Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

ng7520304.jpg

 

Há muito que eu referi que o Sporting já devia ter adquirido - ou pelo menos tentado adquirir - os 20% dos direitos económicos de Slimani que se encontram nas mãos de uma terceira parte, e não apenas pelas razões mais óbvias.

 

Neste momento, partindo do princípio que o jogador será mesmo transferido, essa percentagem representará nunca menos de 6 milhões de euros, mediante o acordo final entre o Sporting e o Leicester City.

 

Mas a questão até não é esta. Na Inglaterra a partilha de passes é proibida. Ou seja, existe a obrigatoriedade do clube inglês adquirir cem por cento de um qualquer jogador, para a transferência poder dar entrada nos respectivos organismos. Como o Sporting apenas detém 80%, apresentam-se duas opções:

 

a) O Sporting compra os 20% na posse da terceira parte e, então, negoceia os 100% com o Leicester City; ou

 

b) O Sporting negoceia apenas os 80% em seu poder e deixa o emblema inglês adquirir os restantes 20% em uma negociação paralela.

 

Creio que a primeira opção é a mais viável, porque não será do agrado do Leicester negociar salvo com o Sporting. Claro, reconhecendo os valores sobre a mesa, é duvidoso que a terceira parte (que consta ser uma empresa de investimento saudita associada ao clube argelino que transferiu Slimani para o Sporting) aceite menos do que calcula ser o montante correspondente ao valor do negócio sobre a mesa.

 

Talvez por isto, existam rumores que Bruno de Carvalho subiu a parada nas negociações com o Leicester City, a fim de cobrir a verba que terá de ser paga à terceira parte.

 

Em análise final, o emblema inglês terá sempre a palavra final, no que diz respeito ao valor que está disposto a pagar pelo ainda avançado do Sporting, mas não surpreenderá vir a saber que esta questão está a colocar entraves na transferência.

 

Adenda: Após reflexão e troca de informações com leitores, parece-me correcto esclarecer que se os 20% em questão são apenas aplicáveis a uma mais-valia futura (isto, no negócio original), o cenário que descrevo no texto não será aplicável. Neste outro enquadramento, admite-se que o Sporting poderá deter, então, 100% do passe do jogador e não 80%.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:52

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Imagem de perfil

De Profeta a 29.08.2016 às 19:34

Para um jogador que custou 300 mil euros, teria sido difícil recuperar os 20% ao "poderoso" clube de onde veio o Slimani??? Hum...

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds