Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

GAqAajZ.png

 

O Sporting foi ao Bonfim vencer por 3-0, vantagem que não deixa margem para dúvidas da sua superioridade sobre o Vitória de Setúbal. A quinta vitória consecutiva da equipa leonina na I Liga, embora, lamentavelmente, apenas sirva para preservar o terceiro lugar na tabela classificativa.

 

Onze inicial: Rui Patrício, Schelotto, Coates, Rúben Semedo, Marvin, William Carvalho, Adrien Silva, Bruno César, Gelson Martins, Alan Ruiz, Bas Dost.

Suplentes: Beto, Esgaio, Paulo Oliveira, Ryan Gauld, Podence, Bryan Ruiz e Castaignos.

 

Golos da autoria de Gelson Martins, aos 20 minutos, William Carvalho 55' e Bas Dost aos 61'.

 

Adrien Silva regressou ao onze inicial e jogou o tempo inteiro, Zeegelaar viu o seu 5.º amarelo na Liga e vai falhar o embate com o Benfica e Bas Dost continua a disputar a liderança entre os melhores marcadores na Europa com o seu 28.º tento da época.

 

Com este resultado, o Sporting passa a somar 63 pontos. Segue o «derby» com o eterno rival, no próximo sábado, às 20h30, em Alvalade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

 

SportingVsSetubal.jpg

 

Muito bom jogo do Sporting no seu todo, e com o primeiro período a mostrar talvez o melhor futebol que a equipa praticou esta época, em termos de controlo e execução técnica, nomeadamente naquilo que tão infrequentemente se tem visto: eficácia de último passe, criatividade e penetração pelo corredor central ofensivo.

 

Que o marcador não tenha sido mais dilatado, deve-se às intervenções cruciais do guarda-redes "sadino" e à incompetência grosseira da arbitragem, que invalidou dois golos cem por cento limpos. No primeiro, não há carga indevida de Bas Dost e, no segundo, a partir do momento que o guarda-redes larga a bola sujeita-se a que haja disputa pelos avançados e foi precisamente isso que ocorreu, sem acções ilegais.

 

img_FanaticaBig$2016_12_03_18_21_50_1192630.jpg

 

José Couceiro terá alterado algumas coisas na equipa setubalense ao intervalo e o Sporting também abrandou um pouco o ritmo do jogo, fazendo com que a segunda parte não tivesse sido jogada ao nível da primeira e também a forçar Rui Patrício à sua única grande intervenção da partida.

 

Quatro bons golos, com os que foram validados da autoria de William Carvalho, num belo cabeceamento a cruzamento de Gelson Martins e, o segundo, num potente remate de Bruno César para o ângulo superior, na execução de um livre directo.

 

Com este resultado, o Sporting aproxima-se do líder Benfica, ficando agora apenas a dois pontos.

 

Temos agora o Légia  Varsóvia pela frente, num jogo que irá determinar a participação do Sporting na Liga Europa, e na próxima jornada da I Liga, o grande clássico na Luz, diante do eterno rival.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:53

Rúben Semedo poderá regressar

Rui Gomes, em 20.01.16

 

2015_08_14-Apresentação-R_-SEMEDO-01.jpg

 

Cedido pelo Sporting ao Vitória de Setúbal no Verão, Rúben Semedo poderá regressar a Alvalade em breve, a pedido de Jorge Jesus.

 

Enquanto no clube do Bonfim, Rúben participou em 18 jogos - 14 na I Liga (12 como titular, 1191 minutos de jogo), 3 na Taça de Portugal (262 minutos de jogo) e um na Taça da Liga (90 minutos de jogo).

 

Embora esteja ligado contratualmente ao V. Setúbal até ao fim da época, poderá haver um acordo entre clubes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:49

 

12376616_10153210352726555_6895827326589742481_n.j

 

Apresentação de convocatória algo invulgar por parte do Sporting, creio que a se associar à Quadra em que nos encontramos.

 

Não se verificam surpresas algumas na lista dos 19 atletas chamados por Jorge Jesus. Tanto Bruno César como o holandês Marvin Zegeelaar eram nomes expectáveis. Desconhecendo o impacte do desgaste físico de alguns dos principais activos do Sporting do jogo com o FC Porto, e considerando ainda que no domingo defrontamos o SC Braga, não surpreenderá ver uma ou duas alterações no onze inicial, especialmente de forma a viabilizar a integração de Bruno César, jogador que o técnico já conhece muito bem.

 

Além do indiscutível Rui Patrício, creio que a defesa ficará intacta, em relação ao último jogo. Um dos médios poderá descansar (Adrien é indispensável mas precisa de ser bem gerido porque não vai conseguir aguentar este ritmo toda a época). William Carvalho não atravessa o seu melhor momento, mas precisa de jogar para recuperar forma.

 

A maior dúvida, para mim, pelo menos, é se vai dar continuidade a Bryan Ruiz pelo interior, em apoio a Slimani, tendo em conta que Zegeelaar pode fazer uma ala. Temos de seguida a escolha entre Matheus Pereira e Gelson Martins. Não há nada a perder com qualquer um dos dois. Slimani, como sempre, no eixo atacante.

 

Boa sorte "leões" !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:33

 

jorge-jesus-Sporting.jpg

 

Depois do seu excelente trabalho em preparar a equipa para o recém-embate com o FC Porto, estou convencido que verificaremos algo muito semelhante dos "leões" no Bonfim, por obra de Jorge Jesus.

 

Instado a comentar a possível chegada de reforços durante a abertura da janela de transferências de Janeiro, o técnico do Sporting teve isto para dizer:

 

Sobre Suk Hyun-Jun, avançado do Vitória de Setúbal

 

«Não me quero alongar muito sobre o tema. Seria incorrecto da minha parte porque amanhã [quarta-feira] defrontamos o Vitória de Setúbal. Não quero colocar pressão nem tirar partido disso.»

 

Quanto a Luís Neto, defesa central do Zenit

 

«É um bom jogador, da Selecção de Portugal. Está num clube top da Europa, neste caso da Rússia. Não me vou alongar em relação a nomes. O nome do central não importa. Se não conseguirmos reforços, temos vários jogadores na equipa B.»

 

Relativamente à condição física de Tobias Figueiredo

«Não estando em condições físicas, deu tudo até dizer que não dava mais. Sabíamos que isto iria acabar por acontecer. Demonstra sentimento e respeito muito grande pelo clube que o tem feito crescer.»

 

Tudo certíssimo, embora Jorge Jesus me tenha surpreendido com a referência à equipa B. Quero acreditar que a sua afirmação tinha somente o objectivo de desviar a conversa para outro tema, dado que não creio que ele tenha a mínima intenção de recorrer aos "Bês", salvo surgir, evidentemente, algo muito imprevisível.

 

Segundo as manchetes desta quarta-feira, aparentam existir indicações que o FC Porto já terá o avançado sul-coreano "marcado" e, para ser sincero, não tenho a certeza que há interesse por parte do Sporting, a não ser que a saída de Teo Gutiérrez se venha a confirmar. Declarações do jogador a uma Rádio da Colômbia, deixam a ideia que é uma possibilidade. Além do mais, o próprio esclareceu que só estará apto a regressar ao trabalho daqui a dez ou quinze dias.

 

Jorge Jesus sabe muitíssimo bem que não há defesa central na equipa B apto a integrar o plantel principal de momento. Parece-me óbvio, portanto, que o Sporting já anda no mercado com esse jogador em mente, até porque a condição física de Ewerton não oferece garantias algumas, de jogo para jogo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:37

Nota negativa para o Sporting

Rui Gomes, em 28.01.15

 

ng3855676.jpg

 

O treinador do Vitória de Setúbal tinha afirmado que não iria para Alvalade com o "autocarro", mas foi precisamente o que fez - mais ainda quando ficou reduzido a dez unidades - e o Sporting, como já nos habituou, infelizmente, sem criatividade e construção de jogo pelo corredor central para penetrar e finalizar.

 

O Sporting alinhou com os seguintes:

 

Marcelo Boeck; Miguel Lopes (Gelson Martins, 70'), Rami Rabia, Nany Sarr e André Geraldes; Oriol Rosell (Diego Rubio, 59'), Wallyson e André Martins; Daniel Podence (Sacko, 74'), Ricardo Esgaio e Junya Tanaka.

 

ng3895549.jpg

  

A realidade nua e crua é que o Sporting mostrou muito "B" e muito pouco"A" e apesar do maior domínio, especialmente pela superioridade numérica a partir dos 41', criou muito poucas oportunidades para golo, não obstante as bolas ao poste por André Martins, aos 33', na marcação de um livre e, aos 58', num remate por Ricardo Esgaio. Beneficiou de um auto golo e sofreu mais um golo em um lance de bola parada.

 

Nesta equipa, notou-se a ausência de Ryan Gauld para dar a criatividade necessária ao jogo leonino. O trio do meio campo composto por Rosell, Wallyson e André Martins simplesmente não o conseguiu fazer. Invariavelmente, bola para as alas e cruzamentos sem nexo.

 

Na minha opinião, Marco Silva tardou a mexer na equipa, com a primeira substituição apenas aos 59 minutos.

 

Uma observação final sobre Hadi Sacko: não será justo avaliar por só o ter visto jogar a espaços, mas não lhe reconheço grande promessa. Ainda não percebi bem qual é a sua posição mais natural, mas não mostra grande técnica, leitura e agressividade de jogo.

 

ZGQMWN2O.jpg

 

Bem... se o desejo era mesmo não participar nesta Taça, o Sporting está muito perto de ser afastado; basta uma vitória pelo Belenenses ou pelo V. Setúbal na última jornada. 

 

P.S. Gostei muito do discurso de Marco Silva depois do jogo. Acho que sublinhou as realidades mais importantes e não deixou de apoiar os jogadores.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:46

Um dia agridoce...

Rui Gomes, em 30.11.14

 

GRS83B18.jpg

 

 

it-computers-beds-hospital_beds-illness-sickness-t

 Há dias piores, muito piores até, mas este sábado, foi, para mim, um daqueles dias menos agradáveis, dado que passei umas boas horas na urgência de um hospital local. Mas... fui prevenido ! Mesmo da cama e enquanto os testes prosseguiam, recorri ao meu fiel "laptop" e consegui responder a um comentário do nosso amigo Carlos, assisti à primeira parte do Málaga e Real Madrid e aos primeiros minutos do Sporting e V. Setúbal. Incompreensivelmente, os médicos assumiram uma posição "radical" para com esta minha actividade e não vi mais do que esses primeiros minutos. Estou de regresso a casa e em condição estável neste momento. Veremos, na segunda-feira, o que outros médicos têm para dizer.

 

Quanto ao jogo, pelo pouco que tive oportunidade de ler e pelos relatos de amigos que me telefonaram, parece ter sido de sentido único, com o Sporting a desperdiçar não sei quantas oportunidades para golo. Até Capel, a dois metros da linha de golo e com o guarda-redes a "quilómetros" de distância, fez o impossível e rematou à trave.

 

Duplo lamento da minha parte, por não ter assistido ao Sporting a jogar em um variável do 4x4x2, que há muito desejava ver, com a equipa em boa forma. Surpreendeu-me, no entanto, João Mário ter ficado no banco, decerto para dar mais uma oportunidade ao jovem Carlos Mané. Slimani "bisou" à ponta de lança e Fredy Montero com um "chapéu" monumental do "meio da rua". Muito bem...

 

Não sei se a equipa jogou com a mesma intensidade da Champions, mas, pelos vistos, a sua superioridade é inquestionável, mesmo com o lance do primeiro golo a nascer de uma irregularidade, quando William Carvalho, pela marcação de um livre, toca duas vezes seguidas na bola. Não terá influenciado o resultado...

 

É este o caminho a seguir para nos permitir recuperar uma posição cimeira.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:14

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo