Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




2b0a7baa90646773df6dc617d0f2d902.jpg

Em recém-entrevista ao Porto Canal, Ricardo Quaresma recordou os seus momentos mais importantes no percurso até à equipa principal do Sporting, e adiantou esta interessante consideração:

"Vestir a camisola do leão deixou um sentimento de orgulho e independentemente de hoje assumir que amo o FC Porto, vou ter sempre muito carinho e respeito pelo Sporting.

Jamais me ouvirão falar mal do Sporting CP, não posso cuspir no prato onde comi. Por vezes, acho piada quando as pessoas me perguntam o porquê de não falar do Sporting.

E eu pergunto: porque é que quando falam em jovens que saíram do Sporting nunca falam em mim?... Porque digo que amo o Porto?... Ou porque me esqueceram?... Se não falam em mim, também não tenho de falar em ninguém. Mas vai ser sempre clube que me marcou e vai estar sempre comigo".

publicado às 04:05

Leoas impõem nova goleada

Rui Gomes, em 18.11.19

A equipa principal de futebol feminino do Sporting goleou (0-8), este domingo, o UR Cadima em jogo da sétima jornada do Campeonato Nacional. 0-8 no Parque Desportivo do Fujanco.

O Sporting continua assim em 2.º lugar, em empate pontual com o SC Braga, três pontos atrás do Benfica.

As leoas voltam a jogar no próximo domingo, na Academia Sporting, frente ao CF Benfica.

publicado às 04:04

As claques que não existem

Rui Gomes, em 18.11.19

vieiralyon1.jpg

Luís Filipe Vieira participou no sábado nas celebrações do 37º aniversário dos ‘Diabos Vermelhos’, a mais antiga (não) claque do Benfica. O presidente dos encarnados esteve no Centro Cultural Dr. Magalhães Lima, em Lisboa, e teve como acompanhantes os jogadores Samaris e David Tavares.

A participação de dirigentes e atletas encarnados nestas festas são recorrentes. Aliás, no ano passado, o próprio Vieira já havia estado nas comemorações do 36º aniversário dos DV. Em 2017, coube ao vice-presidente Fernando Tavares e ainda a Svilar e Jardel associarem-se à festa dos adeptos.

A presença de Vieira acontece no final de uma semana marcada por duas decisões judiciais favoráveis às águias, uma das quais que anulou a realização de jogo à porta fechada, por alegado apoio a claques ilegais.

Um cínico questionaria o termo "claques ilegais". Se elas não existem, como é que podem ser consideradas ilegais?

publicado às 04:03

jgmira.jpg

Com uma vitória por 5-1 na final sobre Miguel Silva (Academia de Bilhar Miguel Silva, do Funchal), na final, João Grilo conquistou nos Bombeiros Voluntários de Mira, o 2.º ESC Online Masters de Pool Português (PT), prova organizada pela Federação Portuguesa de Bilhar com os 12 melhores do ‘ranking’ nacional desta variante do bilhar.

O sportinguista soma dois em dois, depois de, na primeira das oito provas da elite do Pool PT nacional, disputada em Soure, ter vencido igualmente o madeirense no duelo decisivo, mas por bem mais apertados 5-4.

Parabéns leão!

publicado às 04:02

publicado às 04:00

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 17.11.19

disco_volante_03pop.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

1952 Alfa Romeo 1900 C52 'Disco Volante' - Leilão 2018 - 500 mil dólares

publicado às 22:00

Portugal está no Euro 2020

Rui Gomes, em 17.11.19

2019-11-17.png

Portugal está no Europeu de 2020, onde vai poder defender o título conquistado em Paris em 2016! A equipa das quinas venceu por 2-0 no Luxemburgo, na última ronda do Grupo B, tendo conseguido o apuramento ainda antes do final da partida, face ao empate da Sérvia.

Bruno Fernandes, aos 39', e Cristiano Ronaldo, aos 86', apontaram os tentos da formação portuguesa, que vai marcar presença no Campeonato Europeu pela oitava vez, e sétima consecutiva, desde 1996.

Deste modo, um total de 17 selecções estão já qualificadas. A saber: Inglaterra e República Checa (Grupo A), Ucrânia e Portugal (Grupo B), Alemanha e Holanda (Grupo C), Croácia (Grupo E), Espanha e Suécia (Grupo F), Polónia e Áustria (Grupo G), França e Turquia (Grupo H), Bélgica e Rússia (Grupo I) e Itália e Finlândia (Grupo J).

publicado às 16:31

Fotografia com história dentro (172)

Mokuna, o “Fura Redes”

Leão Zargo, em 17.11.19

Mokuna e Cesário SCP 5 - SCB 2 9.1.1955 (2).jpg

Depois da conquista do tetra campeonato e da Taça de Portugal, o Sporting fez a digressão desportiva mais longa da sua história no Verão de 1954. Realizou o primeiro jogo em 3 de Julho, com o Sporting de Lourenço Marques em Moçambique, e o último em 17 de Agosto frente à Selecção de Léopoldville no antigo Congo Belga. Também esteve na África do Sul e em Angola, tendo disputado um total de doze jogos. Venceu onze e empatou um.

No último jogo, o orientador técnico Tavares da Silva ficou impressionado com um jovem de 19 anos que marcou um golo logo aos três minutos. Tratava-se de Léon Trouet Mokuna, a quem os adeptos chamavam “Trouée” (“buraco”) em vez de Trouet. A sua contratação foi demorada, nunca um congolês tinha vindo jogar para a Europa, mas o Sporting conseguiu contratá-lo ao Vita Club a troco de cinquenta mil francos e graças aos bons ofícios de Raul Sousa, um sportinguista que era o Cônsul de Portugal na Embaixada em Léopoldville.

Mokuna chegou a Lisboa em Outubro, mas apesar do entusiasmo do treinador Joseph Szabo que chegou a compará-lo a Peyroteo, apenas fez o primeiro jogo com a camisola verde e branca frente ao SC Braga em 9 de Janeiro de 1955. Questões burocráticas e o peso excessivo do jogador adiaram a sua estreia. Marcou um golo na expressiva vitória leonina por 5-2, com um poderoso remate que deixou o guarda-redes Cesário pregado ao relvado.

Mokuna não conseguiu afirmar-se no Sporting. Em 1954-55 ainda marcou dezanove golos em onze jogos (uma média apenas superada por Peyroteo e Sidónio), mas as limitações técnicas e tácticas, para além do despedimento de Szabo que o admirava, fizeram com que saísse no final da época seguinte. A categoria do avançado-centro João Martins e a recente contratação de Miltinho também terão contribuído para o insucesso do primeiro congolês a jogar na Europa.

Na fotografia, Cesário cumprimenta o estreante Mokuna. O guarda-redes bracarense diria mais tarde que o remate foi tão violento que quando viu a bola esta já estava dentro da baliza a balouçar nas redes.

publicado às 13:30

O Sporting é também isto...

Jorge Fonseca ofereceu a medalha de campeão

Rui Gomes, em 17.11.19

jorgefonsecajudo1.jpg

Teresa Santos, de 13 anos, ficou em lágrimas e jamais esquecerá o gesto. "É uma grande batalhadora e uma inspiração", justificou o judoca.

No meio dos festejos dos sportinguistas no pódio após a renovação do título dos Clubes Campeões Europeus, competição que ontem se disputou no Multiusos de Odivelas, Jorge Fonseca chamou uma jovem, Teresa Santos, de 13 anos, para que ficasse ao seu lado e com a equipa nas fotografias.

Sem que nada o fizesse prever, o campeão do mundo em Tóquio tirou a medalha de ouro do pescoço e colocou-a no da atleta do JC Marinha Grande, a qual estivera todo o dia, com os seus colegas de clube, a apoiá-lo nas bancadas. Surpresa pelo gesto, Teresa desfez-se em lágrimas e foi acarinhada por todos os leões e pelo presidente Frederico Varandas, que viera felicitar o grupo.

"Ofereci-lhe a medalha porque ela tem uma grande história de vida e é uma inspiração para mim. É uma grande batalhadora e grande mulher. Estou muito feliz que tenha cá estado e tenha podido festejar o título comigo".

Isto, considerações de Jorge Fonseca, que conheceu Teresa - que tem superado algumas adversidades na vida - quando foi a um treino/convívio à Marinha Grande. Desde então a amizade cresceu e a atleta envia-lhe mensagens de apoio pelas redes sociais.

Para a Teresa foi um momento inesquecível. Quando questionada porque Jorge lhe havia dado a medalha, foi sincera:

"Nem sei bem… Nem sei bem… O Jorge Fonseca é uma grande inspiração. Não só para mim, mas para todos e por isso agradeço-lhe muito".

Mas ele diz que a Teresa é que é uma inspiração?

"Ah ah, ah… Pois, já não sei… Mas penso que é capaz de ele ser mais. Vou guardar esta medalha num placard de judo em que penduro coisas e que sempre que entro e saio [do quarto] olho para aquilo. Sim, acho que hoje vou dormir com a medalha. Se há algo que nunca irei esquecer na vida é isto".

(Assente numa reportagem de Miguel Candeias, jornal A Bola)

Magnífico gesto de Jorge Fonseca. Parabéns campeão!!!

publicado às 09:53

As modalidades vitoriosas

Rui Gomes, em 17.11.19

78347985_10156344440621923_5893902273620213760_n.j75237610_10156343674151923_2209416578192113664_o.j

- Este resultado da equipa de hóquei em patins coloca o Sporting CP na liderança isolada do grupo, com seis pontos, uma vez que o Reus Deportiu perdeu em casa do AW Lodi.

- Com 7 vitórias em 7 jogos, a equipa de voleibol assume a liderança isolada, à condição.

74935236_10156344551336923_6177595227277099008_n.j72847424_10156344629021923_5772643462679625728_o.j

- Pela equipa de basquetebol, Travante Williams e James Ellisor, com 21 pontos cada um, foram os melhores marcadores. FC Porto lidera a classificação, com 14 pontos, seguido pelo Sporting e Benfica, ambos com 13.

- Na Liga Placard de futsal, o clube da Luz continuar a liderar a tabela classificativa com 31 pontos, seguido pelo Sporting com 28.

publicado às 03:33

wm.jpg

Em comunicado, o Sporting reagiu à notícia da Visão sobre Frederico Varandas. Segundo aquela revista, o presidente do SCP goza de licença militar desde que foi eleito pela bancada do PSD para a Assembleia de Freguesia de Odivelas, mas deixou de aparecer nas reuniões daquele órgão a partir da data que anunciou a candidatura à presidência do clube de Alvalade.

Absolutamente vergonhoso e ridículo que o presidente do Sporting Clube de Portugal, neste caso Frederico Varandas, podia ser outro, tenha que vir a público dar uma explicação sobre uma situação que em nada se relaciona com o Clube e, ainda por cima, na sequência de uma reportagem com óbvias intenções maliciosas.

Como indica o Sporting CP no comunicado "Não pode valer tudo"... mas pelos vistos vale mesmo, para certas pessoas de má fé.

publicado às 03:32

A equipa feminina de hóquei em patins do Sporting recebeu e venceu, este sábado, a AD Sanjoanense por 11-2 em jogo da sexta jornada do Campeonato Nacional.

Depois da vitória pela margem mínima na semana passada, em casa da AA Coimbra, as leoas em patins voltaram aos triunfos expressivos e ao intervalo já venciam por 4-1 com golos de Rute Lopes (2), Rita Lopes e ainda Adriana.

75610613_10156385017026555_6000228578489270272_o.j

Na segunda metade, a formação verde e branca continuou a ser superior e a demonstrá-lo no marcador com mais um golo de Rute Lopes e outro de Rita Lopes, dois de Adriana, dois de Pulga e um de Catarina.

A formação leonina volta a jogar no próximo fim-de-semana em casa da UDC Nafarros.

publicado às 03:31

Foto do dia

Rui Gomes, em 17.11.19

festejos_4.jpeg

Bicampeões Europeus de Judo

publicado às 03:30

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 16.11.19

1991_Bugatti_EB_110_GT_02.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

1991 Bugatti EB110 - Leilão 2017 - 950 mil dólares

publicado às 23:00

O 37.º título europeu do Sporting Clube de Portugal

Sporting sagrou-se Bicampeão Europeu de Judo

Rui Gomes, em 16.11.19

festejos_3 (1).jpeg

O Sporting Clube de Portugal sagrou-se este sábado Bicampeão Europeu de judo ao vencer a Liga dos Campeões. A prova disputou-se no Pavilhão Multiusos de Odivelas e os leões bateram na final os russos do Yawara-Newa por 3-2.

Tudo começou com uma vitória de grande nível nos quartos-de-final contra os georgianos do Golden Gori, equipa que estava entre o lote dos favoritos. Kherlen Ganbold começou por bater Vazha Margvelashvili por ippon nos -66kg, com João Fernando (-73kg) a ceder pela margem mínima contra Lasha Shavdatuashvili.

judochampions_13.jpeg

E já à tarde, chegou a grande final numa reedição do derradeiro duelo da edição de 2018 contra o Yawara-Newa (Rússia). Kherlen Ganbold começou da melhor maneira e bateu Zelimkhan Ozdoev por ippon no ponto de ouro, tendo João Fernando sido derrotado por Denis Iartcev no seguimento.

judochampions_10.jpeg

Pedia-se uma vitória Leonina para voltar a estar na frente e foi precisamente o que João Martinho fez. Numa luta muito combativa contra Denis Kalinin, o atleta verde e branco pontuou um waza-ari no ponto de ouro e levou o Multiusos de Odivelas - que estava muito bem composto - ao rubro.

Por fim, Jorge Fonseca defrontou Anton Krivobokov e saiu derrotado por 3-2, mas o mais importante estava feito. O Sporting voltou a chegar ao topo da Europa do judo e adicionou mais um título continental ao palmarés, amealhando agora 37.

O presidente Frederico Varandas:

"Assistimos hoje a mais um dia memorável para o desporto português e para o Sporting CP. Ser Bicampeão Europeu de clubes consecutivamente é um feito inacreditável para a dimensão do país.

Quero dar os meus sinceros parabéns ao Pedro Soares, que conheço há muitos anos, e a pessoas como o João Pina, que também conheço há muitos anos. [O judo do Sporting CP] é um projecto vencedor e um exemplo para outras modalidades, sendo muito assente na prata da casa.

Neste dia longo, tivemos dois grandes exemplos: o [João] Martinho, um jovem que teve o infortúnio de partir a cabeça no aquecimento e foi decisivo, ganhando os dois combates. O Jorge esteve doente toda a semana e todos conseguiram ganhar pelo espírito e pelo coração de leão que têm. É um orgulho e um exemplo para todas as outras modalidades.

Temos mais de 50 modalidades e sabemos que é impossível dar as mesmas condições a todas. É uma angústia, enquanto presidente do Sporting CP, saber que não consigo dar as condições que gostaria a todas as modalidades. Essas diferenças fazem com que, por vezes, os atletas ganhem uma resiliência e resistência muito importantes na vida.

O exemplo de hoje é paradigmático. (...) É oitavo título europeu em 14 ou 15 meses e o que interessa é que o Museu [Sporting] vai aumentar e ter cada vez mais troféus. Essa é a nossa missão. Quem está aqui tem a missão única de servir o Sporting CP".

Parabéns aos grandes leões!!!

publicado às 20:36

XXpq3UCou2LXXbKMeqxWfMTx7eAdDQsI.jpeg

O Sporting conquistou hoje a Taça de Portugal de râguebi feminino, ao vencer o Benfica por 28-5, na final que se disputou no Complexo Desportivo da Vila da Moita (Anadia).

As leoas, que chegaram à fase final desta competição depois de vencerem a Zona Sul da qualificação, bateram o SC Porto nos quartos de final, por 41-0, e a equipa mista do Belas/São Miguel nas meias finais, por 43-0, para chegarem à final da prova pela quinta vez consecutiva.

O Sporting Clube de Portugal somou assim o quarto título na Taça de Portugal, de forma consecutiva, mantendo-se na posse de todos os troféus de râguebi feminino que disputa: é Campeão Nacional, detentor da Supertaça e revalidou há uma semana o título na Taça Ibérica, disputada na variante de 15.

Parabéns magníficas leoas!!!

publicado às 17:42

FC Porto e Sporting empataram este sábado (29-29) no Dragão Arena em duelo da 12:ª jornada do Campeonato Nacional de andebol.

Os dragões chegaram a ter seis golos de vantagem na primeira parte mas o Sporting reagiu e foi para o intervalo a perder por três (16-13).

download.jpg

Numa segunda parte bem mais emotiva os leões entraram fortes e conseguiram colocar-se na frente do marcador pela primeira vez, seguindo-se um jogo de 'parada e resposta' com golos nas duas balizas e sucessivas igualdades no marcador, com os guarda-redes Cudic e Thomas Bauer em destaque face às grandes defesas realizadas.

A um minuto e meio do fim o Sporting vencia por um golo, mas permitiu que o FC Porto empatasse a partida. Com este resultado, o Sporting continua na liderança do campeonato, em igualdade pontual com a formação do Norte, ambos com 11 vitórias e um empate, sendo que apenas a diferença de golos separa as equipas. 

publicado às 17:02

Foto do dia

Rui Gomes, em 16.11.19

21509424_TUNK6.jpeg

Luís Maximiano cumpriu ontem a sua primeira internacionalização

pela Selecção Nacional de sub-21, no jogo de preparação (0-0) frente à Eslovénia.

Parabéns leão!

publicado às 12:08

Leoas são elas

Rui Gomes, em 16.11.19

sofia-049.jpg

 Sofia Costa

publicado às 03:33

img_552x364$2019_09_07_00_18_48_1598529.jpg

O tema das claques, que ganhou um renovado élan com a recém-tomada de posição do actual Conselho Directivo do Sporting e do seu presidente, Frederico Varandas, está a ser discutido da pior forma ou, melhor dizendo, não está a ser analisado no contexto e na dimensão exactos.

1. Há uma corrente de opinião, sustentada por um lado no interesse da manutenção das mordomias e dos negócios de duas claques do Sporting CP e, por outro, na motivação de franjas oposicionistas cujo maior interesse é chegar ao poder, seja lá por onde for, que vê o posicionamento de Varandas como uma espécie de bóia de salvação, considerando o ainda fraco desempenho da equipa de futebol, no primeiro ano de ‘autonomia varandista’, com treinador e jogadores escolhidos no âmbito da sua administração e consulado.

2. Não se pode misturar as coisas e é perigoso misturar as coisas. Há anos que o tema das claques foi abandonado e, por causa desse abandono, as claques foram ganhando— junto dos clubes, de Norte a Sul — um poder inusitado e, repito, perigoso. Esse poder foi sendo consolidado com a total indiferença e cumplicidade das tutelas.

3. Toda a gente se lembra, no auge do processo Apito Dourado, das imagens do presidente do FC Porto à chegada ao tribunal rodeado de ‘seguranças’ da principal claque dos azuis-e-brancos.

4. Mais recentemente, o que aconteceu na Academia do Sporting, cuja invasão ocorre na sequência de um clima e de uma linguagem bélicas usadas pelo ex-presidente destituído, inclusive contra a própria equipa e jogadores, colocou o tema das claques num patamar de perigosidade nunca antes visto.

5. Não cedendo aos caprichos das ditas claques e não alimentando as suas mordomias e negócios, o presidente leonino expôs-se como nunca. As duas claques foram engordando e inchando muito antes ainda do fenómeno Bruno de Carvalho (todos nos lembramos das problemáticas do eixo Godinho Lopes-Pereira Cristóvão), mas foi com ele que adquiriram a expressão máxima da influência e do peso na estrutura.

6. Um presidente entrar, recorrentemente, no relvado para, junto do sector das claques, estender vénias de agradecimento pelo apoio prestado, foi mais uma das singularidades achadas no tempo mais lamentável da história do Sporting.

7. Quer dizer: para poderem ter o conforto da segurança, ou lá o que isso representa, e a disponibilidade dos braços armados, os presidentes de clubes dos mais representativos do futebol nacional como o FC Porto e o Sporting, em momentos e épocas diferentes, não se importaram de trocar esse apoio pela perda de autonomia e poder.

b52db8675f0916ef01322ac2e452b2ae.jpg

8. Quando, em Abril deste ano, o FC Porto foi a Vila do Conde empatar e hipotecar a réstia de esperança que ainda havia na reconquista do título, a humilhação sofrida por jogadores, treinadores e administradores correspondeu à cedência mais indigente e invertebrada que uma estrutura (supostamente forte) poderia protagonizar.

9. Isto anda tudo de pernas para o ar, completamente subvertido. E, repito: os clubes e os seus responsáveis alimentaram e acomodaram-se a um regime que é uma enorme afronta a qualquer sociedade civilizada.

10. E isto aconteceu debaixo do nariz do Estado, com claques organizadas ou não, sendo que em Portugal estar ou não estar legalizado vai dar exactamente ao mesmo. Ao mesmo indigno regime genericamente de impunidade, perante a ameaça, o desrespeito — perante princípios basilares de urbanidade — e a violência.

11. O tempo que leva a amassar legislação e a criação de organismos de suposta Autoridade — a ineficácia tem sido (até agora) brutal. Conversa de chacha.

12. Vamos ser claros: os clubes dominantes e os governos andam a fazer pouco daqueles que não se revêem minimamente neste tipo de processos. Se quisessem acabar com isto, já o tinham feito. Hoje em dia, há mecanismos fáceis de accionar segundo os quais qualquer espectador que se sente num determinado lugar dos recintos desportivos é potencialmente identificável.

13. Esta coisa-chique dos GOA torna a subversão ainda mais indigna, porque é legitimada. Pagar e ainda financiar o apoio para quê?... Deixem o livre arbítrio de puxar pelas equipas aos adeptos. Adeptos comuns... Adeptos sem agenda... Adeptos que apenas querem ver o seu clube ganhar e saibam aceitar a derrota.

14. Dá muito mais trabalho às polícias e uma concertação maior entre Ministérios?... Sim, mas o poder político não pode de modo algum continuar a fazer de conta. Este problema não é só do Sporting; é do FC Porto e do Benfica — e é do País.

15. O poder político tinha a obrigação de acabar com as claques, quando elas exorbitaram o objecto da sua existência. É muito difícil de entender a passividade de António Costa e até de Marcelo Rebelo de Sousa, perante este desfile de indignidades. Ou talvez não.

Rui Santos, jornal Record

publicado às 03:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.

Pág. 1/8





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds