Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Octávio Machado ainda não se calou

Rui Gomes, em 01.10.17

 

img_770x433$2017_09_30_11_39_51_1318172.jpg

 

Afastado que está de actividades futebolísticas, Octávio Machado ainda surge a marcar presença na praça pública, nomeadamente com questões relacionadas com o Sporting. Muito leva a pensar que esta sua postura tem muito a ver com a sua ligação de amizade com Jorge Jesus e o voto de gratidão que lhe deve por o treinador ter insistido na sua pessoa para integrar a estrutura de futebol do Clube.

 

Na véspera do clássico em Alvalade frente ao FC Porto, o antigo dirigente teve isto para dizer em entrevista ao Correio da Manhã:


"O trabalho de Jorge Jesus está a ser minado. Por dentro e por fora. Na base de uma mentira dos SMS criou-se à volta de Jesus ódios, campanhas de difamação, que hoje sabemos que não correspondem à verdade e que foram feitas para desestabilizar o Sporting.

 
Vou voltar a falar dos erros dos árbitros, mas foi isso que o Benfica andou a dizer durante muitos anos. Depois, vejo alguns jogadores noutros clubes que deveriam estar no Sporting, casos de Danilo, Marega, Cervi. E as birras levaram a que fossem reforçar os nossos adversários. (...) Não sei quem negociou. Posso dizer que foram passarinhos a negociar. Com birras e passarinhos não se ganham campeonatos.
 
Sou Stromp. É um galardão que é um reconhecimento. Tenho muita honra de ter servido aquela instituição. Basta ver os resultados obtidos. Até nos resultados financeiros se nota a diferença. E isso só aconteceu porque um grupo liderado por Jesus valorizou os activos, trouxe mais gente ao estádio, expandiu o nome Sporting pelo mundo. A força que demonstrou permitiu que as negociações dessem ao Sporting poder negocial nas transmissões televisivas. O lançamento e crescimento de jovens jogadores. Não há ninguém que me faça ficar triste depois do que vivi. A esses costumo dizer que os ponho no balde do lixo". 
 
Como sempre, a ambiguidade de discurso de Octávio Machado é deveras constringente. "Mantenho o que disse e o que não disse"... Gostava de saber como se mantém o que se não diz !
 
Que hajam démarches do exterior para tentar destabilizar Jorge Jesus, e por inerência o Sporting, não é segredo algum e nem sequer é novidade. Confesso, no entanto, que não vejo esta disposição em termos internos, mesmo admitindo que hajam dirigentes no activo que porventura entendem que não há justificação lógica para pagar já não sei quantos milhões a Jorge Jesus.
 
Também deixa a perceber que alguns jogadores que na sua ideia deviam estar no Sporting, não estão, principalmente por diversão de opiniões internas. Este cenário é de facto plausível, mas não deixa de surpreender, pela percepção que há uma voz única de comando na SAD leonina: Bruno de Carvalho. A não ser que ele pretenda inferir que as deliberações do presidente foram influenciadas de modo negativo por terceiros.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:01

 

74L5VVJV.jpg

 

Mesmo afastado de actividades profissionais com o Sporting, Octávio Machado não evitou de comentar a venda de Adrien Silva ao Leicester City FC, deixando ficar a ideia que a SAD leonina não fez tudo ao seu alcance para o manter em Alvalade:

 

«Lamento a saída de Adrien, perde-se um jogador de qualidade extraordinária e com um peso enorme quer no campo quer no balneário.

 

Dou-lhe um exemplo: durante alguns anos o Luisão mostrou vontade de sair do Benfica e não saiu. E, no entanto, nunca deixou de ser um jogador querido na Luz, nunca houve qualquer referência ao facto de ele querer abraçar outro objectivo. Isso podia ter acontecido ao Adrien, no Sporting».

 

O que Octávio Machado saberá melhor do que muitos, e não diz, é que o Sporting necessitava de efectuar vendas para garantir o respectivo encaixe financeiro. Adrien Silva era um dos principais candidatos, assim como William Carvalho. Era preferível ter vendido os dois, mas inevitavelmente imprescindível pelo menos um. E assim aconteceu.

 

Não é de esperar que Bruno de Carvalho admita esta disposição de coisas, especialmente para consumo externo. A preocupação prioritária dele foi negar o que é por de mais óbvio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:53

Quem foi o real autor do "sonho" ?

Rui Gomes, em 04.08.17

 

image.jpg

 

Nuno Saraiva dedicou boa parte dos dia desta quinta-feira a um sonho sobre cinco gnomos - Gosma, Bola-Rebola, Rastejante, Político e Amnésia -, numa referência a cinco personagens do futebol português: Rui Gomes da Silva, Pedro Guerra, Octávio Machado, André Ventura e Luís Filipe Vieira.

 

Instado a comentar o episódio, o antigo director do futebol leonino preferiu não responder directamente a algumas frases do "sonho" que lhe é dedicado, mas deixou uma nota:

 

 «Não acredito que tenha sido o Nuno Saraiva o autor daquele sonho, ou antes, daquela alucinação. Tenho ilimitada confiança no Nuno. Já o disse e repito-o. Sei do que ele é capaz. Sonhar é bonito, eu também sonho, mas não acredito que seja Nuno Saraiva quem "sonhou" aquilo. Não acredito que seja ele o autor daquilo, mesmo que ele venha dizer que foi. Não foi o Nuno Saraiva. Seguramente»

 

Não deixa de ser curioso, porque em resposta a um comentário de um leitor, eu já tinha admitido a hipótese do real autor desta "obra" ser Bruno de Carvalho e não Nuno Saraiva. A mesma ideia ocorreu à nossa colega Carlinha.

 

Octávio Machado não indica quem ele tem em mente, mas não é preciso um advinha para determinar que dois e dois é vinte e dois...

 

De qualquer modo, seja quem for o autor, isto tornou-se num autêntico circo !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:07

 

img_757x498$2017_07_30_22_04_12_654239.jpg

 

Ainda um excerto da entrevista de Octávio Machado à CMTV, publicado este domingo pelo Correio da Manhã. Pelo menos é essa a ideia que fica e nada declarado em dias recentes pelo ex-dirigente do Sporting. Destaque para a preocupação deste jornal de simpatias "encarnadas" em tentar instigar mais alguma "lavagem de roupa suja" a uma semana do início oficial da nova época de futebol.

 

Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades?


Não... A relação que tive foi com o presidente do Sporting. O Bruno de Carvalho é outra coisa... é alguém que não é bom ter como amigo, muito menos como inimigo, mas conhecê-lo é qualquer coisa de terrível. O presidente do Sporting merece-me todo o respeito, é presidente de uma grande instituição. Senão era um zé-ninguém. Ao contrário daquilo que ele pensa.

Quais são os maiores defeitos que reconhece em Bruno de Carvalho?


Inveja, ciúmes, falta de respeito por tudo e por todos, inclusive pelo Sporting.

Bruno de Carvalho diz que o Octávio desconcentrava o banco...


Porque eu não ficava nada satisfeito, e apetecia-me dar um pontapé, quando ele punha o telemóvel a dar os jogos de andebol e de hóquei em patins... O que é um avanço no futebol, algo que eu não sabia, os presidentes levarem o telemóvel e meterem à sua frente para o banco ver, ao mesmo tempo que está a decorrer um jogo de futebol. Ele achava isso normal. Aí eu estou atrasado, de facto. Antigamente, os presidentes não iam para as discotecas com os fatos dos clubes beber copos - era impossível. É a evolução do futebol.


Sabia que era a terceira escolha para o cargo que desempenhava?


Foi coisa que nunca me preocupou... As primeiras escolhas do Bruno de Carvalho, em anos anteriores, deram muito prejuízo ao Sporting, cerca de 14 milhões de euros. Nabi Sarr, Slavchev, Shikabala... jogadores que foi ele que escolheu.

 
O Sporting vai ser campeão com este Presidente?

Se o Bruno de Carvalho for capaz de ser humilde, alterar os seus procedimentos, deixar de invejar o que os jogadores ganham, perceber e ter sensibilidade para saber o que é um balneário, o Sporting poderá ser campeão. O Sporting só não foi campeão já por culpa do Bruno de Carvalho.

O que é mais difícil: apagar fogos ou lidar com Bruno de Carvalho?

As diferenças não são muitas. Os fogos são silenciosos, traiçoeiros, têm movimentos inesperados que podem ser comparados a estados de alma, que muitas vezes apanham desprevenidos os menos avisados.

Quer trabalhar no Benfica?

Se quisesse, tinha-o feito há muitos anos. Nunca ponderei.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:19

Octávio passageiro

Rui Gomes, em 24.07.17

 

Não era difícil prever que a relação entre Octávio Machado e Bruno de Carvalho chegasse ao fim com estrondo.

 

20199859_bZzDY.jpg

Há mais ou menos dois anos, quando foi anunciada a contratação de Octávio Machado pelo Sporting, antecipei neste espaço que a relação entre o novo director-geral e Bruno de Carvalho tinha tudo para funcionar mais ou menos como os submarinos que, como todos sabemos, até podem flutuar, mas foram feitos para afundar.

 

De resto, considerando a rigidez, beligerância e inflexibilidade das personalidades em causa, era tão previsível a rotura que agora se confirma, como fatal o estrondo provocado pelo inevitável choque que se lhe seguiu. Expressões como "cobarde", "passarinho", "terceira escolha" ou "isto não é a Santa Casa" e "um especialista em áreas mentais que trate dele" são tão duras como pouco surpreendentes, considerando os protagonistas.

 

Quanto a consequências, também é possível antecipar algumas. Para Octávio Machado, que já tinha batido a porta do FC Porto com a mesma violência e que passou os últimos dois anos nas trincheiras de Alvalade a disparar sobre o Benfica, o tumultuoso processo de saída do Sporting significa muito provavelmente o fim do envolvimento directo no futebol português ao mais alto nível. Para Bruno de Carvalho, mais uma separação litigiosa pode encerrar pelo menos uma lição importante: é muito complicado apontar ao futuro apostando em soluções do passado.

 

Mais difíceis de prever são as consequências que tudo isto poderá ter no relacionamento entre o presidente leonino e Jorge Jesus, principal responsável pela chegada de Octávio a Alvalade. Talvez depois de ouvirmos o que o treinador terá a dizer sobre o assunto tudo fique mais claro.

 

 

Jorge Maia, jornal O Jogo

 

_________________________________________________

 

nova-gente-50234-noticia-octavio-machado-internado

 

Entretanto, Octávio Machado, em declarações ao jornal O Jogo, deu o caso da guerra aberta entre ele e Bruno de Carvalho por encerrado:

 

«O Sporting e os sportinguistas não merecem que isto se estenda no tempo. Dado todo o respeito que tenho pela instituição e a sua massa associativa e adepta, é 'finito'.

 

Nada disto deveria ter acontecido. O Sporting precisa de estabilidade, mas lamento profundamente. Não podia permitir as ofensas que me foram feitas. Fico-me por aqui».

 

Ainda bem que o bom senso prevaleceu, tardio mas ainda assim bem vindo, e esperamos que isto seja mesmo o fim de um episódio indecoroso em que só o Sporting saiu a perder.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:25

 

img_757x498$2017_07_22_02_19_24_651182.jpg

 

Deplorável enquadramento para começar a época, uma autêntica novela carnavalesca em que só o Sporting pode sair prejudicado. Tudo começou com uma entrevista de Octávio Machado à CMTV, dirigindo determinadas acusações a Bruno de Carvalho, claramente denotando a sua animosidade pela forma como saiu ou foi obrigado a sair da estrutura de futebol do Sporting.

 

Ficou por explicar o que levou o ex-dirigente a abordar a situação nesta altura, mas, de qualquer modo, Bruno de Carvalho em vez de lidar com o caso com maturidade e sensatez, deixou o ego controlar o seu cérebro - como quase sempre, aliás - e acabou por incendiar o que era perfeitamente evitável e muito indesejável.

 

Octávio Machado, como era de esperar, reagiu com violência verbal às declarações do presidente na Sporting TV:

 

"Bruno de Carvalho é um passarinho, tem que aprender"

 

"O Dr. Varandas que encontre alguém especialista em áreas mentais e que trate dele"

 

"Bruno de Carvalho não é um leão, é um gatinho, miau miau"

 

"Caiu no futebol de paraquedas e nunca teve sucesso na vida"

 

"Bruno de Carvalho tem ciúmes de Jorge Jesus e inveja do que os jogadores ganham"

 

"Hoje em dia presidentes representam os clubes em discotecas e depois até houve escaramuça"

 

"Bruno de Carvalho até chegou à conclusão que é fácil roubar clubes"

 

"Jogam à bola nos corredores antes da equipa entrar em campo"

 

"Evolução é estar no banco a ver hóquei e andebol no telemóvel e a mandar mensagens"

 

Há razões para crer que isto não vai ficar por aqui. Uma situação deplorável em que mais uma vez o Sporting é completamente desrespeitado por pessoas que deviam ter uma postura digna e exercer o bom senso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:03

Era inevitável... !

Rui Gomes, em 21.07.17

 

19653010_vWPeA.jpg

 

"Bruno de Carvalho é um passarinho e tem de aprender"

 

Octávio Machado volta à carga

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:15

Se é que ainda há interesse

Rui Gomes, em 20.07.17

 

octaviobruno.jpg

 

Uma entrevista surpresa de Octávio Machado, desta vez à CMTV - a que eu não assisti e sobre a qual apenas li umas frases soltas - em que o antigo dirigente da Sporting SAD fala em "passarinhos" na estrutura, que havia uma "estratégia traçada" nas suas costas e, como era de esperar, dá um autêntico banho de elogios a Jorge Jesus, que aparentemente se opôs à sua saída. Abordou a relação com Bruno de Carvalho, acusando o presidente de não ter tido a coragem de falar com ele "olhos nos olhos", e, em geral, vários outros temas, mais vezes do que não com a sua notória ambiguidade.

 

Para mim já chega de Octávio Machado. Retirou-se (ou foi obrigado a retirar-se) e faz parte do passado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:58

Octávio Machado "abriu o livro"

Rui Gomes, em 03.07.17

 

img_757x498$2017_07_01_21_53_06_643922_jpg.bmp

 

Ao longo dos seus muitos anos no futebol - nas várias funções que desempenhou - Octávio Machado habituou-nos a um discurso invariavelmente assente na ambiguidade e no suspense, com uma boa dose de melodrama à mistura. A bem dizer, quanto mais ele falava, menos se compreendia a sua mensagem.

 

Mas como não há regras sem excepções, o antigo dirigente de futebol do Sporting decidiu "abrir o livro" de modo muito claro, em uma recém-entrevista no programa "Golos" da CMTV, servindo esta como um género de despedida de Alvalade.

 

Entre os vários assuntos que ousou comentar, fez saber que a iniciativa de sair do Clube foi exclusivamente dele e que a maior mágoa que leva consigo é não ter visto o Sporting conquistar o título nacional.

 

Instado a explicar as razões associadas a este insucesso, nomeadamente na época de 2015/16, Octávio Machado não deixou  margem para dúvidas quanto ao principal factor que impediu a conquista:

 

img_770x433$2017_06_29_01_32_41_1283278.jpg

 

"Foi o Nhaga que desviou o remate do Bryan Ruiz"

 

 

Estamos esclarecidos !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:49

Adeus Palmelão !

Ricardo Leão, em 14.06.17

 

20485039_mzzz6.jpg

 

Fizeste o que pudeste mas já estavas "fora de prazo" e o terreno era minado. Com a aceitação da tua demissão mais um "boy" te substituirá. Ainda duvidas de quem foi a autoria da divulgação da tua saída? Muita saúde Octávio!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:29

 

imgS620I169146T20160130233747.jpg

 

Na realidade, uma questão que no exterior do Sporting (quase) ninguém sabe, apenas e tão só porque Octávio Machado, como nos habituou ao longo dos anos, "fala em círculos", deixando a ambiguidade das suas afirmações no ar para cada um interpretar como muito bem desejar.

 

O que temos conhecimento é que o dirigente reagiu com palavras duras, presumivelmente para alguém de dentro de "casa", ao ver publicada a informação de que tinha enviado à SAD uma carta através da qual declarava as suas intenções de abandonar a estrutura leonina no final do mês:

 

«A pessoa que fez passar esta informação esconde-se atrás de um manto de anonimato. É um cobarde, sem vergonha e só tem prestado maus serviços ao futebol. Não vou tecer mais comentários sobre este assunto».

 

Acabamos por não compreender se saiu ou não, muito embora não tenha refutado o envio da sua carta. E foi a isto que ele nos habituou ao longo dos anos, afirmações bombásticas que deixam terceiros a não perceber o que diz ou a quem se refere.

 

"Vocês sabem do que estou a falar" - a sua frase favorita - simplesmente não resulta desta vez. Dá para pensar que ele pensa que as pessoas sabem a quem se refere, mas claramente não é esse o caso. Continuamos à espera que ele explique.

 

Já aqui referi em vários textos que nunca percebi as funções de Octávio Machado no Sporting ou até o porquê de o Jorge Jesus o querer no Clube. Não duvido que a actual situação já foi conversada com o treinador, mas não é lógico esperar uma qualquer decisão conjunta. Veremos se a situação é de algumo modo esclarecida com o passar de mais alguns dias. Até ao momento, lamentavelmente, apenas reflecte na desordem que existe na chamada "estrutura" do futebol leonino.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:42

 

image.jpg

 

Muito embora ainda não tenha sido confirmado oficialmente pelo Sporting, o jornal Record avança na sua edição deste domingo que Octávio Machado pediu a demissão, citando razões pessoais.

 

A ser verdade, não é surpresa alguma. Há muito que esta tomada de decisão era esperada, apenas com o timing em dúvida. A bem dizer, a função de Octávio Machado na chamada "estrutura" do Sporting nunca foi verdadeiramente compreendida e se ele esperava ter alguma palavra na gestão do futebol leonino, Bruno de Carvalho e Jorge Jesus deixaram clara a ideia que isso nunca aconteceria. Não há espaço para tantos egos, em simultâneo.

 

Não será por isto que o Sporting vai deixar de ganhar, caso tenha condições para esse fim, mas será interessante ver a reacção do presidente. Veremos se o próprio Octávio Machado ainda esclarecerá a especificidade da sua decisão.

 

Adenda: Reacção de Octávio Machado sobre a notícia da sua demissão, assim como da hipótese que foi levantada sobre ele vir a desempenhar o cargo de relações internacionais, a exemplo do que Augusto Inácio fez no passado:

 

«A pessoa que fez passar esta informação esconde-se atrás de um manto de anonimato. É um cobarde, sem vergonha e só tem prestado maus serviços ao futebol. Não vou tecer mais comentários sobre este assunto».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:03

Palmelão bate com a porta

Ricardo Leão, em 11.06.17

 

20479186_lLQtn.jpg

 

O jornal porta-voz oficioso do Sporting, Record, avança hoje com uma notícia que há muito tinhamos divulgado, aqui e aqui. No fundo apenas a confirmação de uma situação artificial que se arrastava desde há meses. Fomos, aliás, os primeiros a divulgá-lo para espanto ou indignação dos "brunecos" do costume. Agora, a escassíssimas semanas da nova época, a saída parece certa. O "Palmelão" fartou-se da dupla Bruno/Jesus e foi à sua vida. Que se chegue à frente a próxima vítima.Tu sabes do que eu estou a falar!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:02

 

img_770x433$2016_08_25_10_58_25_1148342.jpg

 

Octávio Machado já inquirido pelo Conselho de Disciplina da FPF no âmbito de um processo aberto ainda pelo antigo presidente do Conselho de Arbitragem, Vítor Pereira. Em causa estão as declarações do director geral para o futebol profissional do Sporting, depois do jogo com o Sp. Braga, da última jornada da temporada passada.

 

"A inquirição decorreu normalmente. Tudo ficou esclarecido e espero calmamente pela decisão das instâncias competentes. A comunicação trafulha tem-se encarregue, nos últimos anos, de dizer que serei suspenso seis meses, um ano… não sei como é que sabem isso, mas também não estou preocupado. Nos últimos dias tem-se falado muito do Octávio Machado. Mas tenho de dizer que no livro dos 100 anos que a FPF divulgou, o nome do Octávio Machado está lá. E essa pessoa merece respeito».

 

Bem... não refuto os (de) méritos do processo em curso nem sequer o respeito que Octávio Machado possa merecer, mas há uma consideração que me parece correcta: qualquer que seja a decisão do Conselho de Disciplina, o impacte no Sporting é praticamente nulo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:31

Foto do Dia

Rui Gomes, em 18.01.17

 

ng8156888.jpg

Imagem de um «capitão» desolado após o apito final em Chaves

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:38

Onde estavas tu Octávio ?

Rui Gomes, em 13.01.17

 

img_770x433$2016_04_07_10_24_37_1086126.jpg

 

Não é minha intenção voltar a comentar este assunto num futuro próximo, mas é precisamente esta postura que eu não aprecio e que me leva a criticar veemente. Como já referi num outro post desta quinta-feira, nem Bruno de Carvalho nem qualquer dirigente ligado ao futebol entendeu ser importante participar na reunião entre o Conselho de Arbitragem e os clubes. Para o efeito, a missão foi delegada ao vogal da Direcção responsável pela expansão e núcleos, por dificil que seja de acreditar.

 

Pós-facto, surgiu Octávio Machado, dirigente da SAD, com um discurso muito crítico aos microfones da TSF, por não ter gostado das conclusões apresentadas sobre a arbitragem do «derby». Ocorrência que me leva a questionar onde se encontrava ele na quarta-feira, que o impediu de assumir parte activa no fórum onde essas questões foram debatidas.

 

Vale o que vale, mas eis o que ele teve para dizer:

 

«O Conselho de Arbitragem assemelha-se aos condutores que circulam em contra-mão na autoestrada julgando que todos os outros é que estão enganados. As pessoas que viram estes lances estão espantadas com a análise da Comissão Técnica liderada por João Ferreira e ilustra bem o estado a que chegaram os observadores dos árbitros.

 

Temos uma grande expectativa sobre o que a UEFA dirá e se, como esperamos, for dada razão ao Sporting, iremos tirar todas as consequências desta avaliação do Conselho de Arbitragem».

 

Depreende-se, portanto, que o Sporting apresentou queixa à UEFA ?... Desconhecia isso, mas duvido muito que o organismo que superintende o futebol europeu vá intervir ou emitir pareceres sobre provas domésticas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:27

 

image.jpg

 

Octávio Machado esteve este domingo no III Convívio dos Núcleos do Sporting do distrito de Coimbra, que decorreu em Tábua, e mais uma vez atacou o Benfica e a forma como ganhou o campeonato, na sua opinião, pouco ilícita:

 

«Houve uma campanha orquestrada, suja e trafulha que tirou o brilho a um campeonato que foi extremamente competitivo e bonito. Foi pena essa campanha de comunicação, que alimentou mentiras e que se escondeu, qual toupeira, começando logo no dia em que Jorge Jesus assinou pelo Sporting. Este ano, fomos muito melhores que os outros mas, no futebol, tal como em outras modalidades, nem sempre ganham os melhores. Mas se continuarmos neste caminho vamos ganhar mais vezes.

 

O presidente Bruno de Carvalho e o treinador Jorge Jesus fazem do Sporting um clube de que todos os sportinguistas se orgulham. Todos queremos ser campeões nacionais e espero que, nesta minha segunda passagem pelo Sporting, consiga atingir esse objectivo. A renovação de Jorge Jesus era fundamental. O Sporting recuperou o lugar a que a sua história obriga. Recuperámos o orgulho da família sportinguista e isso deve-se, em grande parte, a Jorge Jesus e ao presidente Bruno de Carvalho.

 

É uma realidade indesmentível a união em toda a estrutura do Sporting. É algo que se vive, que se sente e que deixa feliz toda a família sportinguista, para quem nós temos um reconhecimento e uma gratidão enormes por tudo aquilo que este ano nos ajudaram. O Sporting hoje é um clube estável, onde dá gosto e prazer trabalhar, especialmente depois de uma época em que ficou provado que há três candidatos ao título em Portugal.»

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:41

 

ng6775959.jpg

 

Na zona mista do estádio Axa, em Braga, logo após a conclusão do desafio entre o Sporting e a equipa minhota, Octávio  Machado não perdeu tempo a apontar o dedo acusatório a Vítor Oliveira, presidente do Conselho de Arbitragem da FPF:

 

«O Sporting foi a melhor equipa do campeonato, mas lamento que tudo tivesse terminado como começou, isto é, penáltis contra o Benfica só depois dos 95 minutos e quando estivessem a ganhar 5-0.

 

Considero factual o que aconteceu na primeira jornada, contra o Estoril, e hoje, mais uma vez, contra o Nacional da Madeira, no jogo decisivo, em que houve um penálti do Talisca e não foi marcado, quando estava 0-0.

 

Este campeonato vai ficar na história como o 35 de Vítor Pereira. Ele mostrou que aqueles que votaram contra si, em reunião na Liga, têm toda a razão. Não é só o Sporting a queixar-se.

 

As últimas nomeações foram prova de que não houve vergonha nenhuma. O Sporting foi, de longe, a melhor equipa e nos confrontos directos, com árbitros internacionais, viu-se a diferença».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:41

Octávio sai do Sporting

Rui Gomes, em 14.05.16

 

19611136_wi3M5.jpg

 

Tal e qual como por aqui afirmámos, para indignação de uns quantos, o "Palmelão" vai mesmo abandonar as funções que tem no Sporting.

 

Recordemos o que por aqui escrevemos há largas semanas, a 15 de Fevereiro, precisamente: "Habituado durante anos à quietude do campo, dividindo-se entre a agricultura e a presidência dos bombeiros de Palmela, Octávio Machado não resistiu ao apelo quando o foram buscar ao outro lado do rio. Sendo certo que actualmente não exibia já o fulgor dos tempos que deram origem à personagem "Octávio Malvado", foi precisamente o coração que o traiu agora. Fazendo parte de uma equipa em que o "capitão" prima pela beligerância contínua, Machado não aguentou o stress. Agora, segundo as nossas fontes, e contrariamente ao que se encontra a ser publicamente revelado pela comunicação social, já terá tomado a decisão de, por razões de saúde, abandonar as actuais funções que desempenha no Sporting. Se assim o foi fez bem. Este foi um aviso sério. Com a saúde não se brinca, Palmelão. Tu sabes do que eu estou a falar !"

 

Hoje eis que esta notícia é confirmada publicamente, de forma não oficial, como é evidente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:06

 

octaviomachado4.jpg

 

O Sporting realizou uma conferência de imprensa, com início às 12h30, para reagir às mais recentes polémicas do futebol cá do burgo, nomeadamente a incessante "guerra" entre "verdes" e "encarnados. Octávio Machado foi o escolhido da SAD para participar na conferência. Eis o que ele teve para dizer:

 

- Quando todos, responsavelmente, devíamos ter um comportamento que permitisse que este campeonato, que tem sido extraordinário, com emoção, jogos de grande qualidade, com os nossos jogadores em vésperas de uma convocatória de selecção nacional, infelizmente há quem não pense assim. Que volte ao início de temporada, onde foi evidente a criação de factos para criar confusão. Lembro-me dos SMS’s, que nunca viram. Foi uma comunicação trafulha e, enquanto não forem mostrados considerá-los-ei trafulhas. Agora voltamos com o envio de queixas aos órgãos jurídicos da FPF, só com o objectivo de intimidar.

 

- Nessa altura houve frases que chocaram, como aquela dos roubos e do ‘não ser comido de cebolada’. Agora, incompreensivelmente, quando pessoas responsáveis deviam manter uma conduta de tranquilidade aos agentes desportivos, ao público, nestas últimas duas semanas assistimos a algo que nos deixa muito preocupados. Nalguns casos, nunca pensámos que as coisas poderiam chegar a este ponto. Mas, foi uma comunicação que veio da política, que destruiu política e os políticos, e que no futebol tem o mesmo comportamento. Destrói a credibilidade do futebol, dos intervenientes, põe-se tudo em causa, não se acredita em nada nem em ninguém.

 

- Isto, naturalmente, merece da nossa parte um reparo de indignação enorme. Tudo aquilo que foi, na semana passada, em relação ao treinador do Sporting, em relação à Doyen, em vésperas de um jogo importantíssimo. Um Clássico no Dragão… Não é ingénuo. Mas a nossa reposta é aquela que temos dado sempre, independentemente de ser contra o Tondela, FC Porto ou Benfica. Respeitar os nossos adversários, o seu estatuto. É assim que o fazemos. Foi assim que estivemos no Dragão. No Dragão o Sporting demonstrou algo que alguns ainda tinham dúvidas: uma exibição muito convincente, de uma raça que é o ADN desta equipa.

 

- Durante a semana assistiu-se ao tentar desvalorizar disto e falar no árbitro. Como se este árbitro tivesse defeitos. É o mesmo que não expulsou o Renato Sanches e o Jardel por duplo amarelo. Há coisas que não se entendem. Escamotear a realidade de uma exibição convicta, que alguns não esperavam nem desejavam… Para nós não foi surpresa. O nosso treinador tinha-o dito na conferência de imprensa. Este campeonato, como ele o disse, vai durar até ao fim.

 

- Esses agentes perturbadores do futebol estranham algumas cosias. Até querem ser eles o dono daquela que é a competência dos treinadores. Contra o Vitória de Setúbal, foram poupados jogadores contra o Benfica. Mas houve um, dos que mais se têm destacado. No Vitória de Setúbal, que joga uma situação muito difícil e complicada, o André Horta não jogou. Ninguém se surpreendeu. Houve alguma manifestação? Surpreendeu alguém? Foi normal! O anormal é os outros.

 

- O facto mais saliente e que, de alguma maneira, exprime algo que, por posteriores opiniões que vieram a público… A falta de vergonha já ultrapassa todos os limites. Dizer-se que se sabe o que é dito no balneário dos adversários, é qualquer coisa que nunca se tinha visto no futebol português. Isto só pode ser de uma de duas maneiras. Ou agentes infiltrados, ou escutas. Agora, saber o que os treinadores dos adversários dizem nas palestras? Alguém já tinha ouvido tal situação? Fiquei estupefacto, não queria acreditar. Mas, a partir de agora, penso que tudo é possível. Interessa é ganhar. Com estruturas que trabalham assim, que têm estes comportamentos, começo a pensar que tudo é possível. E percebo, melhor do que nunca, as declarações do Sérgio Conceição, que passou uma semana terrível. “Portugal vinha abaixo se pontuássemos aqui”. O que leva alguém, que já no primeiro jogo tinha sido comido em casa, nos tais penáltis que nunca se marcam, a dizer isto? Um homem experiente, que andou pelo estrangeiro, que conhece bem o futebol nacional, sério… o que o leva a dizer uma frase destas?

 

- Poderá ser interpretado como algo que é fruto de um clima de terror, intimidação que está criado no futebol português e que atingiu o seu limite, vamos ver, nesta semana. E isto só tem explicação com o grande resultado do Sporting no Dragão, no Dragão. Em oito meses, perante um bicampeão e um FC Porto com um plantel rico, o Sporting trabalhou. O Sporting é muito mais que uma equipa de futebol. Em oito meses o Sporting conseguiu reconstruir a paixão e o orgulho. O leão voltou. Os jogos são um espectáculo.

 

- Os adeptos estão envolvidos em casa e fora e acredita. E é isto. E o que nos opõe a isto? A criação de um clima de intimidação. Meus senhores, desejamos e vamos contribuir para que estas duas jornadas possam decorrer da melhor forma. Da nossa forma vamos tentar ganhar jogos. Não contem connosco para criar este clima mas vamos denunciar. Metem tudo em causa. Para isso não contribuímos. Olhando para o futebol inglês é isso que queremos. Tranquilidade nas nomeações. A tranquilidade é o pacto que temos. Vamos entrar em campo a respeitar os adversários, os seus treinadores. Aí contem connosco. Agora para esta tentativa de criação de factos fictícios...

 

Respostas a questões dos jornalistas:

 

'Jogo da mala': Não lhe vou responder enquanto ele não mostrar os SMS's. Não vou responder. Falam em 600 mil. Devem estar a confundir com os 600 milhões do BES. Mas isso são problemas de outros que têm de resolver. Não vamos contribuir para o ruído do coro angelical de S. Gabriel.

 

Críticas à arbitragem: Desde que introduziram para o futebol a comunicação da política, que é desacreditar, desacreditar, desacreditar, estão a destruir a credibilidade desta indústria. E depois dizem que são inocentes. Falar de arbitragem não desacredita o futebol. É isto que se faz agora que se coloca em causa os treinadores, os jogadores. Esta comunicação não faz falta no futebol.

 

Poupanças no Estoril-Marítimo: São opções do treinador do Marítimo. Também já vos falei do Vitória de Setúbal. Até o Dr. José Eduardo Moniz veio falar nisso. O Patrick não levou amarelo? Era obrigatório levar amarelo? Era?

 

Comunicação de Sporting e Benfica: Sou contra a lei da rolha em qualquer actividade. Isso era no tempo da ditadura e ela já acabou. Eu não falo desta comunicação social. Esta é bem-vinda. Eu falo da outra que está a denegrir a imagem do futebol como o fez na política. Isso para mim não contribui para esta industria. Isso é o que estamos a fazer neste clube, valorização de activos. Um era bicampeão, o outro era o FC Porto que queria ser campeão. Vão ter de levar connosco.

 

Campeonato: Ninguém tem dúvidas de que o Sporting é a melhor equipa. Ponto. Até o senhor Pinto da Costa admitiu isto. Temos a melhor equipa, a que joga mais, a que respeita mais. A nossa equipa empatou com o Tondela e nós não dissemos nada. O Vitória de Guimarães não pode querer ganhar? Então? Estamos focados nestas duas últimas jornadas. Fomos afastados da Liga dos Campeões como fomos e da Taça de Portugal como fomos.

 

João Gabriel: Pode dizer o que quiser mas para mim não tem credibilidade nenhuma. Tem que mostrar as SMS's. Enquanto não mostrar não tem credibilidade.

 

Nomeações: O que penso e desejo é que o Conselho de Arbitragem perceba o momento em que estamos e que os árbitros possam ter tranquilidade para desempenhar a sua missão que as vezes é decisiva.

 

Ambiente afecta balneário?: Já fizeram essa pergunta na semana passada e a resposta foi dada no Estádio do Dragão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:40

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo