Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Teatro de Operações Eleitorais (33)

Rui Gomes, em 25.02.13

 

Pelos vistos, os três candidatos encontraram-se este domingo quando foram assistir ao jogo de futsal entre o Sporting e o Modicus. Disse Carlos Severino: «Encontrei os outros dois candidatos o que foi óptimo porque serviu para trocar impressões. Mas isto não quer dizer que existam aproximações entre nós. O que há é uma frente em comum na qual estamos juntos contra as posições do actual presidente, que são inacreditáveis. Godinho Lopes veio dizer nos jornais para trazermos dinheiro e eu pergunto: onde está o dinheiro do orçamento que foi previsto e entregue à CMVM ? E onde estão as receitas previstas pelo mesmo orçamento até ao final da época ? Godinho Lopes foi muito infeliz nestas tomadas de posições.» 

 

Sinto imensa dificuldade em começar a compreender o raciocínio de Carlos Severino e se os outros dois pensam do mesmo modo, o futuro não é muito promissor. Com que então, a «frente» em que estão juntos não é a resolução do estado extremamente frágil do Sporting, a «frente» é criticar o presidente que renunciou ao cargo porque foi obrigado a fazê-lo, contra vontade do próprio. Este entregou um documento aos três candidatos a explicar a situação actual do clube e o Conselho Fiscal tem em seu poder toda a informação que os candidatos possam desejar ver, se a pedirem, e a opção de Carlos Severino é ir perante a comunicação social fazer queixas.

 

Todas as pessoas sensatas - salvo alguns cínicos que já li e que se evidenciam pela pequenez que lhes é reconhecida - compreenderam que a mensagem do presidente demisssionário era fazer sentir as necessidades de tesouraria e alertar para os candidatos se prepararem com soluções no curto prazo. Este cenário já se arrasta há algum tempo e, por lamentável que seja, não é novidade alguma. Começamos a ficar com a ideia que pelo menos dois dos candidatos - pelas suas declarações públicas - estão mais focados em diabolizar Godinho Lopes e em apontar as culpabilidades do passado do que apresentar soluções para o futuro. É assim que pretendem governar o Sporting se chegárem a assumir o poder ?

 

Com a insistência na saída «urgente» do presidente, repetida inúmeras vezes por todos os cantos onde havia audiência, fica-se com a sensação, agora, que confrontados com essa realidade, pretendem que ele ainda permaneça mais algum tempo e que, mesmo no seu actual severamente condicionado estado, deixe tudo resolvido antes de efectivamente sair. Deviam ter pensado nisso antes de marcarem as eleições antes do final da época, sabendo, muitíssimo bem, que existiam problemas de tesouraria e que uns quantos milhões iriam ser necessários durante este período. Se a campanha continuar neste tom, dá para duvidar que se ouça uma única proposta credível para a recuperação financeira e estrutural do Sporting.

   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:46

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo