Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Foto do Dia

Rui Gomes, em 06.10.17

 

ng8838823.jpg

ng8838825.jpg

Chegada da Selecção Nacional a Andorra

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:08

Que tal as novas camisolas ?

Rui Gomes, em 05.10.17

 

img_FanaticaBig$2017_10_04_08_25_40_1319672.jpgimg_FanaticaBig$2017_10_04_08_25_41_1319673.jpg

 

Circularam na Internet estas duas fotografias com aquelas que, supostamente, vão ser as camisolas do equipamento principal e do alternativo que a Selecção Nacional poderá vir a utilizar na fase final do Mundial 2018, caso venha a assegurar o apuramento.

 

Para mim, a do equipamento principal, além de excessivamente encarnada, exige algum tempo para adaptar a visão ao efeito da espécie de cruz. A alternativa é bonita, por razões óbvias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:25

 

A selecção portuguesa de futebol concentrou-se esta segunda-feira em Cascais, sem baixas de última hora, tendo em vista os decisivos confrontos com Andorra e Suíça, das duas últimas jornadas da fase de qualificação para o Mundial 2018.

 

image.jpg

 

Todos os 25 jogadores convocados por Fernando Santos apresentaram-se até às 22:00 numa unidade hoteleira de Cascais, cumprindo a hora limite imposta pelo seleccionador nacional. O avançado Éder, autor do golo que valeu a vitória no Euro2016, está de regresso, assim como Renato Sanches, o guarda-redes Anthony Lopes, os defesas Nelson Semedo, Luís Neto e Antunes e o avançado Gonçalo Guedes.

 

Nas duas últimas rondas do Grupo B de apuramento, Portugal desloca-se a Andorra, dia 7 de Outubro, e recebe a Suíça, dia 10, no Estádio da Luz, em Lisboa, num encontro que poderá ser decisivo para garantir o acesso direto à fase final do próximo Mundial.

 

A selecção portuguesa ocupa o segundo posto do Grupo, com 21 pontos, menos três do que a Suíça, que lidera só com vitórias. As duas equipas já têm pelo menos assegurado um lugar no 'play-off', caso falhem o primeiro lugar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:24

O que falta à Selecção Nacional

Rui Gomes, em 30.08.17

 

CQNYSHXD.jpg

 

Numa altura em que faltam disputar quatro jogos da fase de qualificação para o Mundial 2018, Portugal mantém a segunda posição do Grupo B, com 15 pontos, menos três do que a Suíça. Apenas o primeiro lugar dá acesso directo à competição na Rússia, pelo que a equipa de Fernando Santos não poderá perder pontos até ao derradeiro encontro com a formação helvética, que está marcado para 10 de Outubro.

 

A Hungria, por sua vez, é terceira classificada, com sete pontos, seguida pela selecção das Ilhas Faroé - adversário de Portugal esta quinta-feira - com cinco pontos. Andorra, com quatro pontos e Letónia, com três, completam as posições mais baixas da tabela.

 

Se Portugal e Suíça vencerem os respectivos jogos até à última jornada da fase de qualificação, no Estádio da Luz, os campeões europeus ainda podem sonhar com o Mundial, mas a verdade é que apenas a vitória interessa à equipa das quinas. Nesse caso, ambas os conjuntos passam a ter o mesmo número de pontos, sendo que o critério de desempate reside na diferença de golos.

 

De qualquer forma, a Selecção Nacional pode esta quinta-feira assegurar o segundo lugar do grupo e, praticamente, garantir a presença no play-off de apuramento para o Mundial. Terá, para isso, de vencer as Ilhas Faroé, no Bessa, e esperar que a Hungria não vença a Letónia.

 

Um empate em Budapeste entre magiares e letões deixa os campeões europeus com ‘pé e meio’ no grupo dos oito melhores segundos lugares, num total de nove grupos, e com uma segunda oportunidade para poder chegar à fase final do próximo Campeonato do Mundo.

 

Depois da jornada de quinta-feira, segue-se a viagem à capital húngara, no domingo, a Andorra (7 de Outubro) e, finalmente, a recepção à Suíça (10 de Outubro). A Suíça, por sua vez, terá ainda de receber Andorra, visitar a congénere da Letónia e receber a Hungria.

 

No último confronto desta fase, em Junho, Portugal conseguiu uma importante vitória frente à Letónia por 3-0. Cristiano Ronaldo marcou dois golos e fez uma assistência para o terceiro marcado por André Silva. No entanto, a vitória não viu a aproximação da equipa lusa ao topo da classificação, porque a Suíça também venceu por 2-0 as Ilhas Faroé.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

 

brunofernandes1.jpg

 

A FPF anunciou uma alteração de última hora na lista de convocados da Selecção Nacional para os compromissos com as Ihas Faroé e Hungria: Bruno Fernandes assume a vaga de Pizzi.

 

"Bruno Fernandes foi esta segunda-feira chamado por Fernando Santos, Selecionador Nacional, para integrar o estágio da Seleção A [...] Pizzi, médio do SL Benfica, apresentou-se na concentração da equipa nacional mas foi dado como inapto pelos especialistas da Unidade de Saúde e Performance e não fará parte do grupo escolhido para estes dois desafios de apuramento para o Mundial-2018".

 

Bruno Fernandes estreia-se assim na principal selecção de Portugal, ele que este Verão trocou a Sampdória, da Serie A, pelo Sporting. O médio tem vindo a destacar-se no meio-campo leonino e, em especial, pelos golos que tem marcado, todos eles de belo efeito.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:53

Convocatória de Fernando Santos

Rui Gomes, em 24.08.17

 

image.jpg

 

Portugal defronta as Ilhas Faroé a 31 de Agosto, no Estádio do Bessa, e a Hungria a 3 de Setembro, em Budapeste. Ambas as partidas têm início marcado para as 19h45 portuguesas e contam para o grupo B da fase de qualificação do Mundial 2018, onde a Selecção Nacional segue no segundo posto com menos três pontos que a Suíça.

 

Fernando Santos escolheu os seguintes 24 futebolistas para a dupla operação:

 

Guarda-redes - Rui Patrício (Sporting), Beto (Gozpete) e Bruno Varela (Benfica)

 

Defesas - Bruno Alves (Rangers), Cédric Soares (Southampton), Eliseu (Benfica), Fábio Coentrão (Sporting), João Cancelo (Inter), José Fonte (West Ham) e Pepe (Besiktas)

 

Médios - Adrien Silva (Sporting), André Gomes (Barcelona), Danilo Pereira (FC Porto), João Mário (Inter), João Moutinho (Mónaco), Pizzi (Benfica) e William Carvalho (Sporting)

 

Avançados - André Silva (Milan), Bernardo Silva (Manchester City), Bruma (RB Leipzig), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Gelson Martins (Sporting), Nélson Oliveira (Norwich) e Ricardo Quaresma (Besiktas)

 

Pelos vistos, Bruno Fernandes ainda não fez o suficiente para merecer a consideração do Seleccionador Nacional. Mas preza-me verificar que a "arma secreta" Nélson Oliveira, está de volta.

 

O jogo contra a Hungria é em Budapeste e não em... Bucareste.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

 

Um período de decisões e de escolhas para Fernando Santos. O seleccionador nacional terá uma dor de cabeça pela frente para decidir quais os jogadores que poderão participar no lote dos escolhidos para o Mundial 2018. Se tivermos em conta a última convocatória, existem alguns jogadores que poderão assistir à maior competição mundial a nível de selecções pela televisão.

 

Q71YILW4.jpg

 

A selecção portuguesa iniciou a qualificação para o Campeonato do Mundo de 2018 com uma derrota na Suíça (0-2). O percurso termina treze meses mais tarde, igualmente frente aos helvéticos, desta vez em solo luso.

 

Confira-se aqui o calendário de jogos do Grupo B que Portugal ainda tem pela frente, procurando garantir um lugar na fase final da prova a disputar na Rússia:


31 Agosto 2017
Hungria-Letónia
Portugal-Ilhas Faroé
Suíça-Andorra

3 Setembro 2017
Ilhas Faroé-Andorra
Hungria-Portugal
Letónia-Suíça

7 Outubro 2017
Ilhas Faroé-Letónia
Andorra-Portugal
Suíça-Hungria

10 Outubro 2017
Hungria-Ilhas Faroé
Letónia-Andorra
Portugal-Suíça

 

Classificação ao fim de seis jogos:

 

Suíça, 18 pontos, 12-3 em golos (+9)
Portugal, 15 pontos, 22-3 em golos (+19)
Hungria, 7 pontos, 8-7 em golos (+1)
Ilhas Faroé, 5 pontos, 2-10 em golos (-8)
Andorra, 4 pontos, 2-13 em golos (-11)
Letónia, 3 pontos, 2-12 em golos (-10)

 

(O primeiro critério de desempate é a diferença de golos)

 

Na baliza, Beto, com 35 anos, poderá não fazer parte das escolhas, devido à avançada idade. José Sá, Rui Patrício e Anthony Lopes perfilam-se como as escolhas mais óbvias para defender as redes lusas.

 

Na defesa, existem várias incógnitas. A linha central é muito envelhecida e não é certo que todos os centrais sejam escolhas. Bruno Alves tem 35 anos, Pepe tem 34 anos e José Fonte tem 32 anos. Apenas Luís Neto surge como a opção mais jovem, com 29 anos. No entanto, a qualidade inegável de Pepe poderá garantir um lugar na competição. Já Bruno Alves e José Fonte poderá depender da época que façam no Rangers e no West Ham, respectivamente.

 

Nas laterais da defesa, existe apenas uma incógnita. Com Raphael Guerreiro, Cédric e Nélson Semedo a serem opções (dependente claro das épocas que realizem nos clubes), Eliseu poderá correr um pouco fora desta competição interna. João Cancelo também poderá ser opção para Fernando Santos, ele que esteve ao serviço da selecção sub-21 no Europeu da categoria.

 

No meio campo, também existem algumas dúvidas, que irão depender das épocas que acabem por fazer nos seus clubes. João Moutinho é o elemento mais velho, mas tem apenas 30 anos e a sua qualidade poderão levar a uma presença no Mundial. Depois, existem Adrien Silva, André Gomes, Danilo Pereira, João Mário, Pizzi e William Carvalho. Também Renato Sanches poderá perfilar-se como jogador a participar no Mundial, depois de ter feito o mesmo que João Cancelo, ao participar no Euro sub-21.

 

Já na linha avançada do terreno, existirão algumas dúvidas também. Cristiano Ronaldo tem lugar assegurado e os restantes jogadores terão de provar a Fernando Santos que merecem uma oportunidade. Nani e Ricardo Quaresma com 30 e 33 anos respectivamente são os mais velhos e terão de se mostrar ao seleccionador nacional para provarem a sua qualidade. Nani será o mais flagrante, depois de uma época pouco regular no Valência.

 

De seguida, André Silva e Bernardo Silva terão de se mostrar nos seus novos clubes, o AC Milan e o Manchester City, respectivamente, para garantirem um lugar. Também Gelson Martins procurará mostrar a sua qualidade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:25

 

15056391_1301129196593304_3200108323634603147_n.jp

 

Na realidade, uma exibição da Selecção Nacional longe de deslumbrar, sem a velocidade e intensidade necessárias para "matar" um adversário que jogou com o proverbial autocarro estacionado, especialmente enquanto alimentou esperanças de conseguir um resultado menos negativo.

 

Neste contexto, só posso apontar o dedo a Fernando Santos, que lançou um onze inicial muito "conservador", nomeadamente no meio-campo, com William Carvalho e André Gomes. Já se viu muito melhor de João Mário, e Nani, embora muito activo, nunca conseguiu penetrar ao ponto que era desejado.

 

Não por mera coincidência, além de ter sofrido o golo do empate, só se verificou velocidade e criatividade no jogo quando Ricardo Quaresma entrou, logo seguido por Gelson Martins.

 

ng7849915.jpg

Cristiano Ronaldo bisou, além de mandar duas bolas aos ferros, uma na marcação de uma grande penalidade. William Carvalho fez o que raramente faz no Sporting e Bruno Alves fechou o marcador, mesmo ao cair do pano.

 

No final das contas, vale a vitória e os respectivos três pontos. Com este resultado, Portugal sobe ao 2.º lugar, com 9 pontos em 4 jogos (16 golos marcados e 3 sofridos), 3 atrás do líder Suíça, 12 pontos em 4 jogos (9 GM e 3 GS), e 2 à frente da Hungria, que regista 7 pontos em 4 jogos (8 GM e 5 GS).

 

Há agora um longo intervalo no apuramento para o Mundial 2018. O próximo jogo é no dia 25 de Março, quando Portugal recebe a Hungria. Recorde-se que só os vencedores dos grupos são apurados directamente. Os segundos classificados terão de disputar um "play-off".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:51

 

img_770x433$2016_09_06_22_22_41_1153810.jpg

 

Fernando Santos anunciou, esta quinta-feira, a convocatória para os próximos encontros de qualificação para o Mundial 2018, frente a Andorra (dia 7) e Ilhas Faroé (dia 10). Além de se verificar o regresso à 'equipa das quinas' de Cristiano Ronaldo, destaque para a estreia do jovem Gelson Martins entre os convocados.

Lista de jogadores:

Guarda-redes: Anthony Lopes (Lyon), Marafona (Sp. Braga) e Rui Patrício (Sporting)


Defesas: Antunes (D. Kiev), Bruno Alves (Cagliari), Cédric Soares e José Fonte (Southampton), João Cancelo (Valencia), Pepe (Real Madrid) e Raphäel Guerreiro (Dortmund)


Médios: Adrien Silva e William Carvalho (Sporting), André Gomes (Barcelona), Danilo Pereira (FC Porto), João Mário (Inter), João Moutinho (Mónaco) e Renato Sanches (Bayern)


Avançados: André Silva (FC Porto), Bernardo Silva (Monaco), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Éder (Lille), Gelson Martins (Sporting), Nani (Valência) e Ricardo Quaresma (Besiktas)

 

A chamada de Gelson era praticamente inevitável, dado o seu nível de performance esta época e não sinto dúvidas algumas que será a primeira de muitas vezes para o avançado do Sporting. Falta agora Fernando Santos reconhecer que alguns centrais já viram os seus melhores dias e que "sangue novo" é necessário na equipa. Entre os "leões" mais em destaque temos Rúben Semedo, uma chamada que se justifica e que é indiscutivelmente merecida.

 

Comentário de Fernando Santos:

 

«As características de Gelson trazem coisas positivas e podem ser úteis durante o jogo. Não vamos transformar isto no salvador da pátria. Todas as avaliações que tenho são positivas».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:55

 

ng7384689.jpg

 

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta terça-feira, a realização de um encontro de um encontro particular entre a Selecção Nacional e a congénere de Gibraltar. O jogo será no dia 1 de Setembro, pelas 19h45, no Estádio do Bessa, no Porto.

 

Este será o primeiro encontro da selecção após a conquista do Euro 2016, servindo para preparar a qualificação para o Mundial 2018. "É um jogo de preparação mas também simboliza o reencontro dos campeões europeus com os que sempre estiveram ao nosso lado. Jogar no Porto e no Bessa também é uma maneira de homenagearmos todos os portugueses, especialmente os que residem no Norte, que vão poder festejar com a nossa selecção nacional", afirmou Fernando Gomes, presidente da FPF.

 

No dia 6 de Setembro arranca a qualificação para o Mundial 2018. Portugal integra o grupo B, com Hungria, Andorra, Letónia, Ilhas Faroé e Suíça, o primeiro adversário.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:30

Os Reis do Beatbox

Rui Gomes, em 13.07.16

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:27

Fotografia com história dentro (4)

Leão Zargo, em 10.07.16

 

Portugal_Itália 1925.jpg

 

O possível no quase impossível

 

Os jogadores da Selecção Nacional saúdam os 15 000 espectadores que acorreram ao mítico Stadium de Lisboa, ainda desconhecendo que, em breve, ficarão na história do futebol português. Naquela tarde de 28 de Junho de 1925 venceram (1-0) a poderosíssima “squadra azurra”, o que foi a primeira vitória da selecção portuguesa de futebol. Hoje, decorrido quase um século, realiza-se o Portugal-França em Saint-Denis. Que o jogo da final do Euro 2016 constitua um momento excepcional na longa caminhada do nosso futebol no sentido da sua permanente superação. O possível no quase impossível.

 

 

Ficha de jogo:

 

Portugal 1 - Itália 0

Stadium de Lisboa, 28 de junho de 1925

Árbitro - M. Theuerkauff (Bélgica)

 

Portugal - Francisco Vieira (Benfica), António Pinho (Casa Pia), Jorge Vieira - capitão (Sporting), Raul Figueiredo (Olhanense), Augusto Silva (Belenenses), César de Matos (Belenenses), Domingos Neves (Olhanense), Mário de Carvalho (Benfica), João Francisco Maia (Sporting), José Delfim (Olhanense) e Manuel Fonseca (Académico do Porto)

 

Seleccionador - Ribeiro dos Reis

 

Marcador - João Francisco Maia (39m)

 

Itália – Gianpiero Combi, Umberto Caligaris, Virginio Rosetta, Mario Magnozzi, Adolfo Baloncieri, Pietro Genovesi, Luigi Burlando, Giuseppe Gandini (Fulvio Bernardini, 46m), Giuseppe Forlivesi (Antonio Fayenz, 46m), Leopoldo Conti e Giuseppe Della Valle

 

Seleccionador - (não indicado)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:16

Raphael Guerreiro ainda condicionado

Rui Gomes, em 03.07.16

 

ml_13051176dce0.jpg

 

Raphael Guerreiro, que tem estado afastado devido a lesão, continuou, este sábado, excluído da sessão de treinos da Selecção Nacional, de preparação para o jogo das meias-finais do Euro 2016, contra o País de Gales. O lateral-esquerdo continua a fazer trabalho específico, acompanhado do fisioterapeuta António Gaspar. No entanto, este sábado, em conferência de imprensa, o seleccionador nacional avançou que Guerreiro deverá voltar aos treinos já este domingo.

 

A Selecção Nacional voltou a treinar, na tarde deste sábado, em Marcoussis, sem Guerreiro. Contudo, nem tudo são más notícias. André Gomes, que também tem estado ausente, por problemas musculares, reintegrou a sessão de treinos da Selecção Nacional. Os dois jogadores falharam os quartos-de-final do Euro 2016, com a Polónia.

 

O treino começou às 17h00 (Portugal continental) e foi aberto, durante os primeiros 15 minutos, à comunicação social. Nesta ocasião, os emigrantes não puderam entrar, mas voltaram a marcar presença nas imediações do centro de estágio, o que obrigou as autoridades a cortar o trânsito.

 

Portugal prepara-se para defrontar as meias-finais do Euro 2016 com o País de Gales, num encontro que se disputará esta quarta-feira, dia 6 de Julho, às 20h00, em Lyon.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:10

Foto do Dia

Rui Gomes, em 23.06.16

 

PT in the plane.jpg

 Selecção Nacional de regresso a Marcoussis

 

 

Ontem, logo a seguir ao encontro com a Hungria, a Selecção Nacional apanhou o avião em Lyon rumo a Paris. Por terem mais algumas horas de descanso durante a noite, os jogadores já se treinam hoje a partir do meio-dia, numa sessão que servirá, acima de tudo, para recuperação, sendo que os titulares até nem deverão subir ao relvado. Refira-se que, ao contrário do que tem sido habitual, não está previsto que algum jogador esteja disponível para falar com os jornalistas.


Certo é que a equipa só estará mesmo um dia no centro de estágio de Marcoussis. É que, amanhã, o treino já deverá acontecer no Estádio Bollaert-Delelis, em Lens, da parte da tarde. Isto, claro, se a UEFA permitir, uma vez que, em Lyon, as duas selecções não obtiveram autorização para se treinarem no relvado do estádio para que este fosse preservado.

O jogo com a Croácia, refira-se, terá lugar já este sábado a partir das 21 horas (menos uma em Portugal Continental). E também já é certo que, em relação ao adversário, a equipa portuguesa entrará em campo com menos um dia de recuperação. É que os croatas, recorde-se, venceram a Espanha por 2-1, esta terça-feira.

Por este motivo, Fernando Santos já não deverá conceder meio dia de folga aos jogadores, como aconteceu, recorde-se, após o encontro com a Áustria. Nessa ocasião, a maior parte aproveitou para estar junto das famílias, sendo que teriam de se apresentar em Marcoussis apenas perto da hora do jantar.

Caso a Selecção Nacional se tivesse apurado em 1º ou 2º lugar, é certo que teria mais tempo para recuperar, e, nesse caso, seria mais provável o grupo voltar a ter a oportunidade de deixar Marcoussis durante parte do dia.

 

Reportagem: Record (excepto a foto)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:42

 

19712807_PkaVn.jpg

 

Os Heróis de um País

 

Este Europeu de Futebol tem-nos permitido observar um pouco por toda a França, o tal sentimentalismo que emigrantes lusitanos nutrem pela Selecção Portuguesa. Um pouco por todo o mundo, estará sempre um Português disposto a expressar profundo afecto por aquela que considera a sua querida pátria-mãe, grande e gloriosa nação. Um conjunto de memórias selectivas perfazem a essência da nossa paixão pelo País, nunca o atraiçoando pela invisível distância do berço que em pensamento, jamais se abandonou. O monumento de uma memória não se extingue pelo tempo, mesmo que distante aos nossos olhos.

 

Os Heróis do Sporting

 

Em miúdo, o que mais próximo de um herói poderia existir era efectivamente uma Mãe ou um Pai, por qualquer razão universalmente reconhecida. Depois, existiam ídolos que se tornavam heróis. E estes eram aqueles que pisavam humildes o palco dos sonhos; sonhos que todos gostaríamos de realizar, mesmo que apenas destinados aos eleitos: os atletas. Na altura dizia-se que o vermelho era vibrante e que seduzia os olhares, porém o verde encadeado com o branco era demasiado especial. Porque vestir de verde-e-branco, ou “simplesmente” ser do Sporting, estava destinado apenas a quem desejasse entender que valores mais altos imperavam à irracional emoção. Porque a lógica da emoção desprovida de razão, não se confundia com o nosso símbolo. Nem do País, nem do Sporting. Então, ser do Sporting era passado de geração em geração não pela emoção, mas pela razão? Muito provavelmente assim foi com quase todos nós. Como pessoa, adepto e sportinguista, acredito como necessária a existência de uma razão para se gostar de um “conceito” de um clube, como do “conceito” de uma Selecção.

 

Os Heróis de uma Selecção

 

A respeito do que sinto por esta Selecção de Futebol – técnicos e conjunto de jogadores –, infelizmente quase que se remete a indiferença. Por entre diversos motivos que não a ingenuidade, considero uma afronta intelectual a mensagem que este colectivo de técnicos e jogadores transporta para com os concidadãos portugueses. A Selecção é um único valor que permite uma união entre adeptos, classes, cidades e diferenças. E esta Selecção, vive apenas do "vedetismo" da maioria dos que a compõem. Não questiono um mau jogo. Portugal pode garantir a próxima fase independentemente dos dois jogos já praticados. Não questiono os momentos de forma dos jogadores. Depois de uma época de desgaste tremendo, muito se esforçam estes atletas para render o que as suas forças lhes permitem. Mas questiono do que vale a esta Selecção ser a “quarta mais bem cotada” da Europa, quando os resultados são estes.

 

Se existe a pretensão de venderem “por atacado” a ignóbil ideia de que “estamos nesta competição para ganhar” ou termos mesmo de acreditar que estes caprichosos jogadores se tratam de “heróis de uma nação”, estará então na altura de compreenderem que todos terão de fazer, não apenas mais, mas melhor. Se assim não for, então acredito que esta Selecção é apenas composta por vedetas carismáticas, um treinador razoável/fraco e um fútil e questionável conceito de representação nacional. Querem o nosso apoio para serem “heróis”? Sendo que a maioria destes jogadores já passou pelo Sporting, peço-lhes então que se recordem de alguém que vestiu de verde e branco.

 

O Herói de uma Nação 

 

Alguém que correu sozinho numa competição, num continente distante de quem o viu nascer; na oportunidade de uma vida e fora do auge da sua juventude, aos 37 anos este homem simples conquistou o mundo. Sem pedir, sem ansiar, nem mesmo desejar, nesse dia em diante tornou-se conhecido como um herói. Mas já o era, na mente de todos os que se lembram do que lhe custou ter chegado ao Olimpo. Nesse dia, Carlos não correu de verde-e-branco, porque nesse dia todo ele era um País – era a nossa Selecção! Mais do que se confundir com o Sporting, um País nesse dia confundiu-se com Carlos. Como tal, nesse dia o Sporting foi mais uma vez a Nação. Como sempre desejou ser.

 

Nesse dia aprendemos algo que desejamos que os nossos jogadores também aprendam – só quando estamos sozinhos, sentimos medo, estamos em clara desvantagem, e mesmo assim somos trabalhadores, humildes e honestos, conseguimos nos tornar em Heróis. Foi isto o que Carlos nos ensinou.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

 

image.jpg

 

Durante a tradicional recepção aos comandados de Fernando Santos, num Palácio de Belém que contou igualmente com a presença de Gianni Infantino, presidente da FIFA, o Chefe de Estado recheou o discurso de “dicas” motivacionais para Cristiano Ronaldo e companhia:

 

«Não vos digo que espero que ganhem o campeonato. O primeiro-ministro já vos disse isso. Espero, isso sim, que sejam os melhores, que é mais importante apontar para uma meta. As competições vão-se ganhando passo a passo e jogo a jogo.

 

Quero que se lembrem das portuguesas e portugueses que estão a vibrar convosco a cada minuto. Os que vivem em Portugal Continental e os que vivem fora do território físico de Portugal, no nosso território espiritual. Há um português no sítio mais inesperado do canto do mundo e esses sofrem mais e apaixonam-se mais pelo que faz a Selecção Nacional. Para eles, é mais difícil ser português do que quem vive no território físico de Portugal.

 

Estamos todos convosco e vamos todos vibrar desde o primeiro ao último segundo».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:53

Curiosidades da Selecção

Rui Gomes, em 01.06.16

 

1024.jpg

 

- Os números das camisolas dos internacionais portugueses já foram determinados, sem recurso a sorteio, como acontece ocasionalmente. Cristiano Ronaldo continuará a usar a 7, Nani a 17 e Quaresma a 20. A maior alteração verifica-se nos guarda-redes: Eduardo, antes era o 1 e Rui Patrício o 12, mas agora o primeiro passará a ser o 22 e o guarda-redes do Sporting o 1. Anthony Lopes é o 12.

 

- A Selecção treinou na semana passada com a bola oficial do Euro, a Beau Jeu, da Adidas, mas no jogo com a Noruega e no treino de véspera usou a NikeOrdem 3. Isto devido a imperativos contratuais com a Nike, patrocinadora da Selecção. A partir de agora, só se trabalhará com a bola oficial.

 

- Nani e Bruno Alves juntaram-se esta segunda-feira ao estágio da Selecção, e fizeram um jogo de futevólei com a Selecção feminina, em parceria com Eduardo e João Moutinho (foto do dia, ontem, aqui no blogue).

 

- Como é do conhecimento geral, Portugal defronta a Inglaterra, esta quinta-feira, no Estádio Wembley, em Londres, com início às 19h45 (hora de Portugal). O último jogo de preparação será realizado no dia 8 de Junho, no Estádio da Luz, frente à Estónia, com início às 19h45. A Selecção parte para França no dia seguinte e defrontará a Islândia no dia 14, às 20h00, no Estádio Geoffroy Guichard, em Saint-Étienne. Segue a Áustria no dia 18, às 20h00, no Parque dos Príncipes, em Paris, e no último jogo do Grupo F, Portugal terá pela frente a Hungria, no dia 22, às 17h00, no Estádio do Lyon, em Lyon.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:24

Foto do Dia

Rui Gomes, em 31.05.16

 

img_FanaticaBig$2016_05_30_19_35_22_1108013.jpg

Treino da Selecção Nacional com direito a beijinhos ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:02

Já lá vão 13 anos a marcar

Rui Gomes, em 30.03.16

 

911QXFJ9.jpg

 

Com o golo desta terça-feira diante da Bélgica, no particular disputado no Estádio Municipal de Leiria, Cristiano Ronaldo deixou uma vez mais a sua marca num ano civil da Selecção Nacional. Ao todo, já lá vão 13 anos seguidos sempre a marcar com a camisola da "equipa das quinas" por parte do fora-de-série formado no Sporting, numa série que teve o seu início no dia 12 de Junho de 2004.

 

Dessa data para cá, CR7 apontou mais 55 tentos, que fazem dele já o destacado melhor marcador da história da Selecção Nacional, com mais 9 do que o segundo colocado Pauleta. O seu melhor ano foi em 2013, quando apontou uns impressionantes 10 golos em 9 partidas.

 

Aproxima-se a recta final da sua brilhante e histórica carreira, mas ainda sabe fazer o que poucos fazem tão bem como ele.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:03

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo