Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Visitar outros espaços da blogosfera

Rui Gomes, em 10.08.17

 

informationtechnology.jpg

 

Um artigo interessante intitulado "A verdadeira inauguração", da autoria de Trinco, no blogue Dia do Clube, que passamos a recomendar aos leitores:

 

49 dias após a pomposa "inauguração" do pavilhão, em que o mais relevante, além do incómodo discurso da Maggy Rocha, foi a pouca relevância dada aos atletas e adeptos, em contraponto ao "one-man-show", autêntico buraco negro das atenções na sua tradicional maneira egoísta do "eu acima e antes do nós", está-se ainda por saber quando se dará a verdadeira inauguração do espaço.

 

Sim, porque a inauguração de um espaço desportivo não se faz com o corte de uma fita ou com uma festarola catita para entreter distraídos, adormecidos e hipnotizados, amplamente matraqueada e propagandeada pelos amigos da Comunicação Social. Mesmo aqueles que se quer fazer crer sejam uns malandros. A inauguração de um espaço desportivo faz-se com um evento desportivo. Ainda há poucos dias, fez 14 anos, foi assim com o Estádio José Alvalade.

 

Acontece que a menos de um mês das competições de seniores começarem ainda nem um treino foi feito no novo pavilhão. Muitas visitas, muitas festas, muita areia, mas desporto que é bom, nada!

 

img_FanaticaBig$2017_06_21_22_13_44_1280121.jpg

 

O que nos poderá fazer questionar não só a extemporaneidade daquela inauguração (que mais não foi que um momento na agenda estratégica do interessado) mas o porquê de passado este tempo tudo permaneça na mesma.

 

Seguramente não será falta de dinheiro para pagar €700k ou €800k que faltem pagar ao empreiteiro e que estejam a protelar a entrega da obra por parte deste.

 

Num Clube que aumenta o seu orçamento para as modalidades 120 por cento em dois anos, que contrata uma equipa nova de voleibol contrariando aquilo que foi justificado para acabar com o basquetebol, que contrata com salários "leoninos", ao que se sabe, futsalistas, andebolistas e mesa-tenistas, e até paga cláusulas de rescisão "à Neymar" (à escala, entenda-se) a hoquistas, seguramente esse não será o problema.

 

Ou será?

 

P.S. Ou será que se está a tentar carregar na boa vontade e tamanho do bolso dos Sportinguistas no cálculo da tabela de preços das Gameboxes Modalidades, numa tentativa encapotada de "missão paga o que falta"?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


20 comentários

Imagem de perfil

De Trinco a 10.08.2017 às 10:31

Uma excepção:
Sr. Palhas
Sobre o Lizardo, quando não se sabe o que se diz e se é apenas eco, acontecem dessas coisas.
Sobre o post, verifico que se continua a preferir olhar para o que se quer que esteja escrito e não para o que está. Como elemento emissor da mensagem, assumo as minhas fraquezas e responsabilidades ao não conseguir faze-la passar da melhor e mais fácil maneira. Ainda que sinceramente não veja como possa simplificar mais.
Em relação à "desmontagem" (de algo que nem era o objecto do post e cujo verifico ter sido posto à borda do prato):
1º A quotização está 100% no Clube desde 2012/2013. Já nesta situação, a brutal redução de orçamentos foi defendida na AG de 30 de Junho de 2013, com base numa antecipação à redução inevitável que teria que acontecer nos adversários. De lá (esse orçamento) para cá (o último aprovado) os honorários aumentaram de €2,182M para €8,389M. 284,5%.
2º Os resultados são apenas consideravelmente melhores se não se entrar em linha de conta com a reestruturação (e os efeitos que também teve no Clube). Reestruturação que nos seus grandes princípios e acordos, já vem de antes de 2013. O que existe sim, é um aumento muito significativo da quotização. Esse sim, o grande trabalho deste CD.
3º Seguramente não me conhece, nem o que sempre considerei dos orçamentos dos adversários. O investimento na componente desportiva nunca foi por mim criticado. É-o seguramente a sua aplicação. A aposta no resultado imediato sem pensar no médio prazo e na sua sustentabilidade (que não é o mesmo que a auto-sustentabilidade). Até porque se se for fazer a correspondência directa entre o que se gasta e ganha (desportivamente), agora e antes facilmente se verifica que a uma (gasto) não corresponde um aumento idêntico ou semelhante de outra (ganho desportivo).
4º O segredo aí se calhar é ler tudo e não apenas o que se quer. A chave para essa indignação está no "(à escala, entenda-se)", presente no texto. E sim, é um absurdo. Como é o que se está a pagar a andebolistas, futsalistas e mesatenistas. Como é incoerente a aposta (que aplaudo entenda-se) que se faz no Volei em total sentido contrario ao que se fez com o Basquetebol.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 10.08.2017 às 10:51

Caro Trinco,

Tento escrever sobre o que sei (ou julgo saber).

Sobre a questão que fala da falta de pagamento relativa ao pavilhão não comento para além do que já foi tornado publico.

Sobre o resto estou a vontade para falar.

1º "honorários aumentaram de €2,182M para €8,389M. 284,5%."
Penso que o número de modalidades aumentaram progressivamente e em grande número ao longo destes anos, como deve saber em algumas delas não estamos a falar de custos apenas com os atletas e equipas técnicas, mas sim de equipamentos, toda uma máquina logística de apoio a essas novas modalidades e respetivos escalões de formação ora como deve saber tudo isso tem custos.

2º não concordando muito com esta frase "Reestruturação que nos seus grandes princípios e acordos, já vem de antes de 2013" mas adiante é verdade que foi o atual CD que aprovou em AG a passagem de 100% da quotização para o clube.

3º quando assim escreve é me difícil contrapor não tenho como discordar.

4º se queremos ser os melhores está a espera de que !?? contratar medianos, apostando em jovens saídos da formação exigindo vitórias !?? ... isto é assim queremos ganhar !? Se sim temos de ter equipas competitivas recheadas dos melhores atletas ... tanto mais quando existe o sonho de voltar a ter uma dimensão europeia do clube nas modalidades ... isso tem o seu custo obviamente e aqui a questão que ponho acima de tudo é tem o clube disponibilidade financeira para suportar tais encargos !???? Sim tem ainda para mais que esta aposta nas modalidades representa pouco + de 10% da aposta no futebol.
Imagem de perfil

De Trinco a 10.08.2017 às 11:18

1º Esse custo é apenas e só de honorários. Vulgo os salários de treinadores e atletas (seniores porque da formação, alguns, inclusive pagam para jogar). Não creio que Hoquei e Voleibol (que foram as modalidades relevantes para esta avaliação que reentraram para o Clube) sustentem um aumento desse calibre.
2º O texto desta reestruturação é quase paragráficamente decalcado do anterior. A quotização passou 100% para o Clube no Orçamento de 13/14 (por lapso referi anteriormente 12/13), no que foi obviamente uma medida justa e para a qual já se vinham dando passos quando em 2011 se inverteu a proporção 25/75 entre Clube e SAD. Esta alteração estaria também nos acordos da reestruturação )essencialmente para capacitar o Clube a pagar o empréstimo que foi obrigado a contrair para limpar dividas bancárias do próprio e da SAD antes da reestruturação).
3º...
4º Continuo a dizer. A 284,5% de aumento no orçamento de honorários não corresponderam identico ou sequer remotamente aproximado aumento das conquistas. Não me choca o valor e o investimento (embora me "irrite" a incoerência do que foi defendido em 13/14 para o que acontece agora). Choca-me a aplicação do valor, em "fast-results" (que até pouco se verificam) a falta de projecto desportivo e visão de médio prazo.
Mas o post nem era sobre isto.
Sem imagem de perfil

De Diogo a 10.08.2017 às 16:00

Os honorários aumentaram 284,5%.
Então e as receitas aumentaram quanto no mesmo período?

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo