Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 30.04.18

 

img_770x433$2018_04_30_15_02_27_1392489.jpg

 

Para muitos o automóvel é apenas um objecto que os leva do ponto A até ao ponto B mas para outros é uma verdadeira obra-de-arte, comparável a um quadro ou a uma escultura. E o exemplo que aqui lhe trazemos é o exemplo perfeito deste segundo ponto…

 

Pablo Perez, fã da Pagani e orgulhoso dono de um Huayra BC e de um Zonda Revolucion, modelo homologado apenas para uma utilização em pista, gosta tanto da marca fundada por Horacio Pagani que resolveu pendurar o seu Zonda Revolucion bem no meio da sala de estar!

 

Não são conhecidos muitos detalhes acerca desta história, mas podemos assegurar que não haverá muitas pessoas do mundo que possam dizer que têm um Pagani Zonda a flutuar no meio da sala. Mas é precisamente isso que pode dizer este piloto argentino, que resolveu exibir este hiperdesportivo de uma forma verdadeiramente única.

 

Filho do empresário Gregorio Pérez Companc, que segundo a revista Forbes é a quarta pessoa mais rica da Argentina, com uma fortuna avaliada em 1400 milhões de euros, Pablo Perez partilhou a imagem da obra-de-arte finalizada na sua conta de Instagram, mas ainda que haja muita gente impressionada com este decisão, há também que critique fortemente o argentino, afinal este é um dos automóveis mais exclusivos do mundo, alimentado por um fantástico motor V12 de 6.0 litros (800 cv de potência), e nunca mais irá ser conduzido. O valor de mercado ronda os 2,5 milhões de euros…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

 

img_818x455$2016_11_13_10_16_37_575621.jpg

 

Um muito extenso artigo da autoria de Bruno de Carvalho, publicado esta segunda-feira no Diário de Notícias, que começa assim e que pode ser lido na íntegra aqui:

 

A verdade sobre a situação financeira

 

"Muito se tem falado e escrito sobre a situação financeira do Sporting CP. Da oposição à cartilha, todos vão envenenando a opinião pública. Infelizmente o sucesso de uns é a azia de outros. Uns porque não derrubam o poder e outros porque demonstram a sua incapacidade de bem gerir e de bem negociar. E qual a verdade por detrás de tantos vídeos, entrevistas, artigos de opinião, manipuladores e falsos?

 

Temos o reequilíbrio da situação económico-financeira de todo o Grupo Sporting, que se presta a dar a garantia de uma sustentabilidade associada a um crescendo de sucesso desportivo. Crescimento sustentado de todas as linhas de receitas comerciais - direitos TV, merchandising, bilheteira, quotizações, publicidade e patrocínios, entre outros; Redução/controlo de custos, seguido de uma fase de investimento com um aumento de custos de forma controlada e sustentada; Forte crescimento das receitas de venda de direitos económicos de atletas, com as duas maiores transferências de sempre da história do Sporting CP por 70 milhões + objectivos e a maior de sempre do futebol português de um atleta nacional para o estrangeiro - até Dezembro de 2017, esta Administração atingiu os 200 milhões de euros de vendas de jogadores sendo 154 milhões de euros mais-valias; Recuperação dos direitos económicos de 37 jogadores, permitindo que o Sporting CP fique com estas receitas ao invés de as ter de passar a terceiros - valor recuperado pelo Sporting ascende já a cerca de 41 milhões de euros; Melhor contrato de direitos TV em Portugal resultante da negociação com a NOS num total global de 515 milhões; Aumento do número de sócios, tendo já ultrapassado os 170 000 e mantendo um objectivo de crescimento continuado; Aumento do património com o Pavilhão João Rocha e forte investimento nas infraestruturas e nas modalidades. (...)".

 

Nota: Eu não sou a pessoa mais indicada para comentar este artigo do ainda presidente do Sporting. Creio que seria muito útil e até interessante saber a opinião do meu colega redactor Drake Wilson, mas não sei se tem a disposição assim como a disponibilidade para tal. De qualquer modo, deixo ao critério dos leitores, especialmente daqueles que saberão opinar com objectividade e conhecimentos e não facciosismo, pró ou contra.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:59

 

Peyroteo1.jpg

 

Foi emitido hoje um selo para comemorar os 100 anos do lendário futebolista do Sporting Fernando Peyroteo, o maior goleador português de todos os tempos com 540 golos em 332 jogos oficiais.

 

Ao serviço da Federação Portuguesa de Futebol (capitão e seleccionador nacional) realizou 20 jogos com a camisola das quinas, marcando 13 golos.

 

A flagela anunciadora - CTT - pode ser vista aqui.

 

Agradecemos a gentileza da referência do leitor JC RODRIGUES

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Maus exemplos

Rui Gomes, em 30.04.18

 

Insultos e ameaças entre dirigentes de topo não podem ser desvalorizados como o novo normal no futebol português.

 

20199859_bZzDY.jpg

É seguro supor que, quando o advogado do SL Benfica, João Correia, garantiu que "quem semeou ventos vai ter de colher tempestades" não estivesse a antecipar o temporal que se abateu sobre a assembleia geral da Liga que decorreu na sexta-feira. E, no entanto, há quem garanta que o bater de asas de uma borboleta em Lisboa pode provocar um ciclone no Porto.

 

A multiplicação de versões sobre o que realmente aconteceu na sede da Liga não permite conclusões definitivas, mas há vários pontos comuns a todos os relatos que autorizam uma conclusão segura: nenhum dos protagonistas ficou muito bem na fotografia. Nem Bruno Mascarenhas, que semeou ventos ao chamar "cabecilha do e-Toupeira" a Paulo Gonçalves; nem Paulo Gonçalves, que numa reacção tempestuosa ameaçou o sportinguista com um ajuste de contas fora do recinto na melhor tradição do Faroeste; nem António Salvador que, se queria verdadeiramente serenar os ânimos, talvez pudesse ter dispensado referir-se a Bruno de Carvalho como palhaço, até porque o presidente do Sporting nem sequer estava presente.

 

Que, por sua vez, o presidente da Assembleia Geral, Mário Costa tente colocar água na fervura, relativizando o episódio, é compreensível. Que o faça dizendo que aquilo que se passou é uma discussão normal entre clubes quando faltam três jornadas para o final do campeonato é preocupante. Se começarmos a achar que os insultos e as ameaças são normais entre dirigentes com responsabilidades, o que podemos verdadeiramente esperar dos adeptos dos respectivos clubes que se revêem em semelhantes exemplos?

 

Jorge Maia, jornal O Jogo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:24

Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 30.04.18

 

GettyImages-1.jpg

 

"Isto é claramente uma tentativa do Presidente em reconquistar os adeptos que foram contra ele. É capaz de tudo para se manter no poleiro. Devem ser valores astronómicos para o futsal, nem o Barcelona que compete todos os anos com o Inter comete estas loucuras.

É uma jogada parecida com a de Jorge Jesus. Dar mais uma tacada no Benfica e com isso conquistar mais adeptos. O dinheiro ninguém sabe de onde vem... Depois veremos as consequências...".

 

Leitor: RUI SAMPAIO

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:23

 

mw-680.jpg

 

Até este sábado, este chuvoso sábado, nenhuma equipa tinha conseguido marcar mais que um golo na Luz neste campeonato. Até que chegou o Tondela e marcou três. Marcou três e o sonho do penta ficou mais difícil de apanhar, num jogo em que se formou uma daquelas tempestades perfeitas nas quais muito dificilmente se sai ileso: o Benfica desabou na defesa, desperdiçou no ataque e ainda teve pela frente um muro chamado Cláudio Ramos.

 

Sem Jardel e Fejsa atrás e Jonas lá à frente, a formação da tempestade só se precipitou e caiu em cima da cabeça de um Estádio da Luz que não estaria à espera que o Benfica, a escorregar, escorregasse frente ao Tondela. Mas não foi só uma escorregadela, foi uma queda sem amparo, cujas feridas só seriam tratáveis se o FC Porto não tivesse vencido no Funchal, no domingo.

 

E quase já parece tarde para o Benfica, que desabou na altura mais crítica e praticamente ofereceu o título ao FC Porto e, talvez, a Champions ao Sporting.

 

Entretanto, com Luís Filipe Vieira no balneário exigir a Liga milionária, serão os adeptos a segurar Rui Vitória, talvez para poupar 4 milhões de euros ao Benfica. Curiosamente, ou talvez não, já se ouvem rumores sobre... Marco Silva.

 

(Texto baseado parcialmente num artigo de Lídia Paralta Gomes, jornal Expresso)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:22

Rumores do mercado: Emiliano Viviano

Rui Gomes, em 30.04.18

 

 

Emiliano Viviano, guarda-redes italiano de 32 anos que joga no Sampdoria desde 2014. Tem contrato até Junho de 2021 e o seu passe está avaliado em 3 milhões de euros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:21

 

download.png

 

Analisadas as prestações de todas as equipas portuguesas nas competições europeias, o resultado, no geral, é positivo para Portugal com excepção para o Benfica que, por não ter pontuado na fase de grupos da Liga dos Campeões, desceu seis posições, ocupando neste momento o 15.º na tabela atribuída pela UEFA.

 

Já o Sporting, com a boa exibição na Liga Europa que permitiu a chegada aos quartos-de-final da competição, subiu 20 posições (37.º).

 

Por sua vez, o FC Porto subiu dois lugares (11º) ficando muito perto de alcançar o Top-10, depois de ter alcançado os oitavos-de-final da Champions.

 

Por fim, também o SC Braga apresentou saldo positivo e escalou sete lugares na tabela (48º).  

 

A lista completa pode ser consultada aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:20

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 29.04.18

 

58978907-500-0.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

1967 Austin-Healey 3000 Mk III Phase 2 Convertible - Leilão 2017 - 250 mil dólares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

A final de voleibol vai a cinco jogos

Rui Gomes, em 29.04.18

 

download.jpg

 

Perante um adversário muito motivado e mais eficaz, a equipa leonina cometeu muitos erros não forçados, acabando por sair derrotada do Pavilhão da Luz com os parciais de 25-23, 25-18, 19-25, 25-19, sendo portanto necessário um quinto jogo para apurar o campeão de 2017/18.

 

O Sporting procura o título numa época em que regressou à modalidade 22 anos após a extinção da equipa, enquanto o Benfica, campeão em título, tenta renovar o troféu.

 

O quinto e decisivo jogo está agendado para terça-feira, no Pavilhão João Rocha, com vantagem dos ‘leões’ no campo, depois de terem vencido a fase regular.

 

P.S.: Uma palavra final para aqueles IDIOTAS da btv, que ao longo do jogo atrasaram constantemente a colocação de pontos do Sporting no marcador. Se não sabem ser profissionais, deixem o lugar para outros!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09

 

31504596_1736231533087323_6530253168776480829_n.jp

 

O Sporting B, o Real Massamá e o Gil Vicente ficaram este domingo matematicamente despromovidos ao Campeonato de Portugal, após a realização da 36.ª e antepenúltima ronda da II Liga.

 

A equipa secundária leonina cedeu por 2-1 no reduto do Varzim, o Real Massamá perdeu por 3-2 na recepção ao Cova da Piedade e o Gil Vicente caiu por 1-0 fora com o Académico de Viseu.

 

Com apenas duas jornadas por disputar, o Real Massamá (31 pontos), o Gil Vicente (35) e o Sporting B (36) já não podem igualar Sporting de Braga B, Oliveirense e Sporting da Covilhã, as três equipas colocadas acima da ‘linha de ‘água’.

 

A formação lisboeta está a cumprir em 2017/18 a sua estreia na II Liga, depois de em 2016/17 ter sido o campeão do Campeonato de Portugal, o Gil Vicente aguarda a subida na ‘secretaria’ à I Liga e o Sporting já anunciou o fim da equipa B.

 

Na frente da tabela, o líder Nacional não conseguiu desde já garantir o regresso à I Liga, mas manteve-se com quatro pontos de avanço sobre o segundo classificado, pelo que subirá se na próxima ronda ganhar em Arouca.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:08

Fotografia com história dentro (95)

Leão Zargo, em 29.04.18

 

Magdeburgo SCP no aeroporto de Frankfurt.jpg

 

Quarenta horas de viagem de Magdeburgo até Lisboa…

 

 

No dia 24 de Abril de 1974 o Sporting CP defrontou em Magdeburgo, então na República Democrática Alemã, a equipa da casa nas meias-finais da Taça dos Vencedores das Taças.

 

Um jornal português noticiou que no dia seguinte, 25 de Abril, os leões viajariam para Portugal desde Frankfurt, mas a viagem de regresso não se realizou como estava previsto. Isto, porque não havia voos para Portugal pois o aeroporto de Lisboa estava encerrado em consequência da Revolução dos Cravos. Depois de muitas horas de espera em Frankfurt, a comitiva viajou de avião até Madrid, com a intenção de entrar em Portugal de autocarro através da fronteira do Caia. Impossível, as fronteiras estavam fechadas e foi necessário encontrar alojamento em Badajoz. Houve quem dormisse no próprio autocarro.

 

Era grande a preocupação entre todos na comitiva porque a BBC noticiou haver milhares de mortes e inúmeros feridos em Lisboa. Em Espanha também se falava em mortes. Os telefonemas eram difíceis. Entretanto, o presidente João Rocha através de contactos com militares do Movimento das Forças Armadas tentava desbloquear a situação. Constou que chegou a falar com o General Spínola.

 

Finalmente, lá veio a esperada autorização. A comitiva entrou em Portugal apenas no dia 26 de Abril, mais de quarenta horas depois da eliminatória em Magdeburgo… mas ainda bem a tempo de jogar dois dias depois com o Belenenses para a Taça de Portugal!

 

(Na fotografia, a comitiva leonina no aeroporto de Frankfurt quando aguardava o voo para Madrid)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:53

A derradeira fuga para a frente

Ricardo Leão, em 29.04.18

 

8677cdd0306bd89108bfb60d47864663-754x394.bmp

  

Bruno Miguel já não é, de facto, Presidente do Sporting mas finge que não sabe de nada. Faz de conta que ainda manda quando perdeu todos os principais apoios, sendo que o dos adeptos é, naturalmente, o mais importante. Carvalho é neste momento apenas uma figura de opereta bufa. A equipa de futebol continua a ganhar apesar de Azevedo de Carvalho e não por causa dele. Mais, ganha mesmo e sobretudo contra ele, convertido que está Bruno Miguel num verdadeiro lampião militante. Bruno joga o tudo por tudo e pretende festejar a conquista da Taça de Portugal como se de um campeonato se tratasse. Não é, nunca foi e nunca será e Carvalho sabe-o bem.

 

Por sua vez, o treinador Jorge Jesus, fazendo pela vida, embarca numa onda paralela de demagogia barata falando de uma época extraordinária! Como seria qualificada a época pelo bacano Jorge se porventura, caso tivesse trabalhado mais e melhor, ganhasse a Liga? Celestial ou galáctica era o mínimo...

 

O problema está quando o nível baixa como baixou com a dupla Carvalho/Jesus e quando alguns adeptos se sentem contentes em poder festejar, eventualmente, um 2º lugar, o primeiro dos últimos, 80 milhões de razões depois e com uma panóplia de jogadores a querer ver BdC pelas costas.

 

A Carvalho interessa, como é mais do que evidente, alinhar neste coro de eunucos mentais. Depois de uma simulação de banho na multidão ontem em Portimão surgiu logo de pronto, qual Messias, a anunciar a boa nova: "Para o ano não há desculpas". Que é como quem diz, deixa-me lá assegurar mais 1 ano de ordenados e prémios porque "enquanto o pau vai e vem folgam as costas."

 

Em mais uma inopinada "fuga em frente", e com uma SAD à beira da insolvência e a enfrentar variados processos judiciais, Bruno Miguel, agastado com a derrota na final do europeu de futsal, promete ir, pasme-se, buscar um lampião que ofendeu gravemente todos os adeptos e a camisola do nosso Sporting. Perdeu completamente a pouca vergonha na cara que ainda lhe pudesse restar.

 

Com um "presidente" do Sporting assim não é preciso ir à Luz buscar mais ninguém: o vermelho mora desde há 5 anos entre nós! Tu é que tinhas razão Palmelão!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:05

Futebol com humor à mistura (29)

Rui Gomes, em 29.04.18

 

Rogério Casanova, jornal Expresso, com a sua análise humorística à performance dos jogadores do Sporting, neste caso concreto de Sebastián Coates, Fábio Coentrão, Josip Misic, Marcus Acuña e Gelson Martins, no jogo de sábado frente ao Portimonense.

 

image.jpg

 

Sebastián Coates

 

Numa noite em que foi o melhor elemento do quarteto defensivo, percebeu a dada altura que se calhar também ainda tinha de ser mais qualquer coisa. Nos últimos minutos, com a equipa à procura da muito desejada vitória e sem grandes ideias para o fazer, começou a ensaiar arrancadas lá para a frente com a bola no pé. Como acabaria a noite caso tivesse sido Coates, em risco de suspensão, a encarnar mais uma vez o papel de herói dos golos tardios, celebrando o seu remate deveras certeiro nos descontos despindo a camisola e brandindo-a triunfantemente num punho erguido? Graças à fenomenal lucidez de Bruno Fernandes (que visualizou todo este cenário catastrófico na sua cabeça ao minuto 89) nunca saberemos.

 

image (5).jpg

 

Fábio Coentrão

 

Foi mais ou menos entre Fevereiro e Março que o subterfúgio (heroicamente mantido durante a primeira metade da época) entrou em colapso e quase toda a gente começou a perceber a realidade: Fábio Coentrão já não é um mero organismo humano composto por células, mas sim um amontoado de peças sobressalentes atadas com fio de nylon e operadas pela motherboard de um ZX Spectrum de 1988. No jogo de ontem saiu a meio da segunda parte, e só não se auto-destruiu ao festejar no banco o golo da vitória graças à intervenção pronta do Presidente, que lhe segurou carinhosamente o rosto entre as mãos ambas, impedindo que o mesmo se desintegrasse.

 

image (4).jpg

 

Josip Misic

 

Pareceu tão perplexo como a maioria dos adeptos ao ser colocado no corredor direito. Tão perplexo, aliás, que ao minuto 76 arrancou por ali fora, passou por Rafa Soares, ganhou um ressalto e fez o remate mais perigoso da segunda parte até aí. Reagiu de sobrolho franzido e quase foi possível escutar o seu monólogo interior: "não sei... não sei bem... creio que esta é uma das coisas... que se pode fazer aqui... neste sítio..."

 

image (3).jpg

 

Gelson Martins

 

Desviado mais cedo do que é costume (e com mais frequência do que é costume) para zonas centrais, presumo que na na tentativa de o poupar às piscinas intermináveis que função de lateral-direito honorário normalmente o obriga. Criou inúmeras situações de caos, anarquia e devastação nas costas da linha defensiva do Portimonense, que quase nunca foram bem aproveitadas, por ele ou por outros. O desgaste acumulado (bem visível a meio da segunda parte) é uma excelente indicação de que pode chegar ao Mundial totalmente rebentado e sem oportunidade para impressionar o livro de cheques de qualquer oligarca: óptimas notícias, portanto.

 

image (6).jpg

 

Marcus Acuña

 

Não é o exercício mais dignificante, mas tentemos adivinhar o modo como o plantel do Sporting assaltaria um banco. É fácil imaginar Gelson todo encapuçado e vestido de negro a saltitar acrobaticamente pelos telhados e a entrar por uma clarabóia minúscula. Fábio Coentrão com uma pistola enorme na mão, a berrar muito alto com os caixas. Bryan Ruiz de fato e gravata, a tentar persuadir calmamente o gerente do balcão que entregar-lhe todo o dinheiro seria a posição mais vantajosa para todos. E Acuña a correr desenfreadamente pelas escadas abaixo até à cave, onde tentaria durante meia-hora destruir o cofre-forte à cabeçada, com a roupa já ensopada no próprio sangue, antes de se lembrar que tinha a combinação no bolso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Os pézinhos de Bruno Fernandes

Rui Gomes, em 29.04.18

 

download (2).jpg

 

Às tantas, a meio da segunda parte, um dos comentadores da transmissão televisiva do Portimonense-Sporting dizia, meio que surpreendido, que Bruno Fernandes “tinha caído muito”.

 

Não foi só Bruno Fernandes. O Sporting caiu muito na 2.ª parte, num jogo em que, diga-se, nunca foi brilhante, em que nunca pareceu conseguir lidar com a) um Portimonense que sabe sair para o ataque e b) a pressão que é saber que em caso de vitória, o 2.º lugar estava ali à mão.

 

E é nestas alturas que é um luxo ter um jogador como Bruno Fernandes. Que tem mais de 50 jogos nas pernas e mesmo nos jogos em que já não parece tão fresco, tão afinado, ainda tem a clarividência e o talento para resolver o que até então parecia empancado.

 

Há quase 50 anos que nenhum médio português do Sporting marcava tantos golos numa só temporada. Bruno leva já 16, mas nem só de golos vive esta temporada do miúdo que os leõe foram buscar à Serie A. Em Bruno Fernandes também está o inconformismo de quem só deixa de tentar quando o jogo acaba, de quem tem sempre aquele pedacinho de fantasia misturado com eficácia e vontade, por demais necessário quando, claramente, tudo o resto falha.

 

Esta noite, enquanto colectivo, o Sporting não foi o Sporting de outros jogos. Bas Dost nunca foi bem servido, a defesa, sem Mathieu e com um não rotinado Petrovic, falhou mais do que o costume. Mas estava lá Bruno Fernandes e é graças aos pézinhos de Bruno Fernandes que, em Alvalade, se pode, de facto, começar a ouvir o hino da Champions. E sem olhar para trás.

 

Lídia Paralta Gomes, jornal Expresso

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:38

 

mw-960.jpg

 

O adepto comum não se preocupa com considerações financeiras, quer é ver os melhores atletas a representar o seu clube. Havendo consequências, é uma mera reflexão para mais tarde.

 

É de acreditar que nenhum sportinguista vai ficar chateado ao ver Ricardinho, o melhor jogador de futsal do Mundo, a alinhar de "leão ao peito", mas para mentes mais sóbrias, o "peso" da contratação obriga mesmo a reflexão.

 

Sem confirmar formalmente que a proposta que recebeu é do Sporting, Ricardinho fez estas declarações, citadas pelo jornal espanhol Marca:

 

"Não estamos acostumados a estes números no futsal. Se fosse uma proposta baixa nem sequer pensaria sair, porque estou na melhor equipa do mundo, mas estamos a falar de números que nunca se vão voltar a ver nesta modalidade. Isto tem de ser valorizado e ser bem pensado, ver o que faz o clube [Inter Movistar] e o outro clube.

 

Nesta altura há 70 por cento de probabilidade de sair. Isso de ser benfiquista tem de ser colocado de parte quando és profissional. Sempre demonstrei carinho e respeito pelo clube em que estive e ganhei títulos. O que peço é que tenham esse mesmo carinho e respeito se tomar a decisão.

 

São decisões que devem ser tomadas com tempo e calma. Se calhar não vem no melhor momento, porque podemos continuar a fazer história neste clube... E talvez as pessoas do Benfica não estejam contentes, mas eu estou. É bom para mim, para o futsal, mas não está nada decidido".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:37

Realismo

Rui Gomes, em 29.04.18

 

FC Porto e Sporting foram eliminados da UEFA por potenciais vencedores das prova. Não podiam fazer mais.

 

20656241_y8zmj.jpg

A primeira parte da ronda que conduzirá as finais das provas da UEFA acabará por ser, e bem, capitalizada por dois emblemas portugueses. O Liverpool, putativo finalista e candidato muito sério a vencer a Champions, deixou pelo caminho o FC Porto como todos os outros que se lhe atravessaram pela frente. Depois do que se viu nos nos quartos de final e nas meias-finais, os 0-5 do Dragão (número final da eliminatória) mudaram de significado, tornaram-se toleráveis, tal tem sido a torrente de futebol exibida pelos reds. O riquíssimo e poderoso Manchester City foi eliminado com 5-1 no agregado, o Roma esteve a perder 5-0 e acabou por sair vivo (5-2) de Anfield devido a excesso de confiança. Ou seja, o problema do FC Porto (em princípio será eliminado pelo segundo ano por um finalista) para não avançar para além dos "oitavos" chamou-se sorteio. Má sorte!

 

Também o Sporting acaba por estar legitimado a lamentar o desígnio das bolinhas de Nyon. O Atlético de Madrid demonstrou outra vez, ser o principal candidato a vencer a Liga Europa e até agora ninguém causou tanto dano aos espanhóis como os leões. Mesmo jogando com dez durante mais de 80 minutos em casa do Arsenal, o Atlético sofreu menos do que em Alvalade, onde chegou a ganhar por 2-0.

 

Chegados aqui, independentemente dos penachos que cada um possa reclamar para o respectivo chapéu, é importante perceber que no quadro actual é muito difícil aos clubes portugueses discutirem o primeiro mundo. Chegar onde chegaram FC Porto e Sporting foi bom. A ambição é necessária e bem-vinda, o realismo também. Não temos um futebol de segunda divisão europeia, mas somos claramente da segunda metade da primeira divisão e só uma conjugação de factores permitirá dar um passo maior do que a perna sem cair.

 

Carlos Machado, jornal O Jogo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:36

Cartoon do dia

Rui Gomes, em 29.04.18

 

download (1).jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 05:35

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 28.04.18

 

lamborghini_miura_p400_sv_prototipo_1.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

1971 Lamborghini Miura P400 SV - Leilão 2016 - 2 milhões de dólares 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:59

 

image.jpg

 

O futebol tem destas coisas... Bruno Fernandes é de facto um jogador espectacular, realizou, na minha opinião, os piores 40 e picos minutos desde que chegou a Alvalade e depois "oferece" a vitória ao Sporting com um golaço, o seu segundo tento da partida.

 

Muito bom jogo do Portimonense, uma equipa muito bem orientada e com futebol organizado, que jogou o suficiente para merecer o empate. No outro lado da moeda, uma equipa leonina que a partir da primeira meia hora deixou muito a desejar, permitindo que o adversário lhe levasse o jogo e com inúmeras bolas perdidas e passes falhados. Creio que Battaglia foi afectado pelo reconhecimento que não podia levar um "amarelo" para não falhar o dérbi. O outro em perigo era Coates, que felizmente escapou incólume.

 

O Sporting alinhou de início com Rui Patrício; Ristovski, Coates, Petrovic e Coentrão; Battaglia, Bryan Ruiz, Acuña e Gelson Martins; Bruno Fernandes e Bas Dost.

 

Suplentes: Romain Salin, Lumor, Palhinha, Misic, Wendel, Fredy Montero e Doumbia.

 

Esta vitória do Sporting em combinação com a surpreendente derrota do Benfica, na Luz, frente ao Tondela, faz com que os rivais estejam pontualmente empatados na tabela classificativa, muito embora, directamente, não tenha impacte no dérbi. Não esquecendo o último jogo do campeonato, na Madeira, frente ao Marítimo, o Sporting precisa de vencer o rival para assegurar o segundo lugar e garantir o acesso à Liga dos Campeões.

 

Uma nota final para Misic, que entrou na segunda parte e deu muito boas indicações. Com mais confiança e ritmo de jogo, poderá vir a ser uma mais-valia na próxima época.

 

Nota: Devo apontar que face ao resultado (1-1) na primeira volta, na Luz, o Sporting só precisa de um empate a zero em Alvalade para subir à vice-liderança, pois passaria a ter vantagem no confronto directo pelo golo marcado fora. Dito isto, não vislumbro um dérbi sem golos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.

Pág. 1/14





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds