Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

JCMZTBRC.jpg

 

O seleccionador nacional de futebol feminino, Francisco Neto, convocou nove jogadoras do Sporting Clube de Portugal para o próximo compromisso da equipa das quinas. A saber: Carole, Patrícia Morais, Fátima Pinto, Tatiana Pinto, Diana Silva, Ana Borges, Joana Marchão, Inês Pereira e Ana Capeta.

 

São dois confrontos agendados frente à República da Irlanda, a realizarem-se no Estádio São Miguel, em Ponta Delgada, com o primeiro a 18 de Janeiro (18h) e o segundo três dias depois (16h).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:03

 

Simbolo_FPF_1.jpg

 

A Federação egípcia de futebol anunciou um encontro particular com Portugal, a disputar a 23 de Março, em Zurique, na Suíça.

 

O jogo servirá para as duas equipas prepararem o Mundial de 2018, onde Portugal vai jogar com Espanha, Irão e Marrocos.

 

Já o Egipto, pela primeira vez no Mundial nos últimos 28 anos, está no mesmo grupo que o Uruguai, Rússia e Arábia Saudita.

 

jogo%20ontem1.jpg

 

A última vez que as duas selecções se encontraram foi em 2005, também num jogo de preparação, disputado em São Miguel, nos Açores: Portugal venceu por 2-0, com golos de Fernando Meira e Hélder Postiga.

 

Ficha do jogo:

 

Árbitro : Jacek Granat, Polónia
Estádio : Estádio São Miguel, Ponta Delgada
Espectadores : 20. 000

Portugal : Quim, Jorge Andrade (Marco Caneira 46'), Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira (Fernando Meira 46'), Alex, Petit (João Moutinho 46'), Tiago, Luis Figo (João Alves 62'), Hugo Viana (Luis Boa Morte 62'), Hélder Postiga, Pauleta (Ricardo Quaresma 46')

Egipto : Abdel Wahed El Sayed (Essam El Hadary 48'), Emad El Nahhas (Abdel Zaher El Saka 60'), Wael Gomaa, Tarek El Sayed (Amir Azmy Megahed 71'), Ahmed Fathi, Hosny Abd Rabo, Hossam Ghaly (Mohamed Abo Trika 60'), Mohamed Shawky, Emad Meteb, Mido (Abdel Halim Ali 80'), Amr Zaki

Golos :
[1-0] Fernando Meira 50'
[2-0] Hélder Postiga 69'

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:32

A "outra" Selecção Nacional

Rui Gomes, em 11.11.17

 

mw-640.jpg

 

A título de curiosidade e nada mais, gostaria de saber a razão que levou a que alguns jogadores que defrontaram a Arábia Saudita esta sexta-feira envergassem as camisolas de jogadores que Fernando Santos dispensou para este encontro, a exemplo de Gonçalo Guedes com a camisola #7 de Cristiano Ronaldo e Manuel Fernandes com o #14 de William Carvalho.

 

Será que obedece a um regulamento da FIFA ou há qualquer outra razão lógica ? 

 

Adenda: Pela referência de um leitor e leitura das regras da FIFA, foi possível confirmar que em provas oficiais do organismo mundial, é obrigatório os números nas camisolas dos jogadores serem de 1 a 23. Está esclarecida esta questão que me pareceu intrigante.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:22

 

image_content_1041329_20171009121503.jpg

 

A Selecção Nacional vai defrontar a Arábia Saudita e os Estados Unidos, em 10 e 14 de Novembro, em dois encontros particulares de preparação para o Mundial 2018, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

 

O encontro entre a selecção campeã europeia e a Arábia Saudita vai disputar-se em 10 de Novembro no Estádio Municipal de Leiria, enquanto a recepção aos Estados Unidos está marcada para 14, no Estádio Algarve, ambos com início às 19:45.

 

As datas destes encontros coincidem com as dos 'play-off' de apuramento para o Mundial 2018, competição na qual Portugal e Arábia Saudita já garantiram presença.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:16

 

45349DAF00000578-4967686-image-a-107_1507668983584

 

Quando na inauguração do Euro 2004, no Estádio do Dragão, saltou do banco para marcar o primeiro golo de Portugal na prova, o então ainda jovem craque do Manchester United Cristiano Ronaldo não conseguiu evitar a derrota frente à Grécia (1-2) nesse jogo - como não evitaria o desaire ainda mais doloroso na final no Estádio da Luz, de onde saiu em lágrimas -, mas deixou vincada uma mensagem para o futuro: os grandes palcos do futebol teriam de se habituar a ele. Voltou a confirmar isso ontem, como capitão e grande figura de uma geração do futebol português que se habituou a respirar naturalmente as fases finais de grandes competições.

 

Com o 2-0 frente à Suíça ontem na Luz, Portugal, o campeão europeu em título, carimbou o seu lugar entre as 32 selecções que vão disputar o Mundial de 2018, na Rússia. E confirmou uma extraordinária décima presença consecutiva em fases finais desde o Europeu de 2000, na Holanda e na Bélgica (para trás havia o registo de apenas quatro, em toda a história). Para a geração que convive com o extraordinário Cristiano Ronaldo na selecção portuguesa, o fado lusitano é este: um sucesso pleno em fases de apuramento a partir desse Euro 2004 (para o qual Portugal se qualificara directamente, como anfitrião).

 

Neste último jogo de uma fase de qualificação na qual marcou como nunca (15 golos), Cristiano Ronaldo nem precisou de fazer o gosto ao pé (Djourou fez um autogolo e André Silva fixou o 2-0) para que Portugal superasse a Suíça e corrigisse assim a derrota sofrida perante este mesmo adversário (e pelo mesmo resultado) no primeiro jogo da campanha para a Rússia, em Setembro de 2016, em Basileia. No fim, voltou a sair na perfeição o plano de uma outra grande figura do crescimento da selecção portuguesa nos anos mais recentes: Fernando Santos.

 

O seleccionador, que ontem festejava 63 anos, teve a prenda que esperava e viu cumprido o desfecho que projectara desde essa derrota em Basileia há pouco mais de um ano. Então, Fernando Santos avisara que Portugal deveria ganhar todos os jogos restantes para poder receber a Suíça em posição de discutir o primeiro lugar do grupo no último jogo, na Luz. E assim aconteceu. Tal como no inédito título europeu no verão de 2016, o engenheiro Santos voltou a não falhar na execução do projecto e engrandeceu também ele a sua marca na selecção, com o segundo apuramento directo para uma grande prova (após três play-offs consecutivos), repetindo o feito que tinha conseguido rumo ao Euro 2016.

 

QW5SV1JM.jpg

 

Aí, fechou o apuramento com sete vitórias consecutivas, depois da derrota inicial frente à Albânia (ainda com Paulo Bento aos comandos). Desta vez, corrigiu a derrota inaugural na Suíça com uma série de nove triunfos consecutivos (um recorde português nas fases de qualificação) e tornou-se ontem o mais rápido seleccionador português a atingir as 30 vitórias ao comando de Portugal (em 44 jogos).

 

Cabeça-de-série na Rússia

 

Campeão europeu em título e actual terceiro classificado do ranking FIFA, Portugal tem a certeza de que vai ser um dos oito cabeças-de-série no sorteio da fase final do campeonato do mundo, a ter lugar no dia 1 de Dezembro, no Kremlin, em Moscovo. Com isso, poderá evitar na fase de grupos a anfitriã Rússia, mas também selecções como Brasil, Alemanha, Bélgica, Polónia ou Argentina.

 

Com este apuramento, Portugal evitou o embaraço histórico de outros campeões europeus que nem se apuraram para o Mundial seguinte: Checoslováquia (1978), Dinamarca (1994) e Grécia (2006). Conseguirá agora Portugal imitar o feito que só outras duas selecções conseguiram, juntando o título mundial ao europeu? Até hoje, a proeza coube à então Alemanha Federal, de Beckenbauer, em 1974, e à Espanha do tiki-taka, em 2010.

 

Certo é o reforço dos cofres da Federação Portuguesa de Futebol: 10 milhões de euros é o valor mínimo deste apuramento (se a selecção cair na fase de grupos), para aumentar um bolo de 110 milhões desde que se iniciou esta série de presenças consecutivas nos grandes palcos, em 2000.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15

 

C295-ASW-Portuguese-AFHR.jpg

 

Foi mera curiosidade que me levou a ler uma notícia que eu achei intrigante,  sobre a Selecção Nacional viajar para Andorra num avião (C295) da Força Aérea Portuguesa, mas, ao fim e ao cabo, há uma explicação lógica.

 

A comitiva lusa vai embarcar no dia 5 de Outubro, no referido avião, pilotado por especialistas, que permite fazer aterragens no pequeno aeródromo de Andorra, onde dois dias depois Portugal defronta a selecção local, em jogo de apuramento para o Mundial 2018. Todos os custos desta operação vão ser suportados pela FPF e a aterragem em Andorra ficará sempre dependente das condições climatéricas.

 

Normalmente, as equipas que vão jogar a Andorra aterram no aeroporto de Lérida e são obrigadas a realizar ainda uma viagem de autocarro, que normalmente dura mais de três horas. Desta forma, Portugal ganha tempo não só na ida, mas também no regresso, já que a 10 de Outubro defronta a Suíça, no Estádio do Luz, num encontro que poderá ser decisivo para garantir o acesso directo à fase final do próximo Campeonato do Mundo.

 

Após o jogo com a Hungria (1-0), no inicio de Setembro, Fernando Santos mostrou-se bastante preocupado, sobretudo com regresso de Andorra para Portugal e com as três horas de viagem de autocarro, que poderia dificultar a recuperação dos jogadores.

 

A Selecção Nacional ocupa o segundo posto do Grupo B, com 21 pontos, menos três do que a Suíça, que lidera só com vitórias. As duas equipas já têm pelo menos assegurado um lugar no ‘play-off', caso falhem o primeiro lugar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:57

 

_1FP1172.jpg

 

A TAG Heuer decidiu assinalar a vitória portuguesa do Euro 2016, que se disputou em França, ao criar uma edição especial para assinalar a inesquecível conquista.

 

A marca de relógios entregou, esta terça-feira, numa cerimónia que teve lugar na Cidade do Futebol, uma edição especial a cada jogador da Equipa das Quinas que participou no Campeonato da Europa. No evento, estiveram presentes Phillipe Roten, director da marca, Fernando Gomes, presidente da FPF, Fernando Santos, Seleccionador Nacional, e Cristiano Ronaldo, que recebeu uma edição personalizada.

 

O capitão da Selecção Nacional mostrou-se satisfeito por mais uma recordação dessa memorável vitória de Paris. "Estou muito orgulhoso dessa vitória, foi um excelente momento para Portugal. Agradeço à TAG Heuer por recuperar essas emoções e por ter criado uma forte lembrança para todos nós".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:09

Combinação verde-e-branca

Rui Gomes, em 25.06.17

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:10

João Mário é baixa na selecção

Rui Gomes, em 07.06.17

 

João Mário, a contas com uma lesão muscular é baixa para o selecionador Fernando Santos e foi dispensado dos trabalhos da selecção portuguesa. O médio do Inter sofre de uma lesão muscular num gémeo e pela frente tem uma paragem de dez dias. João Mário está, por isso, fora do jogo de sexta-feira na Letónia, de apuramento para o Mundial da Rússia, e é também carta fora do baralho para a Taça das Confederações.

 

19636043_a1kFs.jpg

 

Está assim encontrado o nome que Fernando Santos tinha de riscar para a Taça das Confederações. O seleccionador chamou 24 jogadores para o jogo com a Letónia, mas tinha até esta quarta-feira para enviar para a FIFA a lista final (23 nomes) de escolhidos para a prova que se joga entre 17 de Junho e 2 de Julho.

 

Lamenta-se a indisponibilidade de um jogador da qualidade de João Mário mas, mediante o sistema de jogo e as opções de Fernando Santos, talvez seja uma boa oportunidade para Gelson Martins. Já no encontro amigável contra o Chipre a sua entrada no segundo tempo deu logo uma dinâmica extra às manobras ofensivas da 'equipa das quinas'.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Foto do Dia

Rui Gomes, em 07.06.17

 

dbqnb29xkaat2vd1795496d.jpg

 

 

O «capitão» Cristiano Ronaldo juntou-se, na terça-feira, aos restantes companheiros no hotel de estágio da selecção.

 

O seleccionador Fernando Santos ainda orienta um treino em território português, esta quarta-feira, às 10 horas da manhã. Às 14h40, a comitiva lusa parte para Riga, onde na próxima sexta-feira defronta a Letónia, em jogo da fase de apuramento para o Mundial de 2018, na Rússia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:21

 

Nani falou esta terça-feira aos jornalistas e, além dos temas inerentes à selecção, fez um balanço sobre a temporada de estreia no Valência. O avançado português admite que a época não foi das melhores, mas mostrou uma enorme vontade para fazer melhor em 2017/18:

 

image.jpg

 

«Não foi das melhores temporadas, mas estou muito satisfeito, (jogar em Espanha) era uma coisa que queria. Foi uma experiência muito boa, apesar de umas pequenas lesões, devido a muito esforço e cansaço durante a temporada passada. Estou contente, encontrei um bom clube, uma boa equipa e um bom campeonato. Gostei de estar lá e acredito que a próxima temporada será muito melhor.

 

Sobre as declarações de Rui Costa que se manifestou contra a Taça das Confederações, é verdade que alguns jogadores têm tido poucas férias. Tenho sido um deles, graças a Deus, por estar sempre presente e participar nessas competições. Nós, jogadores, não devemos pensar no cansaço, mas ficar felizes por sermos escolhidos. É uma realidade que a falta de descanso pode prejudicar um pouco o rendimento durante a temporada. Acho que Rui Costa se referia a isso».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:30

 

Em conferência de imprensa, na Cidade do Futebol, José Fonte lembrou que Portugal tem de vencer a Letónia, em Riga, na próxima sexta-feira, para se manter a três pontos do líder do Grupo B de apuramento, a Suíça. Depois desse jogo, a selecção nacional viaja para a Rússia, para disputar a Taça das Confederações, que se realiza entre 17 de Junho e 2 de Julho.

 

José-Fonte_CI.jpg

 

«A Letónia é a 122.ª classificada do "ranking" FIFA, mas não esperamos facilidades. O facto de serem uma selecção com ranking baixo não quer dizer nada. Hoje em dia, não há jogos fáceis. Basta um, dois, três, quatro jogadores não terem a atitude própria, que começa a complicar. Todos têm de estar focados no objectivo, que é ganhar. Se quisermos depender de nós próprios, temos de ganhar. Se pusermos em campo o que o mister pede e a nossa qualidade, teremos muito mais probabilidades de ganhar. Temos de abordar o jogo de maneira séria. Acredito que vamos conseguir a vitória. Desde que Fernando Santos entrou na selecção, a nossa atitude tem sido muito boa. Esperamos mais dificuldades que com Chipre, esperamos um jogo muito difícil. Queremos entrar fortes. Queremos ganhar. Vamos preparar-nos bem durante a semana para chegar lá e ter a atitude correcta.

 

Apesar da aproximação da Taça das Confederações, todos os jogadores só pensam no apuramento para o Campeonato do Mundo. Conversas há sempre, mas o foco total é na Letónia, é nesse que temos de estar 120 por cento concentrados e temos de fazer a nossa preparação para esse jogo, de forma a estarmos preparados e vencer. Nem estamos a pensar (numa derrota com a Letónia), mas é óbvio que complicaria bastante. Mas temos é de pensar em como vamos ganhar o jogo. Depois logo se vê.

 

Pepe e Cristiano Ronaldo estão prestes a juntar-se à concentração. Vamos receber bem os vencedores da Champions, estamos todos muito felizes por eles. É mais um grande troféu que eles ganham. Vêm cheios de moral e alegria, o que é bom para nós. Vindo de mais um troféu, é óbvio que (Cristiano Ronaldo) vem cheio de vontade, alegria e um espírito muito melhor do que se tivesse perdido. Esperamos por ele e queremos todos que ele se junte a nós, para estarmos completos e focarmo-nos neste jogo com a Letónia.

 

Pepe jogou menos que o habitual esta época, devido a lesão e a estar de saída do Real Madrid. A mim parece-me que vai ser bom para o Pepe não ter feito tantos jogos. Ele é um jogador experiente e estes dias connosco vai ajudar à preparação, mas não penso que vá influenciar o seu jogo. Com a sua chegada, só deverá sobrar um lugar no eixo da defesa. Eu estou aqui para ajudar. Não sou o mais forte nem o mais fraco, sou mais um aqui para ajudar. Como eu estão o Pepe, o Bruno e o Neto, grandes centrais de nível mundial.

 

Ter vários jogadores de grande qualidade para cada posição é uma mais-valia, sem dúvida, é um bom problema para o mister ter tantos jogadores de qualidade. É bom ter estes grandes jogadores, somos sortudos por ter este grande leque de talentos».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:40

 

img_FanaticaBig$2017_03_27_20_51_54_1243175.jpg

ng8409676.jpg

 

A Selecção Nacional chegou ao final da tarde à Madeira, onde, pela primeira vez em 16 anos, irá disputar um encontro naquela ilha, no caso contra a Suécia. À chegada da comitiva, o aeroporto de Santa Cruz encheu-se de portugueses desejosos de ver os seus ídolos, nomeadamente o conterrâneo Cristiano Ronaldo, e ainda vislumbrar o troféu mais importante da história do futebol português: a Taça de Campeão Europeu 2016.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:39

Guerra sem fim à vista

Rui Gomes, em 26.03.17

 

Pelos vistos, os ânimos subiram de tom antes do Portugal-Hungria, aquando da chegada de Jaime Marta Soares ao Estádio da Luz para assistir ao encontro. Segundo a Sport TV, alguns adeptos afectos ao Benfica aproximaram-se do presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting com insultos e ameaças. Situação que obrigou a intervenção da polícia que serenou o ambiente e escoltou o dirigente leonino.

 

img_770x433$2017_03_25_19_24_05_1242257.jpg

 

Quem não perdeu a oportunidade para lançar mais um ataque ao rival da Segunda Circular foi Nuno Saraiva, director de comunicação do Sporting, através de uma missiva no Facebook:

 

«Hoje, à chegada ao estádio da luz onde se deslocou a convite da FPF e em representação do Sporting CP, o Presidente da Mesa da Assembleia Geral foi insultado e ameaçado por elementos das claques do Benfica.

 

Não fosse a imediata intervenção da polícia, que soube comportar-se com enorme profissionalismo, e podia ter acontecido uma tragédia.

 

Esta é a diferença entre quem boicota a Selecção Nacional como parte de uma estratégia de intimidação e coação e quem sabe comportar-se e quer contribuir para a elevação do futebol português, como é o caso do Sporting Clube de Portugal.

 

O que hoje aconteceu, além de lamentável, é a consequência óbvia do comportamento intolerável de um clube que usa também o seu treinador para fazer ameaças com exércitos mitológicos de seis milhões. Mas é também o resultado do desespero de uma estrutura que está caduca e a sentir-se ameaçada.

 

Esperemos que as instâncias do futebol não se voltem a vergar, subservientes, perante quem dá esta imagem de um desporto e de um país que é Campeão Europeu, e que os autores, materiais e morais, daquilo que hoje aconteceu sejam devidamente punidos».

 

Já aqui comentámos o irrisório boicote do Benfica ao jogo da Selecção e não vamos voltar a abordar o assunto. O resto da missiva de Nuno Saraiva, que em nada contribuiu para resolver seja o que for relacionado com as duas Instituições centenárias e com o futebol português, acaba por ser mais do desagradável mesmo que já se ouviu vezes sem conta.

 

Nota de relevo, no entanto, para a sua referência à possibilidade de uma "tragédia" ter ocorrido salvo pela intervenção da polícia. Por todas as reportagens disponíveis sobre o incidente, parece-me um exagero grosseiro e porventura irresponsável deste director de comunicação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:17

Momentos do Ano

Rui Gomes, em 29.12.16

 

3627E94C00000578-3684274-Portugal_s_players_contin

Campeões Europeus a caminho de Portugal

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:46

Momentos do Ano

Rui Gomes, em 27.12.16

 

ng8026937.jpg

(Foto: Reuters Staff/Reuters)

 

 
A vitória da seleção portuguesa no Euro 2016 foi um dos momentos marcantes do desporto do ano e certamente o auge do futebol português e uma festa para os lusos espalhados pelo Mundo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:04

Foto do Dia

Rui Gomes, em 12.11.16

 

Cw_1v8tXcAAACrA.jpg

 

Cristiano Ronaldo ainda ofereceu uma camisola autografada a Edu, jogador do Boavista que esta semana lhe viu ser diagnosticado um cancro.

 

"Para o Edu, com muita força e um abraço", pode ler-se na parte de trás da camisola da Selecção Nacional que o CR7 tradicionalmente usa.

 

Na passada terça-feira, os axadrezados anunciaram que foi diagnosticada uma "doença do foro oncológico" ao jovem avançado, de apenas 19 anos, adiantando ainda que iria ser constituída uma conta solidária para ajudar Edu.

 

O delfim, que agora trava outra batalha - a da vida, fora dos relvados - e que na época passada actuava pela equipa de juniores do Boavista, foi esta temporada promovido à formação principal do emblema do Bessa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:24

 

image.jpg

 

As apreciações de nós adeptos relativamente a Marvin Zeegelaar têm sido muito pouco generosas, mas, pelos vistos, há quem esteja impressionado com o seu desempenho até este ponto da época.

 

Tanto assim é que o defesa do Sporting é a grande novidade da convocatória da selecção holandesa para os jogos com a Bélgica (particular) e o Luxemburgo (qualificação para o Mundial 2018), a sua estreia absoluta pela Holanda. Vai ter a companhia do também "leão" Bas Dost, presença habitual na selecção.

  

O seleccionador holandês, Danny Blind, comentou esta sexta-feira a chamada de Marvin Zeegelaar à selecção principal da Holanda e não poupou elogios ao actual momento de forma do jovem lateral, nomeadamente frente ao Real Madrid e Borussia Dortmund:

 

«Conheço-o do Ajax, passou pela formação quando estive no clube a trabalhar nas camadas jovens. Sei que esteve noutros países, nesta altura está a jogar em Portugal e chegou ao Sporting. No início não era titular mas acabou por se fixar e estabilizar na equipa e, nas últimas semanas, tem jogado muito bem. Foi assim com o Dortmund e com o Real Madrid, na Liga dos Campeões. É um jogador com qualidade a atacar pelos flancos».

 

Para ser justo, até acho que por vezes perdemos de vista que Zeegelaar é um extremo de raiz e não defesa, como aliás Mário Jorge sublinhou no seu comentário publicado aqui ontem. É muito possível que este voto de confiança pelo seleccionador holandês venha a dispor dividendos no futuro, tanto para o jogador como para o Sporting.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:44

 

800.jpg

 

O Sporting é o clube português que mais dinheiro recebe da UEFA graças à campanha da selecção portuguesa no Euro, devido ao número de jogadores que cedeu à equipa das quinas: 1,1 milhões de euros.

 

Rui Patrício, William Carvalho, Adrien Silva e João Mário são os "leões" cedidos à equipa campeã europeia. O Benfica recebe 487 mil euros por ter cedido Eliseu e Renato Sanches, enquanto FC Porto e Sporting de Braga recebem 279,5 mil euros cada, pelas cedências de Danilo Pereira e Rafa Silva, respectivamente.

 

A caminhada rumo ao título europeu rendeu 6,4 milhões de euros aos clubes que cederam jogadores à selecção portuguesa. Desse valor, 2,1 milhões são para clubes portugueses, que cederam sete dos 23 jogadores convocados de Fernando Santos. O valor restante irá para os clubes estrangeiros que tinham contrato com os jogadores lusos em questão durante o Euro 2016.

 

O Benfica e o FC Porto irão ainda receber um valor adicional devido às participações de Victor Lindelof (Suécia) e Iker Casillas (Espanha).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:54

 

imagesJDVXDUYI.jpg

 

Breves observações de Fernando Santos, com algum humor à mistura, em antecipação do embate desta segunda-feira diante das Ilhas Faroé, na fase de apuramento para o Mundial de 2018:

 

«Pensava que eram só três adeptos, mas devem ser seis. Sei que cá está o meu filho, a minha nora e um outro português que eu já vi. São os que temos. Vamos tentar dar o nosso melhor como se estivéssemos com a bancada cheia.

 

As Ilhas Faroé são uma selecção teoricamente acessível, mas tem jogadores rápidos, trabalham muito e têm uma disponibilidade total para o jogo. Boa qualidade técnica no meio-campo e no ataque (...) Não estou surpreendido. Depois de ver o jogo com a Hungria percebi que não vão fazer só quatro pontos. São uma boa equipa e temos de estar muito atentos.

 

Só tenho uma dúvida: quem será o lateral-esquerdo. Raphael Guerreiro não vai treinar. Está a fazer tratamento. Se estiver a cem por cento participa no jogo, senão joga Antunes, que nos dá garantias. Se tiver uma garantia que o jogador não tem qualquer risco participa no jogo, mas só se não tiver nenhum problema».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:25

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo