Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sem honestidade nem vergonha !!!

Rui Gomes, em 26.04.13

 

O apitador João Capela recebeu 3.7 pontos da avalição máxima de 5 - que significa "bom mais" - relativamente à sua actuação no «derby» no passado domingo. O que esta nota significa é que o observador Luís Ferreira determinou que Capela não cometeu nenhum erro em todos os lances polémicos do jogo, nomeadamente as grandes penalidades e a respectiva acção disciplinar, porque se tivesse errado em algum a sua avaliação desceria para 2.5 pontos, que seria nota negativa. Com 3.7 pontos fez um «bom trabalho» !!!

 

Dizer que isto é uma autêntica vergonha, é dizer pouco, face à ampla evidência disponível, e é, sobretudo, uma grave ofensa para com todos os adeptos de futebol, em geral, e para sportinguistas, em particular. É por de mais evidente que o «sistema» que desvirtua a verdade desportiva continua vivo e com saúde no futebol português, para o mal da modalidade, desporto e indústria.

 

O Sporting pode recorrer desta nota que foi atribuída a João Capela e é de esperar que o faça veemente, perante a injustiça e a falsidade da situação. Nada poderá alterar o resultado da partida, mas certos princípios devem ser defendidos até à última.

 

Não obstante o relatório do observador, Capela não foi nomeado para arbitrar nenhum encontro da I e II Liga para esta jornada e não consta na lista dos indisponíveis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:13

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Lionheart a 26.04.2013 às 20:36

Quando uma má arbitragem tem uma boa nota, é porque o árbitro já tinha o serviço encomendado. Mas os responsáveis pelo Sporting, mais preocupados com as relações com o Vieira do que com os interesses do Spoclaramente repente andam fugidos da imprensa. Porque será?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.04.2013 às 20:46

Sendo grave, é muito possível. Pior do que o «crime» é a despreocupação deles que todos vejam que houve «crime». Li hojea declaração de PPC sobre estas relações. Ele faz sentido mas por vir de quem vem, perde credibilidade. Fundamentalmente ele afirma que as más relações não eram pessoais mas deviam-se ao facto de os adeptos do SCP terem sido tratados como gado na «jaula» e questiona o actual aparente relacionamento.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 26.04.2013 às 21:05

Sim, o ano passado houve aquela situação provocatória da "jaula" e depois o incêndio. Mas o Sporting reatou relações com o Benfica e a paga foi ser roubado na Luz como há muito não se via. E agora os responsáveis do clube escondem-se para não serem confrontados com a incongruência das suas opções e a inerente fraqueza do seu estatuto.

Há muito que o Sporting não tem uma política consistente relativamente aos rivais. Apenas sofre as consequências da luta pelo poder entre o Porto e o Benfica. Uns Sportinguistas preferem maior proximidade com o Porto, porque acham que o ressurgimento do Benfica é pior para o Sporting. Outros, como é o caso da actual direcção, entendem que o Sporting e o Benfica devem unir-se para combater o poder do Porto. Só que esta opção é como que um "abraço do urso" e inibe-nos de exprimir capital de queixa, como agora. Com Dias da Cunha passou-se o mesmo, com a agravante que nessa altura custou-nos um campeonato e quem sabe uma Taça de Portugal.

E soluções? Francamente, mais do que encostar-se a um ou a outro, o Sporting devia contribuir com ideias e iniciativas que pudessem tornar o futebol profissional viável em Portugal, que está longe de o ser, pois o Porto e o Benfica são dois "eucaliptos" que secam tudo à volta. Estão envolvidos num jogo de soma zero que gera uma competição viciada e insustentável. O Sporting devia ser um contraponto a isto, mas só o poderá ser como exemplo, e para isso tem de arrumar a casa para poder ter autoridade moral para falar e atrair apoios. De contrário, o poder puro e duro, mesmo que arbitrário e mafioso (seja ele azul ou vermelho) continuará a impor a sua "lei".
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.04.2013 às 21:12

Acabei de publicar um posto sobre esta temática. Concordo que o SCP tem de «arrumar a casa» e tornar-se forte, mas não sei se só isso será suficiente, já que os bastidores alargam-se a diversas esferas da sociedade. Terá de haver algo mais expansivo ao que concerne refrear as influências indevidas.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 26.04.2013 às 21:31

Algo mais expansivo como? As direcções do Sporting são demasiado permeáveis às estratégias indirectas dos rivais, porque estes aproveitam-se bem da turbulência interna do clube. A anterior direcção do Sporting tinha a capacidade de mover influências nalgumas áreas da sociedade portuguesa (política, banca). Tinha até um plano para meter "veneno" num dos rivais. Não teve tempo para isso porque depressa trataram de arredar o Sporting do terceiro lugar que dava acesso à pré-eliminatória da Champions, o que complicou logo as contas e a estratégia para esta época. Se juntarmos a isso erros próprios (escolha de treinador e contratações) e a ambição de poder do Carvalho, acabaram por ser os outros a meter cá "veneno" e agora estamos como estamos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.04.2013 às 21:40

Vamos por de parte esta ou qualquer outra direcção e os respectivos quês e porquês. Partimos do princípio que o SCP tem de estar sólido e unido e, daí, mover as influências ao seu alcance sem a mentalidade de virgem ofendidas ou defensores da moral, num meio em que esta não existe. De fora para dentro é impossível detalhar medidas concretas, mas eu ando há muitos anos a insistir que o SCP não sabe recorrer aos muito e múltiplos meios ao seu dispor. Como disse o outro, não temos de ser amigos do FCP e do SLB, temos é de defender os nossos interesses. É excesso de puritanismo no milieu verde e branco que colide com o mundo do futebol. Não estou a falar de ilegalidades mas sim de um expediente acertado.
Sem imagem de perfil

De Pinto da Costa e José Maria Pedroto a 29.04.2013 às 06:56

Pinto da Costa e José Maria Pedroto... é disso que precisamos agora. De alguém que una o clube, contra tudo e contra todos. Pena que o Bruno de Carvalho que seja tão bom numas coisas, seja tão mau ou ingénuo noutras... Isso ou está à espera de ver onde param as modas até ao fim do campeonato, mas cá para mim tal é muito "wishful thinking"... A ver vamos...

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo