Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

frame_delfim1841df60_664x373.jpg

 

... Palavras de Delfim - antigo jogador do Sporting - ao ser instado a comentar o actual plantel leonino e também os rumores na praça sobre Jorge Jesus pretender contratar no mercado de Inverno, nomeadamente um médio que venha a colmatar a vaga deixada por Adrien Silva, vaga essa, que na óptica do treinador, ainda não foi preenchida como ele deseja:

 

"Jorge Jesus tem jogadores suficientes para fazer uma boa época. Contratar mais jogadores pode melindrar o balneário leonino, considerando que já há bons jogadores disponíveis para trabalhar e potencializar,de forma a obter um colectivo mais eficaz.

 

De igual modo, a vinda de novos jogadores pode ser visto que a aposta em alguns jovens da formação não é prioridade para o treinador.

 

Quanto a possíveis saídas do plantel, acho que é uma situação normal, a exemplo de Iuri Medeiros, que depois de uma boa época no Boavista não está jogar tanto quanto queria, situação que o leva a estar descontente e a ter legitimidade para desejar sair, tendo como objectivo jogar com mais regularidade".

 

É uma questão muito subjectiva, obviamente, mas considerando que se trata de Jorge Jesus, não deverá ser surpresa alguma o Sporting ir ao mercado novamente. Há quem argumenta que não há "banco" de qualidade suficiente, mas a realidade é que o plantel existente foi escolhido a dedo deste treinador e com um presidente a fazer-lhe praticamente todas as vontades.

 

Se o Sporting estiver bem posicionado em Janeiro, nas provas que disputa, talvez haja justificação para mais um ou dois reforços, mas que sejam de qualidade suficiente para fazer a diferença numa equipa que não precisa de mais "entulho".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:10

"Há sempre quem queira destabilizar"

Rui Gomes, em 08.10.17

 

RD62QM96.jpg

 

André Geraldes considera que o Sporting está a ser alvo de tentativa de desestabilização, a propósito de uma notícia desta semana que relatava o alegado interesse de Jorge Jesus em contar com cinco reforços para melhorar o plantel em Janeiro:

"O Sporting, através do seu director de comunicação, Nuno Saraiva, já fez chegar a informação de quais são os reforços com que queremos contar para Janeiro. São cinco, de facto. Não tenho muito mais a dizer sobre isso. Há sempre quem queira desestabilizar o grupo e a estrutura. Felizmente, para nós, somos unidos, coesos, portanto as nossas respostas estão dadas".

André Geraldes aludia a uma publicação de Nuno Saraiva no Facebook, na qual o director de comunicação do Sporting confirmava, ironicamente, a necessidade de recrutar cinco reforços em Janeiro. A saber:

 

- "Um Presidente do Conselho de Disciplina que não esteja em campanha permanente contra o cidadão Bruno de Carvalho";

 

- "Programas sobre futebol em que todos os comentadores sejam intelectualmente honestos";

 

- "Decisão com punição dos responsáveis nos casos dos vouchers e emails e fim da impunidade do apoio ilegal às claques ilegais";

 

- "Maior, mais eficaz e mais eficiente militância de alguns sportinguistas com acesso à comunicação social";

 

- "Muita paciência".

 

Palavras a lembrar em Janeiro, caso decidam fazer a vontade a Jorge Jesus, mais uma vez. Ele poderá não querer cinco reforços, exactamente, mas não haja dúvida alguma que irá exigir alguma coisa. Li, algures, que o treinador do Sporting procura sempre mais, por lhe estar nos genes o encanto e o desencanto fáceis com o rendimento dos jogadores. Não me parece uma consideração minimamente exagerada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:23

A "bagagem" de Jorge Jesus

Rui Gomes, em 10.07.17

 

img_infografias$2017_07_10_08_44_04_1287779.jpg

 

Os reforços que Jorge Jesus leva na "mala" para o estágio na Suíça: André Pinto, Cristiano Piccini, Matheus Oliveira, Rodrigo Battaglia, Bruno Fernandes, Jérémy Mathieu, Fábio Coentrão e Seydou Doumbia.

 

Pelo o que é possível apurar, constam 29 jogadores actualmente às ordens do técnico - excluindo Adrien, William, Rui Patrício, Beto, Gelson e Bryan Ruiz, que estará ausente ainda mais tempo devido à Gold Cup. Daniel Podence, que gozou mais uns dias de férias, regressou a Lisboa este fim-de-semana e integrará a comitiva rumo à Suíça.

 

Se o objectivo é manter um plantel com 24/25 jogadores - segundo o que foi afirmado há uns tempos - Jorge Jesus terá de fazer uns cortes depois do estágio. Isto, sem contar com possíveis saídas e, ainda, mais alguma contratação, a exemplo do argentino Marcos Acuña, que aparenta ser o mais apto candidato.

Os jogadores que não entram nos planos de Jesus para 2017/18, casos de Douglas, Schelotto, Zeegelaar e Castaignos, voltam esta semana a Alcochete para manterem a forma física até encontrarem uma solução para o futuro. Nenhum destes foi chamado a integrar os trabalhos de pré-época na Academia e parece ser óbvio que a Sporting SAD procura clubes interessados no mercado. Recém-rumores noticiosos dão o Feyenoord a avançar por Zeegelaar.

 

Salvo alguma grande surpresa, não se espera mais nenhuma contratação no mercado de Verão, pelo menos em termos "estrondosos". A maioria dos jovens que agora integram o grupo não ficarão na equipa, possivelmente, no caso de dois ou três, injustamente, mas é este o "make-up" de Jorge Jesus e não vai mudar.

 

O Sporting faz fazer quatro jogos em oito dias de estágio na Suíça. A equipa leonina, que vai estar alojada em Nyon, vai participar no "Festival de Futebol dos Alpes", uma espécie de encontro entre 12 equipas, como o Mónaco, Basileia, Marselha, Fenerbahce, Valência, PSV ou Stoke City.  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:30

 

19731800_10154534981506555_5526817269652280837_n.j

 

Fábio Coentrão é o reforço número 32 da era Jesus como treinador do Sporting e o oitavo da actual temporada. Finalmente o internacional português foi oficializado como jogador leonino até Junho de 2018 na condição de emprestado pelo Real Madrid, que irá pagar praticamente quase 75% do vencimento do esquerdino e que ascende a quatro milhões de euros livres de impostos - o Sporting fica responsável por 1,3 milhões.

 

Existe um padrão interessante no consulado Jesus à frente dos destinos do Sporting. Na sua época de estreia, Jesus teve direito a 12 reforços, na sua segunda temporada mais 12 caras novas, e agora, numa altura em que o mercado está longe do seu final - termina a 31 de Agosto -, já tem oito novos futebolistas para a época que se avizinha.

 

Ao todo, o Sporting gastou 56,5 milhões de euros em 32 reforços contratados na era Jesus (desde a temporada 2015-16), ainda assim bem menos do que o Benfica no mesmo espaço temporal (72,46 milhões em 30 jogadores) e sensivelmente o mesmo que o FC Porto (53,8 em 24 atletas), com a nuance de que os portistas ainda não efectuaram qualquer operação no mercado neste defeso no que toca a entradas.

 

Ou seja, estes valores vão-se aproximar, como também o Sporting continuará no mercado, principalmente se os internacionais portugueses deixarem Alvalade. E é quase certo que vão sair dois elementos do quarteto formado por Rui Patrício, William, Adrien e Gelson. Sem falar em Alan Ruiz, que, supostamente, é pretendido pelo Rubin Kazan, da Rússia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:34

Foto do Dia

Rui Gomes, em 03.07.17

 

img_FanaticaBig$2017_07_03_16_58_39_1285027.jpgimg_FanaticaBig$2017_07_03_16_58_38_1285026.jpg

 O primeiro treino de Jérémy Mathieu e Bruno Fernandes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:04

 

image.jpg

 

Enquanto que Fábio Coentrão já foi visto esta terça-feira em Alvalade de "leão ao peito" - espera-se apenas pelos resultados dos exames médicos, que no caso deste jogador não é questão menor - outro desejo de Jorge Jesus, o defesa central gaulês Jérémy Mathieu esteve em Lisboa na segunda-feira e está prestes a ser apresentado como reforço do Sporting.

 

O ainda jogador do Barcelona passou os últimos dias na capital e acertou todos os detalhes do contrato que o vai ligar ao Sporting, segundo consta, durante duas temporadas. O defesa francês, de 33 anos, terá feito cedências de ordem salarial para ingressar na equipa leonina e deverá voltar nos próximos dias a Portugal, de onde se ausentou, para ultimar assuntos pessoais.

 

Como já referimos num outro post desta terça-feira, outro aparente reforço também já garantido é Bruno Fernandes, que se encontra neste momento sob as ordens de Rui Jorge nos sub-21. A acreditar nas notícias, a transferência do Sampdoria terá sido assegurada a troco de 9 milhões de euros mais objectivos, com o médio a assinar contrato válido para os próximos cinco anos.

 

No que diz respeito a saídas, os usuais rumores relativamente a Adrien Silva e William Carvalho, mas nada de concreto. Sobre Rui Patrício está a ser noticiado o suposto interesse do AC Milan pela provável saída de Donnarumma para o Real Madrid. O emblema italiano já terá contactado o Sporting para se informar dos valores envolvidos para a sua contratação. Muito leva a crer que SAD não considerará proposta inferior a 20 milhões de euros. Em dias mais recentes, o outro clube que mostrou interesse no guarda-redes foi o Marselha.

 

Fica a ideia que alguns negócios não serão seriamente considerados antes do termo da Taça das Confederações.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:36

Quantos reforços quer Jorge Jesus ?

Rui Gomes, em 24.05.17

 

A867UWVW.jpg

 

Será a pergunta que mais inquieta os adeptos nesta altura e muito em especial após uma época de tão vincado insucesso.

 

Alguns rumores noticiosos dão o técnico do Sporting a exigir mudanças imediatas no plantel, com cinco reforços para todos os sectores da equipa: dois defesas esquerdos, um médio ofensivo, um extremo esquerdo e um avançado.

 

Desta forma, Jesus poderá não contar com Marvin Zeegelear e Jefferson para a próxima temporada e quer precaver as possíveis saídas de William Carvalho e Bryan Ruiz, para além de tentar encontrar um parceiro para Bas Dost na frente do ataque.

 

Este será um dossier importante para a SAD do Sporting, visto que o treinador pediu para tentar assegurar os reforços o mais cedo possível, para que possa começar logo a trabalhar com os novos jogadores, ao invés do que aconteceu na época passada, em que apenas Alan Ruiz e Petrovic participaram no estágio na Suíça.

 

Recorde-se que o Sporting já assegurou três reforços para a próxima temporada, com a contratação de Mattheus Oliveira (Estoril), André Pinto (SC Braga) e Cristiano Piccini (Bétis de Sevilha).

 

Não obstante os desejos de Jorge Jesus, é de esperar que Bruno de Carvalho pretenda realizar uns largos milhões através de vendas, proposição que muito provavelmente implicará transferir jogadores considerados nucleares, a exemplo dos dois médios, William e Adrien, e porventura até Gelson Martins, embora este seja um caso especial por razões óbvias. Isto, para além de reequilibrar financeiramente a SAD, mas também para proporcionar o precioso fôlego se de facto é a intenção ir ao mercado fazer mais compras, na sequência de um enorme investimento em 2016/17 com os resultados conhecidos.

 

Além de alguns excedentários, William será, de resto, o jogador do plantel que demonstra maior abertura para transaccionar, mas os responsáveis da SAD sabem que a negociação do internacional, por si só, será insuficiente para atingir o valores pretendidos. Portanto, a confirmarem-se as perspectivas mais realistas, o Sporting poderá perder mais do que uma jóia da sua coroa. O próprio técnico Jorge Jesus está preparado para a eventualidade de perder elementos nucleares e já o exprimiu publicamente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:35

As não novidades do Sporting

Rui Gomes, em 12.04.17

 

Muito além dos ruídos comunicacionais diários, ou seja, um vasto leque de missivas de Facebook com o mesmo fim, por outras palavras, consta que a preparação da nova época está em curso, agora com Bruno de Carvalho a assumir a "pasta" do futebol (esta até dá para rir).

 

img_757x498$2017_01_23_23_15_06_592950.jpg

 

Neste contexto, a maior não novidade é que Jorge Jesus quer mais reforços para a próxima campanha e resta saber se o presidente, a exemplo do que fez nas últimas duas épocas, irá satisfazer todos os seus desejos. Há quem diga que existem diferenças de opinião entre os dois sobre a formação do plantel, mas amiguinhos como são, tudo será resolvido de mútuo agrado, com o treinador, inevitavelmente, a levar a sua avante.

 

Muito leva a crer que em causa está a identificação de posições a reforçar, assim como alguns dos nomes que já foram referenciados para cada uma das supostas lacunas que estão a ser enumeradas. Neste sentido, parece-nos óbvio que as duas laterais defensivas serão alvo de alterações, muito embora, neste momento, não hajam indicações concretas sobre os nomes a chegar a Alvalade.

 

Menos claro é o que se pretende tanto para o meio-campo como para a linha da frente, dado que o Sporting tem um bom número de jovens aptos para os dois sectores: João Palhinha, Matheus Pereira, Francisco Geraldes, Ryan Gauld, Daniel Podence, Iuri Medeiros, Leonardo Ruiz e o recém-chegado Gelson Dala. Isto, para não evocar Ricardo Esgaio e André Geraldes, cujo futuro também exige esclarecimento, dentro ou fora de Alvalade. A julgar pelas opções de Jorge Jesus do passado, é muito improvável que se venha a ver mais do que dois, máximo três, ficar em "casa".

 

Já outros rumores sobre mais um defesa-central, não fazem sentido algum, embora se reconheça que Paulo Oliveira não é um dos favoritos do treinador, por motivos que não são muito claros.

 

Esta enquadramento de ideias não toma em consideração algumas possíveis saídas, com os nomes de Rui Patrício e William Carvalho a serem os mais badalados neste momento, por coincidência, relativamente aos dois galácticos de Manchester. Dizem os ingleses que se se confirmar a saída de David de Gea (Real Madrid), o alvo preferencial de José Mourinho é Rui Patrício. Não acredito, mas vamos esperar para ver. Já o interesse de Pep Guardiola em William Carvalho não é tão surpreendente, até porque o seu irmão Pere é o empresário do médio do Sporting.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:02

 

ng7372547.jpg

 

Creio que a definição de qualquer adepto sobre "reforços" ou "reforçar" no contexto de uma equipa desportiva, neste caso de futebol, aproximar-se-á genericamente ao que explica o dicionário da língua de Camões: "tornar mais forte, resistente, robusto, intenso e numeroso ou dar força a...".

 

No entanto, segundo Jorge Jesus, esta é uma ideia completamente errada. Na realidade, diz o treinador do Sporting, "reforços" não existe.

 

Esta conversa surgiu na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Tondela, quando Jorge Jesus foi instado a comentar a adaptação imediata de alguns jogadores, a exemplo de Bas Dost, e o mesmo não acontecer com outros, alguns dos quais ainda nem sequer jogaram:

 

«São duas coisas: as ideias e adaptação. Aquilo com que nunca concordei e não concordo é com o termo reforços. Para mim não são reforços, são jogadores contratados para o plantel. Quer dizer que têm de jogar? Contrato os que podem acrescentar algo à equipa, para melhorar ou não qualidade no plantel. Reforços? Isso não existe.

 

Os jogadores que chegaram têm umas características diferentes. Ainda não conhecem muito bem o processo defensivo da equipa. Todos os sectores defendem. Estamos com algumas dificuldades na primeira linha, em ter a intensidade defensiva que tínhamos no ano passado. Este ano o tempo vai melhorar muito isso. Vamos para a oitava jornada. É uma questão de tempo. Vamos apanhar as mesmas ideias e as mesmas características que tínhamos no ano passado na pressão alta».

 

Enquanto esta última explicação de Jorge Jesus é compreensível, a primeira deixou-me a coçar a cabeça. Ou seja, não existem reforços, mas sim jogadores contratados para o plantel.

 

Estamos sempre a aprender !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:38

Da escassez à fartura

Rui Gomes, em 01.10.16

 

img_770x433$2016_10_01_00_53_21_1164038.jpg

 

Luc Castaignos, Douglas, Meli e Petrovic, quatro reforços deste Verão que ainda não foram utilizados por Jorge Jesus na Liga NOS. Douglas esteve no banco na última jornada e Petrovic entrou aos 87' contra o Légia Varsóvia, mas os outros dois ainda nem sequer "calçaram". Ainda há Lukas Spalvis, mas a sua ausência deve-se a lesão.

 

Pelas informações disponíveis este sábado, nenhum dos quatro está integrado no lote de 20 que viajou para Guimarães para o embate desta tarde.

 

Jorge Jesus, grande treinador que possa ser, não está condicionado nas escolhas à sua disposição, a exemplo dos plantéis de Leonardo Jardim em 2013/14 e Marco Silva em 2014/15. O plano, só ele o poderá explicar, mas decerto que está à espera dos confrontos da Taça da Liga ou até da Taça de Portugal para dar tempo de jogo a estes jogadores.

 

E... nem sequer entram na equação os jovens Matheus Pereira, Ricardo Esgaio e Bruno Paulista. Estes, só por "milagre" é que vão jogar esta época, salvo na equipa B. Pelo menos, é o cenário mais plausível neste momento.

 

Reconhecemos que a campanha é longa e que a qualquer ponto será necessário dar algum descanso aos activos mais utilizados, mas será que era mesmo necessário tão elevado número de contratações ?... Parece-me que não !

 

P.S.: Nem sequer dá para comentar Elias e Markovic, dando o benefício da dúvida a Joel Campbell e Alan Ruiz.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45

 

ng7537966.jpg

 

Um resumo comparativo publicado no Diário de Notícias, entre os reforços que Jorge Jesus já teve no Sporting até este ponto da sua estada em Alvalade e os que recebeu no Benfica no mesmo período.

 

Não por mero acaso, um assunto que já foi debatido aqui no Camarote Leonino há bem pouco tempo.

  

Fechou o mercado de transferências de Verão e em Alvalade assistiu-se a uma verdadeira revolução no plantel, pois só neste período chegaram 12 novos jogadores para a equipa principal, quase tantos quantos foram contratados nos dois períodos de transferências da época passada. Ou seja, em pouco mais de um ano como treinador do Sporting, Jorge Jesus já recebeu 25 novos futebolistas.

 

Um artigo da autoria de Carlos Nogueira.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:02

Uma Aurora Boreal para recordar

Drake Wilson, em 02.09.16

 

19876115_hKoRS.jpg

 

Embora tratando-se de um sublime espectáculo de luzes e cores, a "Aurora Borealis" é na realidade apenas um evento inerente ao campo visual, próprio do espaço polar do nosso planeta. Tal visão poderia descrever, ao mesmo tempo, uma observação deste louco e delirante momento apraz ao nosso universo leonino nestes dias. Um cenário incomum, talvez um psicadélico revivalismo contumaz a eufóricos períodos de Gonçalves/Cintra, no que à memória imediata diz respeito. Com as devidas diferenças, naturalmente. Confesso que parte de mim tinha saudades deste frenesim.

 

Alvalade ao rubro

 

Entre a placidez de uma maternidade e a insanidade de um hospício, Alvalade tem destas coisas: alcançou na janela de mercado a espectacular soma de 80 Milhões de Euros em vendas perante supostas “costas voltadas” ao mercado, como também garantiu uma “mão cheia” de reforços de matriz acima da média, contra qualquer previsão mais optimista. À vista, o Sporting está de parabéns! Fica supostamente mais forte e essencialmente marca uma posição de força perante os directos competidores. 

 

Embora circunstancial, este neoliberalismo de entradas e saídas muda no espaço de um mês um paradigma mais conservador do nosso Clube. Mas talvez o Sporting precisasse mesmo de mudar. O plantel ficaria fragilizado com a saída de qualquer um dos jogadores com mais mercado e Jesus sabe o quão lacónica é a teoria de uma “selecção da Academia” vencer campeonatos – existem claramente exemplos que cimentam uma diferença entre clubes formadores e clubes vencedores. E aí, não poderíamos continuar a ser diferentes dos outros, durante muito mais tempo. Mesmo assim, para não desconsiderar o papel da formação, convém reflectir sobre uma programação conveniente e profissional da futura integração de jovens jogadores na equipa A. “Isto” de se ir ao mercado e trazer jogadores consagrados pode nem sempre ser possível, tal como esta euforia de contratações tem de ser sustentada com a mesma firmeza com que Jesus pede reforços: talvez ainda esteja para nascer alguém que consiga dizer “Não” ao treinador.

 

Havia necessidade...?

 

Numa aparente quimera – talvez crença inabalável – que tem sobrado desde que esta direcção empossou, demonstra-se assim aquilo que sempre se desejou desde o primeiro dia: colocar o Sporting a fazer igual ou melhor, tanto ou mais que os outros, mesmo que sacrificando a sua própria identidade aos braços do mesmo cariz burguês e gastador que assiste a FC Porto e SL Benfica. A verdade é que, com menos recursos, o ano passado conseguiu-se um segundo lugar no Campeonato. Na minha opinião, esta vaga de novos reforços perfila claramente uma intenção de Champions League mais do que de consumo interno. Faz sentido? Talvez sim. Mas mesmo que a intenção fosse optar por um caminho mais lento, com menos investimento imediato, o desagrado de alguém iria ser sentido em breve. E não me refiro nem aos adeptos nem a Jesus. Refiro-me à Cláusula 19.

 

A misteriosa Cláusula 19.

 

Existem hoje pessoas que circulam com relativa liberdade dentro das instalações do Clube. Essas pessoas são, na realidade, os legais representantes (ou consultores) do Agente de Empréstimo (Banca), que realizam com frequência as inspecções técnicas, financeiras e legais a toda a actividade e património da SAD. Algo que foi devidamente acordado com consentimento do Clube, que entre outras questões se vê obrigado a:

 

- Cumprir todas as leis, directivas ou regulamentos comunitários ou contratos por si celebrados.

 

- Cumprir todas as decisões judiciais, arbitrais ou administrativas nas quais o Sporting esteja/seja envolvido.

 

- Realizar tudo o que seja necessário para proteger, constituir ou tornar eficazes perante terceiros as Garantias.

 

- Desenvolver os seus melhores esforços no sentido de obter um aumento significativo das receitas relativas à actividade desportiva desenvolvida pela equipa de futebol, a qual deverá até 2022 participar na fase de grupos da Liga dos Campeões.

 

- Desenvolver os seus melhores esforços na criação de receitas adicionais, nomeadamente de Naming Rights e internacionalização da Academia.

 

Do mesmo modo, são conhecidos alguns pontos fundamentais nos quais o Sporting está:

 

- obrigado a uma maior contenção verbal e mais profissional abordagem ao exterior. 

 

- obrigado a evitar futuros contenciosos com quaisquer entidades.

 

- obrigado a realizar as vendas que justifiquem a onoração do Agente de Empréstimo em assegurar actuais e futuras permanências de activos. Após a venda, entregar 30% do valor negociado.

 

- obrigado a uma participação contínua na Champions até ano 2022. Entre 31 de Outubro (70%) e 31 de Janeiro (30%), o Sporting terá de entregar 5(!) milhões de parte do prémio de participação “Champions” (7 Milhões a partir de 2017/2018).

 

- obrigado a negociar o direito de nomeação do estádio para breve.

 

Sabendo que era intenção de Bruno de Carvalho manter mais um ano os melhores activos, a verdade é que o mercado falou, a Banca apercebeu-se, e o Sporting não podia fazer nada para impedir saídas. Porém, facto é que existia uma verba “camuflada” todo este tempo no Clube (eu próprio tive de andar a fazer contas para a descobrir), um tal de Hedging de 30 Milhões pelas verbas comerciais durante 15 anos, que iria sempre salvaguardar a liquidação de um negócio de última hora – os valores  (tranches) que sobram das vendas de Slimani e João Mário nunca ficariam disponíveis antes de Outubro.

 

Os adeptos merecem o melhor.

 

Em suma: estamos agora em 1.º lugar no campeonato, já vencemos a um dos directos competidores pelos títulos nacionais. Acabámos o período de transferências da melhor maneira, com o plantel a sair manifestamente reforçado. Uma espécie de mesa de Natal pródiga, onde até os proscritos são perdoados. Os lugares sentados até podem não ser os suficientes para tamanho agrupamento de emoções, mas com esta fartura, ninguém se importa de aplaudir em pé.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30

 

BP1AG1J1.png

 

O Sporting contratou mais três jogadoras para a sua equipa de futebol feminino, Sara Granjo, Tânia Rodrigues e Nadine Cordeiro, que passam a integrar um lote de 12 reforços já assegurados para a próxima temporada.

 

Assim, este trio junta-se a Solange Carvalhas, Fátima Pinto, Diana Silva, Patrícia Morais, Matilde Figueiras, Ana Capeta, Ana Rita Viegas, Bárbara Marques e Bruna Costa, que vão integrar o plantel verde-e-branco.

 

Sara Granja, de 26 anos, chega a Alvalade depois de passagens pelo Albergaria e pelo Valadares, e de uma experiência profissional na Islândia, ao serviço do UMF Afturelding.

 

“O Sporting mete medo a muita gente. Entramos com a ambição de conquistar o campeonato, a Taça e de chegar à Liga dos Campeões”, revelou a futebolista.

 

Outro dos reforços veio do Estoril-Praia, é avançada, chama-se Tânia Rodrigues, de 17 anos, que estabelece como objectivo “ser campeã nacional” e assume que representar o Sporting “é um orgulho e uma oportunidade para evoluir e chegar à selecção nacional”.

 

Do mesmo clube chega Nadine Cordeiro, médio defensivo, de 19 anos, internacional nos escalões de sub-16, sub-17 e sub-19, cuja carreira se iniciou na Escola de Futebol feminina de Setúbal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:30

 

phpThumb.jpg

 

Depois das contratações de Solange Carvalhas, Fátima Pinto, Diana Silva e Patrícia Morais o Sporting apresentou mais um trio de "leoas".

 

Ana Rita Viegas joga na posição de médio e chega a Alvalade depois de ter representado o Estoril-Praia na última temporada.  “É um peso enorme vir para este Clube, um sonho tornado realidade”, disse a jogadora de 25 anos.

 

Ana Capeta é uma jovem de 18 anos, que desde cedo se apaixonou pelo futebol. A ponta-de-lança chega ao Sporting depois de passagens pelo CB Castro Verde, o Atl. Ouriense e o Clube Atlético e Cultural da Pontinha. “Vestir este emblema e estar neste lote de estrelas faz-me sentir uma jogadora lisonjeada”, disse a atleta natural de Aljustrel.

 

Matilde Figueiras, que representou desde os 13 anos a equipa de A-dos-Francos, muda-se para Lisboa com a vontade de ser campeã com o emblema do leão ao peito e participar na história do Clube. “Sou uma jogadora aguerrida que não dá uma bola por perdida”, rematou a defesa-central de 20 anos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:17

A ironia não passa despercebida

Rui Gomes, em 10.06.16

 

14347140_4W4aw_jpeg.jpg

Equipa de futebol feminino do Sporting - 1994/95

 

 

Até admito que possa ser eu que tenha uma perspectiva inadequada sobre esta situação, mas parece-me curioso que no mesmo espaço de tempo que se toma uma decisão para extinguir uma equipa feminina de basquetebol, já formada e em competição, opta-se por criar uma outra, mas de futebol. E eu até apoio o futebol feminino e preza-me ver a modalidade regressar ao Sporting 21 anos depois, mas a ironia não passa despercebida. Claro, uma entra na história com o "dedo" de Bruno e a outra foi criada por terceiros, um deles que até é alvo de um processo em tribunal por obra do presidente. Enfim... coisas e loiças a verde-e-branco.

 

Foi anunciado que as internacionais portuguesas Solange Carvalhas, Fátima Pinto e Diana Silva são as três primeiras jogadoras recrutadas para esta nova equipa do Sporting.

 

Depois de duas épocas no Santa Teresa, da I divisão espanhola, onde foi pouco utilizada, Fátima Pinto, de 20 anos, assinou pelo Sporting, acreditando que a presença do clube “vai chamar muito mais pessoas ao futebol feminino, o campeonato terá muito maior protagonismo”.

 

“Comecei a jogar muito cedo, nas camadas jovens do 1.º de Dezembro. Depois tive a oportunidade de ir jogar para a Bélgica, onde actuei durante dois anos no Anderlecht. Ali tive a oportunidade de me tornar atleta profissional", disse Solange Carvalhas, de 24 anos.

 

Diana Silva, de 21 anos, actuou no Clube de Albergaria, depois de ter feito a sua formação no Ouriense.

 

 

P.S.: Peço desculpa por não ter publicado a usual foto "copy paste" do presidente pela apresentação oficial das atletas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:06

 

8592f3e430720d324d7cfd7ecd1de521 (2).jpg

 

Com ou sem fundamento, anda a ser circulado na praça pública que Jorge Jesus terá ficado bastante desagradado com o insucesso no recrutamento de reforços durante esta abertura do mercado, e que terá exigido a Bruno de Carvalho a contratação de um director desportivo com conhecimentos e experiência nessa área.

 

Haverá, aqui, alguma divergência entre os dois, dado que a preferência do presidente do Sporting é Augusto Inácio, pessoa com quem Jorge Jesus não quer trabalhar. Aliás, Inácio saiu dessa função no início da época precisamente por imposição do treinador.

 

Jorge Jesus está por dentro das negociações falhadas por Danilo, Cervi e Mitroglou durante o Verão e, mais recente, por Suk, Marega e José Sá, entre outros. A totalidade dos reais contornos destes casos só eles têm conhecimento, mas o que se torna óbvio é que com pouco mais de um dia para o fecho do mercado, aquilo que o treinador desejava - além do defesa central (Sebastián Coates) - ainda não foi concretizado, nomeadamente a garantia de um outro avançado.

 

Foi noticiado este sábado que o Sporting recusou uma proposta por Fredy Montero e as negociações para a saída de Gutiérrez aparentam continuar num impasse. A contratação do muito promissor lituano Lukas Spalvis, que parecia estar muito bem encaminhada, foi entretanto remetida ao silêncio.

 

Poderá até não existir braço de ferro algum entre os principais responsáveis pelo futebol leonino, mas uma coisa é certa: se o objectivo durante este mês de Janeiro era reforçar e afinar a "máquina" para a recta final até ao título, muito pouco tem decorrido ao agrado, pelo menos do treinador. Não é de esperar, logicamente, que ele venha a público dar quaisquer indicações da sua eventual insatisfação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:02

Consideração do Dia

Rui Gomes, em 23.01.16

 

jorgejesus11 (2).jpg

 

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Paços de Ferreira, Jorge Jesus foi instado a comentar a expectativa de reforços:

 

«Em relação ao mercado falta uma semana, meia dúzia de dias para fechar. Altura complicada para muitas equipas, também para o Sporting. É natural que após a primeira volta os jogadores sejam procurados. Estamos habituados a conviver com esse fenómeno. E também com muitos jogadores na comunicação social, porque interessa baralhar as ideias em relação ao Sporting. Todos sabemos que o Sporting não tem capacidade financeira para contratar os nomes que aparecem. Quem dá essas notícias deve estar na brincadeira. Só procuramos um central e já vamos em cinco pontas de lança... Já detectámos o jogador que queremos, se não conseguirmos, vamos à procura de outra solução. A lesão de Tobias fez com que tivéssemos de ir ao mercado.»

 

É perfeitamente compreensível que Jorge Jesus não queira mostrar a mão, mas creio que não há quaisquer dúvidas sobre o interesse do Sporting em contratar um ponta de lança. Leandro Damião terá sido uma forte hipótese, mas as suas exigências salariais (4 milhões de euros brutos/ano) anularam o processo. Acho que Pato não passou de mera ficção jornalística, enquanto que o lituano Lukas Spalvis ainda aparenta ser o reforço mais concretizável. E, por fim, temos Marega, do Marítimo, que, segundo as manchetes deste sábado, está praticamente assegurado por cerca de 3,5 milhões de euros.

 

Temos ainda uma semana do mercado e é de esperar até ao seu termo, mas é de facto "espectacular" como na época passada não havia meios para uma "caixa de fósforos" e, esta época, além de Jorge Jesus e os que chegaram  no Verão, ainda poderemos ter mais durante Janeiro. Decerto que petróleo foi encontrado milagrosamente algures no Lumiar. Dá para imaginar o que teria sido se tivéssemos chegado à fase de grupos da Champions e poupado o dinheiro da Doyen.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:31

Reforços a caminho ?

Rui Gomes, em 21.01.16

 

4137_db94af829ecfc70d58e059a1a6ee75ba.png4139_70e380626f740211b7557d09a1a97210.png

 

Além dos suspostos reforços que as capas dos jornais noticiam, outras reportagens do dia indicam que tanto Marcelo Boeck como Teo Gutiérrez estão na porta de saída, muito provavelmente por empréstimo.

 

Curiosamente nenhuma referência a um defesa central, possibilidade indicada por Bruno de Carvalho na entrevista de ontem. Com Rúben Semedo a regressar a casa, não será uma prioridade.

 

Reportagem da SAPO Desportos

 

A carreira de Téo Gutiérrez no Sporting pode ter os dias contados. O avançado colombiano deverá deixar Alvalade ainda neste mercado de inverno para voltar a América do Sul. O Cerro Porteño do Paraguai e o Corinthians do Brasil deverão ser os destinos do jogador.

Téo não conseguiu adaptar-se à vida em Portugal e um problema de ordem familiar pode precipitar sua saída do Sporting. O jogador voltou tarde das férias natalícias, sob pretexto de efectuar a devida recuperação de uma lesão, segundo o jornal O Jogo. Inicialmente, foi-lhe diagnosticado uma osteíte pública mas na Colômbia descobriram que tinha a anca deslocada.

A SAD do Sporting já sabe das intenções do jogador e já prepara a sua saída. Ainda não se conhecem os moldes mas os "leões" só admitem a saída do jogador por uma verba a ronda os três milhões de euros, por forma a recuperar parte do investimento feito na sua contratação. Recorde-se que o Sporting gastou 3,4 milhões de euros na contratação do avançado "caffetero".

Na América do Sul, o Corinthians do Brasil é um dos candidatos, assim como o Cerro Porteño do Paraguai. Pedro Aldave, empresário de "Tacuara" Cardoso e director-desportivo do Cerro, já confirmou negociações.

"Falei com o jogador, o seu representante e o Sporting. Estou a tentar traze-lo", declarou.

Téo Gutiérrez, de 30 anos, realizou 17 jogos com a camisola do Sporting, tendo marcado sete golos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:22

Negociações...

Rui Gomes, em 14.07.15

 

Kostas-Mitroglou-008.jpg

Os dias passam e as negociações arrastam-se de forma quase exasperante. Temos o caso de Teo Guitiérrez que se está a tornar numa autêntica novela sem fim à vista e sem se verdadeiramente compreender onde reside o problema. Por outro lado, espera-se definição no que diz respeito a Kostas Mitroglou.

 

Segundo Panos Galariotis, empresário do avançado grego, as negociações entre o Sporting e o Fulham "estão bem encaminhadas", faltando apenas definir o valor da cláusula para o Sporting caso pretenda ficar em definitivo com o jogador. Supostamente, o Fulham pretenderá 7,5 milhões de euros, enquanto que o Sporting não deseja ir além dos 5 milhões. 

 

Sobre defesas centrais, espacialmente Douglas do Dínamo de Moscovo, nada de novo consta na praça noticiosa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:21

 

Terminou a 31 de Maio o período que eu apelidei de pré-época da "silly season", em que jogadores, através da media nacional ou estrangeira, foram referenciados como potenciais reforços do Sporting para a próxima época.

 

O arquivo fechou com 21 nomes, até agora nenhum confirmado como real reforço, não obstante algumas fortes indicações. A partir deste momento, começamos com o registo da "silly season" oficial, em antecipação da abertura do mercado de transferências a 1 de Julho.

 

 

p172iueip71amj7ju3m53kv1ooj3.jpg

Joel+Campbell+Costa+Rica+v+Greece+Round+16+NAra_CB250054367.jpgtumblr_mn1vf1uxLC1rswk9go1_250.jpgportugal-primera-liga-zon-sagres-2014-2015-afonso-

131026032023483586.jpg1673046_full-prt.jpgErik%20Palmer-Brown.jpg581591_438728849498103_1633666085_n.jpg18441784_dQTZe.jpg

Gaspar%20Iguez.jpg

 nikolics-nemanja1.jpg18441721_dRQOm.jpgperfil-jake-beckford-01.jpgp14337.jpg

 mphs9zgjbuhmn2yfykev.jpg123399_ori_jean_paul_pineda.jpgLamine-Kone_large.jpgconti_german.jpgI0000d1RpQixxa84.jpg

 giovanni-augusto-meia-scouts-cartola-68938.jpg

 

John Guidetti - Joel Campbell - Bruno Uvini - Ahmed Hassan - Afonso Figueiredo - Maurício Isla - Luc Castaignos - Erik Palmer-Brown - Bryan Ruiz - Erivelto Silva - Gaspar Iñiguez - Nemanja Nikolic - Ishak Belfodil - Jake Beckford - Marco Matias - Antonio Cassano - Jean Paul Pineda - Lamine Koné - Germán Conti - Hélder Lopes e Giovanni Augusto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo