Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma voz contra o vídeo-árbitro

Rui Gomes, em 31.08.17

 

img_770x433$2017_08_31_01_17_47_1307755.jpg

 

Um dos temas mais discutidos no Fórum de Treinadores de Elite da UEFA foi a utilização do vídeo-árbitro e um nosso velho conhecido não hesitou em revelar-se contra esta tecnologia. Eis o que o lendário Peter Schmeichel teve para dizer:

 

«Na minha opinião não é bom para o futebol. O árbitro tem de estar numa posição superior e tem de lá estar e tomar as decisões. No painel vimos o jogo da Juventus onde foi assinalada uma mão após um canto, e depois estiveram quase três minutos até ser dado o penálti. Para alguns foi a decisão correcta, mas para mim nem foi penálti.».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:10

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


15 comentários

Sem imagem de perfil

De anonimo a 31.08.2017 às 08:26

Se o video arbitro nao resolve o problema em portugal facam uma limpeza na arbitragem e delegados etc ponham arbitros estrangeiros tanto podem errar para um lado como para o outro e o respectivo video arbitro se calhar ficava mai barato os arbitros estrangeiros que nao vestem a camisola vermelha
Sem imagem de perfil

De O Cid a 31.08.2017 às 10:00

Mas que vistam a verde e actuem com...Paixão.
Imagem de perfil

De Lusitanian Express a 31.08.2017 às 13:00

Verde com riscas azuis pois já ninguém os consegue distinguir......tudo farinha do mesmo saco!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.08.2017 às 13:18

Clarividência invulgar!!!

Espero que não se perca pelo caminho...
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 31.08.2017 às 10:04

Eu não concordo com o meu homónimo.....

"O árbitro tem de estar numa posição superior e tem de lá estar e tomar as decisões. "

O Peter Schmeichel está a referir-se ao árbitro inglês, um árbitro profissional e não sujeito a clubites, inserido numa cultura desportiva e democrática em relação a vários clubes.....

Em Portugal os árbitros são arrogantes e mal criados (viu-se um exemplo disso de um dos melhores árbitros Jorge de Sousa a ofender o nosso GR), a maioria professa do nacional benfiquismo (Duarte Gomes, Capela, Manuel Mota, etc), e a somar a isto tudo temos um sistema de avaliação viciado e protector dos árbitros que beneficiam o clube de vermelho.... como posso eu aceitar que se diga que os árbitros têm de estar numa posição superior, se essa posição superior só tem servido para beneficiar os do costume?!?

O futebol não pode estar parado no tempo.... criticar o VAR porque o jogo fica parado 2 minutos para se analisar um lance capital como um eventual penalty.... e achar que isso é um problema..... é querer manter o status quo do estatuto dos árbitros em contraponto com o valor da verdade desportiva.... na minha forma de ver, desporto sem verdade não tem sentido!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 31.08.2017 às 10:56

-".......... está a referir-se ao árbitro inglês, um árbitro profissional e não sujeito a clubites, inserido numa cultura desportiva e democrática em relação a vários clubes....." -
Acreditas mesmo que isso seja verdad no seu todo??
Eu não!! Ainda à bem pouco tempo houve uma discussão por um final ou coisa assim.. E Queixa-se o Mourinho, o Wenger, até o Sir Feguson se queixou, etc..
Há mais compreensão, sim!
É mais democrática, sim!
O publico/espectadores também são instruídos nesse sentido. Muito importante este detalhe com o adepto ..
Em Portugal por o contrário, agita-se o adepto para a conveniência própria...
Eis a real diferença

Além disso, as multas para os desculpadores dos seus próprios erros são à diferença de Portugal, caras, muito caras, carissímas.. À parte de saberen que quanto mais te queixas pior te acontecerá!!

Schmeichel estamos quase de acordo
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 31.08.2017 às 11:13

A questão é que em Inglaterra, os árbitros erram para todas as equipas.... Se os treinadores se queixam? claro.... mas sabem que os erros não são originados por estratégias de bastidores.... se os adeptos ingleses soubessem que determinada equipa compra árbitros e observadores, duvido muito que a complacência que hoje demonstram para os árbitros continuasse.

Ainda há pouco tempo estive a ver um jogo comentado pelos ingleses e eles estavam-se a referir a um golo mal anulado ao Arsenal por fora de jogo, e eles próprios estavam a comentar que com o VAR esse tipo de erros acabariam, porque o fora de jogo é uma coisa factual.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 31.08.2017 às 11:18

-"mas sabem que os erros não são originados por estratégias de bastidores.." -
Eles bem se queixam.

A diferença está no que acabas de referir..
Instruir os adeptos e os comentaristas são parte dessa estratégia..
O que eu apoio na totalidade!!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 31.08.2017 às 11:44

Concordo com a tua visão global de instrução do normal adepto de futebol.... o problema é que em Portugal, a arbitragem não tem credibilidade....

Eu cresci a ver futebol na década de 90, eu via jogos do porto que eram uma vergonha, lembro-me de uma final da Taça, em que distribuíam porrada sobre os nossos jogadores e o árbitro nem falta marcava (Paulinho Santos a dar cacetada no Luis Figo, etc).
Nos últimos anos, comecei a ver a outra nádega do futebol português a fazer exactamente a mesma coisa....

A questão da arbitragem é uma questão de falta de confiança na integridade deles como profissionais... como posso eu instruir um jovem a respeitar um árbitro, se todas as evidências nos demonstram que são corruptos? ou dizes-me que a fruta não existiu? os emails não existem?

Por isso eu encaro o VAR como uma ferramenta para impedir a aldrabice.... quantos pontos ao longo das épocas passadas nos retiraram até ao Natal? este ano sem o VAR teríamos empatado com o Estoril.... é esta a luta do sportinguista... contra um sistema corrupto e viciado.... sem uma credibilização a sério da arbitragem, eu não posso defender a pacificação do futebol português.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 31.08.2017 às 12:18

Se os clubes tivessem visão global, tudo isso era possível.
Se os clubes entenderem que não é ganhando campeonatos a fio que se ganha mais dinheiro, sim o contrário.
Ganhar e deixar ganhar.
Quer dizer, fazer um campeonato mais interessante.
Quer dizer, ter mais adeptos.
Quer dizer, mais e poderosos patocinios..
Etc...

Vejamos só este exemplo... copiamos mais depressa coisas vindas da América do Sul que dos europeus.

Uma outra muito importante é o medo do erro/critica, egos exacerbados e a mania da grandeza,...... E muito também as guerras pessoais. Não clubísticas. Atenção aí!!!
Por isso e para cobrir tudo isto o mais fácil é atacar os árbitros e tudo o relacionado.
Já reparam que os unicos que não podem falar são os árbitros!!??

Por sua vez, os árbitros(não todos) humanos como todos cedem as tentações do pecado visível na mentalidade latina europeia-americana.

Concluindo : se houvesse interesse e menos pessoalização dos problemas, sim era possível.
Um problema lusitano, sem fim à vista
Nem o VAR nos salva(portugueses) ..
No final final do campeonato falamos.
Viva o Eliseu LOOOOOOOOOOOOLL!!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 31.08.2017 às 12:40

Eu acho que no essencial estamos de acordo....

Abraço leonino!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 31.08.2017 às 12:42

Sim.
Imagem de perfil

De PSousa a 31.08.2017 às 11:31

Apesar de ser um ex-grande GR, esta sua frase não defende o futebol!
Qual o problema de ficar 3 minutos parado se depois é reposta a verdade desportiva?
Quanto a ele achar que não é penalti é o de sempre, vai haver quem ache e quem não ache... assim como foi no caso do Eliseu, já largamente aqui debatido!
Para mim só apoio Schmeichel no caso de que se o árbitro não assinalou penalti de imediato é porque achava que não era e por isso o jogo deveria seguir, mais uma vez só acho que o VAR é importante quando acontece golo, como nos dois casos do SCP vs Estoril! Esses sim mudam o resultado, o penalti não muda nada até ser marcado!
Mas lá está, é esta a minha opinião e se calhar não de outros!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.08.2017 às 11:58

Uma das razões que o levarão a falar assim é que nesse jogo que ele refere houve três paragens dessas. Aliás, o Buffon, que participou nessa partida, disse exactamente o mesmo.

O VAR poderá reduzir o número de erros por jogo, mas não vai alterar a essência da inverdade desportiva. O caso de Eliseu é apenas um pequeno exemplo. Irão surgir mais desse género, especialmente com o Benfica.
Sem imagem de perfil

De PSG a 31.08.2017 às 13:26

No essencial esse é o maior problema que vejo em relação ao VAR, acredito que com o tempo será concerteza melhorada a resposta. Penso que por exemplo no que diz respeito à análise dos foras de jogo será possivel desenvolver um sistema que faça essa análise em tempo real e de forma imediata, afinal estamos a falar do mero posicionamento de jogadores.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo