Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Oportunidade para ser recuperada

Rui Gomes, em 04.03.16

 

wdiag (2).jpg

 

Num campeonato de 34 jogos, por equipa, é prematuro e porventura irrealista clamar que a liderança podia de algum modo estar solidificada à 10.ª jornada, mas pela soma dos pontos nessa altura, pode ser considerado que o Sporting deixou passar uma oportunidade de se manter numa posição de significativa vantagem.

 

Precisamente à 10.ª jornada, quando se realizou o «derby" de Lisboa, em Alvalade, para a Taça de Portugal, o Sporting liderava o campeonato com 26 pontos, dois de vantagem sobre o FC Porto e quatro sobre o Sp. Braga. O Benfica era o quarto classificado, com 19 pontos.

 

Da décima jornada para cá, o Sporting somou 33 pontos (10 vitórias, três empates e uma derrota), o Benfica somou 39 pontos (13 vitórias e uma derrota).

 

À entrada deste «derby» da segunda volta do campeonato, o Sporting tem a vantagem mínima de um ponto e este jogo é decisivo para a liderança: ou reforçada para quatro pontos, ou na posse das águias – se houver um vencedor do jogo, claro está.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:12

Aconteceu em 2004/05

Rui Gomes, em 31.01.15

 

liedson_sporting_beira-mar_taca_da_.jpg

 

Fiz a pergunta há dias, mas nenhum leitor me respondeu. A última vez que o Sporting ganhou três pontos ao Benfica e ao FC Porto na mesma jornada foi precisamente há dez épocas.

 

Em 2004/05, na 28.ª jornada, o Sporting venceu o Beira-Mar por 1-0 - golo de Liedson - enquanto que o Benfica foi derrotado pelo Rio Ave (1-0) e o FC Porto perdeu pelo mesmo resultado diante do Boavista.

 

Na altura, com a vitória do Sporting e a derrota dos dois rivais, o Benfica mantinha o primeiro lugar com 54 pontos, mais três que o Sporting, segundo classificado. Já o FC Porto ocupava a 5.ª posição, atrás do SC Braga e do Boavista, com 48 pontos.

 

No final do campeonato, o Benfica acabou por conquistar o título, com 65 pontos, o FC Porto recuperou o segundo lugar, com 62 pontos, e o Sporting acabaria no terceiro posto com 61 pontos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:28

A problemática dos números

Rui Gomes, em 14.03.14
 



O Sporting recorreu ao site oficial para publicar mais um artigo relacionado com a arbitragem - este intitulado " A verdade dos números" -, onde apresenta um mosaico de números e incidências sobre o que considera terem sido erros de arbitragem que no seu parecer "feriram de morte este campeonato", argumentando que o Sporting deveria ocupar o primeiro lugar com um ponto de avanço sobre o Benfica e 11, "que poderiam até ser 13", sobre o FC Porto.

O artigo completo pode ser lido aqui.

Ainda relacionado com a mesma temática, refere a uma publicação no jornal "Sporting", onde todos os casos, jornada por jornada, podem ser conferidos.

O balanço dos jogos em que os três "grandes" foram beneficiados ou prejudicados pode de facto reflectir a verdade, mas a sua apresentação neste momento só poderá ser interpretada como uma estratégia tendo em vista o jogo de domingo e a importância do mesmo para o 2.º lugar no campeonato. Creio que o resultado deste jogo não será decisivo, como poderia ter sido, caso o Sporting tivesse ganho os três pontos em Setúbal, que lhe daria um "colchão" de 7 pontos sobre a equipa portista e ainda colocaria pressão no Benfica, apenas a 5 pontos de distância.

Ainda hoje a almoçar com dois amigos benfiquistas lhes disse que apesar muito do "inexplicável" que ocorre no futebol português, como desportista que sempre fui, não me sinto bem sabendo que o meu clube ganhou através de beneficências indevidas ou erros de arbitragem, por natural que estes últimos possam ser quando são meramente humanos. Curiosamente - ou talvez não - estes meus amigos não replicaram a este meu comentário.

Espero, por conseguinte, que ganhe o que estiver melhor no dia, sem Pedro Proença e os seus auxiliares terem influência no resultado. Se esta estratégia do Sporting contribuir para garantir essa disposição, já ficarei satisfeito.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48

Jardim firme na rota da Champions

Rui Gomes, em 07.10.13

 

 
O título do post reflecte a manchete de hoje no diário "O Jogo" onde é reportado que nunca o Sporting teve 17 pontos à 7.ª jornada que, sendo verdade, é um feito merecedor de relevo. Não me dei ao trabalho - nem sei se a informação está disponível - de verificar todos os campeonatos desde 1995/96, época em que a vitória começou a valer três pontos, mas aceito que assim seja.
 
O jornal desportivo atribui a construção deste percurso "sem paralelo" ao técnico Leonardo Jardim e aponta que desde que os três pontos existe, somente o SC Braga falhou os dois primeiros lugares - por três vezes - depois de alcançar o mesmo número de pontos nos primeiros sete jogos da Liga. O Sporting regista cinco vitórias: Arouca, Académica, Olhanense, SC Braga e Vitória de Setúbal e dois empates: Benfica e Rio Ave.
 
Bem sabemos que com 23 jogos ainda por disputar na Liga, é deveras prematuro começar já a fazer contas, facto que, no entanto, não nega o actual curso muito positivo do Sporting e que o seu objectivo primordial é assegurar um lugar de apuramento à Europa, nomeadamente à milionária Liga dos Campeões.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:39

As emoções e a conveniência

Rui Gomes, em 30.04.13

Este é um período muito conflituoso para os adeptos sportinguistas. Se, por um lado, queremos que aqueles que também lutam por um lugar europeu percam os seus jogos, pelo o outro, encaramos a difícil dilema de querer ver o eterno rival sofrer mais um pouco pela sua persiguição do título. Seja mera antipatia ou profundo anti-benfiquismo, não é uma emoção fácil de ajustar. Já tive ocasião de debater esta temática com amigos e nenhum exibe forte convicção. Ontem só me foi possível assistir aos últimos minutos do embate no Funchal, mas sem deliberada reflexão dei-me por mim a querer o sucesso do Marítimo. É um instinto dentro de nós com muitos anos de vida e não é de um momento para o outro que se desvia as emoções para dar lugar à lógica. No caso do jogo na Madeira, eu teria ficado muito satisfeito com o empate. Um ponto para o Marítimo não nos prejudicava muito, mas a perda de dois pelo Benfica proporcionaria uns dias de muita aflição para os lampiões.

Dentro de dias voltaremos a ter outro exame de consciência do género, pela visita do Estoril à Luz. Partindo do princípio que o Sporting tem de vencer os seus jogos, o Estoril, com dois pontos de avanço, terá de sofrer uma derrota, e que melhor lugar para isso acontecer se não perante a equipa encarnada em sua casa. Esta será, porventura, a última e mais provável oportunidade para o Estoril perder pontos - três, já que dois não chegam - porque a seguir recebe o Beira-Mar e no último jogo visita o Gil Vicente. Da forma como eles estão a jogar, não contaria com desaires nestes dois jogos. A pergunta crucial para os sportinguistas é: vão querer a derrota do Benfica para satisfazer as eternas emoções ou vão torcer para que vença e contribua, indirectamente que seja, para o Sporting chegar à Europa ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:53

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds