Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




E tudo Jovane mudou

Rui Gomes, em 02.09.18

 

img_920x519$2018_09_01_23_02_03_1442747.jpg

 

Às vezes, é tudo uma questão de paciência. A paciência que Matheus não teve é a mesma que Jovane Cabral, o miúdo nascido há 20 anos na ilha cabo-verdiana de Santiago, está a aproveitar. Quando ele sai do banco, o Sporting muda. Foi assim frente ao Moreirense, quando sofreu a grande penalidade que permitiu aos leões engatarem uma vitória difícil. Foi assim na jornada seguinte, frente ao V. Setúbal, quando menos de 10 minutos depois de entrar deu a assistência para Nani fazer um segundo golo que valeu três pontos.

 

E foi também assim este sábado. Ele entrou e o Sporting mudou. O golo que marcou a três minutos do fim e que desfez um zero-zero que em alguns momentos do jogo pareceu mais que anunciado, foi só a cereja, o lacinho, a pièce de résistance.

 

Lídia Paralta Gomes, jornal Expresso

 

publicado às 04:54

Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 02.09.18

 

mw-680.jpg

 

"Só gostava que os jogadores deixassem de tirar as camisolas depois dos golos. Sem muito bem que é a frustração a sair com a exaltação do golo finalmente marcado, mas é um amarelo num campeonato com muita jornada pela frente e é o amarelo mais estúpido de se ter...

Tirando isso, achei que a prestação da equipa até foi muito boa. Fomos possantes, tanto no nosso jogo como depois da recuperação da bola, irmos logo para cima deles. Preferia era que jogassem com a bola no pé, em vez de atirar lá para a frente e esperar que os avançados do Sporting a agarrassem, assim como trabalhar melhor os centros. Não se admitem centros assim, de jogadores profissionais.

Depois, não nos podemos esquecer que tivemos um Secco do outro mundo, com defesas de instinto surreais!!! Mesmo que se venha a dizer que alguns dos remates foram à figura, é importante também rematar constantemente para se ir cansando o guarda-redes e colocar a equipa o mais próximo da baliza possível.

O que alterava era a táctica adoptada após o golo. O Sporting deve sempre tentar manter-se possessivo da bola, tentar chegar sempre ao 2º golo, mesmo que com menor número de elementos, para não deixar o adversário subir no campo e arriscarmo-nos a um golo ao cair do pano. "A melhor defesa é um bom ataque!"... Não me consigo esquecer da quantidade de empates que cedemos desta forma com JJ... Aquele recuo da equipa no dérbi aos 19mins vai-me ficar para o resto da vida!!!

De resto e no geral, acho que estivemos muito bem. Jovane está uma autêntica máquina infernal, Raphinha tem que ser titularíssimo!!! Jefferson talvez comece a melhorar a sua prestação, visto que hoje nem foi assim tão mal quanto isso.

 

Bruno Fernandes está a perder protagonismo na equipa e, se for porque os restantes elementos finalmente começam a ter a mesma qualidade, deixando de sobressair tanto, ainda melhor; se for porque está a decair sem razão aparente, tem que se começar a tentar perceber a razão e tentar puxar este jogador para cima. Foi um inconformado a temporada toda, no ano passado. Este ano está a ter prestações bastante aquém do que se esperava.

 

Nani é o capitão, de longe e sem discussão. Por toda a sua presença em campo! Realmente, é a experiência de vida a vir ao de cima. Coates não esteve muito bem no lance que Edinho quase marca, quando tem tanto campo pela frente, faz um carrinho tão cedo... Mas há dias assim e o seu melhor em muito suplanta o seu pior".

 

Leitor: R. RIBEIRO

 

publicado às 04:53

Bicampeões vencem e convencem

Rui Gomes, em 02.09.18

 

img_920x518$2018_09_02_01_10_36_1442772.jpg

 

Foi frente a outro Sporting (da Horta) que o andebol do Sporting CP somou os primeiros pontos na defesa do título, superiorizando-se ao adversário por 35-23.

 

Nos Açores, os comandados de Hugo Canela estiveram a ganhar praticamente desde o início, chegando a uma vantagem segura ao intervalo (17-8). Na etapa complementar, e com o triunfo garantido, os leões foram construindo um resultado ainda mais gordo, convencendo os Sportinguistas da ilha do Faial.

 

Carlos Ruesga, com dez golos, e o reforço Valentin Ghionea, com sete, foram os melhores marcadores do encontro.  

 

publicado às 04:52

Juniores somam terceiro triunfo

Rui Gomes, em 02.09.18

 

img_920x518$2018_09_01_20_14_16_1442689.jpg

 

Os juniores do Sporting venceram este sábado a Académica por 3-1, em jogo a contar para a terceira jornada do Campeonato Nacional, no Estádio Cidade de Coimbra. 

 

Bernardo Sousa (15’), Bavikson (42’) e Tiago Rodrigues (90’) foram os marcadores dos golos dos leões, enquanto do lado dos estudantes o único tento foi marcado por Daniel Costa (48’). A turma leonina liderada por Pedro Venâncio segue incólume com o registo de três vitórias em três jogos realizados. 

 

Na próxima jornada, o Sporting recebe o Cova da Piedade, actual 7.º classificado mas com menos um jogo disputado.

 

publicado às 04:51

Foto do dia

Rui Gomes, em 02.09.18

 

image (2).jpg

Enquanto o pai procura o seu primeiro golo "italiano", o filho estreou-se

pela equipa sub-9 da Juventus a marcar... quatro golos!

 

publicado às 04:50

 

maxresdefault (1).jpg

 

No fim valeu o golo do jovem Jovane Cabral e os respectivos três pontos, num jogo em que o Sporting teve muita posse de bola mas com evidentes dificuldades no último terço do terreno, com algum mérito do guarda-redes do Feirense, que fez três ou quatro defesas de grande qualidade.

 

O Sporting alinhou de início com o seguinte onze: Salin; Ristovski, Coates, André Pinto e Jefferson; Battaglia, Acuña, Raphinha e Nani; Bruno Fernandes e Fredy Montero.

 

Suplentes: Renan, Bruno Gaspar, Petrovic, Gudelj, Jovane, Luc Castaignos e Diaby.

 

Nada a apontar à defesa leonina asim como ao meio campo defensivo, mas os problemas começavam na construção de jogo com clara ineficácia de último passe e finalização. Uma situação que José Peseiro tem de resolver urgentemente porque não se pode estar à espera de vencer muitos jogos nos descontos.

 

Pelos vistos, os novos reforços ainda precisam de mais algum tempo de estágio antes do treinador os lançar no relvado. Esperava que Montero fosse substituído (mais cedo) para dar oportunidade a Diaby, mas não aconteceu.

 

publicado às 22:58

 

Em condições normais, o Sporting elegerá no próximo sábado o 44.º presidente da sua história.

img_240x200$2015_10_26_19_11_45_1006496_im_6358148

 

7 candidatos é um número brutal e mostra duas coisas:


1) A facilidade com que se pode chegar à presidência de um clube com a dimensão do SCP.


2) A grande dificuldade de não se achar uma figura suficientemente mobilizadora e agregadora para protagonizar uma liderança que represente um futuro minimamente consistente na vida do SCP.

Os últimos debates têm revelado a dificuldade de todos os 7 candidatos em projectar a ideia de uma superioridade indiscutível: seja pelo projecto, pela palavra e imagem ou seja por aquilo que representam, representaram ou podem representar no clube de Alvalade.

Considerando os défices, as lacunas e um poço sem fundo de problemas para resolver, parece um dado adquirido que ‘a crise do Sporting’ não se vai resolver na próxima presidência. Pegando no número de candidatos, são 7 os principais problemas que afligem o Sporting:

1. UNIÃO E LIDERANÇA


… Ou a falta delas. É uma das questões que mais perturba o Sporting e que, no fundo, muito se relaciona com a natureza da liderança. Ou oito ou oitenta. As facções, os desencontros, a dificuldade de se estabelecerem pontes e mínimos consensos minam o clube por dentro e enfraquecem-no nas lutas externas. O Sporting necessita de recuperar uma imagem de respeitabilidade. E isso só se consegue com equilíbrio (sem perda de firmeza). Estas eleições, considerando o excessivo número de candidato e a fragmentação de votos, não vão fazer baixar o ruído.

2. HERANÇA(S)


A fragmentação de votos e a possibilidade de muitos sócios optarem por não votar vão aumentar a ‘corrida por fora’ de Bruno de Carvalho. Pode até Bruno de Carvalho ser expulso de sócio (cenário mais provável), pode até não conseguir mecanismos funcionais e legais para voltar à ribalta, mas — pelo que se conhece do seu modus operandi — não fará nada para agregar. Será sempre um elemento desestabilizador e o futuro do Sporting, nestas condições, será muito difícil de construir. É preciso ter essa noção.

3. LIMPEZA


A Comissão de Gestão fez os possíveis para ‘curar e colar’ mas é óbvio que a sua tarefa foi no sentido de assegurar alguma governabilidade e o anti-caos. Há um mundo de realizações a cumprir. O Sporting precisa de se preparar para a próxima década. E aquilo que fizer de errado agora vai pagar no decénio 2020-30.


As saídas para o desbloqueio da situação financeira são prioritárias, mas o Sporting não tem apenas um problema financeiro. Tem um gravíssimo problema de modelo de organização de todo o seu futebol. E considerando a complexidade e as brechas abertas com Bruno de Carvalho, há um trabalho essencial de desminagem e limpeza que o próximo presidente e a sua equipa têm de assegurar. O Sporting não terá futuro se não souber conciliar um plano de curtíssimo-prazo com um plano de médio e longo prazos.


A questão crucial é saber se haverá coragem para fazer esse trabalho. Em Alvalade e em Alcochete. Cortar pela raiz as ervas daninhas.

4. COMUNICAÇÃO


Uma das prioridades é encetar um novo ciclo na área da comunicação. A imagem dada por Bruno de Carvalho e Nuno Saraiva, neste domínio, foi terrível. O Sporting perdia facilmente a razão, quando eventualmente a tinha. Foi estranho que a Comissão de Gestão tenha sido romântica na abordagem deste tema. As ligações ao regime de Bruno de Carvalho, pelo dano que causaram, causam e ainda vão causar à instituição durante anos a fio, deveriam ter sido interrompidas. A comunicação do Sporting, com Bruno & Saraiva, atingiu os sportinguistas de uma forma gravemente desrespeitosa. Esse facto não pode ser branqueado e todos passaram por cima do quisto.

5. TRANSIÇÃO NO FUTEBOL 


José Peseiro foi achado pela Comissão de Gestão para ocupar o lugar deixado em aberto através do abalo provocado pela ‘invasão de Alcochete’. Foi uma boa decisão porque o Sporting precisava, no período de transição, de um treinador com vivência e experiência mas também com um grau elevado de sensatez. Sempre afirmei que o Sporting, no tempo de Bruno de Carvalho e Jorge Jesus, tinha todo um mundo (de recursos) para explorar e optimizar entre eles. Não é fácil para Peseiro perceber que é um treinador a prazo. Já fez o mais difícil: manter a equipa competitiva num período crucial. O novo presidente terá uma decisão a tomar: dar-lhe ou não um voto de confiança… imediato.

6. FORMAÇÃO E ACADEMIA


Queira ou não queira, o Sporting está muito atrasado em relação ao Benfica, na formação e nas respectivas Academias. O que quer dizer que, primeiro, é preciso definir estratégias no sentido da modernização e da requalificação de ‘Alcochete’. A Formação não está a funcionar bem - e não basta acenar com a ‘bandeira’ dos "Ronaldos e dos Figos". Quem ignorar esta realidade estará a contribuir para que se continue a falar em ser campeão sem se criarem as condições essenciais nesse sentido.

7. RELAÇÃO COM OS PODERES


A tarefa ciclópica é de reestruturação externa (uma montanha de prioridades) mas o Sporting tem de saber relacionar-se com os poderes. Sem os afrontar inconscientemente mas sem se mostrar adormecido. O Sporting tem, de facto, trabalho de muita paciência para os próximos 10 anos.»

 

Rui Santos, jornal Record

 

publicado às 11:35

Foto do dia

Rui Gomes, em 01.09.18

 

40455104_250221159166861_8139007272673083392_n.jpg

 A nossa querida amiga e colega redactora Isabel Trigo Mira

com Hugo Viana e Beto Acosta

 

publicado às 11:30

Leoas são elas

Rui Gomes, em 01.09.18

 

img_920x518$2017_09_14_22_50_13_1312487.jpg

Soraya-Lynn

 

publicado às 02:34

O futebol tem destas coisas

Rui Gomes, em 01.09.18

 

img_920x518$2018_08_31_18_54_56_1442119.jpg

 

Algo que ninguém esperava no último dia do mercado de transferências era ver Fábio Coentrão ser apresentado como jogador do... Rio Ave. É de crer que a vasta maioria de adeptos dava o defesa como garantido novamente em Alvalade uma vez que a rescisão com o Real Madrid fosse oficializada. Não aconteceu...

 

Eis as suas primeiras declarações depois de ser apresentado como reforço da equipa de Vila do Conde:

 

"Sinto uma felicidade tremenda porque voltar ao clube da terra diz-me muito. Ao contrário do que muita gente possa vir a dizer, neste momento sou uma pessoa feliz.

 

Passei por muito no futebol, já passei pelo maior clube no mundo, já passei por muitos clubes bons, mas cheguei a um ponto na carreira em que preciso de felicidade. Acho que vou encontrar essa felicidade no clube da minha terra. Sei que aqui sou amado e que as pessoas me querem. Não estou a dizer que não me querem noutros sítios, porque no Sporting senti um carinho muito especial e eu próprio tenho um carinho tremendo pelo Sporting.

Acho que fiz a escolha certa, nem pensei duas vezes. Já conquistei tudo no futebol, tive uma carreira muito bonita mas não quero que fique por aqui".

 

Horas mais tarde, o Record publica o que alegadamente são declarações adicionais de Fábio Coentrão, após ser instado a comentar o seu não regresso ao Sporting:

 

"Fiquei à espera até hoje da chamada do clube, pelo qual dei tudo o que tinha o ano passado, e até ao dia 31 recebi zero chamadas. É triste...".

 

Bem... mensagem muito confusa de Fábio Coentrão, com uma versão inicial radicalmente diferente da segunda.

 

Se de facto o Sporting não o tentou recuperar, quero acreditar que hajam razões válidas para essa decisão. A dúvida, no entanto, recai sobre a possível inconveniência de vir para a praça pública dar explicações. Sousa Cintra tem agora a palavra, veremos se dá algum esclarecimento.

 

publicado às 02:33

 

img_920x518$2018_08_31_22_49_57_1442238.jpg

 

Já depois da sua cedência ao Nuremberga ter sido oficializada, Matheus Pereira veio para as redes sociais com novo desabafo:

 

"Por tudo o que fiz na última época e pelo que fiz no estágio merecia pelo menos uma oportunidade. No entanto nem sequer fui chamado. Tive que assistir na bancada. Não quis desrespeitar os meus companheiros, nem a instituição no meu tweet. Na verdade quem foi desrespeitado fui eu. Não tenho mágoas desta gigantesca instituição e torço por eles na temporada. Obrigado Nuremberga pela oportunidade. Darei o meu melhor, como sempre fiz, quando tive oportunidade e sequência."

 

Curiosamente, o 'tweet' foi apagado poucos minutos depois. Alguém deve ter chamado a atenção a Matheus que estava a agir incorrectamente e, ao fim e ao cabo, em prejuízo próprio.

 

Ele não deixa de ter razão sobre a decisão de José Peseiro de o mandar para a bancada. Opção técnica que não fez sentido algum na altura. Mas, como nós sabemos, questões desta natureza não podem sair do foro interno.

 

Pela informação disponível, o empréstimo ao clube alemão é por uma época e sem opção de compra.

 

publicado às 02:32

Resumo do último dia do mercado

Rui Gomes, em 01.09.18

 

mdb.jpg

 

Quem esperava contratações sonantes no último dia do mercado de transferências, terá ficado desapontado. Pelos vistos, todas as tentativas para garantir mais um ponta de lança, foram em vão. Consequência, inevitável, de quem anda às compras com uma carteira modestamente recheada.

 

Não chegou um único reforço, mas verificaram-se algumas saídas, fundamentalmente de excedentários, salvo porventura no caso de Matheus Pereira:

 

img_1280x720$2018_09_01_01_38_07_1442292.jpg

 

Carlos Mané acabou por não sair, apesar das notícias que surgiram durante o dia a indicar o seu regresso ao Estugarda. Não é claro, no entanto, se ficou por opção técnica de José Peseiro ou se não o conseguiram colocar.

 

Nada resultou dos rumores sobre o interesse do AEK Atenas em Misic e do Nantes em Petrovic.

 

publicado às 02:31

Convocatória para o Feirense

Rui Gomes, em 01.09.18

 

40501198_10155469236691555_3511297753466535936_n.j

 

O meu palpite para o onze inicial é o seguinte:

 

Romain Salin; Ristovski, Coates, André Pinto e Jefferson; Battaglia, Gudelj, Acuña e Nani; Bruno Fernandes e Montero.

 

Creio que José Peseiro vai estrear Gudelj como titular, mas já o mesmo não acontecerá com Diaby, mesmo com Bas Dost lesionado. Esperar golos de Montero, poderá muito bem ser apenas fruto da imaginação.

 

A outra questão que me incomoda é ver Raphinha fora do onze inicial. O Sporting precisa da sua velocidade e criatividade, mas com Nani e Acuña nas alas, é um dilema.

 

Jérémy Mathieu continua lesionado, assim como Bruno César e, pelos vistos, Viviano, muito embora tenha treinado durante a semana.

 

publicado às 02:30

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 01.09.18

 

maxresdefault (1).jpg

um dos carros mais caros do Mundo

1957 Mercedes-Benz 300 SC Cabriolet - Leilão 2018 - 1 milhão de dólares

 

publicado às 00:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.

Pág. 13/13





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds