Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

tad-trib-arbitral-desporto.jpg

 

Assente numa reportagem da Agência Lusa, têm surgido várias publicações sobre a decisão do TAS no caso Doyen, mas com interpretações diferentes. Até li uma, em que refere que o Sporting tem até domingo para pagar ao Fundo, muito embora não se identifique qualquer estipulação nesse sentido, por falta de mais detalhes sobre a decisão. Tudo leva a crer, no entanto, que deve existir uma instrução emanada da decisão na qual um prazo deve ser especificado.

 

A referência a "três dias" aparenta ser apenas aplicável à estipulação de pagamento de 75 por cento de uma futura mais-valia que o Sporting venha a obter - correspondente ao seu direito a 20% - numa transferência de Marcos Rojo, por parte do Manchester United, acima de 23 milhões de euros.

 

«No início desta semana, o colectivo do TAS [Tribunal Arbitral do Desporto] responsável por este assunto notificou a decisão arbitral às partes, que incluem: O Sporting foi condenado a pagar à Doyen 10,5 milhões de euros (ME) e 1,433 milhões de libras (cerca de 1,9 ME), acrescidos de juros; O Sporting pagará no prazo de três dias à Doyen 75% de qualquer montante que possa advir para o clube, como consequência do seu direito de 20% de mais-valias em qualquer transferência futura superior a 23 milhões de euros."

 

Na segunda-feira, a SAD do Sporting foi notificada da decisão, confirmando-a em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM): "A Sporting SAD não se conforma com a sentença pelo que, tendo em vista a defesa dos seus legítimos interesses, se encontra a avaliar os mecanismos legais e processuais ao seu dispor".

 

"No âmbito da acção a correr junto do TAS de Lausana com relação aos contratos denominados 'Economic Rights Participation Agreement' (ERPA) celebrados entre a Sociedade e a Doyen Sports Investment Limited, com referência aos jogadores Marcos Rojo e Zakaria Labyad, a Sociedade foi notificada na presente data da sentença proferida por aquele tribunal o qual decidiu pela validade dos referidos ERPA, tendo condenado a Sporting SAD no pagamento de Euro 12.013.990,00, acrescido dos concomitantes juros", lê-se no comunicado enviado pela SAD 'leonina' à CMVM.

 

O clube lisboeta e a Doyen, que investiu três milhões e era detentora de 75% dos direitos económicos do defesa internacional argentino, entraram conflito no ano passado, a propósito da proposta do Manchester United para a transferência do Rojo, que acabou por acontecer por 20 milhões de euros.

 

Dias antes da mudança do defesa para Old Trafford, o Sporting rescindiu unilateralmente os contratos que tinha com o fundo de investimento, relativos a Rojo e também ao marroquino Labyad, alegando justa causa.

 

Com esta decisão, o clube de Alvalade restituiu à Doyen os três milhões de euros que o fundo tinha investido no jogador e pagou quatro milhões ao Spartak Moscovo, clube em que Rojo tinha actuado antes de ingressar em Alvalade e que tinha direito a uma percentagem numa futura transferência.

 

Na altura, em Agosto de 2014, o Sporting anunciou que, da restante verba que recebeu do Manchester United, iria investir nove milhões de euros na construção de um novo pavilhão para o clube.

 

O TAS sublinha que, "até ao momento, apenas estes detalhes podem ser confirmados", acrescentando que "a decisão arbitral permanece confidencial e não pode ser publicada, a não ser que as duas partes concordem em levantar a confidencialidade".»

 

 

Agência Lusa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:01

Marcos Rojo: entrevista à distância

Rui Gomes, em 25.10.14

 

453871026.jpg

 

Marcos Rojo, em recém-entrevista ao jornal Record, adianta algumas observações sobre a sua experiência no Sporting. Escolhemos algumas das suas declarações que consideramos de maior interesse:

 

«Tenho visto quase todos os jogos. Sempre que tenho oportunidade fico atento àquilo que se passa no clube. Vivi momentos muito importantes no Sporting, marcou-me, deu-me a oportunidade de jogar ao mais alto nível na Europa.»

 

«O Sporting pode ganhar o título esta época. Estão a jogar muito bem, fizeram um grande jogo com o Schalke 04 e também vi com o FC Porto, onde estiveram brilhantes.»

 

«Adorei trabalhar com o Marco Silva. É um treinador jovem, tem excelentes ideias e desejo-lhe tudo de bom. A equipa está a viver um grande momento e isso não é por acaso, tem muito a ver com o trabalho que o Marco Silva vem fazendo no Sporting.»

 

«Não tenho problemas com ninguém. Houve uma altura em que as coisas não estavam bem, mas conversei com o presidente, sobre tudo o que havia para esclarecer, o que não estávamos de acordo e tudo ficou resolvido. Deixei o Sporting como cheguei: a bem. Na minha passagem pelo Sporting nunca tive problemas com colegas, treinadores, dirigentes ou adeptos. Por isso, não fazia sentido que saísse magoado com alguém, ou sequer com alguém no clube fique magoado comigo. Sempre estivemos juntos nos bons e maus momentos.»

 

«Se o Fredy começa a marcar como o ano passado e o Slimani se mantiver assim, o Sporting torna-se num candidato muito forte a ganhar o título. Não fiz nenhum jogo oficial pelo Sporting esta época, mas gostaria de ver os meus amigos campeões. E assim festejava a dobrar.»

 

«O Maurício é um jogador que dá sempre tudo, tem uma forma muito forte de abordar os lances, mas é leal. Trata-se de um grande defesa-central, desde que chegou a Portugal cresceu muito, eu sei o que estou a dizer porque estive um ano inteiro com ele. Sempre me senti bem por jogar ao seu lado, dá muita confiança a um parceiro. São-lhe apontados vários erros, mas sem sentido. Que levante a cabeça porque é um jogador de topo.»

 

«Jonathan Silva é um jogador que deixa tudo em campo. Falo sempre com ele, estava em baixo por causa do que aconteceu na Champions. Tem estado bem,  adaptar-se a uma nova realidade. Não há muitos laterais esquerdos argentinos a jogar fora do país, Jonathan é um deles, é muito jovem, mas tem grande potencial. Acredito que pode chegar à selecção da Argentina, mas precisa de tranquilidade e jogar com regularidade no Sporting.»

 

«As pessoas aqui estão sempre a perguntar por Nani. Se marca golos, se joga com regularidade, se está a jogar bem. Estão muito atentos ao trabalho dele.»

 

«Cristiano Ronaldo tem uma grande imagem no Manchester United e as pessoas não o esquecem. É um jogador fantástico e seria muito importante para o clube que ele voltasse, mas isso não é comigo.» 

 

Mais um jogador que passou pelo Sporting e que deixa saudades.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:27

O adeus antecipado

Rui Gomes, em 19.08.14
 

 

Muito embora no momento em que este post é publicado ainda não haja confirmação oficial por parte do Sporting, Marcos Rojo, em declarações à rádio argentina "Continental", confirmou que vai assinar pelo Manchester United (consta por quatro épocas, mais uma de opção):

 

«É um sonho jogar pelo Manchester United. Deixar o Sporting não foi fácil. Será uma linda experiência. Sempre gostei do futebol inglês. Deverei adaptar-me rapidamente a este estilo de jogo.»

 

Segundo outras reportagens, Rogo já se despediu dos colegas durante o treino de segunda-feira e viaja hoje para Inglaterra.

 

Perante confirmação, veremos os detalhes da transferência, nomeadamente se inclui a cedência de um jogador dos "Red Devils" e quem é esse jogador. A preferência do Sporting é Nani, mas caso este não estiver receptivo a voltar a Alvalade nesta altura, espero que não seja Anderson. Porque não Chicharito, que também está na lista de dispensas do Manchester ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:50

 

 

 

Está a ser anunciado que Marcos Rojo irá estar presente na Sporting TV, este domingo, às 21h30, para uma entrevista. Posso estar errado, claro, mas o simples facto da entrevista ter lugar no canal do Clube só pode ter um significado: já há um acordo entre as partes e antes de ser revelado, convém que o jogador se explique, possivelmente até pedir perdão por alguma acção indevida, a fim de salvaguardar imagens e reputações, e permitir a sua transferência para o Manchester United. Qualquer outro resultado será um surpresa, pelo menos para mim. 

 

 

Adenda: Uma entrevista dentro do enquadramento esperado, com esta declaração de Rojo a sublinhar a intenção da mesma:

 

«Gosto muito do clube, de todos os seus profissionais e dos meus colegas. O que será da minha carreira no Sporting vai depender de mim e do clube. Sinto-me muito feliz no Sporting, sou tratado com muito carinho. Amanhã volto a trabalhar com o plantel, com os meus companheiros, e isso é o mais importante e o que realmente gosto de fazer.»

 

Ficamos agora à espera da transferência para o Manchester United ser anunciada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09

A "Lei Webster" e Marcos Rojo

Rui Gomes, em 16.08.14
 

 

A chamada "Lei Webster" foi debatida aqui esta semana em relação ao caso de Marcos Rojo e, por mera coincidência, Marco Villiger, director do departamento jurídico da FIFA, surgiu há dois dias a indicar que a Comissão de Clubes está a debater uma possível alteração a esta Lei, embora não tenha especificado o que é que está a ser deliberado nem prazos para a sua implementação.

 

A "Lei Webster" - art.º 17 do Regulamento de Transferências da FIFA - prevê a ruptura unilateral de um contrato por parte de um jogador, no caso de ter mais de 28 anos, desde que tenha cumprido dois anos do acordo, e no caso de um jogador com menos de 28 anos, desde que tenha cumprido três anos do acordo. Em quaisquer dos casos, o clube terá de ser recompensado com o valor remanescente estipulado, ou seja, a totalidade de salário que esse jogador receberia até o final do contrato. Este pagamento poderá ser efectuado pelo próprio jogador ou pelo clube de destino do jogador.

 

No caso concreto de Marcos Rojo - caso não seja transferido do Sporting - o jogador poderá invocar a "Lei Webster" a partir do dia 30 de Junho de 2015, uma vez que ele assinou pelo Sporting no início da época de 2012/13 e cumprirá o seu terceiro ano de contrato nessa data. O Sporting terá então de ser indemnizado no valor equivalente a dois anos de salário, uma vez que Rojo está vinculado até 2017.

 

Dito isto, surge um outro cenário algo curioso. Não obstante a superintendência universal por parte da FIFA, a Associação Europeia de Clubes (ECA) tem um acordo - acusado de ser "política de cartel" - em que os clubes membros (153), entre eles Sporting, Benfica, FC Porto e Boavista, não acatam a referida "Lei Webster".

 

O Sindicato Internacional de Futebolistas (FIFPro) apresentou recentemente uma queixa contra o Bayern de Munique, por o clube alemão não permitir Franck Ribery invocar a "Lei Webster" para se desvincular dos bávaros. Consta que o jogador recebeu uma proposta do Real Madrid. Em Portugal, semelhante caso tem estado em curso com Rolando e o FC Porto, mas pelas últimas notícias não será necessário, dado que haverá um acordo entre o clube do Norte e o Inter Milan. É de admitir, no entanto, que o facto de Rolando ter feito saber as suas intenções em relação à "Lei Webster", tenha forçado o FC Porto a agir no sentido da transferência.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:22

 

 

Tanto este diário como o "Record" surgem esta terça-feira a reportar que o Sporting recebeu e recusou uma oferta do Manchester United de 20 milhões de euros por Marco Rojo. O jornal "A Bola" faz referência à oferta mas nada mais. No momento em que preparo este post, diversas publicações inglesas noticiam apenas que os "Red Devils" preparam-se para apresentar uma proposta. 

 

Como é possível verificar nesta capa, o jornal do Norte ainda vai mais longe ao alegar que Rojo recusou alinhar contra o Nacional de Montevideo, algo que me parece inconcebível, até porque tenho uma vaga ideia de o ter visto a fazer exercícios ao lado de Oriol Rosell.

 

Embora sem qualquer confirmação concreta, é muito "fumo" para não haver "fogo" e é expectável que Rojo esteja mesmo de saída. É de admitir a relutância do Sporting em aceitar a transferência, pela sua pequena percentagem do passe do jogador, mas não sei se conseguirá resistir a pressão que estará a ser exercida pela Doyen Sports e até, quiçá, pelo próprio jogador, para concretizar o negócio.

 

 

 Esta questão de contratos - sejam estes com Fundos ou com jogadores - é sempre matéria complexa, especialmente para o adepto que não tem acesso à documentação e depende da informação divulgada pela comunicação social e pelos clubes, invariavelmente sem saber onde reside a verdade. Transcrevo, na íntegra, uma notícia lateral em relação ao contrato de Marcos Rojo, o Sporting e a empresa de investimentos Doyen Sports:

 

«Blindado por 30 milhões de euros, Marcos Rojo tem uma cláusula no seu contrato com o Sporting que obriga os leões a comprarem a totalidade do seu passe à Doyen Sports no caso de a SAD verde e branca recusar uma proposta avultada pelo internacional argentino - os valores não foram revelados. Além do mais, e ao abrigo do mesmo acordo efectuado com este Fundo de investimento aquando da contratação de Rojo, em 2011//12, o Spartak Moscovo (antigo clube do defesa alviceleste) terá, também, de receber 1 milhão de euros. Nesse sentido o Sporting terá de investir para manter o jogador, caso a oferta atinja o tal valor contratualizado.»

 

Sendo verdade - e aqui há um ponto de interrogação muito grande - fica no ar o real significado de "proposta avultada", ou seja, os exactos valores acordados para obrigar o investimento por parte do Sporting. Mediante estes, um investimento por parte do Sporting até poderia ser vantajoso. Outra questão que sobressai, é esta cláusula estar alegadamente inserida no contrato do jogador, tendo em conta que este nada beneficiaria com a troca de detentores dos seus direitos económicos. Aliás, envolvendo um clube como o Manchester United, até não será vantagem alguma, pelo salário muito superior que este emblema lhe poderá oferecer.

 

Enfim... vale o que vale.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:21

"Atear a fogueira"... ou o mercado

Rui Gomes, em 11.08.14

 

Com a intenção transparente de "atear a fogueira", o diário desportivo "O Jogo" surge esta segunda-feira a noticiar que Marcos Rojo, em conjunto com o grupo de investimento "Doyen Sports", pretende forçar a saída do Sporting para patamares superiores. Não obstante o leque de rumores que têm circulado na praça, a única informação concreta conhecida é o interesse do Southampton pelo desejo do seu treinador Ronald Koeman. Sem confirmação formal, consta que o clube inglês já terá apresentado duas propostas, a última das quais que é reportada no valor de 17 milhões de euros, que o próprio jogador é alegado ter recusado porque, a sair, pretende ir para um clube de uma outra dimensão.

 

 

Para não ficar atrás, o outro "amigo" do Sporting - jornal "Record" - volta à carga com o renovado interesse do Trabzonsport em Slimani, também aqui para satisfazer o desejo do seu treinador, Vahid Halihodzic, ex-seleccionador da Argélia. Bruno de Carvalho já confirmou ter havido uma ou mais propostas pelo avançado argelino, e consta que os valores rondavam os 6 a 8 milhões de euros, com o Sporting supostamente a exigir nada inferior a 12 milhões. 

 

 

 

 

Já o jornal "A Bola" adianta que Vítor Silva irá rescindir com o Sporting nos próximos dias e o seu provável rumo será o estrangeiro, de onde constam propostas.

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:43

Southampton insiste por Rojo

Rui Gomes, em 07.08.14
 

 

Segundo este diáro e outros em Inglaterra, o Southampton apresentou ontem nova proposta ao Sporting por Marcos Rojo - 17 milhões de euros - depois da proposta inicial de 12 milhões ter sido recusada. Consta que a SAD tem estado a exigir 20 milhões de euros. Recorde-se que o Sporting apenas detém 25 por cento dos direitos económicos do jogador, o resto é do fundo "Doyen Sports".

 

Cada vez mais parece ser uma saída inevitável.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:52

O dilema chamado Rojo

Rui Gomes, em 30.07.14
 

 

Não sei bem se "dilema" é o termo adequado à situação, mas no contexto deste escrito serve o efeito. Marcos Rojo chegou esta tarde a Lisboa depois das férias pós-Mundial e prestou algumas declarações à comunicação social:

 

«Tenho contrato, quero ficar. Claro que todos os jogadores ambicionam sempre mais. Se houver uma boa proposta para mim e para o clube logo veremos o que pode acontecer. Tenho acompanhado a pré-época do Sporting e estou desejoso de começar a trabalhar.»

 

Não duvido, minimamente, da sinceridade das suas palavras, mas não deixa de ser um discurso "politicamente correcto", nas circunstâncias, e outra coisa não seria de esperar de um bom profissional, que ele tem provado ser desde que chegou ao Sporting.

 

A realidade é que Rojo tem contrato até Junho de 2017, uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros, um salário que será acima do actual tecto estipulado pela SAD e apenas 25% dos seus direitos económicos são da pertença do Sporting.

 

Consta haver muito interesse no mercado, muito embora nada seja significativo até aparecerem propostas concretas. Desconhecemos quanto o Sporting exigirá para abrir as mãos de Rojo, mas os rumores cá do burgo apontam para 20 milhões de euros. Salvo haver muita concorrência, em simultâneo, creio que 15 ou 16 milhões é uma verba mais realista.

 

O referido dilema assenta-se precisamente na decisão que poderá confrontar o Sporting: uma transferência poderá render entre sensivelmente 3,5 a 5 milhões de euros, o que não é fortuna alguma no mercado actual, mas poderá ser visto como um encaixe substancial para um clube que lida com dificuldades financeiras. Isto, e a inevitável redução da folha salarial.

 

Por outro lado, em um contexto meramente desportivo, a sua permanência seria benéfica tendo em conta os objectivos do Sporting para esta época. Contudo, como não se vislumbra que Maurício venha a ocupar lugar no banco - pelo menos não antecipo esse cenário - ou a colocação de Rojo no lado esquerdo da defesa - para mim, a solução ideal - alguém será "encostado" e o candidato aparente será, novamente, Eric Dier.

 

Não sugiro soluções, apenas e tão só porque não sinto na "pele" o encargo financeiro da SAD, mas como mero adepto, preferia que o atleta ficasse e a jogar a lateral esquerdo. Num Mundo ideal - pela minha óptica - essa seria a solução mais desejável neste momento, mas muito indica que o destino terá outros planos. Além do mais, é de prever que a SAD sinta a necessidade de vender um ou mais activos, para de algum modo compensar o investimento que tem sido feito nos novos reforços, que, pelas minhas contas por alto, deverá estar a rondar os 10 milhões de euros. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:44

A solução já está em casa

Rui Gomes, em 24.07.14
 

 

Não é segredo algum que o Sporting anda há cerca de um mês à procura de uma alternativa a Jefferson no lado esquerdo da defesa. Têm surgido diversos rumores sobre jogadores supostamente referenciados mas, pelas mais recentes notícias, parece que o mais provável candidato é Jonathan Silva, o argentino de 20 anos que alinha pelos Estudiantes, por ironia o mesmo clube de Marcos Rojo. Segundo as informações divulgadas, o jogador poderá custar ao Sporting cerca de 2 milhões de euros por 80 por cento do passe.

 

Com tudo isto ponderado, é a minha sugestão que a solução - e de elevada qualidade - já está em casa, no polivalente Marcos Rojo. É evidente que reconheço que existe muito interesse nele depois da sua excelente performance no Mundial e que até haverá alguma pressão no Sporting para o vender, não só pelo encaixe respectivo ao seu 25 por cento do passe, mas também - quiçá - pelo interesse do próprio Fundo em garantir um retorno muito substancial do seu investimento de cerca de 3 milhões de euros, pela aquisição original do jogador.

 

Num (meu) Mundo ideal, com um Sporting acentuadamente competitivo, tanto nas competições domésticas como até na Champions, a minha defesa seria constituída por Cédric Soares, no lado direito, Maurício e Eric Dier no eixo e Marcos Rojo no lado esquerdo. William Carvalho a "trinco", ou pela eventual saída dele, Oriol Rosell. Não pretendo menosprezar Jefferson, que fez uma excelente época em 2013/14, mas, ao fim e ao cabo, se temos o lateral esquerdo titular da selecção da Argentina...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:56

As baixas para sábado

Rui Gomes, em 17.02.14

Se o Sporting não vai poder recorrer aos serviços de Marcos Rojo pela visita a Vila do Conde, no sábado, por este ter de cumprir um jogo de castigo por acumulação de amarelos, também o Rio Ave se vê desprovido de dois jogadores importantes do seu plantel. Lionn, lateral direito de 25 anos que fracturou um pulso no recém-confronto com o V. Guimarães, regista 18 jogos como titular esta época pelo Rio Ave. O segundo jogador que também estará ausente, pelo mesmo motivo de Marcos Rojo, é Ukra, extremo emprestado pelo FC Porto que esta época realizou 24 jogos como titular, 2 como suplente utilizado, marcando 6 golos em todas as competições.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:46

A valorização de Marcos Rojo

Rui Gomes, em 06.02.14
 

 

Faustino Marcos Alberto Rojo é natural de La Plata, Argentina, fez a sua formação como futebolista nos "Estudiantes de La Plata" e em 2011, aos 21 anos, foi transferido para o Spartak de Moscovo onde realizou 17 jogos. Através da intermediação de Carlos Gonçalves da "ProEleven", chegou oficialmente ao Sporting no dia 18 de Setembro de 2012, por 4 milhões de euros, dos quais o Sporting apenas pagou um milhão por 25 por cento dos seus direitos económicos. O grupo "Doyen Sports" - fundo sediado em Malta - é detentor dos restantes 75 por cento.

 

Na época de 2012/13, pelo Sporting, realizou 33 jogos como titular em todas as competições, acumulando 2935 minutos de jogo (32,6 jogos) e marcou 1 golo.

 

Na época em curso regista 18 jogos como titular, com 1416 minutos de jogo (15,7 jogos) e marcou 4 golos.

 

Conta com 9 internacionalizações pela selecção principal da Argentina e tudo indica que participará no Mundial 2014 no Brasil. Curiosamente, já comprou bilhetes para dez familiares seus para esse evento. 

 

Tem constado o interesse de diversos clubes, mais recente do Fulham da "English Premier League", e noticia esta quinta-feira o jornal "A Bola" que a ferta de 6 milhões pela percentagem do Sporting foi rejeitada pelo Clube. Visando poder beneficiar da sua valorização no Mundial, há longo que consta que o Sporting pretende adquirir uma maior percentagem do seu passe, mas até à data nada oficialmente foi revelado nesse sentido. Isto, em semelhantes condições de William Carvalho, do qual 40 por cento é detido pelo "Sporting Portugal Fund".

 

Marcos Rojo é um jogador que tem evoluído significativamente com o passar do tempo e de jogos, e com 23 anos (faz 24 em Março), o Sporting só tem a beneficiar, desportiva e financeiramente, em mantê-lo no seu plantel. Tem contrato até 2017, com uma cláusula de rescisão no valor de 30 milhões de euros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:18

 

Marcos Rojo, jogador contratado a época passada em sprint contra o Benfica, a caminho dos 24 anos e com contrato até 2016 (só temos 25% do passe) tem-se assumido este ano como o patrão da defesa. Tendo como parceiro preferencial Maurício, tem revelado este ano uma maior serenidade e limitado os erros e imprudências que o perseguiram o ano passado e é um dos mais utilizados por Leonardo Jardim.

 

O que me tem impressionado mais em Rojo este ano é a sua total dedicação nos jogos e pelo que me dizem também nos treinos (à semelhança de Maurício) e a forma como vibra com a camisola leonina. A fotografia no final do jogo com o Nacional na qual se vê o desespero de Rojo é paradigmática.

 

O Sporting estará interessado em comprar mais 25% do passe de Rojo para eventualmente poder beneficiar da valorização deste jogador no Mundial do Brasil.

 

Aparentemente existem alguns clubes italianos interessados em contratá-lo já e o fundo (Doyen Sports) que detém os 75% do seu passe está interessado nesta possibilidade.

 

Temos Eric Dier, Tobias Figueiredo e Nuno Reis como alternativas válidas especialmente o 1º embora nenhum deles jogue preferencialmente do lado esquerdo, mas a venda de Rojo nesta altura seria prematura para ele e para o Sporting. Mexer agora numa área tão fundamental da equipa e que tem dado boas indicações com excepção dos jogos para o campeonato com os grandes e na Taça com o Benfica, seria muito arriscado. Para além disso Rojo é sempre uma boa alternativa a lateral esquerdo em caso de impedimento de Jefferson, por exemplo já no Estoril.

 

Em minha opinião o mais provável será mesmo a concretização da compra dos tais mais 25%, mas em contrapartida a partir do fim da época iremos vender quando a Doyen Sports quiser.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Os rostos de alegria merecida

Rui Gomes, em 02.04.13

- Ricky van Wolfswinkel e Marcos Rojo após a vitória em Braga -

Em duas épocas, o avançado holandês marcou 7 golos aos bracarenses. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:37

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo