Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

image.jpg

 

Beto, antigo capitão do Sporting, espera que quem disse que o Barcelona e a Juventus seriam os dois apurados para os oitavos-de-final, se tenha enganado:

 

«Sporting está com grande determinação e tudo é possível. Agora e preciso um bom resultado, em casa, frente ao Barcelona, na próxima jornada. Teve uma entrada de leão nesta Liga dos Campeões. A equipa mostra uma grande determinação, querer e vontade e no futebol tudo é possível. O Sporting tem muita qualidade e espero que, quem disse que o apuramento seria da Juventus e do Barcelona, se tenha enganado. Foi importante entrar a ganhar mas agora é preciso um resultado positivo frente ao Barcelona.

 

Concordo com a opção por Doumbia no ataque, nos jogos fora, da Liga dos Campeões. Doumbia é um jogador mais rápido. Quer ele, quer o Bas Dost dão garantias à equipa. São opções estratégicas e na Grécia resultaram em pleno. A equipa, no geral, esteve muito bem, sabia o que tinha de fazer. Era um jogo difícil mas o Sporting descomplicou».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:02

 

DJjJQYVW0AAMilm.jpg

 

Foi uma estreia de gala. Sem nunca ter jogado antes na Grécia, em termos oficiais, o Sporting conseguiu ontem a primeira vitória de uma equipa portuguesa no estádio do Olympiacos, desde 1973, ou seja, há 44 anos. Então, foi o Benfica a sair do temível Pireu com um triunfo pela margem mínima (1-0), garantido por Nené, aos 29 minutos, na 1ª ronda da Taça dos Campeões Europeus. Depois desse sucesso, nunca mais um clube nacional tinha vencido (ou sequer empatado) no Estádio Georgios Karaiskakis, e por lá passaram novamente o Benfica (goleado por 5-1 em 2008 e derrotado com Jesus por 1-0 em 2013), bem como FC Porto e... Arouca.

 

De resto, o triunfo por 3-2 representou, igualmente, a primeira vitória fora de casa para o Sporting na fase de grupos da Liga dos Campeões (isto após o sucesso no playoff contra o Steaua, em Bucareste). O último êxito remontava há nove anos, mais precisamente a 9 de Dezembro de 2008, quando a equipa orientada então por Paulo Bento foi a Basileia, Suíça, vencer por 1-0, graças a um golo solitário de Yannick Djaló. Depois disso, o Sporting acumulou seis derrotas nas deslocações da fase principal da Champions e o melhor que tinha alcançado, neste intervalo, foi um empate com o Maribor (1-1), no consulado de Marco Silva.

 

Uma entrada tão avassaladora como a de Atenas foi um facto raro na época passada. Aconteceu apenas na última jornada, com o Grupo Desportivo de Chaves, e frente ao Paços de Ferreira, em Janeiro. Para encontrar um impacte semelhante, porém, avaliando pelo nível de dificuldade dos jogos, é necessário recuar à primeira temporada de Jorge Jesus em Alvalade, quando o Sporting venceu o Benfica e o Lokomotiv Moscovo. Na Luz, um início demolidor resultou em golos de Teo (9’), Slimani (21’) e Bryan (36’); seria esse o desfecho do dérbi. Na Rússia, foram Montero (20’), Bryan (38’) e Gelson (43’) a dar vantagem de 3-1 ao intervalo; o encontro terminaria 4-2 para o Sporting.

 

Uma vitória importante e um grande  espectáculo durante cerca de 45 minutos, para não esquecer.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:23

 

image.jpg

 

«Ganhar um jogo fora é importante na Champions, sobretudo num estádio muito difícil, frente a uma boa equipa. Surpreendemos nos primeiros 45 minutos e fizemos três golos na primeira parte. Podiam ter sido quatro ou cinco. Fizemos um jogo muito fácil na primeira parte pela qualidade da nossa equipa.

 

Na segunda parte não abordámos o jogo como um jogo de Champions, sem intensidade, e sofremos dois golos nos últimos minutos. Não nos podemos pôr a jeito. Podíamos ter saído daqui com um resultado de gala, com quatro ou cinco a zero. Podíamos ter juntado as duas partes. A equipa confiou demasiado.

 

Calámos completamente estes adeptos apaixonados e fervorosos. O facto de estarem a perder 0-3 na primeira parte tirou-lhes o ânimo. O Sporting calou completamente o estádio do Olympiakos.

 

O Sporting está preparado para defrontar seja quem for desde que a equipa tenha um desempenho ao nível da primeira parte, com esta qualidade, durante mais tempo de jogo».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:39

 

maxresdefault.jpg

 

O título do post era para ser outro, mas a segunda parte da partida estragou-me os planos. De qualquer modo, um primeiro período de sonho, nada menos do que espectacular, a ser necessário um guia para acompanhar os acontecimentos. Ora vejamos:

 

Tudo começou com o golo bastante madrugador de Doumbia (2') que deu uma injecção de confiança aos "leões" e deixou a equipa grega muito intranquila.

 

Segue-se Gelson Martins, aos 13', com o segundo golo e ainda Bruno Fernandes com o terceiro, aos 43'.

 

Entretanto, aos 18 minutos, Bruno Fernandes manda um remate ao poste, Doumbia, aos 20', isolou-se e perdeu uma enorme oportunidade e, ainda, Sebastián Coates, aos 22', também isolado, que falhou o golo. Para culminar o que foi um período digno de um filme de Steven Spielberg, Gelson Martins, perante uma baliza totalmente descoberta, manda o esférico à trave, aos 40 minutos.

 

O Sporting alinhou de início com o seguinte onze: Rui Patrício, Cristiano Piccini, Sebastián Coates, Jérémy Mathieu, Jonathan Silva, William Carvalho, Rodrigo Battaglia, Gelson Martins, Marcus Acuña, Bruno Fernades, Seydou Doumbia.

 

Suplentes: Romain Salin, Stefan Ristovski, Tobias Figueirdo, Petrovic, Alan Ruiz, Bruno César e Bas Dost.

 

21752011_10154711937531555_6739643181846324249_n.j

 

Uma segunda parte distinta, que perto dos instantes finais ainda chegou a assustar. O Sporting mudou o seu plano de jogo, reduziu a intensidade, procurou mais posse de bola, excessivamente calculada, diga-se, baixou a pressão ofensiva e começaram a surgir os erros. Nenhum foi fatal nessa fase do jogo, mas permitiu ao Olympiacos entrar num jogo em que até esse ponto tinha sido completamente avassalado.

 

A equipa grega conseguiu reduzir o marcador para 3-2, perto do cair do pano, mas não sem Bas Dost ter mandado outra bola aos ferros.

 

Acho que as opções de Jorge Jesus no segundo tempo são discutíveis, pelo óbvio desgaste de alguns jogadores. Bruno Fernandes devia ter saído muito mais cedo e dar entrada a Petrovic para reforçar o meio-campo. Tanto William como Battaglia também davam sinais bam visíveis de cansaço.

 

Apesar da primeira parte fenomenal, acabou por não ser um resultado histórico, mas esteve muito perto de ser precisamente isso. Parabéns aos jogadores do Sporting pelo espectáculo com que nos brindaram, enquanto lhes foi possível.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:38

 

21728018_10154709779011555_1252893192276007523_n.p

 

A equipa de sub-19 do Sporting inaugurou a sua participação na UEFA Youth League com o rótulo de ser muito superior à sua congénere do Olympiacos. Entrou no jogo a passear vaidosamente essa suposta superioridade (que acabou por ser real) e quando deu por ela, estava perder por dois golos, ambos "oferecidos" ao adversário, com o primeiro fruto de uma terrível infantilidade do central leonino, ao atrasar a bola para o guarda-redes de costas para a baliza, acabando por a colocar nos pés do avançado grego.

 

Com os olhos bem abertos pela desvantagem no marcador, "caiu" então em cima do Olympiacos e controlou completamente a partida até ao apito final. Neste espaço de tempo, um golo não validado porque a arbitragem não viu a bola dentro da baliza (aqui fez falta o 'olho de falcão'), um outro remate à trave e inúmeras oportunidades desperdiçadas pela ineficaz finalização.

 

A partida terminou de forma bastante frustrante com um empate a duas bolas. Que sirva de lição para os jovens "leões" que a superioridade mostra-se em campo, ao longo dos 90 minutos de jogo, e a vaidade fica na praia.

 

P.S.: Rafael Leão, um excelente jovem futebolista e uma grande promessa da formação leonina, está a precisar de um "puxão de orelhas". Excesso individualismo e atitude de vedeta !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:55

As opções de Jorge Jesus

Rui Gomes, em 12.09.17

 

1084908.jpg

 

A acreditar nas declarações de Jorge Jesus na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Olympiacos, a única dúvida sua sobre o 'onze' inicial do Sporting relaciona-se com Piccini. Recorde-se que o lateral direito italiano lesionou-se na passada sexta-feira, no jogo com o Feirense:

 

«O Piccini lesionou-se no último jogo e até amanhã (hoje) não temos a certeza absoluta se pode jogar. Tenho duas hipóteses, jogar de início ou ir para o banco e ser alternativa. Quanto a alternativas, estou tranquilo, tenho Battaglia. Também temos o Ristovski».

 

O técnico deixa a ideia que a primeira opção dele, como alternativa a Piccini, é Rodrigo Battaglia. Compreende-se que sinta confiança neste jogador, uma vez que tem vindo a jogar com regularidade e a oferecer um desempenho de qualidade, no entanto, parece-me evidente que se questione a razão de contratar um segundo lateral, se não é para ser utilizado em ocasiões como esta.

 

Uma coisa é certa: Jorge Jesus tem, como sempre, o seu lote de jogadores preferidos e enquanto estes tiverem pernas para alinhar vão a jogo. Daí que mais tarde se venha a verificar uma baixa de rendimento na equipa, pelo desgaste dos mesmos 14 ou 15 atletas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:17

 

img_FanaticaBig$2017_08_24_23_55_02_1305151.jpg

 

O campeão grego manteve os principais activos da época passada e reforçou-se com Emenike, Carcelo-González, Tachsidis e Odjida-Ofoe.

 

O Sporting visita a Grécia no dia 12 de Setembro e recebe a equipa grega em Alvalade em 22 de Novembro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:20

"Não era o meu desejo sair"

Rui Gomes, em 15.08.16

 

img_770x433$2016_06_25_19_36_25_1120894.jpg

 

«Não era o meu desejo sair. Tenho pena, porque é um clube que sempre gostei e é o clube do meu coração. Foram 14 anos e claro que preferia ter ficado, mas a vida é mesmo assim. A culpa também foi minha, não saio com mágoa. Não tinha muito tempo de jogo, acho que é o melhor para mim e para o Sporting. É o meu desejo que este ano o Sporting seja campeão.

 

A minha aposta no Olympiacos deve-se a ser um clube a nível europeu que luta por títulos. Juntou-se o útil ao agradável. É um bom clube e, com um treinador português, é muito melhor para mim.

 

O Arouca tem sempre equipas fortes e a jogar em casa é mais complicado. Mas acho que o Olympiacos tem capacidade para eliminar o Arouca. Mas cada vez mais o futebol nem sempre é o que parece, portanto, temos que entrar em campo e mostrar que somos mais fortes».

 

Declarações de André Martins à chegada a Lisboa da Seleção Olímpica de futebol.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31

André Martins no Olympiacos

Rui Gomes, em 09.08.16

 

CpW94ruWAAAGkw0.jpg

 

O Olympiacos já oficializou a contratação de André Martins, tendo este assinado com o campeão grego por três anos.

 

Recorde-se que o seu contrato com o Sporting terminou a 30 de Junho, pelo que não dá direito a compensação, salvo pela formação.

 

Confirmando-se as últimas notícias, o André vai ter como seu treinador Paulo Bento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:15

André Martins a caminho da Grécia ?

Rui Gomes, em 29.05.16

 

andresilva_21.jpg

 

Recém-rumores da praça noticiosa dão André Martins a caminho da Grécia, onde assinará contrato por três épocas com o Olympiacos, equipa liderada por Marco Silva. 

 

O ainda médio leonino de 26 anos termina a sua ligação com o Sporting no próximo dia 30 de Junho e pela sua quase nula utilização sob Jorge Jesus, não será nesta data tardia que a sua renovação contratual será realizada.

 

Marco Silva conhece-o muitíssimo bem, uma vez que foi o seu treinador em Alvalade durante a época de 2014/15, utilizando-o em 27 jogos ao todo, 17 dos quais como titular. Na I Liga registou 18 participações, 12 no onze inicial.

 

Já com Jorge Jesus a história é radicalmente diferente: 12 participações na época, 8 como titular, e na I Liga apenas foi uma única vez suplente utilizado, jogando 15 minutos.

 

Curiosamente, com Leonardo Jardim, na equipa que assegurou o 2.º lugar na I Liga, tal e qual como Jorge Jesus, André Martins participou 29 jogos durante a época, 26 como titular, e na I Liga 27 jogos, 24 dos quais no onze inicial.

 

André Martins chegou ao Sporting em 2002, proveniente do Argoncilhe e depois de também ter passado pelo Feirense. Durante a sua longa estada de "leão ao peito", cumpriu períodos de empréstimo com o Real Massamá, Belenenses e Pinhalnovense.

 

Sempre se lhe reconheceu talento, mas a sua estatura (1.69m e 63kg) e a agressividade do seu jogo, nunca lhe permitiram afirmar-se consensualmente nas equipas do Sporting que integrou. Confirmando-se esta transferência para o Olympiacos, será a sua primeira experiência no estrangeiro, e considerando o treinador, até será uma boa opção para dar continuidade à sua carreira.

 

Como jogador livre, sairá do Sporting a custo zero, salvo pela compensação dos direitos de formação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

Marco Silva continua imparável

Rui Gomes, em 04.01.16

 

Marco Silva continua a somar recordes na Grécia. O Olympiacos chegou este domingo às 16 vitórias em 16 jogos, mantendo-se invencível no campeonato e igualando ainda o melhor registo de vitórias de sempre na competição.

 

ergreg.jpg

A vitória frente ao Panionios, por 3-1, até começou mal: Dominguez colocou os visitantes em vantagem aos 16 minutos, até Risvanis repor a igualdade ao minuto 63. O antigo jogador do SC Braga, Felipe Pardo, deu vantagem à equipa de Marco Silva aos 73 minutos, até que Ideye (79') estabeleceu o resultado final da partida em 3-1.



O Olympiacos regista 48 pontos, mais 18 do que o segundo classificado, o AEK de Atenas.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:06

 

600_gif.jpg

 

O Olympiacos venceu este sábado em casa do lanterna-vermelha Panthrakikos, por 4-3, em jogo da 13.ª jornada da Liga grega de futebol, e elevou o recorde de vitórias consecutivas para 13.

 

A equipa grega, sob o comando do técnico Marco Silva e com Hernâni no 'onze', manteve à 13.ª jornada a dinâmica de vitória e ampliou o recorde de triunfos consecutivos no campeonato helénico.

 

A meio da semana, o Olympiacos somou uma vitória sem jogar uma vez que o rival Panathinaikos foi penalizado com a perda de três pontos, na sequência dos incidentes no «derby» de 21 de novembro, que obrigou ao cancelamento do jogo ainda antes do seu início.

 

O Olympiacos segue na liderança da Liga grega contando por vitórias os 13 jogos realizados, correspondentes a 39 pontos, mais 16 do que o AEK Atenas, que no domingo defronta o Kalloni.

 

O "infiltrado" continua a utilizar um "filtro" vitorioso...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:33

Marco Silva "imparável" !

Rui Gomes, em 01.11.15

 

92256.jpg

 

«O Olympiacos, de Marco Silva, continua absolutamente imparável na liga grega e somou este sábado o seu nono triunfo em outras tantas jornadas do campeonato. Graças a esta vitória o Olympiacos passou a contabilizar 27 pontos e tem provisoriamente nove pontos de vantagem sobre o mais direto perseguidor, o Panathinaikos, que joga apenas no domingo frente ao AEK.»

 

Naquela outra "Ligazinha" chamada Champions:

 

Group F

ClubsPWDLFA+/-Pts
FC Bayern München FC Bayern München 3 2 0 1 8 2 6 6
Olympiacos FC Olympiacos FC 3 2 0 1 4 5 -1 6
Arsenal FC Arsenal FC 3 1 0 2 5 5 0 3
GNK Dinamo Zagreb GNK Dinamo Zagreb 3 1 0 2 2 7 -5 3

 

 

E ainda... equipado de fato de treino no banco. Imperdoável... guilhotina à vista !!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:46

Parabéns Marco Silva

City Lion, em 30.09.15

 

18865604_JF8qw.jpg

Caro Marco, confesso que este ano irrita-me acompanhar a Liga dos Campeões, mas não resisti ontem a espreitar parte do jogo do Porto (que  jogão !) e os resumos, incluindo o do teu jogo em Londres. Muitos parabéns pela grande vitória de ontem ! Sei que também deixaste uma boa imagem do Sporting na Liga dos Campeões, mas ir ganhar ao campo do Arsenal e dar a primeira vitória na Champions de uma equipa grega em Inglaterra é fantástico.

 

Imagino que, mesmo longe, continues a acompanhar o Sporting. Temos um treinador que em termos de personalidade não pode ser mais diferente de ti e mais do género de quem te tentou humilhar e correu contigo do Sporting. O Jesus até já te lançou várias farpas nomeadamente quanto à fraca mentalidade que aqui deixaste na equipa, mas para já o que temos visto em geral é um futebol abaixo do praticado o ano passado (apesar das contratações milionárias) .

 

Tem graça que o Jesus, apesar de usar sempre o fato oficial do Sporting, já deu várias razões para lhe ser aberto também um processo no final da época, como contrariar publicamente o clube no caso da não contratação do Boateng ou agora repetir várias vezes no fim do jogo do Bessa, para bom entendedor, que nos “faltava o Carrillo”. E ainda tem o desplante de dizer que os jogos europeus não são prioritários e fez-nos passar uma vergonha em casa como nunca tínhamos passado na Liga Europa.

 

A mim o que mais me chateia mesmo é a incapacidade dele ver / dizer que a equipa está a jogar mal e a constante desculpa com os árbitros (ele deve achar que nos esquecemos do “limpinho, limpinho”).

 

Enfim Marco desculpa estes desabafos de quem tem mesmo muita pena que não estejas cá. Tenho quase a certeza que se não tivesses saído (e tivesse saído outro em vez de ti) estaríamos hoje a festejar juntos uma vitória do Sporting na Champions.

 

Continua o bom trabalho e dignifica daí o nome de Portugal e espero voltar a ver-te em breve como treinador do Sporting (mas sei que vitórias como as de ontem podem dificultar esse regresso desejado porque alguns tubarões vão começar a olhar para ti).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:31

Marco Silva confirmado no Olympiacos

Rui Gomes, em 07.07.15

 

ngCA61106E-4763-4A74-A9B3-E14C4B18BBD0.jpg

 

Muito embora ainda não tenha sido oficialmente apresentado, o "website" oficial do campeão grego já faz referência ao seu novo treinador. Informações preliminares indicam que terá assinado contrato por dois anos, com um salário anual de cerca de 700 mil euros, mais prémios por objectivos.

 

O treinador que nas palavras de Virgílio Lopes "não presta para nada" e é "burro", igualmente desconsiderado pela falange de devotos de Bruno de Carvalho como um "infiltrado", fez-se acompanhar na ida para o Olympiacos pelos três adjuntos que faziam parte da equipa técnica do Sporting: João Pedro, Gonçalo Pedro e Paulo Sampaio "Rifa".

 

Com o desenlace de mais uma "novela", resta desejar boa sorte a Marco Silva. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03

Desta vez foi oferecido... em grego !

Rui Gomes, em 24.10.13

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15

O estranho mundo do futebol

Rui Gomes, em 19.01.13

 

Leonardo Jardim, que assumiu o comando técnico do Olympiacos no verão passado, deixou hoje o clube grego, apesar de liderar o campeonato com 10 pontos de vantagem, estar ainda na disputa pela Taça da Grécia e Liga Europa. As razões não foram explicadas, nem se a inicitativa partiu do treinador madeirense se do clube, embora muito indique para este último cenário. Com um contrato de dois anos, Leonardo Jardim aguarda agora as negociações da rescisão. Mais uma prova de que no futebol, nem ser ganhador oferece quaisquer garantias de emprego, para um treinador. É um bom técnico, pese ser acusado de ter «mau feitio», e não estará muito tempo no desemprego. Teria sido uma boa alternativa para o Sporting ainda há pouco tempo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo