Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

i.jpg

 

Leonardo Jardim e José Mourinho estão entre os 12 candidatos a melhor treinador do ano da FIFA. Para o treinador do Manchester United não é uma grande novidade estar neste tipo de distinções, mas para Jardim é uma estreia.

 

O título conquistado em França, perante a concorrência do PSG, e grande campanha na Liga dos Campeões, são motivos suficientes para justificar esta nomeação.

 

Os prémios "The Best", atribuídos pela FIFA, distinguem os melhores do ano. Zidane, treinador do Real Madrid, campeão europeu e espanhol, é o principal candidato.

 

O vencedor será encontrado através de uma votação que envolve os seleccionadores nacionais, os capitães das selecções, imprensa especializada e os adeptos, que poderão fazer a sua escolha no site da FIFA, entre 21 de Agosto e 7 de Setembro. Em meados de Setembro, a FIFA anuncia o nome dos três finalistas.

 

O vencedor será conhecido a 23 de Outubro, em Londres, na cerimónia de entrega dos prémios "The Best". Ranieri venceu a primeira edição, no ano passado, batendo Fernando Santos e Zidane. Ronaldo foi eleito o melhor jogador.

 

A FIFA ainda não divulgou a lista de atletas candidatos, mas o nome  Cristiano Ronaldo estará, certamente, presente e o internacional português é apontado como o mais forte candidato ao prémio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:27

 

image.jpg

  

Leonardo Jardim treinou o Grupo Desportivo de Chaves nas épocas de 2007/08 e 2008/09 e deslocou-se esta quinta-feira àquela cidade para receber a medalha de Mérito Grau Prata pelo "reconhecimento ao seu contributo nacional e internacional pela prática desportiva".

 

À margem do evento, foi instado a comentar o jogo da Selecção Nacional com o Chile, da Taça das Confederações:

 

«Não tive oportunidade de ver o jogo. Estava em viagem da Madeira para o continente e quando tomei conhecimento do resultado, naturalmente fiquei triste, mas o futebol é assim mesmo. Claro que é aborrecido perder nos penáltis, mas já houve outras situações em que fomos felizes nos penáltis».


Colocado perante a habitual dificuldade portuguesa de vencer nas decisões por grandes penalidades - o jogo com a Polónia, no Europeu 2016, é uma rara excepção -, o técnico do Mónaco teve isto para dizer:

 

«Os jogadores têm muita pressão. Apesar de treinarem, não sei explicar o porquê da nossa ineficácia. Não tenho explicação».

 

Caso deveras intrigante, quando mesmo os mais credenciados para desmitificar esta situação acabam por não ter explicação, ou será que Leonardo Jardim está a ser apenas "politicamente correcto" ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:16

 

Sinto imensa dificuldade em acreditar nas recém-notícias (rumores) sobre a possibilidade de Leonardo Jardim seguir rumo para a China. Dito isto, reportagens desta terça-feira indicam que o treinador português do Mónaco tem acordo com o Beijing Guoan, emblema da principal liga chinesa, para assinar um contrato válido por três anos.

 

leonardojardim_gu2rw8kdcc2n16l4sgc22wrda.jpg

 

A minha dificuldade recai não tanto sobre os valores que estão a ser reportados, mas sim pela disponibilidade do técnico, aos 42 anos, deixar o futebol europeu, onde tem tido muito sucesso, nomeadamente ao leme do Mónaco.

O Beijing Guoan e Jardim terão chegado a um entendimento no fim de semana passado, em Portugal, onde representantes do emblema de Pequim se reuniram com o técnico para o convencerem a mudar-se para a China. Para isso ofereceram-lhe um valor de 36 milhões de euros pelos três anos de contrato, ou seja, 12 milhões por ano.


Para que a mudança de Leonardo Jardim para a capital chinesa se confirme, falta que o Mónaco aceite libertar o treinador que lhes devolveu o título francês. O contrato entre Jardim e o clube monegasco é válido até 2019 e nele está incluída uma cláusula de rescisão de 15 milhões de euros. O emblema chinês já fez chegar uma proposta de oito milhões, que, pelos vistos, fica aquém das pretensões dos franceses.

O clube, de resto, aparenta estar receptivo a fazer um esforço financeiro para segurar Leonardo Jardim, a quem já terá sido apresentada uma proposta de 4,5 milhões de euros por época, três vezes mais do que o treinador português aufere actualmente.

 

Nota: Tenho este texto preparado desde madrugada à espera de oportunidade para ser publicado. Acontece que o Mónaco anunciou ao fim da tarde a renovação de Leonardo Jardim, que passa a estar ligado aos campeões franceses por mais três temporadas, ou seja, até 2020. É por de mais óbvio que terá recebido um aumento muito substancial, especialmente sendo verdade o que os chineses lhe ofereceram.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:27

Foto do Dia

Rui Gomes, em 18.05.17

 

img_770x433$2017_05_18_00_35_40_1266094.jpg

Leonardo Jardim - campeão francês pelo Mónaco

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:22

 

Tottenham+Hotspur+FC+v+Monaco+FC+UEFA+Europa+XBOlQ

 

Sem ser  surpresa, Leonardo Jardim foi eleito esta segunda-feira o melhor treinador do ano na Ligue 1, um troféu entregue na 26.ª edição da gala anual que premeia aqueles que mais se destacaram ao longo da época no futebol profissional em França.

Aos 42 anos, o técnico do Monaco está a um pequeno passo de conquistar o título francês - precisa apenas de um empate na quarta-feira - e conduziu ainda o clube do principado às meias-finais da Liga dos Campeões e da Taça de França e também à final da Taça da Liga. Na votação, Jardim impôs-se ao espanhol Unai Emery (PSG), ao suíço Lucien Favre (Nice) e ao francês Jocelyn Gourvennec (Bordéus), os outros nomeados. 
 
Parabéns Leonardo Jardim.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:46

 

Alguns dos que já sairam de Alvalade poderão ainda valer mais uns milhões ao Sporting, em conjunto, devido a cláusulas de performance nos seus contratos de transferência. No total, cerca de 2,25 milhões de euros:

 

Tottenham+Hotspur+FC+v+Monaco+FC+UEFA+Europa+XBOlQi.jpgCrRSOKgWgAABIwK_jpg-small.jpg

 

Leonardo Jardim - 250 mil euros pela conquista da Ligue 1 e 500 mil pela Liga dos Campeões.

 

Cédric Soares - a cada 15 jogos como titular rende 250 mil euros, sendo que neste momento já realizou 30 partidas.

 

Islam Slimani - a cada 15 jogos como titular rende 500 mil euros, sendo que neste momento já realizou precisamente 15 partidas nessa condição.

 

***Pela informação disponível não é claro se as cláusulas de Cédric e Slimani especificam participação como titular ou ainda como suplente utilizado. Neste último cenário, os números de Slimani vão para o dobro. Contudo, creio que a condição implica titularidade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:32

Parabéns a Leonardo Jardim

Rui Gomes, em 20.04.17

 

Tottenham_Hotspur_FC_v_Monaco_FC_UEFA_Europa_XBO.j

 

Com a eliminação do Borussia Dortmund às mãos do Mónaco, Leonardo Jardim vai tornar-se apenas no quarto treinador português a disputar as meias-finais da Taça/Liga dos Campeões, em mais de 60 anos.

 

O primeiro treinador a ser vendido pelo Sporting, inscreve assim o seu nome numa página de honra.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:43

"Esperava mais do Sporting"

Rui Gomes, em 22.03.17


À margem da conferência Football Talks que está a decorrer no Estoril, Leonardo Jardim teceu algumas considerações sobre o seu momento no Mónaco e, ainda, a sua passagem por Alvalade na época de 2013/14:

 

«Confesso que estou surpreendido com o campeonato português, nomeadamente por não ver o Sporting na corrida ao título. Neste momento é uma luta a dois. No início da época pensei que iria ser uma luta a três, mas o Sporting atrasou-se. Esperava mais.

 

Tottenham_Hotspur_FC_v_Monaco_FC_UEFA_Europa_XBO1.

 

Sou um treinador capaz de me adaptar. Tenho de saber que se vou treinar um Sporting, que vinha de um 7º lugar, é jogar para ganhar jogos. O clube e os adeptos queriam era voltar a ganhar jogos. Agora estou no meu terceiro ano do Mónaco e sei que investimos este Verão. Tenho que saber que jogadores tenho e perceber que uma vez que o posso fazer, tenho de dar um bom espectáculo aos adeptos.

 

Os clubes portugueses têm forçosamente de ser formadores, porque Portugal tem sido um grande vendedor de jovens jogadores, nos últimos anos. Temos de ser um país produtor de talentos».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:49

Consideração do dia

Rui Gomes, em 16.03.17

 

leonardo_jardim_monaco_foto_epa43570df0.jpg

 

O Mónaco apurou-se para os quartos-de-final da Liga dos Campeões, esta quarta-feira, ao vencer o Manchester City (3-1), em jogo da segunda mão dos "oitavos".

 

Além deste feito, lidera a Liga francesa com três pontos de vantagem sobre o Paris Saint-Germain, está nos quartos-de-final da Taça de França e na final da Taça da Liga.

 

O que faria Leonardo Jardim se fosse o melhor treinador do Planeta e arredores ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:18

 

image.jpg

 

O treinador português Leonardo Jardim, que comanda o AS Mónaco, líder do campeonato francês, vem a Portugal participar no "Football Talks-2017", um Congresso Internacional de Futebol organizado pela Federação Portuguesa de Futebol, que decorrerá entre 22 e 24 de Março, no Centro de Congressos do Estoril.

 

A atravessar um momento muito positivo na formação francesa, que lidera a "Ligue 1", o técnico português, de 42 anos, fará a 22 de Março uma intervenção sobre a gestão de atletas entre compromissos de clubes e selecções.

 

Recomenda-se que a maior sumidade do Planeta e arredores assista a este evento. Pode ser que consiga aprender alguma coisa com Leonardo Jardim, nomeadamente como ser menos fanfarrão e mais humilde. Ainda há quem acredita em milagres !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:23

Leonardo Jardim treinador da semana

Rui Gomes, em 28.11.16

 

leonardo_jardim_foto_epa_guillaume_horcaluejo17026

 

Leonardo Jardim foi considerado o treinador da 14.ª jornada da I Liga Francesa, pelo jornal "L'Équipe". O treinador português conduz um surpreendente Mónaco que está em segundo lugar na classificação geral, com menos um ponto do que o líder Nice. Este passado fim-de-semana, a equipa monegasca venceu o rival Marselha, com uma goleada por 4-0.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:15

 

121014-SOCCER-Head-coach-of-Monaco-Leonardo-Jardim

 

Muito interessantes, as declarações de Leonardo Jardim em recém-entrevista concedida ao jornal O Jogo, no que ao Sporting - presente e passado - diz respeito. Adorei ler a sua determinação que a equipa de 2015/16 é de longe a mais forte destes últimos três anos, a contrariar a tese fantasista de alguns "peritos" que têm insistido numa outra versão aqui no blogue.

Voltar a Portugal seria um passo atrás ou dependeria do projecto/clube?

- Não está nos meus horizontes, até porque no acordo que fiz com o Sporting ficou assente que não voltaria a Portugal nos quatro anos seguintes. Ainda tenho mais dois pela frente...

Aceitou isso porquê?

- Numa negociação temos de fazer cedências. Foi bom para todos. Não me lembro de o Sporting ter vendido um treinador; fez um bom encaixe numa altura de dificuldade, em que tinha havido uma redução drástica de investimento...

Mas, nesta altura do ano, consigo, o Sporting até estava em primeiro lugar no campeonato...

- Sim, é verdade. Ainda que em "ex aequo" com outra equipa; foi uma época de Natal que os sportinguistas passaram no primeiro lugar. Acho que nos últimos anos foi o único ano em que o Sporting passou o Natal em primeiro...

E com recursos diferentes...

- Claramente. O Sporting deste momento não tem nada que ver com o Sporting da minha altura, e por dois fatores essenciais: o meu vinha creio que de um sétimo lugar no campeonato; os níveis de confiança eram baixos e houve uma grande reformulação na estrutura de futebol; além disso, no esqueleto da equipa havia jogadores que estavam a começar a jogar ao mais alto nível. Slimani tinha acabado de chegar da Argélia e passou por quatro meses de adaptação, terminando depois o campeonato num bom nível; o Adrien tinha estado emprestado; havia o André Martins; fui buscar o William Carvalho ao Brugge; o Jefferson ao Estoril; o Cédric andava pela Académica, o Eric Dier e o Esgaio eram miúdos que tinham tido a primeira experiência a jogar no ano anterior. Era uma realidade totalmente diferente.

Jesualdo Ferreira disse que o Leonardo Jardim tinha sido o impulsionador desta nova fase. Considera justa essa referência?

- Acho que sim. As pessoas que estão dentro do fenómeno desportivo e que têm alguma consciência, e ela às vezes no futebol perde-se com grande facilidade, verificam que a estrutura desta equipa foi montada no ano em que lá passei. Muitos dos jogadores nem existiam. O Rui Patrício era o único que jogava; todos os outros eram segundas ou terceiras alternativas. Acho que foi um ano fundamental para o Sporting voltar ao nível que tem mostrado nos últimos dois anos e meio. Foi vice-campeão, depois terceiro e agora está no grupo da frente.

Vê-o com arcaboiço para o título já neste ano, considerando também o factor Jesus?

- Mais do que nunca; está mais forte do que nos últimos dois anos. Em relação ao meu ano, o Sporting teve uma consolidação do tal esqueleto de que falava, com a evolução de um "background" importante após duas épocas e meia, a que juntou a capacidade para ir buscar cinco ou seis jogadores directamente para o onze, o que lhe permite consolidar a equipa a um nível competitivo alto, dando-lhe capacidade para lutar em igualdade com os outros candidatos.

E o factor Jesus influencia?

- Jesus tem currículo, não precisa que eu fale por ele. É o treinador campeão, com impacto mediático. Mas, mais importante, é o Sporting ter, hoje em dia, uma equipa com base numa construção de dois anos, o que permite aos jogadores outra capacidade.

Resumindo: para Jesus fazer melhor terá de ser campeão...

- É uma pressão extra, mas é verdade; é uma realidade. Para fazer melhor do que fizemos, e num nível totalmente diferente de investimento, sim. Alguns dizem que os jogadores já estavam há seis ou sete anos no Sporting, mas vinham da Académica, do Estoril, da formação, do Brugge; não tinham este nível...

Não se surpreenderá com um título a dizer "Para fazer melhor do que eu no Sporting, Jesus tem de ser campeão"...

- Não, é uma realidade. É o constatar de um facto que, acho, não põe em causa as competências do Jesus, ou de alguém. É futebol, e é um facto. 

 

 

Isto é apenas a minha mera opinião, mas não acredito que Leonardo Jardim se considere um treinador inferior a Jorge Jesus.Deixa clara a ideia de que, até ao momento, fez mais com muito menos (e não me estou a referir a salário, muito embora também seja verdade). Daí o ónus da conquista do título recair inteiramente nos ombros de Jorge Jesus.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:54

Com os pés bem assentes no chão !

Rui Gomes, em 05.10.15

 

Com a onda de euforia que decorre neste momento entre os adeptos sportinguistas, entendo que seja importante reconhecer que o estado das coisas deve ser analisado com os pés bem assentes no chão, dado que a "procissão ainda vai no adro" e a campanha nacional de 2015/16 apresenta um longo e complicado percurso. Ao fim e ao cabo, um jogo, uma vitória, um goleada diante o vulnerável Vitória de Guimarães não fazem uma época.

 

Que esteja a ser aproveitado, pelos usuais, para propagar a notória "banha da cobra" não surpreende, especialmente quando estes deixam a clara ideia de que, para eles, o presidente é mais importante do que o Sporting.

 

Vejamos então o que a actual posição da equipa significa em comparação com as últimas duas épocas, sendo esta a terceira consecutiva em que o Sporting chega à 7.ª jornada da I Liga sem derrotas.

 

Leonardo-Jardim1.jpg

 

 

 

Leonardo Jardim (2013-14) - 17 pontos - 5 vitórias e 2 empates - já tinha defrontado o Benfica

 

 

 

 

 

ng6D839FB1-DEC6-4537-A323-97E9DFE72A05.jpg

 

 

 

Marco Silva (2014/15) - 13 pontos - 3 vitórias e 4 empates - já tinha defrontado o Benfica e o FC  Porto

 

 

 

 

20150810001164586329-original.jpg

 

 

Jorge Jesus (2015/16) - 17 pontos - 5 vitórias e 2 empates - ainda não defrontou nenhum dos rivais

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:07

Falou quem sabe...

Rui Gomes, em 23.01.15

 

Leonardo-Jardim-@-MH-520x303.jpg

 

... ou que, pelo menos, tem a obrigação de saber, já que foi ele que recrutou e treinou Ewerton no SC Braga:

 

«É um jogador que conheço bem. Sou responsável pela chegada dele a Portugal. Não consegui trazê-lo para o Beira Mar mas depois trouxe-o para o SC Braga. É uma boa aposta do Sporting.»

 

Declaração de Leonardo Jardim a Antena 1, sobre o novo reforço do Sporting. Não duvido da sua palavra, evidentemente, mas também não posso descartar totalmente a consideração de que Ewerton rendeu o que rendeu no SC Braga, a exemplo do que Maurício rendeu no Sporting na época passada, sob a orientação de Leonardo Jardim, com um modelo defensivo muito mais compacto , em contraste com Marco Silva, que privilegia uma equipa mais ofensiva. Aliás, mesmo depois de perder alguns dos melhores activos no Mónaco, o treinador madeirense está a ter sucesso precisamente pela sua filosofia de jogo defensivo.

 

De qualquer modo, o central brasileiro já se encontra em Alvalade e permanecerá, pelo menos, até ao final da temporada. Amplo tempo para melhor podermos avaliar a sua mais-valia para o Sporting. Consta, agora, que caso o jogador satisfaça as expectativas e a opção de compra for exercida, já haverá um pré-acordo para um contrato até 2018, obviamente com condições salariais mais em linha com as possibilidades financeiras do Sporting.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

 

leonardo-jardim-decembre-2013-1586297-616x380.jpg

 

Já há uns dias que venho a sentir grande curiosidade em saber a opinião de Leonardo Jardim sobre a polémica em que o Sporting está envolto neste momento e, quase como a satisfazer o meu desejo, aparece hoje uma entrevista do antigo treinador leonino. Eis algumas das suas principais declarações:

 

- "Nunca me arrependi de deixar o Sporting, pois estou a dar continuidade àquilo que sempre foi a minha perspectiva de carreira."

 

- "É um facto que, se calhar, face aos bons resultados, podia ter-se avançado para uma renovação (com o Sporting) mais cedo, mas foi um processo que se deixou avançar até mais perto do final da época. Foi quando surgiram várias hipóteses fora do país."

 

- "Quando saí do Sporting, nas conversas com Bruno de Carvalho, até foi um pedido especial dele para dar tudo aquilo que tínhamos feito o novo treinador. Procurei o Marco e fiz para lhe dar as informações em relação àquilo que era o plantel e ao trabalho que tínhamos feito."

 

- "Eu não tenho de concordar sempre com os presidentes, mas sim manter as coisas viáveis. Mas atenção, eu tenho uma boa relação com ele (Bruno de Carvalho). Trata-se de alguém que vive o Sporting com muita intensidade; foi necessário no processo de mudança do clube. É um facto que tem uma personalidade diferente da minha. Ele tinha as opiniões dele publicamente e em termos de futebol eu dava a estabilidade que eu entendia que o grupo necessitava. A sua forma de ser por vezes é difícil, realmente, se não estiver em consonância com aquilo que estamos a fazer, mas entre nós houve sempre respeito."

 

- "Ao longo da época eu e Bruno de Carvalho tivemos algumas opiniões diferentes, mas as nossas decisões foram sempre em prol do êxito Sporting."

 

- "As opiniões entre um treinador e um presidente nem sempre convergem, pois um presidente defende um clube e o treinador o grupo, mas há que levar sempre em consideração a estrutura."

 

- "A sua presença no banco ? Quando estou no jogo nem sinto a presença do presidente ou de qualquer outro factor extra-jogo. Nunca senti que o presidente tentasse interferir no que quer que seja."

 

- "Evito, neste momento, falar com as pessoas do Sporting. Mas acho que tudo aquilo que se está a criar à volta do clube não tem razão de ser. A equipa está na Taça de Portugal, fez um grande resultado no Dragão, fez aquilo que era normal na Champions - qualificar-se para a Liga Europa -, embora possa ter ficado algum amargo por não ter ido mais longe. Na Liga está diferente, mais forte nos duelos com o FC Porto e Benfica, mas com as equipas chamadas pequenas está com algumas dificuldades. Aliás, a diferença para a liderança tem a ver com essa irregularidade frente aos clubes mais pequenos."

 

- "Acho que os projectos devem ser sempre do clube e não dos treinadores. Contudo, também não acho positiva a alteração de um técnico que, como já disse, eventualmente poderia estar melhor na Liga, mas nas outras provas está a fazer um bom trajecto. Não vejo motivo ou razão para existir uma ruptura, para despedir Marco Silva, mas estou só a falar em termos desportivos."

 

- "Mané estava no último ano de contrato, passou dos juniores para a equipa B e o Sporting queria ficar com ele. Chamei--o e disse-lhe: «Olha que eu não estou a vender-te a banha da cobra, se assinares vais ser uma aposta minha. Terás 3 a 4 meses para te adaptares e a partir de Janeiro serás aposta. Acho que o Carlos Mané vai ser um fenómeno, tem grande potencial e vai chegar a grande nível, nacional e internacional."

 

- "O William Carvalho demonstrou que eu tinha razão ao apostar nele. Actualmente dizem-me que não está tão bem, mas isso deve-se a vários factores e ele melhor do que ninguém sabe aquilo que precisa fazer para voltar ao seu nível."

 

- " Um dia, com certeza, que vou regressar a Portugal. A ambição será sempre de treinar um clube de elite, que luta pelo título, e o FC Porto e o Benfica, tal como o Sporting, fazem-no. É difícil dizer quando o vou fazer, mas gostava. Tenho um grande respeito pelo Sporting, mas um dia poderei treinar outro dos grandes. Um treinador não pode estar ligado ao sentimento de adepto."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:56

 

 

Leonardo Jardim foi finalmente apresentado como o novo treinador do Mónaco, tendo assinado um contrato de dois anos mais um de opção. Veremos, agora, se ele irá tentar contratar algum dos seus antigos pupilos do Sporting, se é que não já está algum comprometido. O jornal O Jogo vem esta sexta-feira a noticiar o seu suposto interesse em Adrien Silva, muito embora, na minha opinião, William Carvalho seja o principal candidato.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:32

  

 
Um treinador que veio para um clube por "amor à camisola", entretanto recua no compromisso, abandona o projecto a meio caminho, e tanto os dirigentes como os adeptos ainda lhe ficam gratos. Adeus Leonardo Jardim, goza os milhões !... Não tens culpa, mas alguém terá dito, algures, que "se todos os homens recebessem exactamente o que merecem, ía sobrar muito dinheiro no mundo."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:22

O presidente falou

Rui Gomes, em 21.05.14

 

 

O presidente do Sporting falou, explicou, mas não sei se terá elucidado os sportinguistas tanto quanto se esperava e desejava, mas até novas informações, teremos de viver com o que foi divulgado. A conferência de imprensa desta terça-feira serviu fundamentalmente para dizer adeus a Leonardo Jardim, um processo que o presidente denominou, não com pouca ambiguidade, "o fim de um ciclo". Decerto obedecendo a uma estratégia delineada pelo Mónaco, o treinador optou por não confirmar o seu destino, o "segredo" mais conhecido no planeta.

 

Apenas breve comentário sobre dois aspectos da oratória de Bruno de Carvalho, o primeiro dos quais, inevitavelmente, os já notórios 15 milhões de euros, correspondente a uma declarada cláusula de rescisão no contrato de Leonardo Jardim. Segundo a versão agora relatada pelo presidente, esse montante era somente aplicável caso o destino fosse um clube nacional, que para o estrangeiro a compensação pagável ao Sporting era de 3 milhões. No entanto, parece que o Mónaco foi muito generoso e foi além do que estava pré-estipulado, oferecendo ainda mais 3 milhões mediante os objectivos alcançados por Leonardo Jardim. E, por fim, "existe um valor em caso de regresso a Portugal nas próximas quatro épocas, o remanescente e 15 milhões de euros". Excepto pelos detalhes, esta explicação do presidente não surpreendeu, minimamente. Uma vez que nada serve massacrar a temática, esta é a palavra final do presidente e ficamos por aqui.

 

O segundo aspecto da oratória, e esse até foi elucidativo, tem a ver com o poder de decisão neste período interino da época, sobre dispensas e reforços. Neste contexto, o presidente afirmou que "todos (Piris, Magrão, Welder, Paulo Oliveira e Slavchev) têm o aval do presidente (adoro quando ele se refere a si próprio na terceira pessoa), do Augusto Inácio e do Virgílio." Considero elucidativo, para mim pelo menos, porque desconhecia que o Virgílio também tem palavra no futebol profissional. Era a minha impressão que a sua esfera de actividade era limitada à formação. Isto, que foi muito debatido aqui no blogue, está agora esclarecido.

 

Compreensivelmente, o presidente recusou falar sobre o novo treinador. Esse, no seu próprio timing, merecerá uma conferência de imprensa exclusiva para a sua apresentação. Como já tive ocasião de mencionar em forma de comentário num outro post, veio ao meu encontro informação directamente da SAD confirmando que o novo técnico, sem ser surpresa alguma, é definitivamente Marco Silva, com um contrato de dois anos e mais um de opção.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:28

O "golo" mais lento da história...

Ricardo Leão, em 20.05.14
 

 

Cerca de 15 (!) dias depois de ter sido publicamente divulgado nas redes sociais que Leonardo Jardim ia deixar de ser treinador do Sporting, a direcção do clube anunciou hoje a saída do técnico... 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:35

Os tais 15 milhões...

Rui Gomes, em 15.05.14
 

 

Entrevista de Bruno de Carvalho a TVi, onde evoca a cláusula de rescisão de Leonardo Jardim de 15 milhões de euros, assim como a de William Carvalho de 45 milhões de euros. O vídeo pode ser visto aqui, a partir do minuto 32.

 

Agradecemos a gentileza da referência pelo leitor Leão 1906.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:38

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo