Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O que dizem eles

Rui Gomes, em 04.05.16

 

Paulo-Sérgio.jpg

 

«O que fica para a história são os títulos. Há um trabalho colectivo muito forte no Sporting, tanto da equipa técnica como dos jogadores. Conseguiu dar um passo grande na disputa do título esta temporada, coisa que não era possível há muito tempo.

 

O Sporting, até agora, tem essa conquista; intrometeu-se na luta pela título, com um futebol de qualidade, com uma equipa forte, uma estrutura muito dinâmica e activa. Goste-se ou não do estilo, o facto é que esta estrutura veio abanar um pouco o Sporting, mas é um facto que chegar ao fim e não ganhar o título poderá causar alguma mossa.

 

O Benfica também não faz más exibições. É uma forma diferente de jogar, com um pragmatismo e segurança. Quer uma equipa quer outra, estão a fazer ambos o seu papel. O Benfica começou menos bem o campeonato, mas recuperou».

 

 

Paulo Sérgio - antigo treinador do Sporting que assumiu o leme verde-e-branco em Abril de 2010, substituindo Carlos Carvalhal, acabando também ele por sofrer uma saída precoce do Clube a 26 de Fevereiro de 2011.

 

Tem razão ao afirmar que não obstante o bom trabalho, o que fica para a história são os títulos. No caso concreto do Sporting, esta época, se a não realização do seu objectivo prioritário causará "mossa", ou não, só o passar de mais algum tempo esclarecerá.

 

Caso este último cenário se venha a confirmar e partindo do princípio que Jorge Jesus permanecerá, muito leva a crer que Bruno de Carvalho irá investir substancial e talvez impensadamente no Verão - com ou sem saídas do actual plantel - para tentar concretizar o desejo que ele persegue quase cegamente. Isto, em termos pessoais e não perdendo de vista o mosaico eleitoral, não negando, contudo, quão importante a conquista é para o Sporting, como instituição desportiva.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:49

O que dizem eles

Rui Gomes, em 22.03.16

 

Paulo-Sérgio.jpg

 

Paulo Sérgio, antigo treinador do Sporting, comentou o momento da equipa, à margem do Fórum de Treinadores a decorrer em Setúbal, manifestando surpresa por o Sporting não estar, nesta altura, na liderança do campeonato com uma vantagem dilatada:

 
«Estou surpreendido pelo Sporting não ter uma vantagem mais dilatada, porque tem apresentado muita qualidade ao longo da prova. Por momentos de falta de eficácia e pelo grande trajecto que o Benfica a determinada altura começou a fazer, perdeu essa vantagem que eu supunha que podia ter nesta altura.

Faltam sete jornadas para acabar o campeonato, é bastante provável que quem vai na frente perca pontos. Vejo o FC Porto com possibilidades de discutir o campeonato até final, porque não podemos esquecer que vai haver um FC Porto-Sporting e, por isso, penso que vai ser muito disputado.

Slimani é um dos melhores avançados em Portugal, mas todos estão sujeitos a melhores momentos e a momentos menos bons. A falta de eficácia em alguns jogos não se pode resumir ao Slimani, não se pode responsabilizar apenas um jogador por isso.

Cada treinador é um treinador e, qualquer que seja a sua forma de actuar, só temos de respeitar. Se há alguma coisa a criticar é a atitude do jogador (Arouca) e não a forma do treinador reagir a ele, seja momentaneamente e a quente, como o Jorge Jesus fez, seja à posteriori. Não tenho dúvidas que já ficou resolvido o problema. O Slimani também reagiu a quente e estará focado nos objectivos. São águas passadas neste momento.

No meu ano, vendeu-se o João Moutinho, Miguel Veloso, Liedson, este ano não. As coisas foram estruturadas para lutar pelo título, houve uma aposta forte, excelentes contratações, excelente trabalho do Jorge Jesus. As coisas estão a andar e acaba por me surpreender o Sporting ter deixado fugir algo que parecia mais seguro há uns tempos atrás.»

 

Ao fim e ao cabo, Paulo Sérgio acaba por afirmar, por outras palavras, tudo aquilo que já foi aqui referido em outros escritos, por nós e várias figuras do futebol português. Deixou-se fugir a grande oportunidade e agora vai ser uma autêntica lotaria até, porventura, ao último jogo da época.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:18

Paulo Sérgio comenta Sporting

Rui Gomes, em 30.12.12

Admitindo todos e mais alguns erros, voluntários e involuntários, que têm sido cometidos da há uns tempos a esta parte, este breve comentário de Paulo Sérgio - ex-treinador do Sporting e actual treinador do Cluj - proferido instantes após o Rio Ave 3 Sporting 0, dá causa para reflexão:

 

«O Sporting não precisa de inimigos, as pessoas de dentro são as primeiras a derrubar.»

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:06

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Posts mais comentados



Cristiano Ronaldo