Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Quando a verdade confunde a mentira

Rui Gomes, em 12.10.15

 

sem_titulo_33_artigo.png

 

A visibilidade pública de Bruno de Carvalho é tão extensa - devassadora até - que cada vez mais se vem a notar a sua dificuldade em recordar determinadas afirmações que faz de um dia para o outro, entre as sucessivas entrevistas que concede e outras digressões na praça. 

 

Na segunda-feira passada, participou no já notório programa "Prolongamento" da TVI 24, nos dias que seguiram envolveu-se em distribuir farpas e piadas em avulso para quem estava mais à mão e para preencher as manchetes sensacionalistas de cada dia, depois veio a visita ao núcleo de Luxemburgo e mais uma ocasião para extensa oratória, e ainda teve disponibilidade para conceder entrevistas ao canal Económico TV e jornal Expresso. 

 

Alguém terá dito algures "que são dignas de pena as pessoas que constroem as suas verdades sobre mentiras bem perfumadas. Carregam as verdades dentro dum saco preto e as mentiras num saco branco, transparente, e deixam as pessoas afundarem na própria ingenuidade."

 

"Eu protegerei o Sporting mas não me deixem cair, porque eu caio de facto. Sou pai, tenho duas filhas, tenho de sustentar a minha família e pus sempre o Sporting em primeiro lugar."

 

Assembleia Geral - 27 de Setembro de 2015

 

 

"Não duvido do que já fiz, e sei que quando sair (do Sporting) tenho de emigrar, não tenho dúvida nenhuma, porque depois ninguém me dá emprego em Portugal."

 

Luxemburgo - 9 de Outubro de 2015

 

 

"As minhas grandes metas da vida eram aos 25, ter a minha casa, aos 35, ter a minha independência financeira e aos 45 ser presidente do Sporting. Tive a minha independência aos 32, fui presidente aos 39, depois tiraram-me a presidência, mas fui por fim aos 41."

 

Canal Económico TV - 10 de Outubro de 2015

 

 

Poderia ainda recorrer às palavras de John F. Kennedy "O maior inimigo da verdade é frequentemente não a mentira - deliberada, planejada, desonesta -, mas sim o mito - persistente, entranhado e irreal."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:56

Alexis Santos conquista bronze

Rui Gomes, em 31.01.15

 

Alexis-Santos.jpg

 

O nadador do Sporting conquistou a medalha de bronze na prova dos 400 metros estilos do "Euro Meet" que começou esta sexta-feira, em Kirchberg, no Luxemburgo.

 

Apesar do feito, terminou a prova com o tempo de 4.25,47, acima do seu recorde nacional de 4.16,30, que teria sido mais do que suficiente para a medalha de ouro, visto que o vencedor, Jacob Heidtmann, registou 4.21,73.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:40

Estratégia brilhante !!!

Rui Gomes, em 16.10.13

 

 

Não podia encerrar este capítulo da Selecção Nacional sem mencionar a estratégia brilhante de Paulo Bento no derradeiro embate frente ao Luxemburgo. Aliás, um pormenor que me passou despercebido e até agradeço a um leitor por ter dado destaque a esta disposição do jogo: o seleccionador estava tão preocupado em jogar defensivamente que até optou por equipar três guarda-redes. É verdade. Rui Patrício que jogou os 90 minutos, Anthony Lopes e Beto que "defenderam" o banco. Para dar lugar a estes, Cédric Soares - que na opinião de muitos adeptos até deveria ter sido o lateral direito titular - foi para a bancada. Brilhante mesmo !!!

 

Quero acreditar que haverá uma explicação lógica da parte de Paulo Bento - além da sua casmurrice - mas devo admitir que me ilude completamente. Quiçá... terá até sido para complementar a sua outra brilhante opção de fazer entrar Hugo Almeida. Ao fim e ao cabo, é um "jovem" que necessita de tempo de jogo para se adaptar às exigências da equipa das quinas e... aprender a desperdiçar golos de baliza aberta.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:39

Portugal 3 Luxemburgo 0

Rui Gomes, em 15.10.13

 

 

 

Nem me vou dar ao trabalho de analisar o jogo entre Portugal e Luxemburgo. A equipa das quinas não fez mais do que a sua obrigação, muito em especial contra um adversário que ficou reduzido a dez unidades durante mais de uma hora. Como quase sempre, sinto alguma dificuldade em compreender as opções de Paulo Bento. No onze inicial, gostaria de ter visto Cédric Soares ter sido dada a oportunidade de se estrear a jogar na selecção principal, mas mais uma vez o seleccionador, com a sua notória casmurrice, optou por escolher André Almeida. Pese a minha natural parcialidade clubista, não sei o que o defesa do Benfica faz melhor do que o jovem leonino, em contrário. A julgar pelo raciocínio por si explicado no desafio contra Israel, Paulo Bento deveria estar preocupado com o jogo aéreo do Luxemburgo.

 

Pensei que na segunda parte Miguel Veloso iria dar lugar a um médio mais criativo e ofensivo, mas quem entrou foi Hugo Almeida. A insistência com este jogador é de bradar aos céus, especialmente tendo em conta que haviam avançados no banco, nomeadamente o ponta de lança do SC Braga, Éder. O facto de Hugo Almeida ter falhado um golo de baliza aberta só sublinha o argumento. A entrada de Antunes para o lugar de Coentrão poderá se justificar pelo cartão amarelo que o defesa do Real Madrid viu por mais uma sua criancice temperamental. Mesmo assim, se for sancionado no primeiro jogo do "play-off" ficará impedido de alinhar no segundo.

 

Portugal irá agora disputar o "play-off" como cabeça de série e o seu adversário será conhecido através do sorteio a realizar na próxima sexta-feira em Zurique. Os dois jogos que decidirão quem vai ao Brasil em 2014 terão lugar nos dias 15 e 19 de Novembro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:48

Os convocados de Paulo Bento

Rui Gomes, em 04.10.13

 

 

Paulo Bento divulgou esta sexta-feira a lista dos convocados para os embates frente a Israel e o Luxemburgo, com uma ou outra novidade:

 

Guarda-redes: Rui Patrício, Beto e Anthony Lopes

 

Defesas: Bruno Alves, Pepe, Fábio Coentrão, Cédric Soares, Luís Neto, Antunes, Ricardo Costa e André Almeida

 

Médios: André Martins, João Moutinho, Raul Meireles, Miguel Veloso, Josué e Rúben Micael

 

Avançados: Cristiano Ronaldo, Nani, Hélder Postiga, Danny, Hugo Almeida, Nélson Oliveira, Varela e Éder

 

Não obstante a chamada de Cédric Soares e André Almeida, não me surpreenderá, minimamente, ver Paulo Bento recorrer a Ricardo Costa para o lado direito da defesa.

 

Não sei se Eduardo se encontra lesionado mas, salvo isso, surpreende-me a sua ausência.

 

Nunca compreendi a inclusão de Rúben Micael. Será embirração minha, decerto.

 

Dentro do leque dos jogadores principais, não há surpresas. É evidente que a convocatória foi alargada a 25 jogadores pelos castigos a Fábio Coentrão e Hélder Postiga no primeiro jogo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo