Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"The Special One" deixa o Real Madrid

Rui Gomes, em 21.05.13

 

O presidente do Real Madrid anunciou segunda-feira a rescisão de contrato de José Mourinho, por mútuo acordo, com efeito no final da presente temporada. Florentino Pérez afirmou que depois de uma conversa com o treinador português, chegaram ambos à conclusão que este era o melhor momento para terminar a relação, sublinhando que "o nível da pressão chegou ao limite" por muito que gostasse que ele continuasse em Madrid.

 

Uma situação há longo antecipada e meramente à espera de ser anunciada, não pelos resultados, não obstante esta época que ficou muito aquém das expectativas, mas pelo clima muito tenso dentro e na periferia do clube e pelas más relações com a comunicação social. Dirão aqueles que não simpatizam com José Mourinho que o seu consulado na liderança dos "Merengues" foi um fracasso, mas nada está mais longe da verdade. Mourinho será o primeiro a admitir que não concretizou um dos seus dois primodiais objectivos: a conquista da 10.ª Taça da Liga dos Campeões da história do Real Madrid. O outro, o título de "La Liga", foi conquistado a época passada perante o melhor Barcelona da história do futebol espanhol, e talvez do Mundo, batendo quase todos os recordes da competição no processo.

 

Em suma, o Real de José Mourinho registou 86 vitórias - 15 empates - 11 derrotas, em 112 jogos do campeonato, 125 vitórias no total das competições. Uma vez campeão e duas vezes vice-campeão, uma Taça do Rei (que o Real madrid já não conquistava há 20 anos) e três meias-finais da Liga dos Campeões. Poucos se alguns treinadores no Mundo não gostariam de terem "fracassado" com estes números e títulos.

 

É antecipado que o técnico regresse a Londres para voltar a liderar o Chelsea, mas até à data não existe qualquer confirmação oficial. Uma informação que surgiu no Twitter nesse sentido, na suposta conta do director desportivo do clube inglês, provou ser falsa. José Mourinho não conquistou a sua terceira Champions por três clubes em três países diferentes, mas é o único treinador na história do futebol mundial a vencer quatro campeonatos em tantos países: Portugal, Inglaterra, Itália e Espanha. Simpatize-se ou não com ele, o homem é um ganhador. O resto são conversas de café. 

 

publicado às 07:01

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds