Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As contradições noticiosas

Rui Gomes, em 06.06.13

 

Todo o ano, mas com enfâse especial durante o período de defeso, somos confrontados com contradições noticiosas, no mínimo, exasperantes, por vezes, irresponsáveis. Não são, portanto, novidade alguma, mas nem por isso deixam de trair os princípios de jornalismo e o compromisso com os leitores de transmitir uma conta justa e confiável dos factos. Este, apenas um dos inúmeros exemplos que nos confrontam diariamente:

 

MaisFutebol: No contexto noticioso de divulgar o interesse do Bétis e da Real Sociedade em Miguel Lopes, o jornalista Sérgio Pereira relata, entre outras coisas, que "a Real Sociedade já perguntou, de resto, pelo lateral e em Alvalade espera-se que avance com uma proposta. O Sporting não tem interesse em vender Miguel Lopes, não é dos jogadores que têm de sair obrigatoriamente, mas está aberto a essa hipótese se a proposta compensar financeira."

 

A Bola: Sob a manchete "Miguel Lopes já foi informado que tem a porta de saída aberta", o jornalista Nuno Raposo escreve "Chegou ao clube do seu coração em janeiro, na sequência da ida de Izmailov para o FC Porto, mas a passagem de Miguel Lopes pelo Sporting deve estar perto da final. E a administração leonina já informou o jogador de que dificilmente conseguirá cumprir os valores inscritos no contrato (...) O lateral direito enquadra-se assim no leque de jogadores que devem deixar Alvalade neste defeso."

 

Além de tudo mais, é este modelo de jornalismo que precipita discussões entre amigos e familiares e debates inflamados na blogosfera, já para não mencionar o conflito emocional que provoca aos próprios atletas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:50

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Joao a 06.06.2013 às 06:04

Na segunda na noticia parece implicito que o Miguel Lopes sera um dos jogadores mais bem pagos do plantel.

Mas de acordo com o que BdC diz dos salarios no Sporting e Porto, ele deveria ser dos mais mal pagos, se o que ele ganha e' o que ele ganhava no Porto.

Mas se calhar fui eu que percebi mal.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.06.2013 às 08:20

Acredito que ele seja bem pago, quanto, não faço ideia. Há muita especulação sobre salários.
Sem imagem de perfil

De haja luz a 06.06.2013 às 08:48

Ele já não foi treinado, pelo jardim?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.06.2013 às 11:32

So se se encontraram no SC Braga. É o único clube que me vem à ideia. Mas eles vão vendê-lo, porque tem mercado.
Sem imagem de perfil

De Manuel Guimarães a 06.06.2013 às 11:40

Temos Cédric, temos Arias. Temos, se for necessário, o Dier. Não será pela lateral-direita que ficaremos menos competitivos. Nesse sentido, parece razoável colocar o Miguel Lopes, até por ter mercado, na lista de transferências.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.06.2013 às 11:49

Se eles não forem vendidos, serão opções viáveis. O Dier ali, embora possa fazer a posição, seria um desperdício.

Mas o ponto do post não é esse, mas sim as versões diferentes, sobre o mesmo jogador, por jornalistas diferentes.

Além do mais, salvo talvez os mais jovens, talvez, eles vão tentar pôr o mercado quase todos.
Sem imagem de perfil

De AM a 06.06.2013 às 12:12

Não esquecer que o porto tem 50% do passe se Miguel Lopes.Não vamos conseguir um encaixe que se veja e vamos beneficiar o porto(são trocos,eu sei).A acontecer é mais uma decisão genial.

PS:A Bola diz que Adrien também pode sair porque ganha 2M.Sempre ouvi falar em 1M.A seguir vamos saber que Patrício ganha 3 ou 4 M. Siga o baile.Quo vadis Sporting?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.06.2013 às 12:17

Não quero ser pessimista, mas estou convencido que salvo alguns dos miúdos, são todos transferíveis. Na ausência de "cash flow" e os muito badalados investidores, há a necessidade de encaixe financeiro através de vendas.

Quero ver a capacidade negocial para vender os que mais necessitam de ser vendidos: Bojinov, Onyewu, Pranjic, Boulahrouz, 4 dos 17 emprestados.
Sem imagem de perfil

De haja luz a 06.06.2013 às 17:04

Ó Rui, mas o problema é mesmo esse

\" , mas estou convencido que salvo alguns dos miúdos, são todos transferíveis. Na ausência de \"cash flow\" e os muito badalados investidores, há a necessidade de encaixe financeiro através de vendas.\"

e parece que está a passar ao lado de quase todos.
Temos alguém dentro do clube que mentiu, e agora como não tem dinheiro, nem se quer demitir, anda a fazer especulações de ordenados, para que ninguém diga nada, se resolver vender.
Tínhamos um lote de grandes internacionais, estamos sujeitos a ficar sem jogadores e sem dinheiro, porque eles estão muito desvalorizados, por isso não é a melhor altura para vender.
Eu não me recordo bem, mas acho que nem Jorge Gonçalves
em tão pouco tempo, fez o que o mentor está a fazer.
Devia-se colocar uma norma, que quem não fizesse um depósito de uma determinada quantia, não se poderia candidatar a presidente.
Porque estamos sujeitos a isto, a aparecer um aldrabão, e depois nem jogadores de qualidade temos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.06.2013 às 17:19

Bem, caro Haja Luz, por muito lógico que pareça, até não digo que não é, e na Espanha em alguns clubes isso é exigido, se for a requerer em Portugal que presidentes façam depósitos de garantia, não haveriam presidentes~. Mesmo no actual situação, como bem sabemos, é muito difícil.

É verdade que os jogadores do SCP estão agora desvalorizados pela baixa competitividade da equipa, é natural. Além disso, salvo readquirir as percentagens vendidas a fundos, o que requerá tempo e estabilidade financeira, a venda da maioria neste momento só proporcionará baixo retorno. No caso do Ricky, a exemplo, só tínhamos 35% do seu passe. A maior fatia dos 11 milhões da venda foi para os dois fundos. Do Rojo, outro exemplo, só temos 25%. Do Rui Patrício temos um pouco mais, 65%, e também o mesmo do Labyad. Se o Miguel Lopes for vendido, 50% é para o FC Porto. Mas não havendo dinheiro e se há a necessidade absoluta de baixar a folha salarial e sem investidores, o espaço de manobra é nulo.

Sem imagem de perfil

De haja luz a 06.06.2013 às 18:16

Rui

\" Mas não havendo dinheiro e se há a necessidade absoluta de baixar a folha salarial e sem investidores, o espaço de manobra é nulo.\"

mas o problema é mesmo esse,ele mentiu aos adeptos.
E como não tem dinheiro, nem se demite, vai enfraquecer o clube.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.06.2013 às 18:26

Nada está mais longe do seu pensamento: a demissão. O que ele vai fazer é vender os jogadores possíveis para arranjar dinheiro e, com alguns, até baixará a folha salarial. Acontecendo isto, veremos então a qualidade da equipa e se ele conseguirá um ou dois reforços, especialmente pontas de lança. Está tudo no ar e a nós só é possível especular face ao que se vai ouvindo dia a dia.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 06.06.2013 às 21:04

Nem mais. O resto é conversa fiada. Mas acho que as coisas não ficam por aqui. Os rivais só não se aproveitam da fraqueza do Sporting se não quiserem. Depois a criançada fala em dignidade. Quem tem dignidade não se expõe ao ridículo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.06.2013 às 21:14

Quero acreditar que não deixarão ninguém fugir para os rivais. Isso provocaria enorme turbulência. Mas, como indico no post sobre Labyad, já andam a notificar uns quantos que vão tentar transferi-los, a pretexto real ou à conveniência de que os salários são muito elevados. O Labyad deve ser muito atrativo para eles, já que o Sporting ainda tem 65% do seu passe. No caso de Miguel Lopes, terão de dar 50% ao FC Porto. Já Rojo dá para pensar duas vezes, porque só se tem 25 do seu passe.
É a minha opinião e nada mais, vale o que vale: eles têm no mercado todos excepto os mais jovens da formação e talvez Carrillo. A ideia é de fazer um tipo de lotaria para ver quem conseguem vender, porque como já aqui se "conversou" os jogadores, pela má época da equipa, não estão valorizados.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 06.06.2013 às 21:34

Estilo liquidação total. Tudo aponta que as coisas estão pior do que eles querem que se saiba, daí este "casus belli" com o administrador a SAD do Porto. Era preciso um pretexto para "unir" as hostes e desviar as atenções. Mas chega a um ponto em que não se pode continuar a iludir os sócios. Ou há capacidade, ou não há. O que os outros fizeram ou deixaram de fazer não pode servir de desculpa a toda a hora, porque ninguém pode alegar ignorância sobre a gravidade da situação e ninguém os obrigou a ir para lá.

PS - Na Holanda continua a falar-se no interesse do Porto em Labyad. Nunca duvidei desse interesse. Nele e no Carrillo. É só o Sporting se distrair...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.06.2013 às 21:40

Estou com curiosidade de ver a reacção da falange facciosa pela venda do primeiro jogador. Agora com o corte de relações, o matreiro Pinto da Costa vai espreitar bem a oportunidade para dar uma dentada, em estilo de represália.

Carillo ou Labyad só irão parar ao FC Porto através de uma terceira equipa e mediante uma cláusula compensadora no caso de regressarem a Portugal. Não acredito que isso aconteça, mas...

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo