Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Para terminar o dia com um sorriso

Rui Gomes, em 19.09.16

 

 "Shika-Bala" faz aquilo que nunca fez no Sporting

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:52

Insólito do Dia

Rui Gomes, em 14.02.16

 

181a4b27095651_557cd97a44aa2.jpg

 

Uma história adequada para o dia que visa comemorar uniões amorosas...

 

O Football Leaks voltou a fazer revelações e, mais uma vez, sobre o Sporting. O site divulgou o contrato celebrado entre o Sporting e o Zamalek, no passado mês de Agosto.

 

Entre várias condições, o Sporting quis colocar uma cláusula anti-rivais. Ou seja, caso o Zamalek decida transferir o jogador para um clube português, o Sporting tem o direito de resgatar o jogador. Se tal não acontecer, o Sporting terá de receber cerca de 30 milhões de euros. Esta cláusula é válida até 10 de setembro de 2022.

 

Podemos considerar que é um caso de amor eterno !!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:37

O Shikabala 2

Ricardo Leão, em 12.01.16

 

19173393_9UyVh.jpg

  

Dá pelo nome de Teo - Teo Gutiérrez, diferindo apenas do "mago" do Egipto, o Shikabala (outro flop - a propósito, já foi pago ?) pelo facto de preferir a praia às festas de casamento. Em comum têm, todavia, uma característica: a de gozarem com quem lhes paga o ordenado. Não só esteve mal a SAD e o seu responsável máximo, como é evidente, ao permitir a esta "prima dona" que ficasse a banhos na sua terra natal, como o futebol que dali sai é pouco, poucochinho, para tão grande ordenado. Já para não falar do disparate completo que foi ter desbaratado 3, 5 milhões de euros - dinheiro nosso, uma vez mais -  por quem já está mais próximo da idade de reforma e dos respectivos banhos do que de uma postura de profissional de futebol.

 

Bem tem estado o nosso Rui Gomes nas sucessivas chamadas de atenção sobre este cavalheiro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:34

Há coisas de difícil compreensão

Rui Gomes, em 17.09.15

 

12020048_10153033515451555_1252101349145021648_n.p

 

O Sporting finalmente conseguiu ver-se livre do personagem que aterrou em Alvalade em Janeiro de 2014, mascarado como jogador de futebol. Ironicamente, eu até fui um dos adeptos que fiquei mais entusiasmado com a contratação, por ver nele o futuro criativo para o meio-campo leonino. Ao fim e ao cabo, veio-se a descobrir que a sua criatividade reside em um outro campo que não o de futebol.

 

Segundo o comunicado da Sporting SAD,esta quarta-feira, o egípcio foi transferido a título definitivo para o Zamalek a troco de 650 mil  dólares (cerca de 575 mil euros), ficando o Sporting ainda com 15% numa futura mais-valia.

 

A cláusula sobre uma futura mais-valia até faz rir, mas tudo bem, o importante foi despachar o "desaparecido" e ainda recuperar o investimento feito nele.

 

A parte que ofende as minhas sensibilidades recai sobre o post na página oficial de Facebook do Sporting, em que o caro, a exemplo de vários genuínos atletas que deixaram o Clube, mereceu um placar "gigante" a desejar-lhe "boa sorte". Como se isto não fosse suficiente, no acima referido comunicado ainda consta:

 

"A Sporting SAD deseja a Shikabala as maiores

felicidades pessoais e profissionais"

 

Já temos as fotos "copy paste" do presidente e, agora, também se verificam comunicados no mesmo molde, em que é apenas necessário alterar o nome e a especificidade de valores.

 

Haja um pouco mais de imaginação, e sobretudo bom senso, por parte de quem é responsável por estas comunicações. Além do mais, considero um abuso dos valores de boa educação a publicação deste post com quem agiu tão desdenhosamente para com o Sporting Clube de Portugal.

 

Pois é... entretanto, processamos antigos presidentes em tribunal e sócios/adeptos que ousaram criticar o presidente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:11

Mistério está resolvido !

Rui Gomes, em 20.08.15

 

minhaFoto.jpg

 

«Eu não falhei no Sporting. O único problema foi o treinador tratar-me de maneira pouco profissional. Aprendi com os meus erros e ainda posso relançar a minha carreira.»

 

Mais explicações para quê ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:39

Intervenção "diplomática"

Rui Gomes, em 06.05.15

 

0d7c478.jpg

Achei (alguma) piada à notícia de hoje, proveniente do Egipto, que dá conta das movimentações do presidente do Zamalek em relação a Shikabala (sim, pelos vistos ele ainda é vivo).

 

Segundo alguns media egípcios, Murtaza Ahmed Mansour terá pedido a intervenção do embaixador de Portugal no Cairo, António Tânger Corrêa - por mera coincidência, pessoa que eu conheço relativamente bem - no sentido de resolver o impasse em torno da situação do "desaparecido" jogador e facilitar o seu regresso ao clube no final da época.

 

Foi este mesmo diplomata que autorizou a emissão do visto original que permitiu o jogador viajar para Portugal e ingressar no Sporting.

 

Novela "Shikabala" - episódio n.º ...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:54

O "desaparecido" aparece novamente

Rui Gomes, em 06.03.15

 

11025805_10152675752201232_6873091484897017249_n.j

 

O incomparável Shikabala surgiu nas redes sociais com a imagem do bolo do seu 29.º aniversário e uma foto sua com a camisola do Zamalek.

 

Esperar pelo próximo episódio desta novela.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:35

Aniversário de Shikabala

Rui Gomes, em 31.01.15

 

52ec40e1e4b0c3e2da74553a.gif

 

Faz hoje 365 dias que o Sporting contratou o agora notório "desaparecido" jogador egípcio, através de um processo que se arrastou, se a memória não me falha, até sete minutos do fecho do prazo das inscrições. 

 

Shikabala está fora de Portugal desde Setembro e segundo o que o presidente do Sporting afirmou na recém-Assembleia Geral, o jogador "está de férias prolongadas."

 

Instado novamente a comentar o caso, Manuel José reiterou, por outras palavras, o que já afirmou em diversas outras ocasiões:

 

«Shikabala, do pescoço para baixo, é excelente, mas não tinha condições para ser jogador do Sporting. Não tem noção nenhuma de responsabilidade e companheirismo.»

 

b3b955c406835d555575d7b13bd4e7a5.png

Veremos por quanto tempo esta "novela" ainda se vai arrastar. Surgiram recentemente rumores que um clube da segunda divisão da Grécia está interessado nele, cenário muito improvável mas que seria decerto do agrado do Sporting, caso permitisse a recuperação do investimento feito nele, entre o pagamento do passe e os salários que recebeu enquanto permaneceu no Clube.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:06

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:38

Será possível ?

Rui Gomes, em 30.10.14

 

ngAF8E14F1-BC9B-446D-9531-3FBF6B059FC2.jpg

 

Só quem esteve em Alvalade no domingo passado poderá confirmar...

 

Esta foto foi publicada pelo Record, na segunda-feira, com alusão aos posters dos jogadores que foram expostos em Alvalade antes do jogo com o Marítimo.

 

Será possível que o poster do "desaparecido" egípcio também foi exposto, apesar das circunstâncias ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:51

Shikabala vai decidir !??

Rui Gomes, em 07.10.14

 

 

«O Shikabala vai decidir o seu destino: se quer juntar-se ao plantel do Sporting ou se prefere deixar o clube e rescindir contrato. A decisão será feita nos próximos dias.»

 

Declaração recente do seu empresário, Samir Abdel Tawab (pelo menos, partimos do princípio que é seu empresário, já que o leque de representantes deste jogador é algo complexo).

 

Portanto.... o jogador é que vai decidir !??... Isto, depois de não se apresentar à entidade patronal há quase um mês.

 

Independente do querer do jogador, seria um autêntico escândalo o Sporting aceitá-lo de volta. A rescisão é o único curso a seguir, com o Sporting a ser devidamente indemnizado.

 

Estou ansioso por ver como a SAD lida com este egípcio cujas acções apenas servem para confirmar a fama de indisciplinado e mau profissional a que era associado muito antes de chegar ao Sporting, mas que, pelos vistos, não terá impressionado Bruno de Carvalho e Augusto Inácio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:19

"O desaparecido"...

Rui Gomes, em 24.09.14

 

 

... não é o título de uma telenovela, mas sim o termo que melhor descreve a situação de um egípcio que responde pelo nome de SHIKABALA e passa por jogador de futebol, alegadamente representando o Sporting Clube de Portugal, mas cujo paradeiro neste momento é desconhecido.

 

Já tive ocasião de comentar aqui no blogue, sem conhecimento de causa, que não era certo se o jogador se encontrava em Portugal, e, na realidade, tudo indica que o próprio Clube desconhece a sua localização, após ter partido para o Egipto há cerca de 20 dias, para um duplo compromisso da selecção daquele país. Em princípio, devia ter regressado a 11 de Setembro, um dia depois do jogo com a Tunisia, no Cairo.

 

Recorde-se que há umas semanas surgiu publicamente um Paulo Faria, suposto representante do jogador, declarando que este andava a "brincar" com o Sporting. O Clube, no entanto, emitiu um comunicado desvalorizando as declarações. Antes do fecho do mercado de Verão, também constou ter recusado ser cedido a um clube da Grécia. Além do mais, nunca se chegou a saber o resultado de uma suposta investigação pela SAD, na sequência do incidente no aeroporto de Alexandria - que o impediu de viajar com a equipa - quando o Sporting se deslocou àquele país para um jogo de carácter particular.

 

É por de mais evidente que um processo disciplinar - em princípio severo - o espera quando e se regressar a Alvalade. Ainda mais importante, será a decisão que a estrutura do futebol leonino terá de tomar sobre um activo que não conta para coisa alguma, salvo criar problemas.

 

Mero "flop", não é o termo adequado para classificar esta contratação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:57

 

  

Este texto - que já estava preparado à espera de publicação - visa dar continuidade ao debate iniciado pelo nosso leitor RRAleixo no prévio post.

 

Paulo Faria - representante de Shikabala em Portugal - concedeu uma entrevista exclusiva a Bola Branca - da Rádio Renascença - onde "arrasa" completamente o jogador egípcio, tanto pela sua conduta em Alexandria, na ocasião do regresso do Sporting a Portugal depois de disputar um particular de pré-época, de forma deliberada para poder ficar impedido de viajar e passar uns dias de férias no seu país natal. Inclusive, afirma o representante, não atendeu o telefone ao Sporting durante esse período.

 

As declarações de Paulo Faria sobre este insólito episódio, podem ser lidas aqui.

 

A segunda parte da entrevista aborda outro recém-episódio - creio que desconhecido pelos adeptos - em que revela que o Sporting chegou a acordo com um clube grego (Xanthi) para o empréstimo de Shikabala por uma época, e que a uma hora do fecho do mercado Shikabala desligou o telefone e o agente dele no Egipto informou que o jogador não tem interesse em ir para lado algum e que ele queria ficar no Sporting.

 

As declarações de Paulo Faria sobre esta "novela" podem ser lidas aqui.

 

Perante declarações públicas tão bombásticas pelo representante do jogador - que só nos podem levar a acreditar na fiabilidade das suas palavras (e até creio que a entrevista tenha sido concedida com o conhecimento prévio do Sporting) - tenho um muito simples e breve comentário: a mão forte que Bruno de Carvalho e a SAD já exibiram em alguns casos, deveria ser agora aplicada em dupla dose. O comportamento por parte desta "vedeta" é completamente inadmissível, e deve ser punido de acordo com a severidade do mesmo. Acho que o Sporting devia desistir imediatamente de tentar a cedência temporária do jogador, seja para o Egipto ou para qualquer outro clube da Arábia, exigir o seu regresso a Portugal logo após o termo do seu serviço às ordens da selecção egípcia, multá-lo significativamente e colocá-lo a treinar à parte de qualquer equipa por um período indeterminado.

 

Isto... para já. Outras medidas a ponderar.

 

Adenda: Há sempre surpresas !... O Sporting acaba de emitir um comunicado, através do qual vem refutar as declarações do "suposto representante" de Shikabala em Portugal, e afirmando que "o atleta do Sporting tem cumprido até ao momento com as suas obrigações com o Clube de forma profissional." Adianta, ainda, que "espera que as declarações em causa não se tratem de uma manobra de destabilização do atleta que incitem o mesmo a tomar alguma atitude que desvirtue o seu comportamento".

 

Bem... apenas duas ou três questões me intrigam, face ao comunicado:

 

1.º Será que o Sporting não tem conhecimento se Paulo Faria é ou não é representante do jogador em Portugal ?

 

2.º O comunicado refere que o "episódio que deteve o atleta na recente deslocação ao Egipto" encontra-se ainda "em processo de averiguações". Será um caso assim tão complicado, que passado um mês ainda não foi devidamente averiguado, especialmente tendo em conta a declaração que o jogador tem cumprido "com as suas obrigações de forma profissional" ?

 

3.º Considerando que o jogador contabiliza apenas 13 minutos oficiais de jogo com a equipa principal desde que chegou a Alvalade em Janeiro de 2014, não está integrado nem na equipa B nem na principal neste momento e não está inscrito para participação nas provas europeias, onde reside a tentativa de "desestabilização" alegada no comunicado ?

 

Parece-me que são questões legítimas.

 

Adenda: E continuamos com a cadeia de comunicados e declarações. Desta vez foi o "verdadeiro" empresário de Shikabala - Samir Abdel Tawab - que prestou "esclarecimentos" à Antena 1: "Paulo Faria não é, nem nunca foi, representante oficial de Shikabala. Foi parceiro nas negociações aquando da transferência para Lisboa, mas não possui nenhum documento que o torne agente oficial do jogador."

 

"Shikabala tem a ambição de regressar ao Sporting e ser uma estrela no clube. Tem esse sonho. Até ao final do dia pode chegar uma solução, um empréstimo até ao final da época. Mas o jogador está empenhado em fazer tudo para regressar o mais depressa possível ao Sporting. Estamos a tentar encontrar uma solução mas o tempo é curto."

 

Bem.. novos termos para análise profunda. Paulo Faria foi apenas um "parceiro" nas negociações. Mais um daqueles misteriosos intermediários a cobrar comissões em transferências, pelos vistos. Estão a tentar encontrar uma solução... mas já depois de ter recusado ser emprestado ao Xanthi, da Grécia. É evidente que é mais conveniente poder permanecer no Egipto e será essa a solução que é perseguida até ao final do dia.

 

"Mas o jogador está empenhado em fazer tudo para regressar o mais depressa possível ao Sporting"... será que há novas "dificuldades" em sair do Egipto, ou o empresário refere a um regresso no futuro depois de uma eventual cedência ?

 

Isto já é um caso com excesso de "poeira" sobre um jogador que ainda nada mostrou ou contribuiu.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:45

 

Bruno de Carvalho falou á comunicação social pela apresentação do plantel de futsal do Sporting, e pronunciou-se sobre o movimento do mercado em relação a jogadores do Sporting. Transcrevemos aqui as suas exactas palavras para que mais tarde não hajam equívocos ou lapsos de memória, à conveniência:

 

«Há propostas para o Marcos Rojo e o Slimani, mas os valores estão abaixo daquilo que o Sporting legitimamente pretende. Para o William Carvalho é que não há propostas. Vamos ver o que acontece até ao final do mercado, em termos de entradas e saídas, mas o plantel não está fechado.

 

Sobre Shikabala, não é uma questão importante. Fomos lá jogar, passou-se aquela situação, mas vai ser resolvida. Se regressa amanhã ? Ainda não sabemos, mas vamos tentar.»

 

Portanto, existem negociações sobre Rojo e Slimani, mas nada em relação ao William. Acaba-se por não saber, concretamente, se existe algo com outros jogadores do plantel, dado que o presidente não fez essa referência, em qualquer sentido.

 

Sobre Shikabala, é por de mais óbvio que a situação é mais complexa do que se previa, muito embora o presidente a desvalorize. A realidade é que ainda não está resolvida e o próprio Sporting desconhece, neste momento, quando o jogador vai regressar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:24

 

 
Eu, que fui dos adeptos mais entusiasmados com a chegada de Shikabala em Janeiro - não por ser o ídolo do futebol do Egipto, mas sim por ver nele o número 10 que a equipa tão necessitava - estou a ficar cada vez mais céptico em relação a esta contratação, tanto quanto ao homem como ao jogador, e o insólito episódio no aeroporto de Alexandria - à partida para Lisboa - agravou ainda mais o meu pensamento.
 
Começamos pela sua própria explicação de que a principal razão que o impediu de conquistar um lugar na equipa na época passada, foi a condição física: "a exigência física que encontrei no Sporting era muito maior da que estava habituado no Zamalek". No entanto, mostra-se confiante sobre a próxima época: "estou a trabalhar duríssimo ! Quero recuperar a forma e sei que estou mais perto de o conseguir porque agora comecei no mesmo patamar dos meus colegas".
 
Também sobre o seu comportamento na Taça de Honra teve isto para dizer: "Fiquei triste por ter ficado no banco e, sobretudo, por ter jogado tão poucos minutos nesse torneio. No entanto, tenho a perfeita noção de que não posso reservar lugar no onze só porque me apetece... Este processo de adaptação é gradual e sei que tenho de trabalhar muito até o concluir com sucesso."
 
Não obstante a explicação, que até é perfeitamente compreensível no que diz respeito ao processo gradual de adaptação, continuo a sentir muitas dificuldades em compreender as razões que levaram à sua utilização em 2013/14 durante somente 7 minutos, e na última jornada. A razão e a lógica aparentam indicar que um atleta profissional a este nível, que não se encontra a recuperar de uma lesão, não necessita de cerca de quatro meses para recuperar a condição física e integrar-se, pelo menos moderadamente, na equipa.
 
Passando à frente, venho agora a confirmar que ele não é ou não se sente bem a jogar a 10. Eis a sua explicação, quando questionado pelo jornalista sobre onde se sente "como  peixe na água": "Posso jogar nos dois flancos e nas costas do avançado, mas prefiro as alas. Sei que é a partir dali que mais facilmente consigo penetrar na defesa rival. Sobretudo, tendo em conta que, jogando a 10, terei muito mais adversários pelo caminho."
 
Curiosamente - e isto é apenas a minha opinião - pelo que foi possível observar até este ponto da pré-época - não lhe reconheço as características de um extremo nato, nomeadamente porque não percorre a ala com profundidade, não tenta ganhar a linha de cabeceira, tendo sempre a tendência de cortar em diagonal para a zona central, típico do que anteriormente fazia um "interior". Além disto, também já evidenciou que não tem pé direito algum, por conseguinte, sempre que alinhar na ala direita, terá forçosamente de ir para o interior para fazer um cruzamento ou penetrar a área, neste contexto, aliás, semelhante a Diego Capel. 
 
Sobre o que ocorreu no aeroporto e as razões que levaram a ficar retido pelas autoridades, não vou tecer quaisquer comentários, por não ter o mínimo conhecimento de causa, e não obstante os rumores e outras informações que já andam a circular na praça, alegando ter sido um acto deliberado da sua parte. Consequentemente, limito-me a transcrever a breve reportagem pelo jornalista que testemunhou o incidente "in loco":
 
«Uma desagradável surpresa esperava Shikabaka no aeroporto de Alexandria, ontem (anteontem) de madrugada, no regresso do Sporting do Egipto. O extremo de 28 anos foi impedido de seguir viagem com a equipa rumo a Lisboa (via Istambul) por falta de um documento obrigatório sempre que se sai do seu país e que atesta o facto de ter o serviço militar regularizado. Trata-se de uma autorização das forças armadas do Egipto, que pode ser requerida em poucos minutos mas que o jogador e o staff do Sporting se terão esquecido de pedir.
Como Record pôde testemunhar no local, Shikabala entrou na zona de embarque do aeroporto sem qualquer incidente e só mais tarde a questão foi levantada pelas autoridades. O Sporting ainda tentou resolver o problema no momento mas tal não foi possível e o ex-Zamalek ficou em terra, com o apoio de um dirigente do Al-Ittihad, Sharif Ibrahim. O mesmo terá acompanhado Shikabala até ao Cairo, onde entretanto foi pedido o comprovativo em falta. Sem demoras, o egípcio deve regressar a Lisboa já hoje.»
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:07

Capa mirabolante

Rui Gomes, em 06.08.14
 

 

A bem dizer, enquanto que o contexto da capa é completamente inesperado, estranho até, já o aproveitamento pelo diário desportivo não deve surpreender ninguém. É de admitir, no entanto, que a associação de Shikabala ao Sporting tem contornos digamos... extravagantes. As negociações iniciais com os egípcios e a inscrição mesmo em cima da hora, obra melodramática digna do "mestre de suspense" Alfred Hitchcock, seguido por uma espécie de estágio de quase seis meses, e agora isto. Será que o jogador desconhecia que não tinha a sua documentação em ordem ?

 

A segunda referência na capa - Slimani - não deve ter fundamento concreto, mas não deixa de ser expectável pelas informações que têm circulado nos últimos dias. Concretizando-se a venda do avançado argelino, é perfeitamente lógico que o Sporting tente contratar um outro jogador para a posição, mas não acredito que o candidato mais desejável seja Hélder Postiga, mediante o que foi ontem noticiado.

 

O "Record" refere Shikabala na capa, mas em termos menos sensacionalistas, enquanto que o "O Jogo" revela que o Sporting recusou uma proposta de 12 milhões de euros por Marcos Rojo, do Southampton, adiantando, no entanto, que os representantes do emblema inglês continuam em Lisboa para negociar.

 

De quem mais se gostaria de saber novidades, nada consta neste momento: do lateral esquerdo argentino Jonathan Silva e do extremo sérvio do Groningen, Filip Kostic.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:24

Quo Vadis Shikabala ?

Rui Gomes, em 27.07.14

 

A pergunta não é retórica !... Pelas informações disponíveis sobre o jogador egípcio, eu fui um dos adeptos mais entusiasmados pela sua contratação no último dia do mercado de Inverno. Fundamentalmente, porque via nele uma possível solução para o jogo do Sporting pelo corredor central. Tem estado praticamente a "estagiar" desde que chegou a Alvalade - teve apenas rodagem na equipa B na época passada - e se este inicio de pré-época serve de alguma indicação, não será em um futuro muito próximo que Shikabala irá integrar, com alguma regularidade, o onze do Sporting.

  

Com tudo isto, de forma simples e breve, gostaria de compreender o que se pretende de um jogador de 28 anos e com contrato até 2018. Não obstante a utilização que lhe tem sido dada pelos treinadores, inclusive Marco Silva, Shikabala não é e nunca será um extremo. Poderá até contribuir de algum modo nessa posição, não nego a possibilidade, mas não será aí que se verificará o seu melhor rendimento.

 

Quo vadis Shikabala ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:12

Estreia de Shikabala ?

Rui Gomes, em 14.04.14

 

É no mínimo curiosa a forma como Shikabala surgiu a revelar através da rede social Facebook, que se vai estrear pela equipa principal no dia 4 de Maio frente ao Nacional, na Choupana, na que será a penúltima jornada da I Liga. Deixa a ideia que terá sido informado para o efeito por Leonardo Jardim ou, então, corresponde meramente ao seu desejo.

  

Após a sua chegada em Janeiro tem vindo a treinar com a equipa B e a realizar alguns jogos, ainda que não com regularidade, porque até sofreu uma lesão logo no seu primeiro jogo. A sua mais recente actuação foi neste domingo, frente ao Farense, em que foi titular e até fez a assistência no golo de Ricardo Esgaio. Foi substituído aos 66 minutos.

 

É por de mais evidente que a verdadeira apreciação sobre o jogador egípcio só será possível para a próxima época.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:25

 

Um nosso leitor sugeriu que "seria importante transcrever as palavras do empresário de Shikabala quanto à sua integração na equipa", isto, na sua opinião, "numa lógica de desfazer aqueles rumores que ditavam que Augusto Inácio e Leonardo Jardim teriam uma cisão quanto ao assunto".
 
Não era minha intenção abordar esta temática, mas acabei por aceitar a sugestão, muito embora as minhas conclusões sobre as afirmações do empresário não sejam, porventura, as que o leitor esperava e desejava.
 
O referido empresário chama-se Paulo Faria e segundo o que é possível apurar está ligado à "USEG" (Unik Sports Entertainment Group) da Madeira, onde constam diversos jogadores, entre eles Shikabala e Diego Rubio. Curiosamente - admitindo que haverá uma qualquer explicação - o nome de Paulo Faria não surge - pelo menos não o vi - na lista oficial dos agentes FIFA. O empresário que esteve envolvido na fase original da transferência do jogador para o Sporting chama-se Abdel-Rahman Madgy.
 
De qualquer modo, Paulo Faria, em representação de Shikabala, declarou esta quarta-feira o seguinte:
 
«É preciso ganhar rotinas, hábitos... Um jogador de 28 anos, que não está habituado a defender, precisa de mais tempo, há diferenças muito grandes. No Egipto era a estrela da companhia e estava habituado a isso, só que agora é apenas mais um. O normal, para um jogador que vem de um campeonato africano, é precisar de dois ou três meses para ganhar ritmo; a adaptação é mais complicada. Num clube como o Sporting, que luta por outro tipo de objectivos, ainda mais difícil se torna. O Sporting está a proteger o jogador e a prepará-lo para a próxima época. Se ainda puder participar em alguns jogos desta temporada, melhor, mas o verdadeiro Shika só vai aparecer em 2014/15.»
 
Pela complexidade do assunto, vamos por partes:
 
Tenho uma vaga ideia de rumores que circularam algures na praça sobre  intervenção de Augusto Inácio neste negócio, embora não possa afirmar o mesmo em relação a Leonardo Jardim. Inclusive, segundo o leitor, um colega meu de blogue - que eu presumo ter sido o City Lion - terá insinuado algo nesse sentido. Não refuto essa possibilidade, mas não me dei ao trabalho de averiguar. Exclusivamente neste contexto, não é segredo algum que Augusto Inácio "goza" de uma certa reputação, assente em diversos episódios. Um dos mais recentes, pela sua estada no Vaslui, e subsequente despedimento, que levou o director-geral do clube romeno a declarar, entre outras coisas, que "Augusto Inácio desviou-se da actividade de treinador, mas revelou-se um agente de jogadores excepcional. Ficou aborrecido por nos termos oposto à transferência de alguns jogadores da 2.ª Liga de Portugal, que custariam ao clube centenas de milhares de euros, ou de atletas livres, dos quais os seus agentes pediam comissões exorbitantes. Transferimos jogadores que ele pediu, mas não pelo valor proposto, dos quais os emails de negociação servem de prova. Daquilo que tomámos conhecimento pelas pessoas envolvidas, ele definia os preços e, também, estabeleceu os cortes nos ganhos."
 
Não tenho conhecimento de causa sobre o que ocorreu na Roménia, salvo pelas informações divulgadas pela comunicação social, a exemplo do jornal "A Bola", em Julho de 2012. Isto, em resposta ao comentário do leitor. Para mim, o mais importante, é o raciocínio por detrás da contratação de Shikabala e o seu percurso no Sporting desde o dia 1 de Fevereiro até agora. Em síntese:
 
1. Partimos do princípio, lógico e natural, que um reforço através do mercado de Inverno - especialmente um de 28 anos de idade - é precisamente isso, com o objectivo único de complementar o plantel existente e integrar a equipa o mais breve possível, a exemplo do que aconteceu com Heldon, não obstante este já estar a competir no futebol português e já ser conhecido pelos técnicos do Sporting;
 
2. Se Shikabala, pelas suas circunstâncias, não foi contratado nesse sentido pela Sporting SAD, mas sim para tirar proveito de uma oportunidade que surgiu, creio que os responsáveis deveriam ter anunciado essa disposição para evitar alimentar expectativas por parte dos adeptos - eu fui uma das "vítimas" mais entusiasmadas pela contratação - e, sobretudo, pela comunicação social. Pela evidência à vista, foi precisamente o que aconteceu, diária e repetidamente;
 
3. O facto dessa disposição não ter sido anunciada, leva-me a crer que a inaptidão do jogador para integrar a equipa principal a curto prazo, só foi detectada posteriormente, na sequência do treinamento às mãos de Leonardo Jardim;
 
4. Era expectável que fosse necessário duas ou três semanas de treinamento e integração gradual no futebol leonino, mas acho absolutamente ridículo que o empresário afirme que por vir de um campeonato africano e por não saber defender, precisa de pelo menos dois ou três meses para ganhar ritmo, esquecendo, porventura à conveniência do momento, que é registo público que o jogador já esteve duas épocas - 2005 a 2007 - ao serviço do PAOK, na Grécia.
 
5. Reconhece-se, no entanto, que a lesão que sofreu na sua estreia pela equipa B, no dia 16 de Fevereiro contra o Tondela, terá atrasado o seu desenvolvimento. Entretanto, recuperado, participou em quatro jogos na II Liga, 3 como titular e 1 como suplente utilizado, acumulando 209 minutos de jogo (2,3 jogos).
 
É o meu mais sincero desejo que Shikabala venha a provar ser um excelente futebolista, especialmente como médio criativo, uma enorme lacuna na actual equipa, mas o todo do processo leva-me a afirmar que está a cumprir a "pré-época" mais longa na história do futebol. O empresário aparenta confirmar esta disposição, pela sua declaração que "o verdadeiro Shika só vai aparecer em 2014/15.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:48

Tanto por tão pouco !

Rui Gomes, em 19.02.14
 

 

Como já aqui comentámos, após a lesão de Shikabala no domingo, pela sua estreia de "leão ao peito" com a equipa B, surgiu uma nota na sua página no Facebook a atribuir a infelicidade à "maldição da camisola com o número 7". É agora noticiado que a escrita não é da autoria do jogador, mas sim de uns amigos que fazem a gestão da página. Segundo consta, o novo reforço do Sporting não ficou satisfeito com a ocorrência e já fez saber que além de não ser supersticioso, é sua intenção continuar a jogar com o número 7. A recuperar do traumatismo que sofreu no pé esquerdo, disse ainda o atleta que está totalmente concentrado no trabalho em antecipação da sua estreia pela equipa principal. Tanto por tão pouco !

 

P.S. À parte do acima referido, também constam alguns "zum zuns" que o jogador egípcio tem andado a treinar a extremo. Salvo erro, alías, foi nessa posição que ele alinhou no jogo de domingo passado contra o Tondela. Espero que não seja verdade. Mais um extremo para quê ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:31

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo