campos de futebol. Música clássica ou vanguardista, sempre de acordo com as circunstâncias do jogo.

 

Uma das tardes de glória de Jesus Correia aconteceu no dia 5 de Setembro de 1948, no Estádio Metropolitano, em Madrid, frente ao Atlético. Aos 67 minutos o Sporting vencia por 6-0, com seis golos do ‘Necas’. Até ao final do jogo os madrilenos marcaram três vezes e amenizaram a dura derrota. No dia seguinte, o jornal ‘El Mundo Deportivo’ escreveu que “os homens do Sporting dominam com perfeição a escola moderna concebida na marcação e na desmarcação, trocando de posições continuamente de maneira a desconcertar os adversários, sobretudo Jesus Correia, o magnífico extremo-direito”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:23

Jesus Correia recordado

Rui Gomes, em 03.04.17

 

antonio_jesus_correira.jpg

António Jesus Correia

3 Abril 1924 - 30 Novembro 2003

Um dos imortais "Cinco Violinos"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15

 

18787830_KKJWE.jpg

Este livro de José do Carmo Francisco já foi publicado há uns bons anos, mas permanece em mim o gosto de voltar a pegar nele para me emocionar com as suas páginas carregadinhas de poesia e de memória. É um livro sobre todos nós, os sportinguistas, e para todos aqueles que, gostando do futebol, também consideram que “a distância da bola ao coração / é tão pequena como um grão de nada” (J. C. Francisco). Nele, a história do Sporting e dos nossos ídolos constituem a matriz referencial. Afinal de contas, o livro alimenta (e acrescenta) em cada um a vontade e o prazer de ler (e conhecer) sobre o clube de Stromp, Jorge Vieira, Peyroteo… e de Jesus Correia, Vítor Damas, Pedro Barbosa e tantos outros!

 

A propósito do livro e da sua memória mais antiga de leão, José do Carmo Francisco escreveu: “Realizei o meu sonho de criança quando na minha aldeia natal (Santa Catarina) ia atrás do carteiro para ler em primeira mão o jornal do Sporting logo que a D. Teresa ou o senhor Josué lhe cortassem a cinta de papel que o envolvia.” Imagino que foi então que no poeta se começou a construir a emoção das palavras quando se revelavam no sonho a magia de um pontapé de fora da área ou o malabarismo de um toque de calcanhar por atletas vestidos de verde e branco.

 

Desta belíssima obra, recordo o poema que foi dedicado a Pedro Barbosa, jogador cujo virtuosismo está na memória de quase todos de nós, ele que reinventava em cada jogada o gosto mais antigo pelo futebol enquanto forma de arte que sempre nos maravilhou e fez sonhar !

 

Pedro Barbosa (com o número 8)

 

Desenhas o teu jogo com um compasso

Com desprezo do esforço e do excesso
Onde não há, tu inventas novo espaço
Levando a bola até onde já não a meço

Tão veloz que não permanece na retina
E apenas surge no golo em conclusão
Afagas a bola numa ternura repentina
Como se de repente o pé tivesse mão

“Feito num oito” fica quem tu enganas
No drible mais inesperado e imprevisto
Em vez de dias tu permaneces semanas
Na memória de quem fez o seu registo

Tu não és o altivo artista mas o artesão
E se jogas sempre de cabeça levantada
É porque a distância da bola ao coração
É tão pequena como um grão de nada

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:02

Factos Sporting (50)

Rui Gomes, em 28.05.13

 

Nas suas dez épocas no Sporting, Jesus Correia conquistou por sete vezes o Campenato Nacional - 1952/53, 1951/52, 1950/51, 1948/49, 1947/48, 1946/47 e 1943/44 - dois Campeonatos de Lisboa - 1946/47 e 1944/45 - e duas Taças de Portugal - 1947/48 e 1944/45. Estreou-se na Selecção Nacional em 1947, num jogo de carácter particular, a 5 de Janeiro. No campo das Salésias, Portugal empatou a duas bolas com golos de Rigério Pipi e Francisco Moreira. Jesus Correira rendeu Albano aos 75 minutos da partida. No total, representou Portugal por 13 ocasiões, tendo marcado três golos. Retirou-se em 1952, apenas com 31 anos. A dada altura, como jogava hóquei pelo Paço d'Arcos e futebol no Sporting, viu-se forçado a escolher entre os "dois amores" e optou pelo mais antigo: o hóquei.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:58

Factos Sporting (49)

Rui Gomes, em 26.05.13

 

Jesus Correia nasceu a 3 de Abril de 1924, em Paços de Arcos, tendo falecido a 30 de Novembro de 2003, com 79 anos de idade, quando era o último dos "Cinco Violinos". Foi apelidado de "Dois Amores", porque praticava hóquei em patins e futebol, ao ponto de ter sido internacional em ambas as modalidades. Ao longo da sua carreira - dez épocas - jogou por um único clube, o Sporting, marcando 130 golos em 157 jogos disputados no Campeonato Nacional. Abandonou o futebol na época de 1952/53, despedindo-se num jogo contra o Benfica, a 5 de Outubro de 1952, com uma vitória leonina por 3-2 e ele a marcar logo no primeiro minuto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:20

Factos Sporting (13)

Rui Gomes, em 04.12.12

Jesus Correia actuou dez temporadas de «leão ao peito» - 1943/44 a 1953/53 -, com 254 golos em 315 jogos disputados na equipa leonina, com um registo impressionante de 0,81 golos por jogo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:28

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo