Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Só Alemanha e Espanha batem Portugal

Rui Gomes, em 12.10.17

 

OriginalSize$2017_10_11_23_12_12_1322373.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:25

 

topscorers.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:33

 

img_infografias$2017_03_27_08_30_25_1242979.jpg

 

Novamente estatísticas, mas muito pouco subjectivas. Pode-se argumentar a qualidade das selecções em cada Grupo, mas é claro que Cristiano Ronaldo e André Silva destacam-se dos restantes goleadores.

 

***Além do mais, como não envolve Marco Silva, a discórdia será mínima, se alguma:)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:50

 

Logo-blanc-sur-fond-bleu_eng_20131122111850.jpg

 

Segundo um ranking elaborado pelo Observatório do Futebol (CIES), o Sporting não foi o clube português que mais jogadores cedeu a selecções AA durante o ano de 2016, mas foi o que mais se destacou no que toca aos minutos efectivos de utilização desses internacionais cedidos ao longo do ano. Por outras palavras, os que mais desgaste sofreram.

 

Foram 10 os jogadores sportinguistas convocados e, num total de 81 jogos que disputaram, rodaram 5734 minutos (23.º emblema à escala mundial), quase mais 1200 minutos em relação ao segundo clube português a surgir na lista: o FC Porto (41.º) teve 11 convocados, que disputaram 63 jogos, num total de 4578" acumulados.

 

Mais abaixo, ainda dentro dos 100 primeiros, surge o Benfica, também com 11 convocados, distribuídos por 58 jogos de selecções e totalizando 3966 minutos de utilização efectiva.

 

Alargando a geografia, no topo desta tabela divulgada pelo CIES aparece a Juventus, adversária dos dragões nos oitavos de final da Liga dos Campeões. Com 21 jogadores utilizados, 157 jogos disputados e 12 454 minutos acumulados nas pernas durante o ano.

 

No pódio estão ainda Tottenham e Barcelona, por esta ordem. Os ingleses cederam 19 jogadores para 155 jogos e um total de 12 009". Já o Barça, que teve 20 internacionais ao longo de 2016, os minutos efectivamente jogados foram 10 802, distribuídos por 20 atletas.

 

No Top 10 aparecem ainda Arsenal (4.º lugar - 10 034"), Real Madrid (5.º - 9989"), Manchester United (6.º - 9833), Bayern Munique (7.º - 9750"), Manchester City (8.º - 8771"), Chelsea (9.º - 7925") e Southampton (10.º - 7565").

 

No Top 100 elaborado pelo CIES aparecem clubes de 42 associações de futebol. O Muang Thong United, da Tailândia, é o primeiro fora da zona europeia a surgir na tabela, com 10 internacionais e 6611 minutos divididos por 84 jogos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:05

Consideração do Dia

Rui Gomes, em 22.08.16

 

simeone.jpg

 

Diego Simeone - técnico argentino do Atlético de Madrid - reaviva uma velha discussão ao referir o que ele considera ser a necessidade de existir um novo paradigma para o futebol a nível mundial. Na sua opinião, nada deve obstar a que os melhores treinadores acumulem o trabalho diário nos clubes com o cargo de selecionador dos respectivos países.

 

Para o efeito, não está directamente em causa o actual trabalho de Fernando Santos com a Selecção Nacional, assim como o de outros seleccionadores, dado que o argumento de Simeone visa um cenário global de futuro, porventura num enquadramento que também lhe permitiria orientar a Argentina.

«Já me questionei muitas vezes porque é que Guardiola não orienta a selecção de Espanha, Mourinho a de Portugal, Pellegrini a do Chile, Klopp a da Alemanha e Ancelotti a de Itália. Muitos treinadores, porventura os melhores, não podem orientar as seleções dos respectivos países.

«Não é positivo que assim seja. Temos de procurar soluções para nós, que queremos treinar os melhores clubes do mundo e também as nossas seleções. Pode ser que em breve seja possível».

 

A ideia não deixa de ter mérito, mas é evidente que a sua complexidade exige ponderação profunda, com os clubes a terem uma palavra muito importante no assunto. Só a FIFA poderá iniciar uma discussão neste sentido e não é de esperar uma solução a curto prazo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:05

 

Logo-blanc-sur-fond-bleu_eng_20131122111850.jpg

 

Os clubes ingleses são os que mais jogadores dos seus planteis cedem às selecções nacionais dos respectivos países de origem com a devida correspondência na utilização dos atletas convocados. Esta é a conclusão inequívoca do estudo do CIES – Observatório do Futebol numa análise que mede a quantidade de jogos realizados pelo número de futebolistas internacionais de cada equipa das cinco principais ligas europeias: as «big-5».
 
Os números referem-se ao ano de 2015, mas limitando a contagem às composições actuais dos planteis. Nesta análise, o campeonato inglês e as suas equipas têm um peso inigualável começando logo por serem inglesas as três equipas que mais presenças têm em jogos de selecções pela representação dos seus atletas.

A significativa excepção ao domínio inglês é feita pelo Real Madrid, pois o clube de Cristiano Ronaldo é o que mais jogadores cedeu às selecções neste ano: 19. O CIES destaca também que, do «top 10», apenas três clubes não estão qualificados para os oitavos de final da Liga dos Campeões: Manchester United, Tottenham e Inter.

O Manchester United é, porém, o líder desta tabela com 18 jogadores internacionais de dez nacionalidades – notando o Observatório que o guarda-redes Sergio Romero fez mais jogos pela Argentina (13) do que pelos «red devils» (4). 

O domínio dos clubes ingleses na frente da lista é tal que, além dos três lugares do pódio, ocupam mais dois lugares entre os dez primeiros – onde não está qualquer clube alemão. E, nos primeiros 30 da tabela (onde a regra é ter dois dígitos de presenças), a Inglaterra volta a ter metade dos emblemas presentes.

Um dado curioso é que o Real Madrid é o clube que cede mais internacionais em Espanha, mas os seus jogadores são menos utilizados do que o Barcelona. As equipas espanholas estão mais presentes na segunda metade da tabela e só At. Madrid e Sevilha conseguem também estar nos primeiros 49. No campeonato francês nota-se um fosso ainda maior entre o quinto classificado PSG e o próximo clube gaulês: o 43º Bordéus. 

A partir do estudo do CIES foi efectuada uma análise aos jogos da selecção portuguesa em 2015 e a todos os jogadores utilizados que representavam nesse momento um clube nacional. O resultado mostra bem o peso do Sporting quanto aos jogadores da Liga que foram representando a equipa nacional portuguesa:
 
 
1.º Sporting - 25 jogos - 7 jogadores
 
2.º Benfica - 13 jogos - 5 jogadores  /  FC Porto - 13 jogos - 5  jogadores

4.º SC Braga - 4 jogos - 3 jogadores
 
5.º Marítimo - 2 jogos - 1 jogador
 
5.º Vitória de Guimarães - 1 jogo - 1 jogador
 
6.º Rio Ave - 1 jogo - 1 jogador
 
 
 
Agência Lusa
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:22

Convocatórias Nacionais

Rui Gomes, em 03.10.15

 

fpf.jpg

 

Fernando Santos e Rui Jorge anunciaram, esta sexta-feira, as listas dos convocados para a próxima dupla jornada das respectivas Selecções Nacionais. A Selecção "A", que defrontará a Dinamarca e a Sérvia nos dias 8 e 11 de Outubro, e a Selecção Sub-21 que tem pela frente a Hungria e a Grécia - 9 e 13 de Outubro - a contar para a qualificação para o Euro 2017.

 

SELECÇÃO "A"

 

Guarda-redes: Rui Patrício, Anthony Lopes e Ventura

 

Defesas: Cédric Soares, Nélson Semedo, José Fonte, Ricardo Carvalho, Luís Neto, Bruno Alves, Fábio Coentrão e Eliseu

 

Médios: Danilo Pereira, Miguel Veloso, Tiago, João Moutinho, André André, João Mário e Bernardo Silva

 

Avançados: Cristiano Ronaldo, Nani, Ricardo Quaresma, Danny, Rafa Silva e Éder

 

*** Em relação à última convocatória, ficaram de fora Beto, Vieirinha, Raphael Guerreiro, Pepe, Adrien Silva e Varela.

 

 

SUB-21

 

Guarda-redes: André Moreira, Bruno Varela e Rui Silva

 

Defesas: Edgar Ié, Fábio Cardoso, João Cancelo, Rafa Soares, Nurio Fortuna, Rebocho, Rúben Vezo e Tobias Figueiredo

 

Médios: Bruno Fernandes, Francisco Ramos, Rony Lopes, Raphael Guzzo, Rúben Neves e Tomás Podstawski

 

Avançados: Bruma, Gonçalo Paciência, Gonçalo Guedes, Ricardo Horta, Iuri Medeiros e Gelson Martins

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:38

Temos outro estagiário ?

Rui Gomes, em 30.10.14

 

rabia1.jpg

 

Ramy Rabia assinou pelo Sporting em Julho de 2014, mas por questões burocráticas tardou a sua viagem para Portugal e só foi apresentado em Alvalade no dia 10 de Agosto. Estreou-se de "leão ao peito" a 27 de Agosto frente ao Aves, pela equipa B, tendo jogado os 90 minutos.

 

Foi então chamado pela selecção do Egipto e em um particular diante a Quénia, no dia 1 de Setembro, sofreu grave lesão que obrigou intervenção cirúrgica e o afastou dos relvados durante mais de um mês.

 

O seu próximo jogo oficial, novamente pela equipa B, foi contra o Oliveirense, no dia 27 de Outubro.

 

Foi agora convocado para a selecção sub-23 do Egipto para dois jogos de preparação frente a Omã e Uganda, que terão lugar a 13 e 18 de Novembro. Terá de se apresentar no dia 5.

 

Para garantir a qualificação para os Jogos Olímpicos de 2016 (Rio de Janeiro), o Egipto tem de se classificar nos três primeiros lugares na CAF'2015 sub-23, que terá lugar na República Democrática do Congo, em Dezembro de 2015, prova em que Rabia, em princípio, participará.

 

Por fim, temos a Taça das Nações Africanas que decorrerá entre Janeiro e Fevereiro 2015, e é expectável que o defesa central seja novamente convocado e que esteja ausente durante mais de um mês.

 

Eventualmente, estará ao serviço do Sporting por dois jogos consecutivos. Muito tem sido dito sobre o potencial deste jovem defesa e a sua possível integração na equipa principal. Com todos os compromissos pelas selecções do seu país, ainda bem que não estamos dependentes da sua contribuição. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:11

 

 

A equipa principal será a mais afectada, como é natural, mas a B também será privada de alguns elementos neste período destinado aos trabalhos das selecções nacionais.

 

Para os treinos de preparação para o jogo da Taça de Portugal frente ao FC Porto, Marco Silva não poderá contar com os seguintes jogadores:

 

Selecção Nacional

 

Rui Patrício - Cédric Soares - William Carvalho - Adrien Silva - João Mário e Nani

 

Selecção Sub-21 de Portugal

 

Paulo Oliveira - Carlos Mané e Ricardo Esgaio

 

Argélia

 

Islam Slimani

 

Bulgária

 

Simeon Slavchev

 

Cabo Verde

 

Heldon

 

Japão

 

Junya Tanaka

 

Peru

 

André Carrillo

 

Além destes, temos ainda jogadores da equipa B, como é o caso de Ryan Gauld que se deve estrear pela selecção principal da Escócia e Iuri Medeiros que também faz parte dos Sub-21 de Portugal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:48

As diferenças já se evidenciam...

Rui Gomes, em 08.09.14
 

 

Sempre disse que um factor importante no sucesso da época passada, foi tudo ter decorrido às mil maravilhas, sem contratempos invulgares, e com um calendário de jogos muito agradável, especialmente tendo em consideração o então treinador que apostou continuadamente nos mesmos 13/14 jogadores.

 

Esta época promete ser significativamente diferente, até pela participação na Liga dos Campeões, mas mesmo estando ainda no início, já começaram a surgir algumas contrariedades e outros factores que perturbam a rotina de trabalho de Marco Silva.

 

- Cédric Soares ainda vai ser avaliado esta semana da lesão contraída logo primeira jornada em Coimbra. A sua disponibilidade para o embate com o Belenenses continua em dúvida.

 

- Depois do "castigo" inicial, Slimani voltou ao trabalho mas já sofreu uma lesão ao serviço da Argélia, frente à Etiópia, em jogo de apuramento para a Taça das Nações Africanas. O seu estado clínico aparenta não ser grave e até é possível que venha a defrontar Mali na quarta-feira. Em princípio, só regressará a Lisboa na quinta-feira. A sua disponibilidade para a próxima jornada também não está garantida. Além do mais, seria melhor este Sporting não depender muito do argelino, porque a partir de Janeiro vai perder os seus serviços por mais de um mês, pelos jogos de selecção.

 

- Rui Patrício, Adrien Silva, William Carvalho e Nani já se apresentaram hoje a Marco Silva e estarão disponíveis para o próximo jogo.

 

- Ricardo Esgaio, João Mário, Carlos Mané e Paulo Oliveira estão ao serviço da selecção de sub-21, a disputar a fase de apuramento do Euro 2015. Já defrontaram a Noruega e, amanhã, têm um segundo encontro com o Azerbaijão. Regressarão aos trabalhos na Academia na quarta-feira.

 

- André Carrillo anda ao serviço da selecção do Peru. Já defrontou o Iraque e tem ainda pela frente o Qatar, na terça-feira. Viajará para Lisboa na quarta-feira.

 

- Também ausentes, Ryan Gauld e Slvachev, em representação da Escócia sub-21 e Bulgária, respectivamente. Os seus regressos estão agendados para quarta-feira.

 

- Tanaka anda bastante longe ao serviço do Japão. Ainda tem mais um compromisso e o seu regresso só deverá acontecer na quinta-feira.

 

- Heldon, muito embora conste que a SAD está a tentar um empréstimo para um dos campeonatos (Roménia) onde o período de inscrições ainda não fechou, também se encontra ausente em representação de Cabo Verde.

 

- E, por fim, caso alguém esteja preocupado, temos a "vedeta" Shikabala, que, em princípio, deverá regressar na quinta-feira, depois de uma ausência ao serviço da selecção do Egipto.  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:50

"Leões" nas selecções

Rui Gomes, em 02.09.14
 

 

Durante cerca de dez dias, Marco Silva vai-se ver privado de um bom número de jogadores do plantel principal (16) que vão estar ao serviço de diversas selecções:

 

PORTUGAL (AA)

 

Rui Patrício - William Carvalho - Adrien Silva e Nani

 

PORTUGAL (SUB-21)

 

Ricardo Esgaio - Paulo Oliveira - João Mário e Carlos Mané

 

ARGÉLIA

 

Islam Slimani

 

BULGÁRIA

 

Simeon Slavchev

 

CABO VERDE

 

Heldon

 

EGIPTO

 

Shikabala e Ramy Rabia (agora lesionado)

 

JAPÃO

 

Junya Tanaka

 

PERU

 

André Carrillo

 

E ainda ao serviço da ESCÓCIA (SUB-21), Ryan Gauld.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:46

 


A revista "Time" publicou recentemente o valor de cada Selecção que disputa o Mundial 2014 - assente na análise do mercado pelo "Transfermarket" do Reino Unido. Sem ser surpresa alguma, a Espanha lidera a lista com um valor de USD 916 milhões, seguida pela Alemanha USD 828 milhões e o Brazil em terceiro lugar com USD 689 milhões. A Selecção Nacional situa-se em 9.º lugar com um valor de USD 438 milhões. A ocupar os últimos dois lugares na tabela, encontram-se a Austrália com USD 31.5 milhões e as Honduras com USD 31.1 milhões. Curiosamente, a Argentina, mesmo com Lionel Messi na equipa - USD 177 milhões - ocupa o 5.º lugar com um valor de USD 577 milhões.
 
O valor colectivo é assente na estimativa do valor de mercado dos 23 atletas que constituem cada uma das 32 selecções. Os valores atribuídos aos jogadores portugueses são os seguintes:
 
Cristiano Ronaldo - USD 147 milhões
João Moutinho - USD 44,200
Rui Patrício - USD 29,500
Pepe - USD 26,500
Nani - USD 23,600
Fábio Coentrão - USD 20,600
Raul Meireles - USD 14,700
Miguel Veloso - USD 13,300
William Carvalho - USD 11,800
Éder - USD 11,800
Hugo Almeida - USD 11,400
Silvestre Varela - USD 11,000
Vieirinha - USD 8,840
João Pereira - USD 8,840
Bruno Alves - USD 7,370
Neto - USD 7,370
Rúben Amorim - USD 6,630
André Almeida - USD 6,630
Beto - USD 5,890
Rafa - USD 5,890
Eduardo - USD 5,160
Hélder Postiga - USD 5,160
Ricardo Costa - USD 4,420 
 
A título de curiosidade, registe-se o valor que é atribuido a João Moutinho (cerca de 33 milhões de euros) e, por razões diferentes, a Rui Patrício (cerca de 22 milhões de euros). Em termos comparativos e considerando a base apenas estimativa, William Carvalho está bem colocado. 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:24

Poster da Selecção Nacional

Rui Gomes, em 27.05.14
 

 

Obra do ilustrador brasileiro Cristiano Siqueira que em colaboração com a ESPN desenhou posters alusivos às 32 selecções que participarão no Mundial 2014. A figura portuguesa, como é evidente, é Cristiano Ronaldo com a Bola de Ouro na mão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:01

"Leões" em viagens de selecções

Rui Gomes, em 06.03.14

 

 

 

- Em Leiria (de autocarro), William Carvalho foi titular pela Selecção Nacional na vitória sobre os Camarões, por 5-1. Jogou 76 minutos e esteve em bom plano, dando fortes indicações que merece integrar a convocatória de Paulo Bento para o Mundial do Brasil.

 

- Em Blida, Islam Slimani foi titular e jogou 70 minutos na vitória da Argélia sobre a Eslovénia, por 2-0.

 

- Em Bucareste, Marcos Rojo foi titular no empate a zero entre a Roménia e a Argentina.

 

- Em Barcelos, Carlos Mané estreou-se pela Selecção de sub-21, como titular, na vitória de Portugal sobre a Macedónia, por 2-0, mas infelizmente teve de ser substituído aos 34 minutos, por lesão na perna esquerda. Está em dúvida para o jogo com o V. Setúbal.

 

- Também em Barcelos, Ricardo Esgaio e João Mário foram titulares e jogaram os 90 minutos. O primeiro marcou um golo através de grande penalidade por falta sofrida pelo seu colega da Academia Sporting, actualmente ao serviço do V. Setúbal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:29

Os convocados do Sporting (15)

Rui Gomes, em 24.05.13

 

 

 

Os jogadores do Sporting convocados pelos seus países para os jogos de selecções agendados para Junho:

 

- Selecção Nacional: Rui Patrício - Miguel Lopes - André Martins - Cédric Soares e Adrien Silva.

 

Selecção de sub-20 para o Torneio Internacional de Toulon: Michael - Tiago Ilori - João Mário - Betinho e Ricardo Esgaio.

 

Selecção da Holanda - jogos com a Indonésia e China: Ricky van Wolfswinkel.

 

Selecção do Chile - Mundial de sub-20 na Turquia: Diego Rubio.

 

Selecção da Argentina - jogos de qualificação para o Mundial 2014 com a Colômbia e Equador: Marcos Rojo.

 

Selecção do Perú - jogos de qualificação para o Mundial 2014 com a Colômbia e Equador: André Carrillo.

 

Selecção da Inglaterra - Mundial de sub-20 na Turquia: Eric Dier.

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:24

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo