Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

embed-only-nations-league-2018_u32igh1ool421bqtxj7

 

No dia 21 de Setembro publicámos um post sobre o anúncio da UEFA relativamente à criação da Liga das Nações, uma prova que será uma espécie de Champions de selecções.

 

Em sequência desse anúncio, o organismo que superintende o futebol europeu revelou esta quarta-feira o eventual alinhamento das equipas a compor as quatro Ligas (A, B, C, D) da competição que decorrerá entre Setembro de 2018 e Junho de 2019.

 

Portugal vai disputar a Liga A, onde se encontram ainda Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Inglaterra, Suíça, Itália, Polónia, Islândia, Croácia e Holanda.

 

As 12 selecções serão divididas em quatro grupos de três. Os vencedores dos quatro grupos jogarão, em Junho de 2019, uma fase final, com meias-finais, jogo de atribuição do terceiro lugar e final. Os últimos classificados de cada grupo enfrentarão a despromoção à Liga B.

 

A Liga das Nações atribuirá ainda quatro lugares na fase final do Euro 2020, através de um play-off disputado em Março de 2020 pelos 16 vencedores dos quatro grupos das quatro ligas da nova competição.

 

O sorteio da Liga das Nações está marcado para o dia 24 de Janeiro de 2018.

 

Composição das Ligas:

 

Liga A: Alemanha, Portugal, Bélgica, Espanha, França, Inglaterra, Suíça, Itália, Polónia, Islândia, Croácia, Holanda.

 

Liga B: Áustria, País de Gales, Rússia, Eslováquia, Suécia, Ucrânia, República da Irlanda, Bósnia e Herzegovina, Irlanda do Norte, Dinamarca, República Checa, Turquia.

 

Liga C: Hungria, Roménia, Escócia, Eslovénia, Grécia, Sérvia, Albânia, Noruega, Montenegro, Israel, Bulgária, Finlândia, Chipre, Estónia, Lituânia.

 

Liga D; Azerbaijão, Macedónia, Bielorrússia, Geórgia, Arménia, Letónia, Ilhas Faroé, Luxemburgo, Cazaquistão, Moldávia, Liechtenstein, Malta, Andorra, Kosovo, San Marino, Gibraltar.

 

Na minha opinião, isto é competição a mais e que eventualmente terá um impacte negativo nos clubes, através do excesso de utilização dos seus activos mais importantes. Mas é o que é, tem o selo de aprovação da UEFA e não há mais nada a debater neste momento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:57

UEFA aprova Liga das Nações

Rui Gomes, em 21.09.17

 

2406558_w2.jpg

 

A UEFA aprovou oficialmente esta quarta-feira o formato da Liga das Nações, uma prova que arranca a 6 de Setembro de 2018 e que será uma espécie de Champions de selecções.

 

Confesso que ainda não "digeri" a totalidade da informação relevante para poder comentar com profundidade, mas, para já, acho difícil não opinar que por este andamento ainda chegaremos ao dia em que o calendário não vai poder acomodar as competições de clubes, nomeadamente as domésticas. Estes mesmos clubes que se responsabilizam pela formação base de jogadores e lhes paga salários.

 

Na realidade, mais uma medida que ilustra esclarecidamente quão importante se tornou a vertente comercial e financeira da indústria futebol, ultrapassando, quase por completo, a vertente desportiva.

 

As 55 federações-membro irão participar, sendo as equipas divididas em quatro ligas: A, B, C e D. As 12 selecções mais bem classificadas no ranking de selecções UEFA em Outubro deste ano (onde estará Portugal) ocupam a liga A, as 12 seguintes irão para a liga B, as 15 seguintes na C e as restantes 16 na D. 

 

As ligas A e B serão depois divididas em quatro grupos de três selecções. Jogarão todas entre si, em casa e fora, entre Setembro e Novembro de 2018. Os vencedores de cada grupo classificam-se para a fase final da Liga das Nações da UEFA, que se disputará em Junho de 2019, com duas meias-finais, jogo de terceiro e quarto lugares e final. O país anfitrião será definido em Dezembro de 2018.

 

Os vencedores dos grupos das ligas B, C e D subirão à liga imediatamente acima, enquanto os últimos de cada grupo das ligas A, B e C serão despromovidos. O sorteio está marcado para 24 de Janeiro, em Lausanne.

 

Mexidas no Euro 2020

 

Esta nova competição irá também mexer no apuramento para o Euro 2020, que será disputado em 13 países diferentes, ainda que mantendo as 24 equipas já utilizadas no França 2016. A fase de qualificação irá começar apenas no mês de Março seguinte a um grande torneio (neste caso, o Mundial 2018), e não logo em Setembro.

 

As 55 selecções serão divididas em 10 grupos de cinco ou seis. As duas primeiras de cada grupo terão lugar garantido no Europeu. As outras quatro vagas serão encontradas através de playoff disputado pelos vencedores de cada um dos grupos da Liga das Nações, sendo que cada liga terá um caminho próprio - isto é, haverá um vencedor do playoff nas ligas A, B, C e D.

 

Caso um dos vencedores dos grupos da Liga das Nações já tiver assegurado lugar no Euro 2020 através da fase qualificação, essa vaga será atribuída à equipa que terminou na 2.ª posição e assim sucessivamente. Se uma Liga não tiver, pelo menos, quatro equipas a competir neste playoff, as vagas restantes serão atribuídas a equipas de outra ligas, de acordo com o ranking da Liga das Nações.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:07

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo