Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Editorial por Rui Paulo Figueiredo

Rui Gomes, em 02.01.13

O editorial por Rui Paulo Figueiredo, vice-presidente do Sporting, publicado na edição de janeiro 3, 2013 do Jornal do Sporting:

 

«Futebolisticamente, a saída de 2012 foi a pior possível, com o Sporting a ficar afastado do único título que podia ainda vir a conquistar, a Taça da Liga. A mais uma apagadíssima demonstração da equipa, que não permite invocar outras desculpas, somou-se também, não se deve ignorar, uma arbitragem muito tendenciosa, que também não convem que alguém pense que ignoraremos, sobretudo porque exigimos respeito pelo nosso Clube.

 

O nosso futebol, já foi anunciado, vai conhecer este mês, em que o mercado de transferências estará aberto, várias transformações, com uma necessária adequação do seu orçamento à realidade competitiva e às dificuldades financeiras do País e do Clube, para além de haver atletas que estiveram longe daquilo que se lhes pedia competitivamente.

 

O que não significa que deixe de ter objectivos ou que se diminua a exigência para com os profissionais do futebol. A presença na Europa do futebol na próxima temporada é um objectivo obrigatório.

 

A equipa principal de futebol do Sporting começa 2013 numa situação inimaginável e é preciso muito trabalho para as coisas voltarem aos exitos. Trabalho, trabalho, trabalho é uma exigência absoluta.

 

Se a equipa principal de futebol tem sido a equipa do nosso descontentamento, não podemos deixar que se transforme numa espécie de eucalipto que seque tudo à sua volta, remetendo para o desconhecimento feitos que merecem ser destacados no universo desportivo do Clube.»

 

***Esta, a parte do editorial mais centrada no futebol profissional.

 

publicado às 23:59

Ainda sobre a Assembleia Geral

Rui Gomes, em 02.01.13

Tive conhecimento, há instantes, de que os elementos da Mesa da Assembleia Geral do Sporting reuniram hoje em Alvalde, presume-se, para discutirem a possibilidade de uma sessão extraordinária, ou por sua iniciativa ou com base no requerimento que o movimento «dar rumo» anunciou pretender entregar na próxima semana. O presidente da Mesa prestou declarações à comunicação social no termo da reunião e muito embora me tenham sido descritas como muito ambíguas e até contraditórias, esperamos pela sua publicação, na esperança de que nos possam ilucidar quanto ao rumo - uma palavra muito em voga estes dias - que este órgão pretende seguir. Entre muitas carências dentro e em torno do Sporting, não há falta de «drama».

 

publicado às 19:02

Sobre a hipótese «Walter»

Rui Gomes, em 02.01.13

 

Dando seguimento ao meu prévio post onde menciono que o avançado brasileiro Walter seria, porventura, uma boa escolha para ser incluído na possível troca entre o Sporting e o FC Porto, pela ida para o Norte de Izmailov, o jogador afirmou hoje o seguinte: «Não sei nada sobre essa possibilidade, mas aceitava o Sporting de bom grado, é uma das referências em Portugal. Isto, se isso for verdade. Nesta altura, não posso falar sobre o meu futuro porque não sei nada sobre ele. Estou no escuro. Não sei se continuo no Brasil, se volto ao FC Porto, nada.»

 

É evidente que nestas avaliações de jogadores ainda com muito caminho pela frente para atingirem realização total, existe sempre risco, e só o futuro ditará o mérito da escolha. A ideia, neste caso ou em qualquer outro, é fazer com que esse risco seja o mais calculado possível, na tentativa de recolher aproveitamento e, por consequência, minimizar prejuízos. Veremos, então, o que os dois clubes vão decidir.

 

publicado às 18:46

A confusão do «dar rumo»

Rui Gomes, em 02.01.13

Eu sou eu que não estou a compreender ou, então, as informações que circulam sobre a actividade do movimento «dar rumo» - comunicados e de mais explicações da parte da comunicação social - estão a gerar enorme confusão.

 

O líder do grupo, André Patrão, préviamente anunciou que já tinha o número de assinaturas necessárias para convocar a Assembleia Geral extraordinária e que faltava somente recolher os 60 mil euros para cobrir as despesas inerentes.

 

Através do seu comunicado do dia 1 de janeiro, foi divulgado que o grupo pretende entregar o requerimento ao presidente da Mesa da Assembleia Geral na segunda semana de janeiro, mas só após a recolha de mais assinaturas no dia 5, pela visita do Paços de Ferreira a Alvalade.

 

Foi igualmente afirmado que «uma vitória já tinha sido alcançada», nomeadamente o facto de Eduardo Barroso ir receber o requerimento. Isto deixa no ar a interrogação se o PMAG se disponibilizou para receber o requerimento mesmo que o mesmo não satisfaça as exigências prescritas nos Estatutos do Sporting.

 

Por fim, noticia o jornal «Record»: «A última contagem data de 19 de Dezembro e o número recolhido era de dois mil votos, quando eram precisos apenas mil, por parte de 350 assinantes, número ainda abaixo dos 750 exigidos». Aparenta existir confusão ou do grupo ou do jornal, porque os Estatutos do Sporting não estipulam a exigência citada. Vejamos:

 

Artigo 50.º (Assembleia Geral comum extraordinária)

 

1- Extraordinariamente, a Assembleia Geral comum reúne-se em qualquer data:

 

c) a requerimento de sócios efectivos, no pleno gozo dos seus direitos, com o mínimo de MIL VOTOS, desde que depositem na tesouraria do Clube a importância necessária (60 mil euros) para cobrir as despesas inerentes.

d) votar a revogação com justa causa do mandato dos titulares dos órgãos sociais, nos termos dos presentes estatutos.

 

2- No caso da alínea c), a Assembleia não pode reunir sem a presença de sócios requerentes que detenham, pelo menos, setecentos e cinquenta votos.

 

É evidente, por conseguinte, que não é exigida a presença de 750 sócios assinantes, mas sim o número de sócios que detenham, no mínimo 750 votos, algo significativamente diferente. É possível deduzir, portanto, que o grupo terá mil, dois mil ou mais assinantes para o requerimento, mas não ainda o mínimo de mil votos, entre os mesmos, daí, presume-se, a necessidade de recolher mais assinaturas no dia 5 de janeiro. Além do mais, segundo o mesmo periódico desportivo, o grupo ainda só conseguiu juntar 956 dos 60 mil euros necessários para o efeito.

 

Considerando o clima em torno do Sporting, é plausível que o actual PMAG esteja disposto a avançar com a Assembleia Geral, mesmo que não disponha do requerimento em cumprimento total das exigências estatutárias. Esta conjectura, baseada somente na declaração do grupo «dar rumo», quanto a «uma vitória já alcançada».

 

 

publicado às 17:10

Casos insólitos

Rui Gomes, em 02.01.13

A «complicada» vida de jogadores de futebol. O internacional belga Marouane Fellaini, do Everton, informou que foi forçado a mudar-se para a cidade de Manchester pela perseguição do sexo feminino: «Agora estou a viver em Manchester, porque em Liverpool as mulheres não me largavam, era demasiado. Em Manchester não sou tão reconhecido e sou tratado de forma mais respeitadora. Não quero ser uma estrela, mas apenas jogar futebol.»

 

Foi Carlos Drummond de Andrade que disse: «Os homens distinguem-se pelo que fazem, as mulheres pelo que levam os homens a fazer.»

 

publicado às 12:18

Estórias de Alvalade - João Rocha

Rui Gomes, em 02.01.13

«O Manuel Fernandes é dos homens que mais admiro no futebol. Tínhamos uma relação muito especial, assente em gestos que nos marcam para toda a vida. Um dia, numa final de Taça no Jamor, os jogadores do Sporting trocaram todos de camisolas com os adversários, menos o Manel. Tínhamos ganho a Taça e ele, na qualidade de capitão, encaminhou-se para a tribuna para receber o troféu das mãos do Presidente da República Ramalho Eanes. À medida que ele subia as escadas reparei que ia despedindo a camisola. Os repórteres começaram a dizer que ele se preparava para oferecê-la ao Presidente da República. O Manel chegou à tribuna, eu estava mesmo ao lado do General, e ele dá-me um abraço e oferece-me a camisola.

Apesar da cumplicidade, nunca perdi de vista a hierarquia: ele era o capitão de equipa mas eu era o presidente do Clube. Por isso, custou-me muito ter que tomar a atitude drástica quand o Manel criticou publicamente a nomeação de António Oliveira para treinador-jogador. Foi em Alvalade. Cheguei ao balneário e disse-lhe: «Manel, vou ter que lhe tirar a braçadeira de capitão, você não devia ter feito considerações dessa natureza.» Pediu-me para não fazer isso, que era um grande desgosto para ele, mas eu não desarmei. «Vou sofrer mais com isto que está a acontecer do que você, acredite, mas vai ter que ser.» Foi antes de um jogo para a Supertaça com o Braga. O Manuel Fernandes marcou três golos. Fiquei lá em cima na tribuna até as luzes se apagarem. Depois desci ao balneário. Já toda a gente tinha ido embora, menos o Manuel Fernandes. Estava lá equipado à minha espera, a chorar.»

 

* Do livro «Estórias d'Alvalade» por Luís Miguel Pereira

 

 

publicado às 11:40

O som da bancada

Rui Gomes, em 02.01.13
«Essas pessoas que andam a batalhar contra o Godinho Lopes, são os soldados mandados por generais que estão na sombra e que mandam esses para o combate, mas eles estão lá atrás escondidos (BC, Barroso, etc.). Não sabem o mal que vão fazer ao Sporting. A ver vamos.»

 

* Adepto Francisco Rosa

 

«As afirmações ficam com aqueles que as produzem! Chamam aventureiros sem rosto, sem projecto seu, é no mínimo deselegante e de uma falta de inteligência própria de pessoas que nada fizeram pela vida e pelo seu clube. Este grupo de jovens disse não querer o poder, apenas quer debater SCP.»

 

* Adepto Tempera55

 

«A confirmar-se a saída de Izmailov para o FC Porto por troca por um qualquer outro atleta é só mais um dos muitos erros grosseiros que esta Direcção anda a fazer e que estão a chegar a um limite.»

 

* Adepto Scocco

 

publicado às 03:33

Os magnatas do futebol (6)

Rui Gomes, em 02.01.13
 
Suleiman Kerimov

 

Suleiman Kerimov (46 anos) é o proprietário e presidente do FC Anzhi, com uma fortuna estimada em 4,9 mil milhões de euros que advem de negócios em áreas como pretrólio, gás natural, comunicações, produtos químicos e metais preciosos. Apesar da fortuna, na Rússia é «apenas» o 19.º na lista de magnatas e «Forbes Magazine» coloca-o em 149.º no Mundo. Assumiu absoluto controlo do clube de futebol em janeiro de 2011 por um montante não revelado, parte de um negócio muito complexo que envolveu o governo e o ex-proprietário que se encontrava em dificuldades financeiras.

A sua primeira famosa aquisição foi o lendário defesa brasileiro - ex-Real Madrid - Roberto Carlos, que acabaria por dar termo à sua carreira naquele clube em janeiro de 2012, para quase logo de imediato assumir a função de Director do futebol. Nesse seu período inicial, contractou Samuel Eto'o ao Inter de Milão por 34 milhões de euros e ofereceu-lhe um salário anual de 25 milhões de euros, tornando-o no jogador mais bem remunerado do Mundo. Já com Roberto Carlos como «Manager», disponibilizou um orçamento de 368 milhõe de euros para a aquisição de jogadores, e foi precisamente nesse verão que surgiram os rumores que tentaria adquirir Cristiano Ronaldo. Em Fevereiro de 2012 contratou o bem conhecido treinador holandês Guus Hiddink, que ainda lidera a equipa. Mais um caso em que o retorno no investimento não está à vista do olho comum, mas dá para entender que deverão existir diversas contrapartidas que o incentivam a investir no futebol.

 

publicado às 03:11

Qual rumo ???

Rui Gomes, em 01.01.13

O estado das coisas no Sporting está de tal modo caricato, que até a oposição anda desorientada. O chamado movimento «Dar rumo ao Sporting» emitiu um longo comunicado para anunciar a sua intenção de entregar na segunda semana de janeiro um requerimento à Mesa da Assembleia Geral para a realização de uma sessão extraordinária, com o único fim de destituir a actual Direcção e precipitar eleições antecipadas. Tudo isto, segundo o comunicado, só pode ocorrer depois do dia 5 de janeiro, data em que fará mais uma recolha de assinaturas.

 

Um cenário algo perplexo, uma vez que declararam há cerca de duas ou três semanas atrás que já tinham mais do que suficientes assinaturas e que faltava somente a recolha dos fundos. Agora, ainda é necessário mais assinaturas e que pretendem avançar mesmo sem os fundos, na esperança de que os elementos da Mesa tenham compaixão pelo seu dilema e aprovem o pedido.

 

Serei eu que tenho dificuldade em compreender, com certeza, mas depois de tanta notoriedade na praça pública e terem até declarado que não obstante a reunião com o Conselho Directivo, a sua decisão era irreversível, ficou a ideia de que o próximo passo seria mesmo entregar o dito requerimento à Mesa da Assembleia Geral, em cumprimento rigoroso das exigências estatuárias, sem a necessidade de mais espalhafato para anunciar o que já se sabia serem as suas intenções. Por outras palavras, deixem-se de comunicados. Ou entregam ou não entregam. Ou cumprem com os Estatutos ou não cumprem, e se não podem cumprir, não podem entregar.

 

Por fim - e nada disto é novo - não deixa de ser curioso que o movimento que alega querer «dar rumo», não sabe qual é esse rumo. Destituir a Direcção - objectivo singular - e depois venha o que vier. E assim se lida com a enorme responsabilidade que é o Sporting Clube de Portugal.

 

E o adepto menos sensato aplaude tudo isto, meramente porque quer ver a equipa a ganhar jogos e a «revolução» irá fazer com que se marque mais golos e que se sofra menos. Tudo o resto inerente à existência do Clube é de menor importância. Ao ponto que chegámos!!! 

 

 

publicado às 23:17

O que dizem eles

Rui Gomes, em 01.01.13

 

«O futebol português deu-me tudo. Tiva a honra e o privilégio de actuar nos três grandes. São clubes fantásticos, onde deixei muitos amigos. Mas muito diferentes nas suas características. O FC Porto é um clube sempre forte, com característica únicas. Trabalha-se muito bem no FC porto, trabalha-se sempre para ganhar e há um factor agregador que é presidente Pinto da Costa.

O Benfica de Jorge Jesus joga bom futebol e tem feito um percurso de longo prazo, de aproximação ao FC Porto. Lamento a falta de tempo e paciência no Sporting em relação aos seus jovens talentos. Num grande clube como o Sporting, nunca há tempo para esperar. É preciso aproveitar o talento, que lá há, juntando os jovens com jogadores experientes.»

 

-   Derlei    - 

 

Observação: Tem razão em tudo, especialmente ao que concerne o Sporting. Nunca há tempo nem paciência. Todo o Mundo vê isto, salvo alguns iluminados do universo leonino, cuja relação com o futebol - em muitos casos - é as imagens televisivas.

 

Tags:

publicado às 22:48

Izmailov em troca por ?

Rui Gomes, em 01.01.13

                                                                                                                                              

Tudo indica que a troca de jogadores entre o Sporting e o FC Porto é uma realidade à espera de confirmação. Para o Norte irá Marat Izmailov, o talentoso russo que tem passado mais tempo «lesionado» - por vezes, misteriosamente - do que a jogar, e para Lisboa virá, aparentemente, um de cinco jogadores, cujos nomes a comunicação social anda a circular. A questão que se apresenta, partindo do princípio que a troca só envolverá um - qual deles é o mais atractivo para o Sporting?

 

* Kadú - Jovem de 18 anos, natural de Angola, que fez um ano de formação no Belenenses e encontra-se no FC Porto desde 2009. É o actual terceiro guarda-redes da equipa.

 

* Fucile - O bem conhecido lateral esquerdo, de 28 anos, que por motivos desconhecidos deixou de estar nas boas graças do clube portista e fez a época de 2012, por empréstimo, no Santos do Brasil.

 

* Walter - Avançado brasileiro de 23 anos que chegou ao Porto em agosto de 2010 e, tal como Fucile, fez a época de 2012 no campeonato brasileiro, por empréstimo ao Góias.

 

* Souza - Outro brasileiro, de 23 anos, médio defensivo, que é activo do FC Porto desde 2010 e fez a época de 2012 no Grémio, por empréstimo.

 

* Miguel Lopes - Lateral direito português, 26 anos, que já jogou o SC Braga, por empréstimo, e que aparenta não encontrar o seu espaço no actual plantel portista. Foi convocado por Paulo Bento em quatro ocasiões, mas aparenta ter o seu futuro muito em dúvida. Segundo as últimas da comunicação social, esta hipótese terá sido descartada pelo Sporting face à exigência do jogador de 1 milhão de euros de salário.

 

A escolha não é fácil, até porque existirão outras considerações quanto a percentagens dos direitos económicos dos jogadores, especialmente os mais jovens, que oferecem muito maior margem de progressão e valorização. Pela informação disponível e atendendo às maiores necessidades do Sporting, a minha escolha seria Walter. É ponta-de-lança, já fez alguns jogos na Liga portuguesa, macou 16 golos em 26 jogos pelo Góias e aparenta ser uma boa promessa. Com as alternativas que o FC Porto tem actualmente à sua disposição na frente do ataque, admite-se a sua disponibilidade para o transferir.

 

publicado às 15:59

 

publicado às 13:37

A primeira boa notícia de 2013

Rui Gomes, em 01.01.13

Segundo o que foi noticiado pelo jornal «Record», o Sporting pagou no último dia do ano 12 milhões de euros no âmbito do cumprimento das regras de «Fair Play» da UEFA, em salários e subsídios a pessoal administrativo, directores e futebolistas, bem como pagamentos a fornecedores, empresários e agentes. Estas, entre outras rubricas actualizadas, que permitem ao Sporting entrar em 2013 integralmente em dia face aos importantes compromissos agora concretizados.

 

Sendo verdade - e não há razão alguma para duvidar da notícia - é um passo muito importante no rumo certo. Dito isto, não deixa de ser curioso - e daí talvez não - que o único espaço noticioso onde verifiquei a informação foi no supracitado jornal. Se tivesse sido ao inverso - como quando a UEFA suspendeu temporariamente o Sporting há uns meses atrás - o caso seria cartaz em todos os cantos do País. É o que a «casa gasta»!

 

publicado às 13:36

Domingos Paciência no Deportivo

Rui Gomes, em 01.01.13

 

Conforme já aqui publicado no Camarote Leonino, Domingos Paciência foi apresentado na segunda-feira, dia 31 de dezembro, como o novo treinador do último classificado da «La Liga», o Deportivo da Corunha, assinando um contracto válido até ao fim da época.

Esta é uma múltipla boa notícia para o Sporting, já que vai-se ver desobrigado de lhe pagar o balanço do seu contracto que era válido até 30 de junho de 2013, aproximadamente 350 mil euros. Ainda mais melhor, fez-se acompanhar por três dos seus adjuntos - Miguel Cardoso, João Carlos e Sérgio Vieira - todos eles que também estiveram em Alvalade e usufriam de salário durante o exacto mesmo período.

Ninguém pode culpar Domingos Paciência de defender os seus interesses - foi despedido pelo Sporting, não de demitiu - no entanto, pela sua apresentação em Corunha fez uma declaração que despertou o meu interesse: «Acredito no meu trabalho. Quero trabalhar, quero estar no activo...tive outras oportunidades, para outros campeonatos, mas preferi esperar.» Sabe-se que uma dessas ofertas foi do Olympiacos - posição que acabou por ser preenchida por Leonardo Jardim - e o Domingos recusou pelo salário inferior relativamente ao do Sporting ou, então, não lhe agradou ir para um clube onde conquistar o título não é apenas um objectivo, é o único objectivo. Claro, sentiu-se confortado em saber que mensalmente iria receber cerca de 60 mil euros do Sporting. Agora, não deixa de ser algo curioso, aceita a posição num clube a meio da época, que está em último lugar no campeonato espanhol, com 12 pontos em 17 jogos, embora se admita que o salário oferecido supera o do Sporting. Poderá ser um risco bem calculado ou algum receio da parte de Domingos de aceitar desafios superiores. Para ser justo, sem conhecimento concreto de causa, deve-se lhe dar o benefício da dúvida.

 

 

publicado às 13:36

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.

Pág. 15/15





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds