Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Quando mil palavras não chegam...

Rui Gomes, em 01.11.14

 

thumbs_web_sapo_ioCAHP6LL7.jpg

 

publicado às 21:49

 

THUMBNAIL.jpg

 

Este jogo nem exige muito comentário: "apenas" o pior da época, em que tudo faltou do primeiro ao último minuto. Se Montero nem se viu num extremo do relvado, no outro, Cédric e Maurício estiveram simplesmente desastrosos. Pelo meio, uma linha média sem energia, sem dinâmica, acentuadamente inconsequente. É óbvio que estiveram duas equipas em campo e que há mérito por parte do V. Guimarães, mas a história do jogo centra-se, sobretudo, indiscutivelmente, na "ausência" do Sporting.

 

Se os jogadores têm andado a prestar atenção às manchetes noticiosas, que este jogo sirva para abrirem os olhos e reconhecerem que há muito futebol para jogar e que nada se consegue sem total entrega e trabalho.

 

Não altera a péssima exibição leonina, mas o segundo golo do V. Guimarães surge por um jogador em posição irregular e o lance que dá em grande penalidade ser assinalada é precedido por "jogo perigoso" por parte de um avançado vimaranense.

 

Ficamos, assim, com a primeira derrota da época na Liga.

 

publicado às 20:01

Uma exibição fraca de mais

Ricardo Leão, em 01.11.14

 

transferir (19).jpg

 

O Sporting foi uma sombra de si próprio. A começar pelo facto de Marco Silva ter escalado uma equipa "macia", sem Islam Slimani, acresceu o facto de o Sporting ter jogado sem chama e sem estofo. Parecia que a turma de Marco Silva estava amorfa, incapaz de qualquer reação. Três pontos perdidos com inteira justificação tal a má prestação da equipa durante todo o jogo de hoje. Acorda Sporting!

 

publicado às 19:50

Força Sporting !!!

Rui Gomes, em 01.11.14

 

10689758_10152380700116555_3078023911071251888_n.j

10686799_10152380280836555_8248730939176688764_n.j

 

publicado às 04:22

Histórias de Alvalade - Oceano

Rui Gomes, em 01.11.14

 

oceanoCruz_atleta.jpg

 «Num jogo, em Alvalade, frente ao Vitória de Guimarães, o Sporting decidiu prestar homenagem a duas senhoras que faziam 50 anos de sócias. O capitão, que era eu, foi o escolhido para oferecer os respectivos emblemas comemorativos. Era o dia mais feliz daquelas duas senhoras !

 

Antes do jogo, elas deslocaram-se ao relvado, um bocadinho nervosas, e quando entreguei o emblema à primeira ela disse-me, "gostava que o Oceano marcasse um golo hoje para mo dedicar." Fui apanhado de desprevenido mas não quis desmanchar-lhe o prazer e respondi, "concerteza minha senhora, vou marcar esse golo e vou dedicá-lo à senhora porque hoje é um dia muito especial para si."

 

A outra senhora, que estava mesmo ao lado, disse logo, "então e para mim, não há nada ?". Respondi, "o mínimo que posso fazer é marcar outro golo e dedicá-lo também à senhora." Depois de ter falado com as senhoras comentei com os meus colegas , "agora é que me meti numa boa alhada, como é que vou marcar dois golos para os oferecer às senhoras ?". Eu que nem er de marcar golos ! O Iordanov disse logo, "é pá, tu nestas coisas acabas sempre por ter sorte e vais ver que consegues."

 

A verdade é que fiz o primeiro golo, dediquei-o a uma das senhoras e uns minutos depois acabei por marcar o segundo para oferecer à outra senhora. Mas esse jogo não começou bem para nós. Começámos a perder 1-0. De seguida marquei o golo do empate e, minutos mais tarde houve um penálti a nosso favor. Fui eleito para marcar. Quando me preparava para bater, o Neno chegou-se ao pé de mim e disse-me, "já sei para que lado vais marcar o penálti, é para o meu lado esquerdo." Nem o deixei acabar a frase, "ainda bem que sabes que é para o teu lado esquerdo porque eu não vou mudar de lado, é mesmo para aí que a bola vai." Marquei o penálti exactamente como sempre marcava, para o lado esquerdo do guarda-redes. O Neno não acreditou em mim e atirou-se para o lado direito. Ainda tenho a imagem gravada na memória: O Neno a rir-se na altura em que estava todo no ar enquanto a bola entrava na baliza. Mal caiu no chão, começou logo aos gritos, "sacana ! enganaste-me !.»

 

Do livro "Estórias d'Alvalade" de Luís Miguel Pereira

 

publicado às 04:21

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.

Pág. 9/9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds