Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A arrogância deste candidato à presidência do Sporting não tem limites. Tem andado em campanha eleitoral a fazer precisamente aquilo que fez ao longo de dois anos, após a sua derrota nas eleições de 2011: rebaixar tudo e todos e a privilegiar acusações sobre soluções. Hoje, durante o almoço, disse-me um amigo meu de longa data que é parcial ao clube encarnado: «O Bruno de Carvalho vai ganhar porque ele anda a dizer aquilo que aqueles que não pensam com a cabeça querem ouvir.»... Não respondi, mas são palavras que dão azo a reflexão. A sublinhar esta tese, disse  hoje o candidato:

 

«O José Couceiro apresentou uma lista 48 horas antes para ser o meu adversário, significa que há pânico que eu vença. 90% dos votos dele são votos anti Bruno. Há interesses que eu não seja presidente do Sporting, sabem que eu conheço o clube e tenho soluções, por isso sou um alvo a abater. As pessoas que se servem do clube, já entenderam que comigo isso não irá acontecer.»

 

Perante este pequeno exemplo, entre tanto mais do mesmo, tenho de admitir que o meu amigo até terá razão, excepto, espero eu, quanto a ele vencer as eleições. Pasma qualquer mente sensata que ele atribua tanta importância à sua pessoa, um mero sócio que saiu do anónimato apenas há dois anos e que nenhum passado digno de se ver apresenta no clube que ele clama conhecer, inferindo, com isto, melhor do que muitos ou de que todos. Mas qual é a origem deste extraordinário conhecimento ?... Ao longo dos anos já passei centenas de horas em tudo quanto é Sporting, como é possível ele ter-me passado despercebido ?... Qual é a real importância, relativamente aos interesses superiores do Sporting, José Couceiro ou qualquer outro candidato, apresentar a sua candidatura 48 horas ou 48 dias antes do prazo ?... Em que contexto é que este argumento avança soluções para os problemas que confrontam o Sporting ?... «Diz o que eles querem ouvir»... a estratégia bem definida.

 

A terminar e ao que concerne os votos por correspondência, atendendo ao que Bruno de Carvalho afirmou hoje nesse contexto, preza-me informar que foram enviados ontem umas boas dezenas desses votos para o Sporting - e estão mais a caminho - por um grupo de amigos com 30, 40 e mais anos de associativismo que, garanto eu, não têm interesses alguns que não o bem estar do Sporting, e além de sentirem que José Couceiro é a pessoa indicada para liderar o Sporting neste momento, uma pequena parte desse sentimento também é «anti Bruno», mas não pelas razões que ele citou.

 

publicado às 22:11

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Lionheart a 20.03.2013 às 23:05

O Bruno de Carvalho tem o efeito de novidade num clube em crise de identidade, com graves problemas desportivos e financeiros, e que se tem sentido subalternizado pelos rivais nos últimos anos. A imagem que ele projecta dá esperança a algumas pessoas, que estão por tudo e menorizam tudo o que possa ser criticável nele. Tem muito a ver com a psique sportinguista: o sebastianismo (devido à ausência de uma liderança forte há muitos anos) e a importância exagerada que se dá à imagem (o social marca muito este clube de alto abaixo, ao contrário dos rivais). As pessoas projectam nele o que querem ver, o que querem ouvir, o que querem sentir. Nesta onda, perante estes convertidos, ele não tem de dizer nada. É uma moda que há-de passar quando o Sporting conseguir estabilizar o futebol.

Um consócio nosso comparou-o a Santana Lopes (outro "fenómeno" tipicamente sportinguista, infelizmente) e essa comparação faz todo o sentido, pois partilham o populismo, o eleitoralismo, a vaidade, a falta de coerência, a falta de consistência, a ausência de uma vida profissional credível e a tendência para a vitimização.

Enquanto se clama por mudança, o que é que Bruno de Carvalho faz verdadeiramente? Faz aquilo que viu fazer outros, por ser a vez dele. Compra apoios e adequa o discurso diáriamente por uma questão de imagem, demonstrando falta de convicção nas suas ideias e propostas. Autênticas voltas de 180 graus que evidenciam o oportunismo do candidato, ou então falta de preparação e demagogia anteriormente. Ambas as coisas, creio.

Goste-se ou não, José Couceiro tem sido sempre consistente na sua mensagem, porque sabe o que tem a fazer e com o que pode contar. O que não sabe, diz que não sabe, não inventa.

Para cumular, agora assiste-se a esta autêntica palhaçada sobre as funções no clube e na SAD, pois uma vez que os apoios declarados são muito fracos, o candidato sentiu necessidade de abrilhantar a coisa e lançar nomes sonantes para a mesa. Essas pessoas nem sequer foram consultadas, algumas até nem se queixarão da publicidade, mas isto não é sério, é meramente especulativo, eleitoralista, revela a falta de um pensamento claro sobre o que pretende que se faça e com quem. É apenas caça ao voto.

Com o Couceiro o futebol será liderado por ele e a restante estrutura da SAD dependerá da intenção de Jesualdo Ferreira querer manter-se a treinador ou não. Na área desportiva do clube teremos o Mário Patrício, homem que já conhece as modalidades amadoras por dentro e por fora, e Paulo Frishknecht, desde sempre ligado à natação. Uma estrutura pequena, coesa e conhecedora do clube, do futebol e do desporto em geral, tendo ainda apoios adicionais importantes em áreas extra-desportivas.

Resumindo, se os sócios quiserem corropio, votem Bruno de Carvalho. Se querem estabilidade, responsabilização e trabalho, José Couceiro é a única opção disponível.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.03.2013 às 23:17

Concordo na íntegra, caro Amigo, mas não rebaixaria Santa Lopes ao mesmo nível, pela sua superior formação, eloquência e classe.

Quais são os nomes que BdC lançou para cima da mesa ?

Ainda há instantes estive a converser com um element da equipa de JC e disse-lhe que, na minha opinião, o debate de amanhã poderá ser crucial. JC deve ser mais assertivo e emotive na forma como sde dirige à audiência e confronta os outros dois. Tem de demonstrar que é a melhor escolha.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 21.03.2013 às 00:08

Lançou os nomes de Tomaz Morais para as modalidades e Luís Freitas Lobo para o futebol.

Sim, o JC tem de ser mais emotivo no sentido de conseguir criar esperança nos sócios. Já se sabe que ele é mais percebe de futebol, mas não deve deixar que o outro se apresente como presidenciável, enquanto ele é remitido para administrador da SAD. Tem de mostrar quem é que é Presidente, para que comecem a vê-lo como o futuro Presidente do Sporting Clube de Portugal.

Está a ser negociado que o Wolfswinkel foi vendido ao Norwich, embora o valor não tenha sido divulgado ainda. Não surpreende. É apenas uma das consequências da instabilidade directiva e da realização de eleições antecipadas. Antes o holandês que o Carrillo ou Rinaudo. Melhores dias virão, não é? :)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.03.2013 às 00:14

O Tmás Aires nunca aceitaria. Ele é um dos nomes que eu pensava que iriam avançar com candidaturas.

Ainda não vi essa do Wolfswinkel mas, sendo verdade, para mim é uma enorme perda. O rapaz marcou até à data nestas duas desastrosas épocas quase 40 golos e tem um potencial enorme numa equipa bem arrumada. Gosto muito dele e, além do mais, faz um soberbo trabalho fora da bola que nem todos apreciam.
Sem imagem de perfil

De Tiago a 21.03.2013 às 00:43

Eu vou votar Bruno de Carvalho. Mas isso sou eu, que sou um burro que não pensa com a cabeça.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.03.2013 às 01:19

Tem o direito de votar em quem entender, assim como eu. E nem um nem outro somos obrigados a concordar.

Quanto ao «burro», é evidente que não compreendeu. O que o meu amigo disse ou insinuou foi uma distinção entre pensar com a cabeça e pensar com o curacao.

De qualquer modo, pode interpretar como desejar. Já lhe disse e repito que não respeito BdC. Apoiei-o em 2011 não me torna a enganar. Se ele for eleito e acabar por ser benéfico para o Sporting, eu ficarei muito satisfeito pelo... Sporting. Essa ainda por comprovar realização, não nega nem negará a sua indecorosa conduta de há dois anos a estar parte. Dito, isto, não espero mem exijo que concorde comigo. Com todos os prós e contras da minha pessoa, tenho a minha maneira muito própria de ser e sentir o Sporting. Cada um pensa por si.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.03.2013 às 01:20

Erro ortográfico: «pensar com o coração», queria dizer.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo