Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ryan Gauld, passo a passo

Rui Gomes, em 08.10.14

 

1412785740281_wps_18_10_09_12_INTERNATIONAL_CH.jpg

 

Há um grande entusiasmo em torno da chamada de Ryan Gauld à selecção principal da Escócia e possível utilização para o duplo compromisso diante da Geórgia e Polónia, a contar para a qualificação para o Campeonato da Europa.

 

Apenas com 18 anos, Ryan Gauld regista 13 internacionalizações pelas selecções de sub-19 e sub-21, mas esta foi a primeira vez que mereceu a consideração do seleccionador Gordon Strachan. Não é claro se as exibições do jovem pela equipa B do Sporting influenciaram a chamada ou se a decisão recai mais sobre o facto de ser um talento já bem identificado e que este é apenas mais um passo no seu desenvolvimento.

 

Indiferente da especificidade das razões, Ryan Gauld considera-se preparado para o desafio:

 

«Foi uma grande surpresa ser chamado à equipa principal. Tinha em mente a equipa de sub-21 mas sempre tive o sonho de representar a Escócia ao mais alto nível. Penso que estou pronto para jogar porque comecei bem a época. É um grande passo para mim, poder jogar com estes jogadores, e ser orientado pelo seleccionador. Ele disse que me queria ver treinar com o grupo e conhecer-me mais ao perto, e para eu não ter medo e aproveitar a oportunidade. É uma grande experiência para mim e tanto eu como o Stevie (outro jovem que foi chamado) vamos aprender muito com a situação.

 

Eu queria ir jogar para o estrangeiro porque sempre me senti atraído por outro tipo de futebol. Consegui fugir ao sensacionalismo que me rodeava aqui e até à alcunha de "Mini Messi". Só me tratavam assim por eu ser pequeno e esquerdino, mas eu prefiro que não haja essa comparação. O Sporting inscreveu-me na Liga dos Campeões, uma lista que inclui todos os jogadores da equipa principal e dois ou três jovens da formação. Sinto-me muito bem e estou a trabalhar muito para evoluir o meu jogo, tanto no aspecto físico como no técnico. Sou alvo de muita marcação individual e estou a aprender a lidar com isso.»

 

Uma das questões que me tem preocupado com o até agora estado da equipa B, muito além dos resultados, é precisamente a qualidade do desenvolvimento dos nossos jovens da formação e de Ryan Gauld. Sinto que ele poderá vir a ser um grande jogador e bem espero que a alteração no comando técnico venha a contribuir significativamente nesse sentido. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:44

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Posts recentes


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Posts mais comentados



Cristiano Ronaldo