Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

img_infografias$2016_02_02_09_59_35_1059540.jpg

 

*** Alguns diários desportivos continuam a insistir que Hernán Barcos custou 3 milhões de euros ao Sporting. Como a especificidade do acordo entre clubes não foi revelada, continuamos na incerteza quanto aos valores deste negócio.

 

Claro, não será "politicamente correcto" insistir que o Sporting divulga nesta altura os detalhes da contratação, caso venha a melindrar as sensibilidades do Vasco.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00

 

20150909_foottt.jpg

 

Análise detalhada às contas e comparação entre os três grandes: gastos com pessoal, pagamentos a empresários, receitas, com vendas, patrocínios, direitos televisivos, activo e passivo.

 

O desinvestimento do Benfica no plantel principal e a aposta do Sporting decorrente da contratação de Jorge Jesus aproximou os dois grandes de Lisboa na rubrica gastos com o pessoal, mas a verdade é que a SAD encarnada continua a pagar mais do que o Sporting. Paga mais no geral e paga mais aos administradores da SAD (mais do dobro, aliás), apesar de o Benfica ter apenas dois administradores remunerados e de o Sporting ter três.

 

O FC Porto, neste aspecto, continua a viver muito acima dos rivais: enquanto o Sporting pagou 11 milhões e o Benfica 12 milhões em salários, o FC Porto pagou 17 milhões nos primeiros três meses da época. Já em relação à remuneração dos administradores, a SAD portista não revela de quanto se tratou neste trimestre. Portanto, e em resposta à pergunta que faz título deste artigo, o FC Porto é o que paga mais em salários, seguido do Benfica. O Sporting é ainda o que paga menos.

 

GASTOS COM O PESSOAL

Sporting: 11.676 milhões de euros

FC Porto: 17.219 milhões de euros

Benfica: 12.398 milhões de euros

 

REMUNERAÇÕES ÓRGÃOS PESSOAIS

Sporting: 45 mil de euros

FC Porto: não revela

Benfica: 107 mil euros

 

Para além de ser o grande que paga mais em salários, o FC Porto também foi nos primeiros três meses da temporada o clube que lucrou mais com transacções de jogadores: a SAD azul e branca declarou mais de 35 milhões de euros de ganhos com transferências. Muito por causa da venda de Alex Sandro para a Juventus por 26 milhões de euros, o FC Porto conseguiu entre 1 Julho e 30 de Setembro atingir os 35 milhões em transacções.

 

O Benfica ficou a meio do caminho com 21 milhões de euros, garantidos pelas vendas de Ivan Cavaleiro ao Mónaco e de Lima ao Al Ahli, enquanto o Sporting teve um lucro residual, pouco superior a um milhão de euros (vendeu Shikabala, Rabia, Rubio e Naby Sarr).

 

Ora também por isso, porque teve receitas baixas, os pagamentos do Sporting a empresários foram residuais, muito inferiores ao que fizeram os rivais: os leões pagaram 500 mil euros, contra 4,6 milhões do Benfica e 7,8 milhões do FC Porto.

 

No entanto, e quando se fala das dívidas que ainda há por pagar a empresários, o Sporting chega aos 11 milhões, sendo que boa parte deste valor já foi herdado das administrações anteriores à chegada da actual Direcção. O Benfica deve 23 milhões e o FC Porto não diz.

 

GANHOS COM TRANSACÇÕES

Sporting: 1,473 milhões de euros

FC Porto: 35,171 milhões de euros

Benfica: 21,908 milhões de euros

 

PAGAMENTOS A EMPRESÁRIOS

Sporting: 537 mil euros

FC Porto: 7,825 milhões de euros

Benfica: 4,612 milhões de euros

 

DÍVIDAS A EMPRESÁRIOS

Sporting: 11,538 milhões de euros

FC Porto: não revela

Benfica: 23,757 milhões de euros

 

O Benfica vence, de resto, em patrocínios e goleia em direitos de transmissão televisiva. A SAD encarnada, recorde-se, é pioneira num modelo televisivo único, comercializando as transmissões dos jogos caseiros através de um canal próprio, sendo que declarou ter ganhado com este modelo mais de sete milhões de euros no primeiro trimestre da época: um valor, aliás, em linha com o que tinha declarado ganhar na época passada. FC Porto e Sporting estão neste aspecto longe do Benfica, com cerca de quatro milhões de receita. As SAD portista e sportinguista estão também atrás do Benfica em patrocínios e publicidade, sendo que o Sporting, por exemplo, declarou metade da SAD encarnada.

 

No entanto, neste aspecto, vale a pena lembrar que o Benfica é o único que conseguiu um patrocinador para a camisola: na circunstância a Fly Emirates. Mesmo assim, declarou 4,5 milhões, contra três milhões do FC Porto e dois milhões do Sporting, que sem patrocinador principal têm apenas a marca dos equipamentos, os patrocinadores do estádio e acordos mais pequenos de publicidade.

 

DIREITOS TELEVISIVOS

Sporting: 4,356 milhões de euros

FC Porto: 4,718 milhões de euros

Benfica: 7,138 milhões de euros

 

BILHETEIRA

Sporting: 3,470 milhões de euros

FC Porto: 4,830 milhões de euros

Benfica: 3,415 milhões de euros

 

PATROCÍNIOS E PUBLICIDADE

Sporting: 2,187 milhões de euros

FC Porto: 3,072 milhões de euros

Benfica: 4,532 milhões de euros

 

Dentro de campo também ninguém ganhou tanto dinheiro quanto o Benfica. Antes de mais porque só a digressão da pré-época rendeu quase três milhões de euros: valores que não têm comparação com o que fizeram os rivais. Depois porque o Benfica foi também o clube que fez mais receitas com os prémios da UEFA: oito milhões, contra 6,5 de FC Porto e Sporting.

 

No entanto, é preciso referi-lo, Benfica e FC Porto receberam bem mais do que isso: receberam mais 12 milhões pelo apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões, só que ambos incluíram esse dinheiro no relatório do último trimestre da época anterior.

 

COMPETIÇÕES EUROPEIAS

Sporting: 6,427 milhões de euros

FC Porto: 6,544 milhões de euros

Benfica: 8,352 milhões de euros

 

JOGOS PARTICULARES

Sporting: 750 mil de euros

FC Porto: 435 mil euros

Benfica: 2,951 milhões de euros

 

Na consolidação das contas da SAD, o Sporting é o que apresenta números mais sólidos. A SAD leonina é o que tem a dívida mais pequena aos bancos e é também a que tem o passivo mais pequeno, embora seja o que também tem o activo mais baixo. Vale a pena referir, já agora, que de acordo com o que foi comunicado à CMVM a SAD do Benfica reduziu no espaço de menos de um ano a dívida aos bancos em mais de 100 milhões de euros: em Dezembro de 2014 devia de 317 milhões.

 

EMPRÉSTIMOS BANCÁRIOS

Sporting: 127,410 milhões de euros

FC Porto: 135,338 milhões de euros

Benfica: 200,480 milhões de euros

 

ACTIVO

Sporting: 239,425 milhões de euros

FC Porto: 411,723 milhões de euros

Benfica: 445,560 milhões de euros

 

PASSIVO

Sporting: 232,309 milhões de euros

FC Porto: 318,286 milhões de euros

Benfica: 432,200 milhões de euros

 

 

Nota: O novo contrato do Benfica relativamente à transmissão de jogos, não é tomado em conta nas considerações deste artigo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:44

 

N3H0S3W5.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:37

Sporting gasta metade dos rivais

Rui Gomes, em 06.12.14

 

visaodemercado_blog.jpg

 

Sem ser surpresa de maior, as mais recentes informações disponibilizadas indicam que o Sporting está a gastar menos de metade dos rivais, em termos de salários dos atletas, treinadores e outros funcionários da SAD.

 

As SAD do FC Porto e do Benfica estão a gastar cerca de 10 milhões de euros por mês para fazer face aos custos salariais. No primeiro trimestre da época de 2014/15 - de Julho a Setembro - os dragões tiveram custos com pessoal de 15,5 milhões de euros, uma subida de 41,5% em relação ao mesmo período da época transacta, ou seja, cerca de 5,2 milhões de euros mensais.

 

Já a Benfica SAD viu um aumento de 2% neste mesmo período, atingindo um total de 14,5 milhões de euros, mais de 4,8 milhões por mês. Contabilizando as duas sociedades, se estes gastos se mantiverem constantes ao longo da época, os custos totais da actual temporada podem chegar aos 120 milhões de euros.

 

Os custos da Sporting SAD sofreram um ligeiro aumento quando comparados aos da época passada, em que os custos com pessoal ficaram por cerca de 25 milhões de euros, ou seja, 2,1 milhões/mês. Isto, comparado com os 48,9 milhões da FC Porto SAD (4,1 milhões/mês) e os 63,2 milhões da Benfica SAD (5,3 milhões/mês).

 

Na época passada, os três grandes do futebol português gastaram 137 milhões de euros em salários.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:04

"Ficaram por cá as joias da coroa"

Rui Gomes, em 03.09.14
 

 

Ponderava escrever um breve texto sobre o último dia do mercado de transferências, com ênfase não nas contratações mas sim nas não saídas, quando li o editorial de segunda-feira por Vítor Serpa - A Bola - intitulado "Ficaram por cá as joias da coroa", com o qual concordo na íntegra. Entre outras considerações, o jornalista afirma: "Não deixa de ser curioso e até significativo que os três grandes tenham conseguido resistir (pelo menos até Dezembro) ao forte assédio de alguns dos melhores clubes da Europa pelas suas joias mais preciosas."

 

É por de mais óbvio que a referência é a William Carvalho do Sporting, Jackson Martinez do FC Porto e a Enzo Pérez do Benfica - as "três joias" - os três jogadores nucleares das suas equipas neste momento. A inegável expectativa até às 24h00 do dia 31 de Agosto era ler o anúncio da venda de um, de dois, ou até dos três atletas, e quero crer que houve um sentimento de enorme alívio por parte dos adeptos dos três grandes, quando entrámos no dia seguinte sem quaisquer novidades de relevo.

 

No caso concreto do Sporting, até havia quem acreditasse - a exemplo da minha pessoa - que o destino de William Carvalho há muito que tinha sido traçado. No que à vertente desportiva concerne, preza-me verificar que me enganei, já no contexto financeiro limito-me agora a desejar que o acto não venha a ter repercussões. 

 

No entanto, e sem conhecimento de causa sobre as propostas que terão chegado a Alvalade, creio que nenhuma se aproximou sequer dos números que obrigariam os responsáveis da SAD a ponderar seriamente uma eventual venda. O clube que mais me surpreendeu foi o Manchester United, que depois de andar uma época inteira a escrutinar William Carvalho, não tenha surgido com mão forte para garantir os seus serviços. Esta inesperada postura deve obedecer à filosofia de Louis Van Gaal, o novo técnico dos "Red Devils", que se empenhou mais em reforçar a frente ofensiva, pese a contratação de Marcos Rojo.

 

Mérito, portanto, para os três grandes, por terem conseguido garantir a continuidade de jogadores tão importantes para os seus clubes e para o futebol português. No que diz respeito ao Sporting, reconhece-se a estratégia, o tratamento com "luvas de seda" do delicado dossier, em contraste, com os casos de Rojo e Slimani, não obstante as diferenças. A verdade seja dita, também, que William Carvalho exibiu sempre uma conduta exemplar, em não "levantar ondas" polémicas, mesmo reconhecendo que as regalias salariais que o esperavam no estrangeiro seriam cem vezes superiores às que usufrui no Sporting. Se a SAD ainda não o fez, bem espero que o "prometido" aumento se verique de imediato e de modo significativo. Qualquer outra postura seria uma grave injustiça.

   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:35

Crise do BES e o Futebol

Rui Gomes, em 20.07.14
 

 

Eu não escrevo sobre assuntos desta natureza e já pedi ao meu colega Desert Lion para dar a sua opinião sobre a relação entre a crise que o BES atravessa neste momento e os três grandes do futebol português. Como ele está a gozar as suas férias, não sei se será possível nesta altura, no entanto, para quem ainda não leu, recomendo este artigo no jornal Económico:

 

"Baseado nos relatórios das três SAD relativos a 2012/13, António Samagaio traça uma estimativa de 215,2 milhões de euros quanto à relação Grupo com os três principais clubes."

 

Vale a pena ler.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:20

Fracasso facilitado

Rui Gomes, em 05.05.14
 

 

Alguém terá dito, algures, que convém culpar o abstracto

pelo fracasso pois é cómodo a um fracassado esperar

que o abstracto aja em seu favor.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:42

 

 
Sporting, Benfica e FC Porto estão longe de satisfazer os requisitos do fair-play financeiro da UEFA, sendo o caso do Sporting o mais grave. Isto, segundo revelou ao jornal "Público" o economista António Samagaio, professor da ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão).
 
Alega o professor que o Sporting, de regresso à Liga dos Campeões cinco anos depois, tem um prejuízo acumulado de 89 milhões de euros das épocas de 2011/12 e 2012/13, ultrapassando o limite imposto de cinco milhões de euros. Tanto o Benfica com o FC Porto também ultrapassam bastante o limite, mas muito abaixo dos números do Sporting: 22 milhões de euros e 15 milhões de euros, respectivamente.
 
Afirma António Samagaio: "Analisando as contas apresentadas nos últimos dois exercícios, que são as temporadas relevantes para esta primeira avaliação da UEFA (com implicações práticas no acesso às provas europeias relativas a 2014/15), as SAD dos três "grandes" não cumprem alguns dos critérios exigidos. No entanto, acho difícil que algum clube português venha a ser impedido de participar nas competições europeias, porque, nesse caso, seriam também abrangidos com essa penalização alguns clubes europeus de topo (como o PSG e o Manchester City). Acredito que esta eventualidade poderá servir como uma espécie de tábua de salvação para os principais clubes portugueses.»
 
O fair-play financeiro, analisado pelo Comité de Controlo Financeiro da UEFA (CCF, pretende impor aos clubes europeus a obrigatoriedade de não apresentarem nas suas contas despesas superiores às receitas no conjunto das temporadas em avaliação (relativs  duas temporadas, nesta primeira fase, mas alargadas aos últimos três exercícios a partir da próxima época).
 
Muito embora a decisão não seja directamente da autoridade de Michel Platini, presidente do Executivo da UEFA, este já afirmou, em relação aos seus surpreendentes comentários sobre o PSG, neste contexto, que, para já, qualquer eventual punição não incluirá afastamento das provas europeias.
 
Factos são factos e não devem ser ignorados ou contornados numa tentativa de evitar confrontar o real estado das coisas. No caso concreto do Sporting, bem sabemos os resultados das más gestões dos últimos dois anos e decerto que estes também serão do conhecimento da UEFA. Dito isto, a parte que considero intrigante com esta revelação noticiosa é tentar perceber a que propósito vem um professor da ISEG dar uma entrevista ao "Público" neste exacto contexto. Poderá ser mera coincidência, mas considerando "o que a casa gasta", é difícil acreditar nessa eventualidade. 
 
A extensa reportagem do "Público" pode ser lida aqui
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:55

 

 

Ainda sobre os Relatórios e Contas do primeiro semestre de 2013/14, apresentamos aqui uma interessante reportagem publicada no Diário de Notícias, do mesmo título do post, em que o jornalista João Ruela descreve e comenta a informação que foi disponibilizada pelos três "grandes" do futebol português nos seus comunicados à CMVM.

 

O artigo "Falência Técnica geral e passivos de quase mil milhões" analisa os números relevantes e faz comparações entre os quês e porquês operacionais do que é classificado como "o pior semestre de sempre do FC Porto, o melhor da última década do Sporting e o Benfica o mais gastador e valioso da história."

 

Vale a pena ler e, se desejar, comentar. Disponível aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:54

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:39

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo