Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 29.02.20

ssc-tuatara_100667496_h.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

2020 SSC Tuatara - 2 milhões de dólares+ - produção limitada a 100 unidades

publicado às 22:00

As modalidades vitoriosas!

Rui Gomes, em 29.02.20

2020-02-29.png

- Na Liga Placard de basquetebol, após 21 jornadas, o Sporting lidera a tabela classificativa com 41 pontos, seguido pelo Benfica com 40 e o FC Porto com 39.

- No Campeonato Honda de voleibol, o Sporting situa-se em 2.º lugar com 63 pontos, 2 atrás do líder Benfica e 11 à frente do terceiro classificado Sporting de Espinho.

publicado às 17:07

Rui Santos escreve muito que faz perfeito sentido na sua última crónica em Record, mas limito-me a transcrever duas partes que considero interessantes:

img_192x192$2019_09_07_00_18_48_1598529.jpg

"Enquanto as equipas portuguesas deixam de jogar, em Fevereiro, nas competições europeias, temos um Cristiano Ronaldo incapaz de se conformar e de se reformar; temos Diogo Jota e Rúben Neves a marcar golos; temos Jorge Jesus a afirmar-se como papa-títulos no Brasil e temos um conjunto alargado de jogadores e treinadores a demonstrar que são capazes de dar respostas…

Continuo a pensar que Portugal é, em proporcionalidade, um grande fenómeno à escala mundial. Até poderia ser um super-fenómeno se, em contraponto, não cultivasse um conjunto de bizarrias internas, que começam na obsessão de controlar tudo e todos e não respeitando ninguém, nem a própria sombra.

O que se passa em Portugal é deveras ultrajante, mas o que mais choca é a impunidade e a consagração da ideia de que os heróis devem ser os controladores do submundo. A quantidade invulgar de fazedores de heróis é perturbante.

E precisamente por isso o futebol português está como está... Agarrado ao ruído e nas mãos dos parasitas e figurantes que alimentam e engordam os (falsos) heróis".

Sobre os treinadores dos clubes que participaram na Europa, diz o seguinte:

"O afastamento das equipas portuguesas das provas europeias é um problema bem mais profundo, mas nesta eliminatória os respectivos treinadores cometeram muitos erros:

Bruno Lage Disse que, frente ao Shakhtar, se viu um ‘Benfica à Benfica’. Onde? Na Cochinchina? As alterações permanentes e a falta de consistência estão na base de tudo. Errático".

Sérgio Conceição - Não merece a situação que se construiu à sua volta. O Bayer é melhor, mas as opções que fez não resultaram.

Rúben Amorim - Cotação em alta, perfil elogiado sem favores, mas a falta de maturidade também se viu nos dois jogos frente ao Rangers. O que é… natural!

Jorge Silas - Fica difícil explicar como é que a equipa se equilibra nos últimos jogos e depois é o próprio treinador a promover os desequilíbrios. Inaceitável.

publicado às 12:30

Leoas são elas

Rui Gomes, em 29.02.20

21698230_23gCz.jpeg

Soraya-Lynn

publicado às 03:34

Como Sportinguista, quero, em primeiro lugar, dizer que com o mal dos outros estamos nós bem. Pessoalmente, sempre puxei pelas equipas portuguesas, todas, mesmo aquelas que, internamente, me alegram quando perdem.

A razia que sofremos só reforça a nossa posição de menoridade futebolística no contexto europeu, apesar de termos excelentes jogadores e muitos e bons técnicos que continuam em jogo. Temos ainda quatro treinadores lusos e pelo menos um chegará aos quartos de final da Liga Europa.

Em segundo lugar, reforço o óbvio, fiquei bastante desapontado com a nossa saída da Liga Europa, depois de um jogo em Alvalade onde o resultado poderia ter sido muito dilatado, de tal maneira que o jogo da segunda mão não seria mais do que cumprir calendário e fazer turismo em Istambul.

soccer-uefa-europa-league-round-of-32-second-leg-s

Como se constatou, o jogo correu muito mal. Aliás, tudo o que podia correr mal, qual lei de Murphy, assim correu. Sofremos golos muito consentidos, demasiado cedo e, depois de marcar e ter a eliminatória na mão permitimos, mesmo a acabar o tempo regulamentar, que os turcos nos levassem para prolongamento. Como se isso não bastasse, no final do prolongamento, quando se adivinhavam os "penalties", sofremos o golo que nos afastou da Europa.

Não vou hoje discutir equipas, substituições, tácticas, qualidade de jogadores e equipas técnicas, directivas, etc, etc. Pretendo apenas refrescar algumas memórias que parecem ter uns lapsos de vez em quando. Ora, se considerarmos que por cada vitória na Europa temos 3 pontos e pelo empate 1 ponto, qual terá sido a nossa melhor prestação desde a época desportiva 2014/2015? Alguém arrisca um palpite?

Pois bem... a nossa melhor pontuação foi obtida em 2019/2020. Incrível?... Ou talvez não. Em 2015/16 fizemos 13 pontos (terceira melhor época desde 2014), em 2018/19 fizemos 14 pontos e nesta época em curso fizemos 15 pontos. Nenhum Sportinguista ficou satisfeito, evidentemente, mas convém olhar para os números e ser mais racional do que a nossa paixão nos permite. 

publicado às 03:33

Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 29.02.20

liga-fpf-2.png

"O nosso futebol não melhora por varias razões.

Andamos a passo até Dezembro, e de repente desatamos a jogar de três em três dias.

Muitas equipas no campeonato, uma final four da Taça da Liga, que só existe por aqui. Meias finais da Taça de Portugal em duas mãos, tudo condensado em menos de 60 dias.

Até o ingleses, que são maníacos pela competição, e alemães, mudaram o calendário, para dar descanso aos jogadores, para estarem preparados para a fase final da época.

Uma Liga com seis clubes competitivos, e o restante para encher chouriços, com um dos grandes pelas ruas da amargura, com os meios concentrados em três clubes, com uma estrutura dirigente e de arbitragem miseráveis, com uma organização deplorável (basta ir aos estádios por esse País fora), com claques a mandarem em clubes, com violência nas ruas quando jogam os grandes.

Ódio à solta nas televisões, nas bancadas, falta de cultura desportiva,e não há ninguém que "mande" nisto.

Infelizmente, só uma mudança de geração poderá eventualmente mudar este panorama.

Urge repensar o modelo competitivo, a estrutura da arbitragem, a distribuição de receitas, a valorização dos espectadores, e o combate à violência.

Mas não vai acontecer nada, em Maio estará tudo esquecido".

Leitor: ChakraIndigo

publicado às 03:32

Sporting nega saída de Silas

Rui Gomes, em 29.02.20

40070.jpg

A RTP avançou esta sexta-feira que a saída de Jorge Silas deveria acontecer nos próximos dias, contudo, a Rádio Renascença revela que fonte do Sporting informou que não há qualquer plano de momento para afastar o técnico do comando da equipa.

A haver uma saída, esta seria antecipada pela forma como o Sporting foi eliminado da Liga Europa, depois de ser derrotado pelo Basaksehir na Turquia, esta quinta-feira.

Embora seja matematicamente possível chegar ao título, o Sporting tem estado a lutar com o SC Braga pelo 3.º lugar. Os leões são 4.º classificados com 39 pontos, menos um que os minhotos e a 18 pontos do líder Benfica, quando já estão realizadas 22 de 34 jornadas. Ou seja, ainda estão em disputa 36 pontos na Liga.

Jorge Silas leva 27 jogos no comando técnico do Sporting, tendo somado 17 vitórias, um empate e nove derrotas.

publicado às 03:31

Jornal Sporting

Rui Gomes, em 29.02.20

2baf47d9-f8e3-4d4e-bee3-c31654b03c56.jpeg

publicado às 03:30

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 28.02.20

aB192DGext32.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

1935 Bentley 3 1/2 Litre Drophead Coupe - Leilão 2020 - 825 mil dólares

publicado às 22:00

Será melhor esquecer, mas...

Rui Gomes, em 28.02.20

Nada altera o resultado final nem o afastamento do Sporting da Liga Europa, mas senti a necessidade de rever os lances principais da partida.

- No primeiro golo, aos 30'', num pontapé de canto, Jovane Cabral abandona o jogador cuja marcação era sua responsabilidade. Total displicência do jovem.

- No segundo golo turco, nada a dizer, na realidade. Um livre muito bem executado em que Luís Maximiano não tem hipótese alguma.

- O terceiro golo é na sequência de um outro pontapé de canto, mas a bola passa por vários jogadores antes de chegar ao rematador. Incompetente marcação da defesa leonina e parece-me que Max devia ter feito muito melhor dado o ângulo do remate.

- Na grande penalidade - o lance mais polémico do jogo - revi as imagens uma dúzia de vezes e continuo a insistir no que afirmei ontem. Luciano Vietto faz-se à bola mas não derruba o adversário. Este, ao querer contornar o jogador do Sporting, cai, se voluntária ou involuntariamentee nunca saberemos.

- Infelizmente, numa decisão sem nexo da UEFA em que implementou o VAR na Liga dos Campeões mas não na Liga Europa, até este ponto, não foi possível rever o lance no relvado.

P.S.: Se já houve VAR nesta eliminatória como refere um leitor, o árbitro optou por nem sequer rever decisão tão importante.

publicado às 18:00

EFyw9LWX0Act8Av.jpg

Com um papel de grande revelo na formação, Aurélio Pereira dispensa qualquer tipo de apresentação pública: jogador, treinador e, acima de tudo, uma das maiores autoridades mundiais em futebol de formação e prospeção de talento deu ao futebol português a oportunidade de contar com nomes tão célebres como os de Cristiano Ronaldo, Luís Figo, Ricardo Quaresma ou Paulo Futre.

Aurélio Pereira foi distinguido este domingo (25 de Fevereiro) com a Ordem de Mérito da UEFA, uma distinção justa pelo seu enorme contributo para o desenvolvimento do futebol português e europeu.

A cerimónia de atribuição da Ordem de Mérito realizou-se no jantar do Congresso da UEFA, em Bratislava, e foi recebida pela filha Mafalda Pereira.

O prémio surge na sequência de uma proposta federativa. Em missiva enviada à UEFA, foram sublinhados os quase 50 anos de serviço ao Sporting Clube de Portugal, primeiro como treinador e, depois, como chefe do departamento de scouting que chefia há já 29 anos. 

Parabéns Aurélio Pereira!

publicado às 12:37

2020-02-28.png

Não é um caso de eu querer fazer publicidade a este jornal - especialmente a este - mas entre os principais diários desportivos, parece-me a capa mais adequada à ocasião.

O desaire europeu dos três grandes - e ainda do SC Braga -, a primeira vez desde 1978/79 que o futebol português ficou afastado dos 'oitavos' das taças europeias de futebol. Não esquecendo o Vitória de Guimarães, que 'tombou' na fase de grupos da Liga Europa.

Desta forma, Portugal, que era até ontem o país mais representado nos dezasseis-avos-de-final da Liga Europa, não tem representante algum no ‘top 16’ das competições europeias, interrompendo um ciclo de 40 anos, iniciado em 1979/80.

O Sporting CP foi o único a vencer nos oito jogos destes 16 avos de final mas caiu com 'estrondo', ao ser goleado na Turquia pelo Basaksehir por 4-1, após prolongamento. SC Braga e FC Porto foram eliminados com duas derrotas cada, frente a Rangers e Bayer Leverkusen, respectivamente. O Benfica perdeu na Ucrânia e empatou em casa com o Shakhtar.

Ao todo, e juntando os jogos das pré-eliminatórias, das fases de grupos e desta segunda fase a eliminar nas provas da UEFA, os emblemas portugueses disputaram 50 encontros: venceram 25, empataram oito e perderam 17. Pelo meio, Portugal conseguiu recuperar o 6.º lugar do ranking da UEFA, o que quer dizer que na época de 2021/2022 terá duas equipas com acesso directo à fase de grupos da Liga dos Campeões e uma terceira nas pré-eliminatórias.

Eis os números dos clubes portugueses na UEFA em 2019/2020:

Sporting: 15 golos marcados e 12 sofridos

Liga Europa: oito jogos, cinco vitórias e três derrotas

Benfica: 14 golos marcados e 16 sofridos

Champions: seis jogos, duas vitórias um empate e três derrotas

Liga Europa: um empate e uma derrota

FC Porto: 13 marcados e 17 sofridos

Pré-eliminatória da Liga dos Campeões: uma vitória e uma derrota

Liga Europa: oito jogos, três vitórias, um empate e quatro derrotas

SC Braga: 27 golos marcados e 17 sofridos

Fase grupos Liga Europa: oito jogos, quatro vitórias, dois empates e duas derrotas

Pré-eliminatória Liga Europa: quatro jogos, quatro vitórias

Vitória de Guimarães: 22 golos marcados, 10 sofridos

Liga Europa: seis jogos, uma vitória, dois empates e três derrotas

Pré-eliminatória Liga Europa: seis jogos, cinco vitórias e um empate

Não é claro o que isto diz do futebol português em termos de clubes, mas não devemos passar por cima de uma evidente distinção entre os três grandes. Enquanto o Benfica e FC Porto se encontram na corrida pelo título, o Sporting, além de já ter sido afastado das restantes provas nacionais, vê-se agora limitado a lutar, em princípio, pelo terceiro lugar na Liga NOS.

Um outro cenário tem a ver com o futuro dos três treinadores: Jorge Silas, Bruno Lage e Sérgio Conceição, sendo que possa ser argumentado que de momento só o técnico dos leões terá chegado ao fim da linha.

Repetimos, já de seguida, o post de ontem com a recém-entrevista de Leonardo Jardim, que nos parece ainda mais pertinente após o pesadelo desta quinta-feira.

Os outros dois posts do dia também são muito importantes. Um, que actualiza o ranking da UEFA, que permitirá três representantes lusos na Liga dos Campeões em 2021/22, e o outro, que explica as novas medidas a serem implementadas pela FIFA que visam reduzir significativamente os empréstimos de futebolistas a curto prazo, medidas estas que vão ter enorme impacte, nomeadamente nos clubes europeus.

publicado às 06:03

Os rumores de um possível regresso de Leonardo Jardim a Portugal e ao Sporting estão sempre no horizonte, muito pela relação de amizade que o técnico mantém com Frederico Varandas. O facto de estar desempregado de momento e ter assistido ao jogo em Braga recentemente, apenas serviram para intensificar os rumores.

No entanto, Jardim refuta um regresso a Portugal num próximo futuro:

"Não vou voltar a Portugal em breve. O meu enquadramento familiar está fora daqui, o meu filho está numa fase em que tenho de prestar especial atenção à sua educação. Além disso, a minha ideia de carreira desportiva não passa por Portugal neste momento".

img_900x509$2019_09_06_23_06_39_883178 (2).jpg

O futebol tem um mediatismo muito grande e por isso eu até entendo que haja alguma dificuldade para algumas pessoas em entenderem a minha relação de amizade com Frederico Varandas. Mas temos de voltar aos princípios: a nossa relação foi construída quando ele era médico do Sporting e eu treinador. Temos uma relação familiar, que envolve amigos em comum. E quando ele aceitou o desafio de ser presidente... fiquei feliz, porque ele alcançou um objectivo de vida, mas apesar de todos os rumores que são construídos, não vou deixar de falar com ele, nem vamos deixar de ser amigos.

Na primeira vez que eu saí do Monaco, ele contactou-me. Mas fui sempre muito claro, dizendo que não valia a pena insistir. Não era uma questão financeira: simplesmente não queria - não quero - voltar a Portugal. Ele entendeu de imediato.

Mas é um facto que sempre que o Sporting passa por períodos difíceis (e ultimamente isso tem acontecido com regularidade) o meu nome vem sempre à baila. O Sporting é um Clube com muita paixão, mas também com muitas divisões.

Vivi a realidade do Sporting e conheço o Clube por dentro. Não é uma mera opinião. O Sporting é um Clube difícil, é o menos estável dos três grandes. E mesmo em comparação com o SC Braga... lá há liderança há já vários anos; o FC Porto tem uma liderança de há já várias épocas e o Benfica igual. Projectos consolidados.

O Sporting tem uma alteração constante de liderança nos últimos 15 anos. Nem sei bem quantos foram, mas isso nem é importante para a ideia. O Sporting é um Clube formado por imensas facções e nunca ninguém está de acordo. Independentemente de estar o A, B C ou D à frente do Clube, há sempre facções contra, como é com o Varandas hoje em dia.

(...)O Sporting é um vulcão, está sempre em erupção.

O Clube deve ter outra forma de estar!".

publicado às 06:02

Ranking da UEFA

Rui Gomes, em 28.02.20

ranking-uefa.jpg

1.º Espanha, 98.997 pontos (6 equipas em prova de 7 que começaram)
2.º Inglaterra, 87.748 pontos (6/7)
3.º Alemanha, 70.784 pontos (6/7)
4.º Itália, 67.939 pontos (5/7)
5.º França, 56.415 pontos (2/6)
6.º Portugal, 49.449 pontos (0/5)
7.º Rússia, 45.549 pontos (0/6)

O actual ranking após os dois desastrosos dias de competição em que as quatro equipas lusas foram eliminadas da Liga Europa: SC Braga, na quarta-feira; Sporting, Benfica e FC Porto, ontem.

Num ano em que garantiu que voltará a ter três equipas (duas directas e outra nas pré-eliminatórias) na Liga dos Campeões 2021/22, Portugal encerra a presente temporada com 10.300 pontos, o 5.º melhor registo entre todos os países.

Como a Rússia também já não tem nenhuma equipa em prova, é certo que acabará a época no 6.º posto. Porém, a França (5.ª) pode cavar ainda mais o fosso, pois conta ainda com Lyon e Paris SG para pontuarem.

publicado às 06:01

FIFA pretende limitar empréstimos

Rui Gomes, em 28.02.20

247517_4786142_updates.jpg

A limitação do número de empréstimos de futebolistas entre clubes de países diferentes e o aumento das compensações financeiras aos clubes formadores são dois dos pontos ontem acordados numa reunião do comité especial para o futebol da FIFA.

A criação de um fundo que visa financiar parcialmente o pagamento das compensações aos clubes formadores foi uma das decisões tomadas pelo FIFA Football Stakeholders Committee, o órgão consultivo que reúne responsáveis da FIFA, dos clubes, das ligas, dos jogadores, das federações e ainda das confederações. Este fundo vai ser financiado pela introdução de uma taxa adicional de 1% no valor das transferências.

"Este sistema modernizado vai encorajar e compensar os esforços de formação dos clubes, e os pagamentos vão ser automatizados através da nova FIFA Clearing House [central de pagamentos], garantindo que as compensações são realmente pagas, algo que atualmente não acontece", destacou em comunicado a FIFA.

Esta medida vai ser agora sujeita a um processo especial de consulta com todas as partes interessadas, de forma a alcançar parâmetros concretos para a categorização dos clubes e o cálculo dos custos reais de formação, antes de ser submetida ao Conselho da FIFA para aprovação, sendo o objetivo que o sistema esteja em vigor em 2022.

Por outro lado, o comité especial também propõe novas regras sobre os empréstimos de futebolistas, para que os mesmos passem a assumir "uma intenção válida de apoiar o desenvolvimento dos jovens".

As novas regras vão ser submetidas ao Comité do Estatuto dos Jogadores e ao Conselho da FIFA para aprovação, de forma a que, em Julho de 2020, sejam introduzidas limitações aos empréstimos internacionais de jogadores com 22 ou mais anos.

"Vai haver um período de transição, com um limite de oito empréstimos internacionais (entradas e saídas) para a época de 2020/21, reduzindo para seis na temporada de 2022/23, ou seja, um máximo de três entradas e três saídas em empréstimos entre os mesmos clubes".

A nível doméstico, as novas regras vão estipular um período máximo de três anos para que as federações implementem os mesmos limites no sistema de transferências interno.

Adicionalmente, foi ainda decidido na reunião que hoje decorreu em Zurique, na Suíça, que os jogos e competições com uma dimensão internacional devem seguir os princípios já definidos pelo Conselho da FIFA para que os jogos domésticos oficiais sejam realizados no território da federação em causa. Também esta medida vai ser submetida à avaliação do Conselho da FIFA.

Reportagem Lusa

publicado às 06:00

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 27.02.20

39958_d05185e5daf7_low_res.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

1973 Ferrari Dino 246 GT - Leilão 2020 - 975 mil dólares

publicado às 23:59

Inadmissível!!!

Rui Gomes, em 27.02.20

88015424_10156657136816555_4200294418520997888_o.j

INADMISSÍVEL... o resultado final e subsequente afastamento da Liga Europa, mas, sobretudo, a incompetência de quem preparou a equipa para este jogo.

Com um resultado muito confortável conseguido em Alvalade, é inconcebível que se tenha ido para a Turquia com uma postura tímida e retraída perante um adversário que já tinha provado não ser superior.

Não é a minha maneira de ser nem de estar na vida ou no futebol, mas a exibição de hoje - o resultado é mera consequência - leva-me à conclusão que Jorge Silas não é treinador para o Sporting. Esta minha reflexão seria exactamente a mesma caso a sorte nos tivesse sorrido ao cair do pano, como galardoou os turcos.

Tem vindo a fazer algum bom trabalho, não obstante vários erros à mistura, e tudo seria perdoável, mas nunca a patente insuficiência de preparação da equipa, mental e técnica, para este embate decisivo.

A realidade nua e crua é que a equipa, hoje, nunca se encontrou, e só pode haver um responsável por este estado de coisas.

Nota: Alerto, desde já, que não vou estar com qualquer tolerância para disparates e muito menos ainda para campanhas de oposição gratuitas.

Adenda: O afastamento, também hoje, do Benfica e do FC Porto não oferece consolação alguma, mas dá para questionar o estado do futebol português... a nível de clubes.

P.S.: E ainda temos o SC Braga, que foi ontem eliminado.

publicado às 20:49

O balneário do Sporting na Turquia

Rui Gomes, em 27.02.20

87526982_10156656443181555_6809862534061883392_o.j

publicado às 17:51

Sub-23: nulo entre Sporting e CD Aves

Rui Gomes, em 27.02.20

40CAF245-FA58-4E2F-8046-7DE631991A8E-1200x800.jpeg

No arranque da segunda jornada da segunda fase de apuramento de campeão da Liga Revelação, CD Aves e Sporting CP empataram a zero em Freamunde.

Na primeira parte não se verificaram oportunidades de golo e uma das raras excepções pertenceu ao CD Aves, que esteve perto do golo quando viu um remate de Varela a passar por cima da baliza de Diogo Almeida.

No segundo tempo, a falta de oportunidades de golo continuou a ser uma realidade, mas o CD Aves assumiu o controlo dos acontecimentos de forma mais clara, enquanto o Sporting tentava sair com qualidade no contra-ataque.

O 0-0 foi mesmo o resultado final e o Sporting visita o Estoril Praia na próxima jornada da fase de apuramento do campeão da Liga Revelação. O jogo está marcado para terça-feira, 3 de Março.

Sporting: Diogo, Echedey (Mitovski, 84’), Rodrigo, Miguel (Matheus, 59’), João Goulart, João Silva - Cap., Diogo Brás (Babacar Fati, 77’), João Oliveira, Bruno Paz (Loide Augusto, 77’),Tiago Rodrigues e Nuno Moreira (Tomás, 59’).

Suplentes não utilizados: Anthony Walker, Gonçalo Costa, João Ricciulli e Paulo Agostinho.

O Rio Ave lidera a classificação com 34 pontos, seguido pelo Benfica com 31 e em terceiro lugar o Sporting com 30.

publicado às 15:25

esbwsnxaasvpskxypoqp.jpg

Está a correr muita "tinta" especulativa no que diz respeito às decisões da FIFA sobre os processos de Rúben Ribeiro e Rafael Leão.

No essencial, o organismo que superintende o futebol mundial, aparenta dar razão aos jogadores, mas nada melhor do que ler o Comunicado da Sporting SAD:

"A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD (Sporting CP, SAD) informa que foi hoje notificada das decisões proferidas pela FIFA nos dois processos em assunto.

Não são ainda conhecidos os fundamentos das decisões.

No caso do jogador Rafael Leão, a FIFA declara que o pedido da Sporting CP, SAD é inadmissível, mas não aprecia o mérito.

No caso do jogador Rúben Ribeiro, aceita apreciar o mérito e considera que o jogador teve justa causa para resolver o contrato, mas não atribui a nenhuma das partes o direito a receber qualquer compensação.

A Sporting CP, SAD já solicitou os fundamentos de cada uma das decisões para os analisar aprofundadamente e preparar os competentes recursos para o CAS".

(CAS: Tribunal Arbitral do Desporto, com sede em Lausana, Suíça)

E é o que se sabe nesta altura, muito embora não seja grande surpresa as decisões serem adversas ao Sporting, circunstância que sublinha claramente o descomunal mérito das acções do presidente do CD e da SAD então liderada por Sousa Cintra da Comissão de Gestão, em terem chegado ao acordo possível com os restantes jogadores que rescindiram.

Recorde-se que muito além de Rafael Leão e Rúben Ribeiro, os outros sete jogadores que rescindiram unilateralmente com o Sporting foram Rui Patrício, Daniel Podence, William Carvalho e Gelson Martins, que, após acordo entre as partes, rumaram, respectivamente, a Wolverhampton, Olympiacos, Bétis e Atlético de Madrid. Bruno Fernandes, Bas Dost e Battaglia, que chegaram a acordo para o regresso ao Sporting.

Ao contrário do que acontece nos casos de Rafael Leão e Rúben Ribeiro, o Sporting chegou a acordo e foi compensado financeiramente pelos outros quatro jogadores que saíram do clube, Rui Patrício (18 milhões de euros), Podence (7 milhões de euros), William Carvalho (16 milhões de euros, que podem chegar a 20 milhões de euros), e Gelson Martins (22,5 milhões de euros, numa operação (pacote) que envolveu a aquisição de Luciano Vietto por 7,5 milhões de euros).

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.

Pág. 1/12





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds