Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 

João Mário marcou este domingo o seu primeiro golo pelo Inter (aos 55'), embora os nerazzurri tenham perdido em casa diante do Cagliari, por 2-1.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:53

João Mário vai falhar a Selecção

Rui Gomes, em 27.09.16

 

joao-mario_43789.jpg

 

João Mário vai falhar os dois próximos jogos da Selecção Nacional, da fase de qualificação para o Mundial 2018, devido a lesão. O médio do Inter de Milão tem paragem estimada para três semanas, depois da lesão sofrida antes do jogo com o Bolonha, neste último fim-de-semana. Sofreu um estiramento no gémeo da perna esquerda, lesão que o clube italiano confirmou.

 

Além de falhar os jogos da Selecção Nacional, o antigo jogador do Sporting também não defrontará a Roma, pelo Inter. Poderá voltar à competição a 16 de Outubro, no desafio com o Cagliari, de Bruno Alves.

 

Os encontros da equipa das quinas estão marcados para 7 de Outubro, em Aveiro, contra Andorra e 10 de Outubro frente às Ilhas Faroé, como visitante.

 

Desejamos a sua rápida recuperação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:11

João Mário não inscrito na Europa

Rui Gomes, em 02.09.16

 

img_FanaticaBig$2016_09_02_12_45_22_1151602.jpg

 

A bem dizer, a vida de João Mário já nada tem a ver com considerações sportinguistas, mas não resisti comentar recém-notícias provenientes da Itália, em que é revelado que o antigo jogador do Sporting não foi inscrito na UEFA, pelo Inter de Milão, de modo a poder participar na Liga Europa. Isto, alegadamente, relacionado com as regras de fair-play financeiro.

 

Confesso que não sou um perito nesta matéria, mas há aqui algo que me ultrapassa completamente, aliás, diria até que ultrapassa, em princípio, qualquer racionalidade lógica.

 

O jogador foi contratado - entre outros - está nos registos financeiros do clube e está inscrito na Liga italiana. Qual será o impacte de competir ou não na Europa, neste enquadramento ? Não vejo...

 

Faz mais sentido - que até foi noticiado inicialmente - que a exclusão de João Mário e de mais um ou dois - deve-se exclusivamente à gestão do plantel por Frank de Boer, de algum modo semelhante ao que Jorge Jesus fez no Sporting na época passada, por outras vias, dado que o objectivo prioritário do Inter é o título da Série A e não as provas europeias. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:46

 

Joao-Mario-1711-e1471687781995-610x400.jpg

 

O Sporting confirmou esta noite que João Mário foi oficialmente transferido para o Inter de Milão, por 40 milhões de euros, mais 5 milhões por objectivos, dando termo a uma "novela" que se arrasta há meses:

 

«A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD informa que chegou a acordo com o Inter de Milão para a transferência definitiva do jogador João Mário por 45 milhões de euros, 5 dos quais mediante objectivos».

 

A venda mais valorosa na história do Sporting de um jogador que, curiosamente, há três épocas, nem sequer 'tinha lugar' na equipa leonina e acabou por ser emprestado ao Vitória de Setúbal. A vida oferece as suas ironias e o futebol ainda mais.

 

João Mário termina assim a sua estada de catorze anos de "leão ao peito", período em que regista 82 internacionalizações pelas Selecções jovens de Portugal e 18 pela Selecção A, culminando com a histórica conquista do Campeonato da Europa.

 

Não posso deixar de confessar que preferia que a transferência tivesse sido para um clube inglês, apenas e tão só porque, na minha opinião, as suas características são mais adequadas ao futebol que é praticado na Premier League.

 

Depois de ter constado que uma proposta do Liverpool foi rejeitada pela Sporting SAD, o único outro clube que manifestou interesse genuíno foi precisamente o Inter. Com a chegada de Frank de Boer a Milão e a sua conhecida admiração por João Mário, a transferência ficou selada, salvo em papel.

 

Boa sorte João Mário !

 

 

Mensagem de despedida de João Mário

 

«Por onde começar.. catorze anos maravilhosos que não vou esquecer aconteça o que acontecer !

 

Neste momento só me vem à cabeça a palavra agradecimento. Agradecimento ao Sporting por tudo o que fez por mim. Comecei como qualquer criança que chega à academia e sonha em chegar à equipa principal, passando por vários anos numa formação única.

 

Joao-Mario.jpg

Desde o primeiro dia soube que tinha feito a escolha certa e agradecer a todas as pessoas sem excepção que fizeram parte desta história. Desde toda as Direcções, todos os treinadores que tive, todas as pessoas com quem trabalhei durante anos na academia, o meu MUITO OBRIGADO! Ficarão todos no meu coração, assim como todos os sportinguistas pelo carinho que sempre me deram e toda a admiração. A partir de hoje sou mais um adepto a torcer pelo Sporting Clube de Portugal e começa já amanhã (hoje) !

 

Obrigado ao Inter por esta oportunidade e por todo o carinho que tiveram comigo durante esta jornada. Ansioso por começar». 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:48

 

ESCLUSIVA TMW - Inter, intrigo Joao Mario-Pedro Delgado: le ultime sull'affare

 

23.08.2016 12:47 di Alessio Alaimo    articolo letto 23991 volte
© foto di Matteo Gribaudi/Image Sport
 
ESCLUSIVA TMW - Inter, intrigo Joao Mario-Pedro Delgado: le ultime sull\'affare
 
Inter al lavoro, ancora per Joao Mario. Trattativa che continua, ma che si sbloccherà la prossima settimana. Joao Mario idea molto concreta, Inter in pressing. E nell'affare rientrerà Pedro Delgado, che intanto si allena a Portimao, autorizzato dalla società nerazzura. Un vero e proprio intrigo di mercato, perché Delgado era praticamente del Benfica. Manca ancora l'intesa, bisognerà aspettare perché lo Sporting Lisbona vuole che Joao Mario giochi questo week end contro il Porto. Ultima apparizione in settimana, poi la fumata bianca con l'Inter per entrambe le operazioni. Joao Mario all'Inter e Delgado - che ha offerte anche da Spagna e Inghilterra - allo Sporting, ci siamo quasi...
 
__________________________________________________
 
 
Esta, a versão desta terça-feira do portal italiano TuttoMercato, em que indica que o acordo entre clubes é total e que a operação deve incluir o passe do jovem Pedro Delgado, que mantém-se em Portimão, onde aguarda a conclusão das conversações por João Mário para assinar pelo Sporting.
 

Segundo a publicação, tal deverá ocorrer na próxima semana, já que o Sporting terá pedido ao Inter para que João Mário pudesse alinhar no Clássico da terceira jornada, frente ao FC Porto, antes de dar como fechada a transferência.

 

Dizer que esta "novela" já se tornou cansativa, é dizer pouco, mas enquanto o caso não for definido de uma vez para sempre, continuará a despertar a atenção tanto da imprensa desportiva como dos adeptos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:47

 

19854510_c5T8r.jpg

 

* Negócio de João Mário estará prestes a ruir, o que não será necessariamente mau, se o jogador não permanecer contrariado em Alvalade, ou se esta sua permanência se revelar fundamental à conquista de títulos.

 

Março de 2015, Estados Unidos

 

A General Electric encontrava-se novamente perante o abismo, após a grande crise de 2008. O outrora poderoso grupo (que chegou a ter uma cotação de 280 Biliões de Dólares em Bolsa) avaliava-se neste momento pouco mais de 30 Biliões de USD, fruto de uma desastrosa política financeira de sobrevalorização de activos sobre os quais não detinha suporte (cash flow) suficiente para os manter. Na ocasião, uma das maiores Holdings gestoras de participações norte-americana – a JP Morgan – procurava desbloquear um cativo patrimonial de 33 Biliões de USD à GE (que detinha património imobiliário um pouco por todo o mundo avaliado em cerca de 10 de Biliões de USD). Sem sucesso.

 

Para ultrapassar o impasse, eis que surge então um novo grupo de Private Equity, que com uma “pequena” equipa de 98 gestores, 4 semanas de trabalho e um Leverage Buyout (quando se adquire a participação pela compra de dívida), delibera a cisão total dos “activos tóxicos” da GE, possibilitando o grupo industrial concentrar-se exclusivamente na sua recuperação financeira. O resultado? Aumento de 11% em Bolsa com o fecho de ano a alcançar 17,3 Biliões em lucro (contra 27 Biliões negativos do ano anterior).

 

"This type of business provides us with deep insight into the market, letting it put more capital to work.”

Uma fonte da GE, ao Wall Street Journal

 

Agosto de 2015, Lisboa

 

Proveniente de Inglaterra, chega a Alvalade uma proposta de aquisição do passe de Carrillo por valores a rondar os 50% do montante descrito pela cláusula compensatória desportiva entre o atleta e o clube. O Sporting rejeita a proposta, considerando a aposta no jogador fundamental às suas aspirações imediatas – eliminatória de acesso à Liga dos Campeões. A equipa inglesa e o atleta são porém informados que a partir o 26 de Agosto – após o jogo da segunda mão com a equipa de Moscovo, haverá abertura a diálogo. O Sporting tinha eliminado recentemente SL Benfica no jogo a contar para a Supertaça, e todas as expectativas estavam elevadas para uma época de sucesso desportivo e financeiro.

 

O primeiro jogo com o CSKA corre de feição. Carrillo tem uma das melhores exibições, estando presente nos dois golos do Sporting. A astúcia de Bruno de Carvalho no adiar do negócio estava “alinhada com as estrelas”. Dias mais tarde, perante a nossa eliminação, chega-nos uma segunda proposta por valores bem mais baixos dos que apresentados anteriormente. O Sporting rejeita a proposta, oferece um novo contrato ao jogador (elevando para o dobro a cláusula de rescisão) oferecendo metade do vencimento líquido descrito na proposta do clube inglês. O resultado? A história que todos conhecemos.

 

“If it's good only appears the proposal of Leicester, that colossus of world football? When I was young I also believed in Santa Claus, but then I stopped believing."

Bruno de Carvalho, 2015

 

Uma reflexão

 

Deverá imperar alguma ponderação nesta política de sobrevalorização de activos e posição negocial de “off-business” a que a que se está a sujeitar o Sporting, afim de evitar graves riscos a médio/longo prazo pelo inflacionamento do impacto salarial. Entre o Sporting não querer vender ou os clubes não quererem comprar ao Sporting, poderá existir uma falta de razoabilidade que iniba o aparecimento de mais propostas por um jogador nosso, partindo do princípio que as maiores verbas a circular nesta industria são efectivamente as transacções entre clubes. Esta posição do Clube poderia ter feito bastante sentido há alguns anos atrás, quando emergiam os Fundos ou se contratavam “Hulk’s” por 60 Milhões. Hoje, devemos considerar a criação de relações entre clubes e Cash-Flow imediato como uma solução para os próximos 10 anos, afim de se garantir estabilidade desportiva no clube (e financeira obviamente), que a falta de soluções de receitas próprias não nos permite manter. Não se trata do Sporting ter de aceitar qualquer proposta que nos ofereçam por um activo, mas do facto de estarmos a negociar com apenas um clube que na realidade não tem capacidades financeiras para alcançar o que o Sporting pretende.

 

Outra face deste modelo de gestão é a observável dificuldade em valorizar jogadores de segunda linha para o mercado primário – à excepção dos campeões europeus – algo em que o nosso treinador terá sido bem sucedido no passado. Poderão Gelson, Matheus e Semedo valorizar tanto quanto João Mário ou William, por exemplo? Dois caminhos nos podem assistir: a opção entre esta política de marchand de obras de arte, ou o aproveitamento reconhecido das aptidões de Jorge Jesus em formar, valorizar, ganhar e vender.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

João Mário fora dos convocados

Rui Gomes, em 19.08.16

 

img_770x433$2016_08_19_17_41_21_1146026.jpg

 

Quem o diz é o jornal Record, citando a proverbial fonte anónima. O Sporting, por norma, só revela a lista dos atletas que vão "calçar" no dia do jogo, por conseguinte, em princípio, teremos de esperar até amanhã pela confirmação oficial.

 

Sendo verdade, isto só pode ser indicação de que a oficialização da transferência de João Mário está por horas. O grande mistério, cuja revelação aguardamos ansiosamente, é as condições do negócio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:37

Um enredo de versões e estratégias

Rui Gomes, em 19.08.16

 

naom_5757b34b11c5a.jpg

 

Pela falta de notícias nestes últimos dias, aparenta haver causa para conjecturar que existe um impasse nas negociações entre o Sporting e o Inter relativamente a João Mário. No entanto, também há quem acredita - como é o meu caso - que o acordo ficou selado pela visita de Bruno de Carvalho a Milão e que o atraso em anunciar a transferência obedece a uma qualquer estratégia combinada entre as partes.

 

Mas, como impossível é nada, como diz a Adidas, eis uma outra versão que vem a público por Alfredo Pedullà, especialista em mercado:

 

«A barreira do Sporting é alta... 50 milhões de euros. Esta foi a resposta de Bruno de Carvalho a respeito da última tentativa do Inter de Milão para assegurar a contratação de João Mário. O clube ‘nerazzurro’ não tem intenção de alterar as condições que aqui recordamos: dez milhões pelo empréstimo, 30 de pagamento obrigatório (pagamento em três/quatro fases) e mais cinco a título de bónus.

 

O Sporting é como o FC Porto. Quando decide vender as peças mais valiosas a palavra de ordem é: resistir ou aumentar a parada. É exactamente o que está a fazer Bruno de Carvalho, consciente de que para a Suning – como para o Inter – o João Mário é uma prioridade.

 

A estratégia do Inter passa por esperar pela próxima partida, com a provável utilização do médio desde o primeiro minuto, para depois João Mário forçar a saída com os métodos adequados, mas recordando-lhes sempre que esta é uma oportunidade irrecusável para a sua carreira. Depois, é preciso ser paciente. Esta novela parece a negociação que trouxe Perisic no Verão anterior. Nessa ocasião a estratégia foi precisamente essa».

 

Temos o hábito dizer que "não há duas sem três", mas no caso da hipotética transferência de João Mário para o Inter, é justo adiantar que, em termos de histórias, não há dez sem quinze, e... ainda não terminou.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:02

 

1838461-38766451-2560-1440.jpg

 

João Mário, de 23 anos, natural do Porto, chegou ao Sporting em 2004, aos 11 anos de idade. Cumpriu todo o processo de formação até que, em 2011/12, ainda como júnior, foi chamado à equipa principal em quatro ocasiões, participando, como titular, em 3 jogos da I Liga, e um jogo como suplente utilizado na Liga Europa.

 

Na época de 2012/13, realizou 31 jogos pela equipa B e um jogo como suplente utilizado pela equipa principal.

 

Em 2013/14, não foi opção de Leonardo Jardim, tendo ficado na segunda equipa, onde realizou 13 jogos na primeira metade da época. Insatisfeito com a sua situação, exerceu pressão para ser emprestado, o que viria a acontecer em Janeiro de 2014, quando rumou ao Vitória de Setúbal então liderado por José Couceiro. Pelo clube do Bonfim realizou 15 jogos, 14 dos quais como titular.

 

A sua grande oportunidade na equipa principal surge na temporada seguinte, por mão de Marco Silva, realizando 45 jogos em todas as competições, 37 dos quais como titular, marcando 7 golos.

 

Em 2015/16, já com Jorge Jesus ao lema da equipa principal do Sporting, realizou igualmente 45 jogos, 40 como titular, e voltou a marcar 7 golos.

 

Segue a brilhante campanha europeia, culminando na conquista do título. Ao todo, regista 80 internacionalizações pelas camadas jovens de Portugal e 18 pela selecção "A".

 

Uma muito breve análise às supostas propostas do Inter de Milão, que estarão sobre a mesa:

 

Proposta a): 40 milhões de euros + 5 milhões por objectivos.

 

Esta proposta implica o pagamento de imediato equivalente a 25% da venda ao fundo Quality Football Ireland. Ou seja, 10 milhões de euros, mais, potencialmente 1,250 milhões mediante os objectivos concretizados.

 

Proposta b): Uma época de empréstimo a troco de 10 milhões de euros, com a opção de compra obrigatória no final da temporada, por 35 milhões de euros. Desconhece-se, neste momento, se esta verba será liquidada prontamente ou em tranches.

 

Esta proposta impede o Sporting de ter acesso aos 35 milhões durante um ano, mas permite não só atrasar o pagamento ao Fundo, como também reduzir o montante a pagar em 10 milhões de euros. Ou seja, o Fundo terá direito a 25% de 35 milhões, equivalente a 8,750 milhões de euros, um benefício de 1,250 milhões para o Sporting. De igual modo, estará em equação semelhante benefício na verba inerente aos objectivos que se concretizarão.

 

*** Nota: Muito tem sido falado sobre a verba (50% de qualquer venda) sujeita à repartição com a Banca no âmbito da reestruturação financeira. Na minha opinião, é uma questão lateral que, directamente, em nada se relaciona com as negociações para a transferência deste ou qualquer outro jogador. Ou seja, é uma consideração do foro financeiro interno do Sporting.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:34

O que hoje é verdade amanhã é mentira

Naçao Valente, em 15.08.16

 

ng7460566.jpg

A chamada Silly Season é fértil em "compra e venda" de jogadores. Na comunicação social, todos os dias se anunciam as mais desvairadas transferências. Algumas concretizam-se, a maioria não. Sem fazer uma análise muito rigorosa, mais de noventa por cento não passa de especulação. O facto é que essas notícias, alimentam jornais e programas de desporto televisivo durante horas e horas. É o "lumpen" marginal que vive da indústria do futebol.

 

A anunciada venda de João Mário é mais um capítulo da novela das transferências garantidas por uns, e desmentida por outros. Já foi, vendido e revendido muitas vezes. Consta nesses “mentideros” que está negociado com o Inter de Milão. A ser verdade a sua venda, ou ao que agora se diz o seu empréstimo, será o primeiro grande negócio de um clube que tem dito que não está vendedor. Nada a que não estejamos habituados no mundo do futebol. Parafraseando Pimenta Machado “o que hoje é verdade amanhã é mentira”.


Mas a saída de João Mário do Sporting, que tem estado na ordem do dia, e que já originou aceso debate aqui no Camarote, leva-me a fazer, para além da especulação inerente, algumas considerações, sobre as razões da sua eventual mudança, assim como do mérito da mais valia que daí resultará para o clube. Num país como Portugal e num clube como o Sporting, a formação e a rentabilização de activos é uma forma normal de conseguir receitas. Ponto. A oferta de valores acima de trinta milhões, é um valor muito alto para a realidade dos nossos clubes para poder ser recusada, mau grado as cláusulas  de rescisão estratosféricas. Portanto, a conversa do Sporting não ser vendedor é música para adormecer papalvos. Além disso, não se pode deixar de considerar a vontade do jogador, assim como a evolução da sua carreira.


Outra questão que divide os adeptos é a discussão sobre a quem se devem entregar os louros do provável negócio. Esses louros, como tenho visto escrito pelos indefectíveis da infalível Presidência BdC, não se devem, especificamente, a esta como a qualquer outra Direcção. Devem-se a todas, desde a que captou o jogador, até à actual que fez a previsível venda, passando por aquelas que fizeram a sua formação. E aqui se incluem “olheiros”,dirigentes técnicos. Muita gente, incluindo, croquetes ou pastéis de bacalhau. Foi graças a este longo processo, que o atleta, desenvolvendo capacidades intrínsecas, se tornou naquilo que hoje é. Em suma não é "produto espontâneo" de quem chegou agora ao clube. Para bom entendedor.


Do mesmo modo, o seu valor não se deve aos bonitos olhos deste ou daquele dirigente. O seu preço é-lhe atribuído pelo mercado, em função das suas prestações. E se vale cinquenta milhões é porque há quem ache que faz bom investimento ao comprá-lo por esse dinheiro. Não há nenhum dirigente por mais iluminado que seja a quem se possa dar a exclusividade deste possível bom negócio. É um negócio do Sporting Clube de Portugal e quem o fizer em sua representação, não faz mais que a sua obrigação. É para isso que são pagos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:17

 

Cp0PvY_WAAA-SjL.jpg

 

O jornal italiano Gazzetta dello Sport noticia que o novo treinador do Inter, Frank de Boer, reuniu-se, este domingo, pela primeira vez com Steven Zhang, filho de Jindong, o dono da empresa chinesa Suning que detém o capital maioritário do clube, para fechar alguns dos dossiês pendentes no que toca ao mercado de transferências. Um dos nomes que terá sido falado na reunião foi o de João Mário, tendo o técnico holandês dado luz verde para avançar para a transferência.

 

João Mário será, numa primeira fase, emprestado, rendendo, no imediato, dez milhões de euros ao Sporting. No contrato de cedência, ficará fixada uma cláusula de compra obrigatória de 35 milhões de euros, que o Inter terá de accionar até final da época.

 

Com tudo acertado com o Sporting, os ‘nerazzurri’, segundo o jornal, aguardam a chegada de João Mário já esta segunda-feira, para realizar os habituais exames médicos antes de assinar um contrato de cinco anos, com um ordenado anual de três milhões de euros líquidos.

 

Continuamos sem confirmação oficial desta transferência mas, a confirmar-se, espero que Bruno de Carvalho cumpra com a muito apregoada promessa de transparência - muito falível até agora - e explique a lógica e os respectivos benefícios para o Sporting, deste negócio obedecer a estes termos financeiros. Com isto, espero um pouco mais de detalhe do que eventualmente será comunicado à CMVM.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:57

Foi mesmo a despedida João Mário ?

Rui Gomes, em 14.08.16

 

img_FanaticaBig$2016_08_13_20_57_33_1143697.jpg

Esta poderá muito bem ser a última foto de João Mário

com as cores do Sporting - 13/08/2016

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:38

Nova versão "João Mário"

Rui Gomes, em 13.08.16

 

4138_fa9a381dc64a4d794f4aa833797a8eb0 (2).jpg

 

A cada dia surge uma versão nova da venda que ainda não é venda de João Mário. Agora, é o jornal do Norte que faz capa com a suposta cedência do médio leonino a troco de 10 milhões de euros, com o Inter de Milão a ficar com opção de compra obrigatória, por 35 milhões de euros.

 

Confirmando-se, não passa de uma engenharia em que a primeira tranche do negócio é paga agora e logo veremos como os restantes 35 milhões serão liquidados.

 

Para um clube que "não precisa de vender" e/ou que "só vende pelo valor da cláusula (60 milhões)", segundo o presidente ( e o treinador), parece-me uma maneira muito estranha de "não vender" !

 

Creio que esta notícia promete mais um post de Nuno Saraiva no Facebook a desmentir a história. Nada mais é credível !!!

 

ng7458147.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:48

 

13925323_1846538392235882_836853366800083438_n.jpg

 

«João Mário é jogador do Sporting Clube de Portugal !

Hoje as notícias sobre João Mário vão-se sucedendo.

João Mário é atleta do Sporting Clube de Portugal, treinou hoje normalmente e é opção para o importante jogo de amanhã com o Marítimo e que marca o arranque deste campeonato para o qual partimos com a ambição máxima....

A comunicação social está a ser arrastada por um turbilhão de notícias que ela própria vai ampliando.

Como diz o povo, "as gatas apressadas parem os filhos cegos". E é por isso que não vale a pena tentar adivinhar o futuro.

Sobre este assunto o presente é claro e o futuro será delineado e decidido pela única pessoa mandatada pelos sócios para esse efeito, o Presidente do Sporting Clube de Portugal».
 
Nuno Saraiva - director de comunicação do Sporting - não deixa de ter razão com esta sua declaração publicada no Facebook. Enquando o negócio não for definitivamente selado e a transferência confirmada oficialmente, João Mário continua a ser jogador do Sporting.
 
Creio que nós adeptos, assente nas notícias locais e aquelas provenientes de Itália, estamos a dar a transferência como um facto consumado e poderá muito bem não ser esse o caso.
 
Face a esta declaração, teremos de admitir a possibilidade de João Mário ainda alinhar, amanhã, contra o Marítimo.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:54

 

OriginalSize$2016_08_12_00_11_15_1142969.jpg

A acreditar na edição desta sexta-feira do jornal Gazetta dello Sport, está prestes a ser anunciado o acordo entre o Sporting e o Inter de Milão para a transferência de João Mário para o clube transalpino.

 

A ser confirmado, 40 milhões de euros, mais 5 por objectivos, e com João Mário a assinar um contrato por cinco épocas.

 

Será o primeiro reforço de Frank de Boer, o novo treinador dos nerazzurri.

 

Recorde-se que 25 por cento do valor do passe é da pertença do Fundo Quality Football Ireland Limited.

 

Já há uns dias que se sentia que isto era inevitável. Veremos como o Sporting - ou seja, Bruno de Carvalho - reage para colmatar a vaga que João Mário vai deixar na equipa leonina.

 

 

P.S.: Não por mera coincidência, a conversa da treta de Bruno de Carvalho, esta quinta-feira, na Sporting TV:

 

"Os clubes não são para eternizar os seus jogadores"

 

"Quando não há necessidade de vender é que se fazem os bons negócios"

 

Mais uma oportunidade perdida para ficar calado !!! 

 

 

Adenda: Muito embora ainda não haja anúncio oficial, a imprensa italiana garante que João Mário é esperado em Itália este fim de semana, o mais tardar, na segunda-feira.

 

Os números também ainda não são oficiais, mas o negócio deve rondar os 45 milhões de euros, conforme já foi noticiado pelo jornal Gazzeta dello Sport.

 

Um aspecto que não deixa de ser interessante, é o papel desempenhado por Kia Joorabchian, empresário de João Mário. O Inter não respira saúde em termos financeiros nos tempo de hoje e foi necessário a ajuda do referido agente para realizar a transferência. Consta, até, que terão de se desfazer de alguns jogadores para poderem sustentar João Mário. Neste momento, o Inter é propriedade do grupo Suning.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:11

João Mário entre dois "amores"

Rui Gomes, em 30.07.16

 

img_FanaticaBig$2016_07_29_10_44_16_1136246.jpg

 

Depois das notícias sobre o Liverpool ter feito ou pretender fazer nova proposta ao Sporting por João Mário, eis que surge uma reportagem (sexta-feira) do jornal italiano La Gazzetta dello Sport a indicar que o Inter de Milão não desistiu do médio leonino e equaciona apresentar uma segunda oferta, assente em um novo plano financeiro.

 

Segundo o jornal, o emblema italiano poderá contornar a falta de liquidez actual propondo um empréstimo com compra obrigatória. Assim, os nerazzurri poderão oferecer 10 milhões de euros pela cedência temporária e, dentro de um ou dois anos, comprometerem-se a pagar mais 35 milhões pela compra em definitivo do passe, elevando assim o negócio a um total de 45 milhões de euros.

 

Este novo exercício de engenharia financeira substitui a tentativa anterior, que previa que João Mário fosse comprado pelos chineses do Jiangsu Suning e emprestado ao Inter, cuja maioria do capital pertence aos mesmos donos do emblema asiático.

 

Sendo verdade e indiferente se existe ou não uma segunda proposta do Liverpool, duvido muito que este cenário seja do agrado do Sporting. Muito embora a compra venha a ser obrigatória, a venda de um dos seus principais activos exige liquidez financeira imediata e não daqui a um ano ou dois.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:58

 

1425038082_main.jpg

 

A acreditar na Sky Sports, o Liverpool terá apresentado nova oferta por João Mário, esta de 35 milhões de libras, ou seja, cerca de 42 milhões de euros.

 

Não é segredo algum que Jurgen Klopp aprecia o médio leonino e gostaria de poder contar com ele esta época na Premier League, mas além de ainda não existir confirmação oficial alguma desta alegada nova proposta, estamos longe de poder concluir que o valor satisfaz as exigências da Sporting SAD.

 

Com tudo isto, fica claro, no entanto, que a abordagem por este activo do Sporting está a intensificar com o passar de cada dia. Veremos se a sua continuidade em Alvalade será ainda possível.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:52

 

13686563_1835667069989681_2859760134432278950_n.jp

 

 
 
Nuno Saraiva SCP
45 mins
 

 

O agente de Islam Slimani apanhou o comboio do agente do João Mário e veio a público dar um ar da sua graça.

 

Fala de propostas como se estivesse a dar grandes novidades. Sim, existem propostas, que, perante o valor objectivo do jogador, se apresentam como ridículas.

 

Aliás, o Presidente do Sporting CP já disse que têm sido várias as propostas e para vários jogadores.

 

Fala de promessas feitas na época passada que são totalmente falsas. Aliás, na linha de entrevistas de outras pessoas que vivem à volta dos jogadores e que decidiram, pelos vistos, formar um "coro" que em nada resulta pois o Presidente só se comove com a "música" dos 5 violinos.

 

Slimani tem contrato e todos aqueles que acham que negociar pelos jornais é uma fórmula vencedora vão acabar sempre por, mais cedo ou mais tarde, cair na realidade, defraudando as expectativas dos seus atletas.

 

Já agora, aproveito para relembrar a regra da FIFA que impede os Clubes de abordarem os jogadores/agentes sem o consentimento do Clube ao qual o atleta está vinculado por contrato. O Sporting CP não deu autorização a qualquer clube para abordar os seus atletas mas, diariamente, os agentes vêm a publico falar de ofertas e "novos" salários. Os agentes que trabalham desta forma deveriam, nestes casos, ver as suas licenças retiradas. Mas, pelos vistos, até nisto o "crime" vai compensando, até ao dia que enfrentam, em "clima de guerra", este novo Sporting Clube de Portugal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:21

 

81c108befb4d21c947066dc94866002f_0.png3421999300000578-0-image-a-73_1463669104254.jpg

 

Segundo a cadeia televisiva Sky Sport 24, esta quinta-feira, o Inter de Milão prepara-se para fazer nova investida por João Mário, depois de ver a primeira - 35 milhões mais 10 por objectivos - recusada pela Sporting SAD. 

 

A comunicação entre Piero Ausilio, director-desportivo do emblema italiano, e Kia Joorabchain, empresário de João Mário, tem sido constante nos últimos dias precisamente nesse sentido.

 

Indirectamente associado a esta potencial transferência, é a iminente venda de Stevan Jovetic - ex-Manchester City - pelo Inter ao Nápoles, por cerca de 13 milhões de euros.

 

Recorde-se que o Sporting recusou três outras propostas por João Mário, uma das quais proveniente do Liverpool, por 40 milhões de euros.

 

De qualquer modo, a saída do médio leonino não se advinha fácil, mas o Inter, entre outros, não aparente estar disposto a desistir muito facilmente. A contribuir para o processo, decerto, é a alegada exigência do jogador em querer o seu salário aumentado ao nível dos outros campeões europeus do Sporting.

 

Quando um jogador como Teo Gutiérrez recebe 1,8 milhões de salário (líquido ou ilíquido), compreende-se que outros queiram ver o seu vencimento revisto pela SAD.

 

 

Adenda: Declarações de Kia Joorabchian, empresário de João Mário, que nunca foram refutadas pelo Sporting:

 

«Não estava dentro do processo há um ano, mas disseram-me que o Sporting lhe tinha prometido novo contrato. Entretanto, já estive em reuniões onde nos foi comunicado que o João seria dos primeiros a ter contrato revisto. As conversas que fui tendo com a administração cingiram-se a ofertas pelo jogador.


O Sporting recebeu quatro propostas. Inter Milão e Liverpool, seguramente, com valores entre 35 e 40 milhões, mais bónus. O Sporting recusou todas as ofertas. A partir de agora, ou se discute um novo contrato ou venda.Talvez no futuro, quando tiver 30 anos, a entrar na fase final da carreira, o João Mário possa voltar ao Sporting. Ele adora o clube».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:18

 

ng7380552.jpg

 

Apesar de todo o sensacionalismo noticioso em torno de João Mário, o campeão europeu do Sporting apresentou-se hoje ao serviço, mediante as instruções que tinha da Sporting SAD. Na realidade, creio que nunca houve dúvida alguma que assim fosse, mesmo considerando a sua não presença na apresentação da equipa, no passado sábado, em Alvalade, por ainda se encontrar nas Maldivas a gozar as suas férias.

 

Deu entrada na Academia, em Alcochete, pouco depois das 7h30 da manhã. O resto da equipa ainda se encontrava em Badajoz nessa altura, depois da disputa do Troféu Ibérico, mas os lesionados e os três restantes campeões europeus tinham um treino às 9h30, por isso o médio apresentou-se a tempo e a horas para realizar o usual exame médico.

 

Tudo o resto relacionado com o seu vínculo contratual, se de facto há algo a resolver, será certamente tratado no foro interno da SAD. Pela informação disponível, admite-se que possa haver haver uma revisão salarial, face à sua performance no Europeu e também tendo em conta as ofertas pelos seus serviços, que entretanto chegaram às mãos dos dirigentes leoninos. Esperamos que Bruno de Carvalho e os dirigentes da SAD saibam lidar com esta situação de modo a evitar eventuais transtornos para a equipa e para o Sporting.

 

Tanto o pai do jogador como o seu empresário já deixaram claro que o Sporting recebeu quatro propostas por este seu activo, duas das quais do Inter e do Liverpool. Respectivamente, 35 milhões de euros mais objectivos e 40 milhões de euros, mas sem objectivos. Desconhece-se se houve quaisquer negociações, além da apresentação das propostas.

 

O próximo jogo do Sporting é no próximo sábado, em Alvalade, diante do Wolfsburg, na disputa do Troféu Cinco Violinos. Mesmo admitindo que os quatro campeões europeus não integrarão o onze inicial de Jorge Jesus para essa partida - salvo porventura Rui Patrício -, é muito provável que João Mário, William Carvalho e Adrien Silva venham a jogar alguns minutos na segunda parte do encontro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:15




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo