Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

image.jpg

 

O Sporting venceu este sábado a equipa do Fundão, por 2-1, em jogo realizado no Pavilhão Multiusos, em Sines, e atingiu pela terceira vez consecutiva a final da Taça da Liga, que se decide domingo.

 

Depois de Oliveira de Azeméis (2015/16) e Gondomar (2016/17), os leões cumprem o pleno em finais da Taça da Liga - três presenças em três edições. Curiosamente, a equipa treinada por Nuno Dias, que defrontará no domingo o vencedor do jogo entre Braga e Benfica, venceu nas duas finais a equipa do Fundão, por 4-0 e 2-0.

 

O primeiro golo leonino surgiu aos oito minutos, por Rodolfo Fortino, que aproveitou uma assistência de Merlim para abrir o marcador. O segundo tento dos leões foi executado pelo próprio Merlim, aos 26 minutos.

 

A perder por 2-0, o conjunto beirão aumentou a pressão defensiva a quase todo o campo, mas o Sporting conseguiu manter o controlo da posse de bola e do ritmo de jogo. O esforço e ousadia do Fundão deu frutos aos 36', quando Mário Freitas reduziu para 2-1, na conversão de uma grande penalidade, a sancionar falta de Fortino sobre Erick dentro da área.

 

Nos últimos dois minutos, o Fundão abdicou, ainda que por breves segundos, de jogar sem guarda-redes, com Mário Freitas a assumir essa posição, mas os leões conseguiram segurar a vantagem e chegar a mais uma final da Taça da Liga.

 

Fundão: Iker Lopez, Pirulito, Erick, Mário Freitas e Gui.

 

Jogaram ainda: Márcio, Eskerda, Ricardinho, Pauleta e Kiko.

 

Treinador: João Nuno Ribeiro.

 

Sporting: André Sousa, João Matos, Pedro Cary, Merlim e Dieguinho.

 

Jogaram ainda: Diogo, Fortino, Pany Varela, Deo, Divanei, Djô.

 

Treinador: Nuno Dias.

 

Árbitros: Rúben Guerreiro e Wilson Soares.

Ação disciplinar: cartão amarelo para Márcio (28 minutos) e Pany Varela (36).

Assistência: cerca de 1300 espectadores.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:11

 

_an_5155.jpg

 

Vitória folgada do Sporting nos quartos-de-final da Taça da Liga frente ao Pinheirense, por 7-1, numa partida quase de sentido único, garantindo assim a passagem às meias-finais da prova, a realizar-se em Sines.

Divanei (2), Djô (2), Pany Varela, João Matos e Edgar Varela fizeram os golos dos leões, enquanto Carioca assinou o tento de honra da formação nortenha.

Fica assim definida a primeira meia-final, agendada para sábado, a partir das 14h30 horas, com o Sporting a defrontar o Fundão, que por sua vez derrotou o Futsal Azeméis, por 7-2.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:49

 

PAZZ6BSR.jpg

 

O Sporting foi ao Restelo empatar a um golo com o Belenenses (golo de Acuña e autogolo de Coates) ficando assim apurado para a final four da Taça da Liga, com os mesmos 5 pontos do Marítimo (venceu o União da Madeira), mas com vantagem na diferença de golos (7-1 e 3-2).

 

No final da partida, Jorge Jesus teve isto para dizer:

 

"Conseguimos o objectivo de ir à final four e disputar esta competição. Sabíamos que estávamos dependentes de dois resultados: a vitória ou o empate, dependendo do jogo da Madeira.

 

Foi um jogo muito táctico, onde a duas equipas se anularam completamente. Todas a equipas estiveram de férias e isso tirou intensidade e competitividade a todos. Na segunda parte o jogo foi mais fácil para o Sporting. O Belenenses quis arriscar para ganhar e quando meteu dois avançados perdeu poder no corredor central e o Sporting acabou por ser mais forte.

 

Objectivo atingido e notou-se estas férias de Natal, não percebo... O futebol é um desporto para o povo. Em todos os campeonatos da Europa isto não pára e até na NBA jogam no Natal. Aquilo que queremos é melhorar, é ter mais espectadores e param os campeonatos.

 

image.jpg

  

Muitos dias sem competir. Não houve muito tempo para preparar este jogo. O campo, face à chuva, estava um pouco pesado. Face aos jogadores virem de uma paragem, o campo pesado ainda dificultou mais a intensidade e velocidade deles. Queremos disputar a final four e vamos estar em Braga para tentar conquistar este titulo.

 

Coentrão começou a fazer sinais que estava com alguns problemas musculares. Temos trabalhado com ele em cima do risco. As férias para ele e Mathieu não beneficiaram nada. Para o proteger tirei-o do jogo. Dérbi? O médico ainda vai fazer um diagnóstico".

 

Nota: Não assisti ao jogo, mas segundo consta houve um qualquer desentendimento entre Fábio Coentrão e Acuña. Eis o que Jorge Jesus teve para dizer sobre o incidente:

 

"Durante o jogo não vi tão bem, depois com as imagens... Enquadra-se naquilo que falo com os meus jogadores. Amizade dentro do campo é diferente de amizade fora do campo, quando os jogadores vão jantar. Amizade dentro do campo é assumir a responsabilidade quando o colega não faz as coisas bem e foi isso que aconteceu. O Marcus não gostou. É essa a linguagem que eu quero e foi isso que transmiti aos meus jogadores depois do jogo. É o começo que eu quero, mas não é o fim que eu quero. É assim que eu quero que os meus jogadores se assumam dentro do campo e, quando não fazem as coisas como deve ser, devem ser chamados à responsabilidade e aceitar".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:03

Convocatória para o Belenenses

Rui Gomes, em 29.12.17

 

26165519_10154948434911555_8910132063930368983_n.j

 

Não vou adiantar muito comentário sobre esta convocatória, fundamentalmente a mesma de sempre. A gestão do plantel com Jorge Jesus é "vira o disco e toca o mesmo", Taça da Liga ou outra competição.

 

Depois, inventa no 'onze' e se as coisas não correrem à feição, reverte aos usuais. É um livro aberto este treinador!

 

Nota: Notícias de hoje avançam que já há acordo entre o Sporting e o Fluminense para a transferência a título definitivo de Wendel. O médio brasileiro irá custar cerca de 9 milhões de euros aos cofres de Alvalade e assinará contrato por cinco anos e meio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:30

Prenda de Natal para os adeptos

Rui Gomes, em 21.12.17

 

 

Jorge Jesus fez quatro alterações no onze inicial face ao último jogo do campeonato, mas o Sporting que ontem goleou (6-0) o União da Madeira não foi uma equipa de recurso.

 

Romain Salin; Piccini, Coates, Mathieu e Bruno César; Gelson Martins, William Carvalho, Bryan Ruiz e Acuña; Daniel Podence e Doumbia constituiram a equipa titular. Ou seja, Salin entrou por Rui Patrício, Bruno César por Fábio Coentrão, Bryan Ruiz por Bruno Fernandes e Doumbia por Bas Dost.

 

Compreende-se perfeitamente a rotação - uma questão já aqui debatida no Camarote Leonino - muito embora, a dizer a verdade, acabou por ter alguns "furos". Numa escala de zero a dez, daria zero a Bruno César e cinco negativos a Bryan Ruiz. Entre os usuais titulares, Marcus Acuña também esteve pouco acima de zero, até melhorar um pouco o seu jogo, nomeadamente após a entrada de Bruno Fernandes e Bas Dost.

 

9LEOZ8E5.jpg

 

Já me exaspera, mas não posso deixar passar esta questão em branco: não preciso de explicação de Jorge Jesus porque sei antecipadamente que não me satisfaria, mas qual a razão que Bruno César alinhou a lateral esquerdo - e reconheço que não é a primeira vez - quando tem Ristovski no banco, que é familiar com a posição? Se é para fazer alguma rotação, Bruno César não seria logicamente a escolha, além do facto de render muito pouco naquele lugar.

 

Na última temporada, um Sporting pouco concretizador na Taça da Liga acabou eliminado pelo último dos critérios de desempate: a média de idades. Este ano, e para evitar qualquer imbróglio parecido, Jorge Jesus foi com tudo para o ataque e com a natural superioridade leonina sobre os insulares, será justo afirmar que a goleada era inevitável, muito embora se tenha esperado até à segunda parte do encontro e já com os "reforços" no relvado.

 

Destaque para os dois centrais do Sporting, Coates e Mathieu, que passaram uma boa parte da noite em território inimigo e ainda a fazerem sentir a sua presença com dois bons golos. De quem se tem visto tão pouco esta época, Iuri Medeiros aproveitou os minutos de jogo e executou um soberbo remate em arco para o sexto golo da partida.

 

Este foi o último jogo de 2017 em Alvalade. Em termos de competição, e novamente a contar para a Taça da Liga, o último jogo do ano está agendado para o dia 29, pela visita do Sporting ao Belenenses.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:27

 

25446439_10154930710931555_3947313893053106755_n.j

 

Pela lista dos 18 convocados, Jorge Jesus aparenta indicar que não é sua intenção fazer poupanças neste desafio da Taça da Liga.

 

No lote dos usuais "principais", nota-se apenas a ausência de Fábio Coentrão e Rodrigo Battaglia. Tobias Figueiredo, Mattheus Pereira e Petrovic não é surpresa alguma, dado que apenas são opções ocasionais do treinador.

 

Jonathan Silva ainda recupera de lesão, mas preza-me ver João Palhinha e Iuri Medeiros. Espero que tenham a oportunidade de jogar.

 

Com uma ou duas alterações, o onze inicial deverá ser muito próximo do que se tem verificado nos últimos jogos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:41

 

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APF) anunciou esta segunda-feira a indisponibilidade de os juízes do principal escalão dirigirem jogos da Taça da Liga nos meses de Novembro e Dezembro, devido à contestação ao sector.

 

arbitro-futebol-925x578.jpg

 

Em comunicado, a estrutura representativa dos árbitros considera que “não existem condições para continuar a arbitrar”, atendendo a que “o clima no futebol português se tem degradado cada vez mais nos últimos tempos”.

 

Uma asfixia constante em torno do papel do árbitro que tornaram quase irrespirável o ar que a cada semana encontramos nos relvados do nosso país. Semanalmente vemos dirigentes de clubes profissionais a socorrerem-se da mesma desculpa de sempre quando o resultado desportivo os compromete e precisam de encarar os seus adeptos”.

 

Nesse sentido, a APAF anunciou “que os árbitros C1 não estarão disponíveis para os jogos da Taça da Liga agendados para os meses de Novembro e Dezembro, iniciando, desde já, todos os procedimentos regulamentares nesse sentido”, acrescentando já ter informado a Liga (LPFP) desta tomada de posição.

 

“A APAF lamenta que tenha sido necessário este extremar de posições, esperando que o mesmo, seja capaz de conduzir os clubes profissionais a uma reflexão profunda onde o comportamento dos seus dirigentes seja um dos pontos centrais a reflectir e origine uma nova era no desporto nacional”, lê-se ainda no comunicado, no qual acrescenta que esta ‘greve’ “nada tem a ver com as questões remuneratórias que se encontram em fase de discussão com a LPFP”.

 

De acordo com o sítio oficial da LPFP, estão previstos nove jogos da terceira fase da Taça da Liga para 28 e 29 de Novembro e cinco para 21 de Dezembro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:24

 

Sporting-vs-Marítimo-em-directo (2).jpg

 

Um empate não é uma vitória, mas gostei da exibição da segunda linha que o Sporting apresentou, nomeadamente na primeira parte. Se o empate é injusto no final do jogo, ainda mais era aos 45 minutos, pelo controlo de jogo e pelas oportunidades criadas, inclusive da bola à trave por Petrovic.

 

O Sporting alinhou de início com Romain Salin; Ristovski, André Pinto, Tobias Figueiredo e Jonathan Silva; Petrovic, Mattheus Oliveira, Iuri Medeiros e Bruno César; Alan Ruiz e Doumbia.

 

Suplentes: Pedro Silva, Mathieu, João Palhinha, Battaglia, Marcus Acuña, Daniel Podence e Gelson Dala.

 

As mexidas de Jorge Jesus no segundo período pouco beneficiaram a equipa. É verdade que Iuri Medeiros mais uma vez desapontou com um jogo muito "mastigado" e pouco agressivo, mas Acuña, que entrou para o seu lugar, pouco mais ofereceu.

 

Para quem tem jogado tão pouco, Mattheus Oliveira registou uma exibição aceitável. Daniel Podence, que o substituiu, embora não exactamente na mesma posição no terreno, acusou falta de ritmo após a sua longa ausência por lesão.

 

A entrada de Rodrigo Battaglia deixou-me perplexo. Com a equipa a precisar de marcar e com o jogo relativamente controlado - o Marítimo não criou uma única oportunidade de golo - pareceu-me a altura ideal para integrar o jovem Gelson Dala. Será que o meio-campo precisava de ser ancorado ?... Deve haver algo com este rapaz que desagrada a Jesus... digo eu.

 

Seydou Doumbia fez um bom jogo, excepto no que mais se precisava dele: a finalização. Desperdiçou algumas boas chances de "violar" a baliza madeirense.

 

De quem mais gostei foi de Stefan Ristovski. Muito boa exibição. Piccini poderá dar mais garantias a defender neste momento, mas o macedónio representa uma grande promessa e oferece uma dimensão ofensiva que simplesmente não está ao alcance do defesa italiano. Precisa de jogar para ganhar confiança e para se integrar melhor na equipa. Creio que é só uma questão de tempo até ele ter uma palavra forte a dizer sobre a titularidade.

 

O árbitro Manuel Mota não influenciou o resultado com decisões em lances capitais, mas, como sempre, tem o "condão" de irritar com os seus critérios e pela maneira como aborda o jogo. 

 

Estiveram presentes 22 127 espectadores em Alvalade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:45

 

imagem.jpg

 

Como já era esperado, ou pelo menos desejado, Jorge Jesus deixou de fora oito habituais titulares do Sporting para o jogo desta noite com o Marítimo, da 1.ª jornada do Grupo B da Taça CTT.

 

Tal como eu referi no outro post desta terça-feira, as outras três frentes competitivas que encaram o Sporting obriga a uma rodagem de jogadores para minimizar o desgaste. Daí que o técnico tenha prescindido de Rui Patrício, Piccini, Coates, Coentrão, William, Bruno Fernandes, Gelson Martins e Bas Dost.

 
Apenas três jogadores que costumam fazer parte das primeiras opções entraram na lista para a recepção aos madeirenses: o francês Jérémy Mathieu e os argentinos Battaglia e Acuña. Na realidade, até me surpreende a inclusão de Mathieu, atendendo aos minutos que ele tem jogado e à sua idade (33 anos).

Além de Romain Salin, que ocupará o lugar de Rui Patrício na baliza, estreando-se de verde e branco, contra um clube que já representou, Jorge Jesus chamou mais quatro elementos do plantel que ainda não se estrearam esta época, casos de Tobias Figueiredo, João Palhinha, Mattheus Oliveira e Gelson Dala.

Gostava de ver Gelson Dala jogar os 90 minutos. É um jovem muito promissor e necessita de minutos para continuar com a sua evolução. Ter sido relegado para a equipa B não foi uma tomada de decisão sensata por parte da SAD.

O Sporting joga no próximo sábado, 23 de Setembro, em Moreira de Cónegos, com o Moreirense, em jogo da 7.ª jornada da Liga. Seguem-se o Barcelona (dia 27) e o FC Porto (1 de Outubro), ambos em Alvalade.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Salin e Pedro Silva

Defesas: André Pinto, Ristovski, Tobias Figueiredo, Mathieu e Jonathan

Médios: Acuña, Bruno César, Battaglia, Mattheus, Iuri Medeiros, Petrovic e João Palhinha

Avançados: Gelson Dala, Doumbia, Podence e Alan Ruiz
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:01

 

Jorge+Jesus+Sporting+CP+Training+Press+Conference+

 

Considerações de Jorge Jesus na conferência de imprensa de antevisão ao embate com o Marítimo, a contar para a primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga:

 

«Temos o objectivo de vencer esta competição. Vimos de um ciclo de vitórias e temos essa obrigação. Estamos confiantes e acreditamos que temos capacidades de fazer um bom jogo, contra uma equipa que está a fazer um início de campeonato também muito forte.

 

Vamos encontrar um Marítimo forte, que está a prová-lo no campeonato. Vai fazer desta competição uma prova importante para os seus objectivos. Acredito que estarão na sua máxima força e é uma equipa que nos vai criar vários problemas.

 

Apelo à presença dos adeptos em massa em Alvalade. O Sporting tem adeptos em todas as partes de Portugal e sei que neste momento estamos todos esperançados porque estamos a vencer e quanto mais estivermos unidos, mais fácil será para conquistar vitórias».

 

Qual é o real significado de Jorge Jesus afirmar que o Sporting quer vencer esta competição ?... Haverá disposição para dar o tudo por tudo ?... Não acredito !

 

Com a Liga, a Champions, e mais adiante a Taça de Portugal, há uma necessidade absoluta de rodar jogadores para minimizar desgaste. Por muito que o Sporting possa alegar que pretende vencer esta competição, não pode de modo algum alinhar com a sua melhor equipa. Fazer isso, seria cometer suicídio !

 

Fica a dúvida, portanto, sobre a qualidade e profundidade de desempenho do onze que irá defrontar o  Marítimo, constituído maioritariamente por jogadores de segunda linha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:09

 

maxresdefault.jpg

 

Curiosamente, foi concedido uma "descanso" ao vídeo-árbitro na Taça da Liga, com o sistema, pelos vistos, a ser somente utilizado nos jogos do campeonato.

 

Consequentemente, Manuel Mota e os seus auxiliares não terão acesso a esse recurso no jogo de hoje entre o Sporting e Marítimo.

 

O juiz da Associação de Futebol de Braga dirigiu pela última vez um jogo do Sporting, na 28ª jornada da época passada, em que se verificou uma vitória leonina sobre o Boavista, por 4-0.

 

Refira-se, ainda, que os delegados ao jogo serão Faustino Santos e Rui Manhoso, este último que foi visado por Bruno de Carvalho após os incidentes no ‘caso do túnel’, referente ao Sporting-Arouca de 2016/17.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:08

 

image.jpg

 

O Sporting revalidou o título da Taça da Liga de futsal, ao bater o Fundão por 4-0, em Gondomar, num jogo que foi uma reedição da final do ano passado.

 

Numa segunda edição em quase tudo idêntica à primeira - a formação do Fundão causou a grande surpresa ao eliminar o Benfica nos quartos de final -, a equipa leonina chegou ao intervalo a vencer já por 3-0, sentenciando praticamente a final.

 

Dieguinho (12'), Cavinalto (14'), Deo (19') e Fortino (32') foram os marcadores dos quatro golos dos "leões".

 

image1KHNIS47.jpg

  

Nuno Dias, treinador do Sporting, sublinhou, no final do jogo,  a justiça da conquista da Taça da Liga:

 

« A equipa que melhor futsal praticou, que mais qualidade teve e só com os níveis de concentração nos limites como hoje tivemos é que poderia ser possível vencer e conseguir este troféu. No entanto, esbarramos contra uma equipa com muita qualidade e que nos dificultou. Mas o resultado é justo e os números falam por si. A Taça da Liga é uma aposta ganha. O futsal e o desporto estão de parabéns».

 

Parabéns a Nuno Dias e seu staff, e aos atletas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:29

Quo vadis Sporting ?

Rui Gomes, em 04.01.17

 

image.jpg

 

Para não correr o risco de me acusarem de ser excessivamente crítico, vou deixar a análise a esta "estrondosa" exibição do Sporting - mais uma - inteiramente ao critério dos leitores.

 

Vitória de Setúbal 2 Sporting 1

 

P.S.: Escrevi o post antes do golo vitorioso do Vitória de Setúbal.

 

Adenda: Pode rever aqui o lance da grande penalidade.

 

Nota: Aproveito este jogo e o debate em curso sobre a grande penalidade assinalada a favor do Vitória de Setúbal, para voltar a publicar esta recém-declaração de Pierreluigi Collina (UEFA) sobre os (de)méritos do vídeo-árbitro em lances como o de hoje:

 

«Muito embora o vídeo-árbitro possa vir a ser utilizado para validar ou não golos, para analisar lances de possível penálti, decidir vermelhos directos e ainda confirmar se as punições disciplinares foram aplicadas aos jogadores certos, não pode ser utilizado para julgar a intensidade de uma falta ou a intencionalidade de uma mão na bola, pois o movimento em 'slowmotion' acaba por desvirtuar a avaliação».

 

Isto, para quem pensa que recorrer à tecnologia irá resolver tudo sobre decisões de arbitragem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03

 

imgS620I186843T20161229105109.png

 
Não pretendo de modo algum ser negativo, mas não sei que mais pode ser dito sobre esta vitória pela margem mínima sobre o Varzim, 9.º  classificado da II Liga.

 

Valeu o belo golo de Gelson Martins, de resto assistimos ao futebol que já conhecemos, com os mesmos problemas de sempre, que refiro em cada jogo que disputamos e que não quero importunar o leitor com mais do mesmo.

 

Venha o novo ano e uma equipa a fazer muito melhor do que tem feito até ao momento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55

 

15267752_10153945965216555_6122326057402262744_n.p

 

Nem sequer vou tentar adivinhar o onze inicial, embora hajam, na minha ideia, algumas certezas. Beto vai estar entre os postes, Ricardo Esgaio vai preencher uma das laterais, só não sei se é a direita ou a esquerda, Paulo Oliveira e Douglas vão ser os centrais.

 

As grandes dúvidas recaem sobre o meio-campo para a frente. Elias... provavelmente, Matheus Pereira... entrará no jogo mas não sei de será de início, Meli... gostava de o ver fazer um jogo completo para o avaliar devidamente, Petrovic... tempo perdido, Markovic surgirá na linha de ataque, decerto, e o ponta de lança será André.

 

img_FanaticaBig$2016_11_30_19_33_12_1191407.jpg

 

O problema - eu considero que é mesmo um problema - da segunda linha do Sporting que se viu hoje diante do Arouca é, fundamentalmente, idêntico ao da primeira linha, nomeadamente ineficácia estrondosa de último passe, penetração e criatividade pelo corredor central muito carentes. Daí, que a equipa leonina tenha controlado uma grande parte do jogo sem conseguir, no entanto, fazer reflectir esse controlo no marcador.

 

Um onze verde-e-branco muito diferente do usual, mas, mesmo assim, sem surpresas, salvo porventura Petrovic, e com Jorge Jesus até nem se pode considerar surpresa alguma. Foi concedido cerca de 20 minutos a Matheus Pereira e 10 minutos a Meli, para somar aos 7 minutos que registou há umas semanas na primeira vez que "calçou" esta época.

 

Markovic com uma exibição modesta, Campbell muito mais mexido e a querer ter influência no jogo, André pouco consequente embora com uma bela assistência no golo de Alan Ruiz. Este, mais do mesmo a que já assistimos, mas com finalização meritória para dar a vitória ao Sporting. Nada de extraordinário a apontar à defesa. Douglas e Paulo Oliveira sólidos, Ricardo Esgaio a precisar de jogar mais a este nível.

 

Três pontos assegurados nesta menos importante competição e teremos agora pela frente o Vitória de Setúbal para a I Liga.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:02

 

Taca_Liga_CTT.jpg

 

A fase final da Taça da Liga, a partir das meias-finais, será disputada, na época 2016/17, em formato de "final four".

 

Seguindo este formato, os quatro semi-finalistas vão jogar na mesma cidade, a definir, onde, na mesma semana, se jogará a final. O calendário da Taça da Liga, anteriormente anunciado, já contemplava esta alteração ao regulamento, com as meias-finais marcadas para 25 e 26 de Janeiro e a final para o dia 29 do mesmo mês.

 

Esta foi uma de cerca de 90 alterações ao Regulamento de Competições que ficaram aprovadas, esta terça-feira, na Assembleia Geral Extraordinária da Liga e que entram em vigor na época 2016/17.

 

Nesta reunião dos clubes, presidida pelo presidente da mesa da Assembleia Geral, Mário Costa, todas as alterações foram aprovadas com 35 votos a favor e cinco abstenções.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:44

Consideração do Dia

Rui Gomes, em 26.01.16

 

Jorge-Jesus-e1443720277987 (2).jpg

 

«Se sentíssemos que a Taça da Liga era muito importante, teria

apostado noutra equipa em Portimão e teríamos ganho.»

 

 

Compreende-se, perfeitamente, a rotatividade da equipa, especialmente tendo em conta que Jorge Jesus tem vindo a utilizar - e assim vai continuar - os mesmos 13/14 jogadores, mas por muito que o técnico tente, não conseguirá branquear a exibição em Portimão, diante uma equipa do segundo escalão do futebol português.

 

Muitos adeptos também não consideram a Taça da Liga uma prioridade, mas creio que teria sido mais producente se Jorge Jesus tivesse esclarecido esta disposição desde o primeiro dia e não após se encontrar na iminência de ser afastado da prova. Isto, não obstante o reconhecimento que o campeonato é o objectivo principal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:25

Um Sporting muito desinspirado

Rui Gomes, em 20.01.16

 

0-361tctt (2).jpg

 

Foi um Sporting muito desinspirado, vulgar até, que se apresentou em Portimão, a mostrar muito pouco de tudo - e o resultado final (0-2) reflecte precisamente isso - pese ter criado duas ou três oportunidades de golo, uma bola à trave por Aquilani e uma grande penalidade não convertida por William Carvalho.

 

Como já era esperado, Jorge Jesus fez entrar um onze secundário:

 

Marcelo Boeck; Schilotto, Paulo Oliveira, Ewerton e Zeegelaar; William Carvalho e Aquilani (Tanaka, 85'); Bruno César (João Mário, 67') e Carlos Mané (Matheus Pereira, 46') Fredy Montero e Teo Gutiérrez.

 

Apenas alguns reparos individuais:

 

- Estreia absoluta de "leão ao peito" de Marvin Zeegelaar. Quaisquer apreciações serão prematuras, mas parece-me que a ter sucesso no Sporting, não será a jogar como lateral;

 

- Schilotto mais uma vez a indicar que não é jogador para o Sporting;

 

- William Carvalho pura e simplesmente não é o jogador que conhecemos. Não se verifica alegria alguma no seu jogo e pouca eficácia;

 

- Bruno César deu excelentes indicações na sua estreia, quando até marcou dois golos, mas desde esse jogo não tem deslumbrado;

 

- Paulo Oliveira aparenta estar a atravessar uma fase menos conseguida ou, então, não se dá muito bem com Ewerton a seu lado;

 

- Teo Gutiérrez regressou e pouco mais há para dizer. Esteve no relvado o jogo inteiro e pouco ou nada mostrou, salvo o mergulho, em vão, na área do Portimonense, aos 75 minutos.

 

- A maior obra de Jorge Jesus foi o seu gesto de "caridade" para com Tanaka, ao lançá-lo no jogo aos 85'.

 

Com este resultado, o Portimonense coloca-se nas meias-finais da Taça da Liga e deixa o Sporting com dificuldades para seguir em frente na prova.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:32

 

1426358_10153216141106555_6159067389187151396_n.jp

 

O Sporting carimbou a presença na final da primeira edição da Taça da Liga de futsal ao vencer o Modicus, este sábado, por 5-2. A equipa leonina chegou ao intervalo em desvantagem, por 2-1, mas deu a volta ao marcador na segunda parte. Os marcadores leoninos foram Fortino (2), Caio Japa, Cavinato e João Matos.

 

Assim, a final será disputada entre o Sporting e o Fundão, este domingo, às 17h45, no Pavilhão Dr. Salvador Machado em Oliveira de Azeméis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:32

Sporting supera Paços de Ferreira

Rui Gomes, em 29.12.15

 

img_1366x670$2015_12_29_21_14_31_1044710.jpg

 

Hoje já não há energia nem disponibilidade para escrever crónicas de jogo. Fica aqui este espaço livre para o leitor comentar , se desejar, a vitória do Sporting sobre o Paços de Ferreira, por 3-1, a contar para a Taça da Liga. Destaque para a estreia absoluta de Ezequiel Schelotto de "leão ao peito", a alinhar como lateral direito.

 

Adenda: Alvalade registou a segunda pior assistência da época com 23.462 espectadores. A pior foi no encontro com o Skenderbeu, com 20.576 espectadores.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:49

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo