Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É elementar meu caro Watson

Rui Gomes, em 28.02.13

 

É deveras inidóneo que se exija transparência - moral e material - a outros e que não se ordena esse mesmo decoro a nós próprios. Uns considerarão esta condição uma desonestidade, outros uma hipocrisia à conveniência, eu prefiro considerá-la, meramente, como uma disposição «au naturel» para quem subsiste na sociedade apenas pelo sustento das aparências e incongruências.

Estamos perante três candidaturas distintas à presidência do Sporting; proclamamos uma postura objectiva e desinteressada, não apoiando qualquer uma, entretanto, por todos os meios disponíveis, fazemos, frequente e repetidamente, alvo contencioso de duas, deixando omissa a terceira, mesmo face aos seus componentes mais destituidos de predicados e exigiveis de crítica. Como diria Sherlock Holmes: «É elementar meu caro Watson»... se temos três e subtraímos duas, ficamos com uma. E, assim, prosseguimos o nosso curso, insistindo, com a pompa d'el Rei, na nossa «transparência».

 

Como já aqui escrevi, era a minha esperança termos um leque de candidaturas mais qualitativamente alargado. Como não surgiu, teremos de nos contentar com as três que nos confrontam. Bruno de Carvalho há muito que desconsidero das minhas opções, pela sua conduta indigna e oposicionária, alguns diriam até conspiratória, de há dois anos a esta parte, inclusive da sua ostentosa obcecação pelo poder. Por conseguinte, não posso apoiar, em boa consciência, quem não respeito e em quem não deposito o mínimo de confiança para liderar o Sporting. Dando-se a remota eventualidade de ele me provar errado, ficarei feliz, pelo Clube. Carlos Severino, não vindo do obscuro, surgiu de modo algo inesperado, quase como um «outsider», alimentando alguma expectativa pela imprevisibilidade. Consta que é um bom homem, mas será missão espinhosa atribuir-lhe o perfil e o «peso» estrutural para liderar uma instituição da dimensão do Sporting, especialmente neste tão crítico momento da sua história. Além do mais, os seus primeiros avanços nesta ainda jovem campanha, não têm sido muito promissores. Pelo processo de eliminação e pelas qualidades que lhe reconhecemos, a nossa escolha recai sobre José Couceiro. É, na nossa opinião, o candidato mais consensual, o mais ponderado e o que mais promete conseguir unir a tão dividida família sportinguista. Apresenta, inevitavelmente, ligações ao passado recente e distante, mas apresenta-se com o definido intuito de romper com os procedimentos danosos que se têm proliferado nas gestões instituicionais de há uns anos a esta parte e que conduziram o Sporting ao seu actual estado. Concordo e identifico-me, perfeitamente, com a sua análise de que a crise do Clube foi provocada, essencialmente, pela péssima gestão desportiva e que a sua recuperação e reestruturação terá de começar por aí. Pelas suas habilitações e experiência, em contexto, supera avantajadamente os outros dois candidatos para levar a cabo este empreendimento. Pela sua credibilidade, sinto que se vai rodear com pessoas competentes e visionárias e que terá a confiança tanto da banca como dos eventuais investidores que terão de ser assegurados.

Não pretendemos persuadir outros sportinguistas a seguir a nossa escolha - até porque isso seria desrespeitoso à sua capacidade intelectual de saber decidir por si próprios - mas tentaremos, com o passar dos dias e dos eventos associados à campanha eleitoral - transmitir os valores que sustentam a nossa preferência, desinteressadamente e em prol do Sporting Clube de Portugal.

    

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo