Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Com a coincidência de surgir no mesmo dia da polémica em torno de Bruma, o presidente do Sporting explicou hoje o que, na minha opinião, já deveria ter explicado aos sportinguistas, nomeadamente que existia, de facto, uma cláusula a dar o direito de preferência ao Sporting sobre Ghilas, pelo empréstimo ao Moreirense de Jorge Chula, e que muito embora essa cláusula contivesse uma lacuna - a não existência da anuência do jogador - o clube de Moreira de Cónegos também não honrou o espírito do acordo, porque quando enviou uma carta ao Sporting a perguntar se este queria exercer o direito de preferência, o jogador já tinha tudo acordado com o FC Porto, anulando, por esse meio, qualquer hipótese do Sporting poder competir para a contratação do jogador.

 

A extensa declaração de Bruno de Carvalho pode ser lida aqui.

 

publicado às 17:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


19 comentários

Sem imagem de perfil

De peyroteo a 11.07.2013 às 18:28

Pois, ainda que o Ghilas possa preferir o Porto ao Sporting (e é um direito que lhe assiste), o Moreirense tinha obrigação de informar o Sporting que existiam interessados antes de iniciar negociações com qualquer outro clube. Agora, avisar quando já tinha acordo com o Porto, assim como o jogador, só demonstra má-fé. E sabemos bem quem tem culpa nisto tudo. O Porto é muito forte no jogo subterrâneo... É por estas coisas que eu acho que as relações com o Porto não deviam existir desde os anos 80.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.07.2013 às 18:38

Partindo do princípio que BdC tem razão, e é lógico que tenha, o primeiro erro foi a tal lacuna no acordo de preferência e depois a falta de honoribilidade por parte do Moreirense. Em qualquer dos casos, pela não anuência do jogador e indiferente da conduta do Moreirense, o jogador simplesmente diria ao SCP que a sua preferência é o FC Porto.

Não concordo com o corte de relações porque é improdutivo, por muito que pareça moralmente legítimo. Recorro ao velho ditado: manter os amigos próximos e os inimigos ainda mais próximos. Com o FC Porto de PdC tem de saber lidar finoriamente e não pela linguagem e meios em que eles são os poderosos. Assim, não há hipótese.
Sem imagem de perfil

De peyroteo a 11.07.2013 às 18:57

Mas a aproximação ao Porto teve algum resultado prático positivo para o Sporting? O Porto fez sempre o que quis do Sporting. Basta lembrar da situação com o Kléber em Janeiro último. O Sporting pediu o jogador emprestado, estava tudo acertado até ao final da tarde de dia 31 e, a pedido do Porto, o jogador roeu a corda, deixando o Sporting de mãos a abanar. Foi tudo orquestrado para deixar o Sporting sem opções...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.07.2013 às 19:22

Não me refiro a aproximação em termos de amizade, simplesmente não declarar guerra e de forma mais subtil dar-lhes a "ripada" sempre que possível, algo que é sempre mais difícil quando há um inimigo alerto. Na realidade, eles seguem um outro código de conduta, e o Sporting nunca esteve e nunca estará disposto a recorrer a esses extremos meios. Por isso, eu digo que se tem de lidar com eles com esperteza e não "taco a taco".
Sem imagem de perfil

De Juca a 11.07.2013 às 19:27

«Comunicado Oficial da Associação de Adeptos Sportinguistas»

Perante a mais recente novela perpetrada pelos parasitas do futebol mundial, desta
vez afectando o Sporting Clube de Portugal e os seus atletas, a Associação de Adeptos
Sportinguistas lança o seguinte alerta consubstanciado nas suas preocupações
fundamentais, no que a este caso diz respeito:

1) A atracção pelos holofotes e, aparentemente, também pelo abismo, dos que se
dizem representantes do jogador Bruma retiraram-lhes a capacidade de observar a
grandeza da instituição Sporting Clube de Portugal. Tais personagens, pela sua
pequenez e insignificância no contexto do desporto (quer nacional quer internacional),
e procurando a maior comissão das suas vidas à boleia da sua vítima - o jogador -
recolhem hoje, com certeza, o consenso junto da massa associativa e adepta leonina
no sentido de serem declaradas inimigos do Sporting Clube de Portugal.

2) Esperamos que o Sporting Clube de Portugal actue firmemente na defesa dos
interesses do clube e proíba a presença de tais personagens em qualquer instalação do clube.

3) Face ao que vem sucedendo, e tendo em conta o número de jogadores
representados por tais personagens, tanto no plantel sénior do clube como nos
escalões de formação, recomendamos que os atletas que ainda se sintam
representados e defendidos por tais personagens ponderem a sua ligação aos
mesmos, sob pena de não recolherem simpatia por parte da massa associativa dando,
simultaneamente, um sinal ao clube da sua dedicação e reconhecimento à camisola
verde e branca. O exemplo actual, por oposição a tantos outros de sucesso onde nunca se ouviram as palavras dos empresários (muito menos a ritmo diário), demonstra a total ineficácia dos métodos utilizados por aquelas personagens

4) A AAS repudia as acusações feitas a claques leoninas de terem orquestrado actos
criminosos. Sugerimos às claques do Sporting Clube de Portugal que defendam os seus direitos e averiguem a possibilidade de instaurar um processo-crime àquelas
personagens por difamação. Confirmando-se tal resposta às acusações, não só
desmentem cabalmente tal versão como poderão permitir que aqueles enveredem por
uma nova carreira profissional, esperemos que com maior sucesso, como guionistas
para a ficção nacional. As últimas palavras vão para o jogador Bruma. No sentido de lhe recordar que sem o Sporting Clube de Portugal não seria a mesma pessoa. Que foi o Sporting Clube de Portugal que lhe possibilitou evoluir desportivamente fazendo aquilo que gosta. Que nunca, ao longo de tal relação, esteve o Sporting Clube de Portugal de má-fé perante o jogador e que caberá a este demonstrar a maturidade que acredita ter (ao nível do contrato que pretende) e, pensando pela sua própria cabeça, indicar ao Sporting Clube de Portugal aquilo que pretende, de viva voz. Em ano de Mundial, a esperada titularidade na equipa do Sporting Clube de Portugal permitir-lhe-á evoluir competitivamente e garantir uma eventual vaga na Selecção Nacional com vista à participação na maior competição Mundial no futebol.

A vida é feita de decisões e está no momento do jogador tomar a sua. Ou está
connosco ou contra nós. Não há meio-termo a considerar perante o extremar de
posições por parte das personagens supracitadas.

Sporting Sempre!
Comité Executivo
Associação de Adeptos Sportinguistas
Sem imagem de perfil

De haja luz a 11.07.2013 às 19:40

Rui tenho uma opinião divergente num aspecto.
Não sei se é realmente esta a história.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.07.2013 às 19:46

Bem, só vendo o contrato ou o Moreirense vir a público contradizer o Sporting. Se não vier confirma. Eu acredito que seja esta a história, com um caso controlado inteiramente pelo FC Porto.
Sem imagem de perfil

De haja luz a 11.07.2013 às 19:45

AA?
Isto é uma palhaçada!
Para eles não há limites.
Sem imagem de perfil

De Barbosa a 11.07.2013 às 19:52

O giro disto tudo é:

1º o SCP teve hipótese de contratar o jogador desde Janeiro, não o fez nem consta que tenha tentado chegando à fala com o jogador em Jan/Fev/Mar/Abr/Mai/Jun, lembrou-se agora. Apesar disto quem esteve mal foi o Moreirense o mesmo que a partir de Janeiro deu ao SCP a possibilidade de poder abordar o jogador e resolver o assunto.

2º Vocês acreditarem que um jogador podendo escolher entre jogar no SCP ou no FCP atualmente optasse pelo SCP.




Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.07.2013 às 20:13

Mas a questão não é essa. O Sporting, como qualquer outro clube, age mediante o que entender é melhor/possível para si.

A realidade é que existia um acordo entre o Moreirense e o Sporting e o clube de Moreira de Cónegos não honrou o seu compromisso. Avisa o Sporting já depois de o jogador ter um acordo com o FC Porto que, decerto, orquestrou tudo, à sua usual finória maneira.

O jogador, se tivesse sido confrontado com a hipótese em Janeiro teria de decidir: ou dava a sua anuência ao Sporting ou ficava à espera que no final da época o FC Porto aparecesse.

Perante o cenário actual e tendo a escolha entre os dois clubes, é plausível que optasse pelo FC Porto. Dito isto, ficamos a ver quanto tempo de jogo terá como suplente de Martinez.

Sem imagem de perfil

De barbosa a 11.07.2013 às 22:27

Rui não acha que o melhor para o SCP era, se na realidade achava o jogador importante para o futuro, tentar de imediato fechar a contratação. Penso que durante a época o jogador não se daria ao luxo de recusar o SCP à espera de um hipotético interesse do FCP ou de outro qualquer.
Efetivamente havia um compromisso do Moreirense no sentido de, na eventualidade de haver uma proposta, ser dada opção ao SCP. Foi isto mesmo que aconteceu o jogador comunicou ao clube que tinha acordo com o FCP o Moreirense de imediato informou o SCP que, porque não quis ou porque não pôde, não exerceu o seu direito. O Rui acha que cabia ao Moreirense informar o SCP de que o jogador estava a negociar com o FCP?
Admitindo que tal acontecia se posteriormente aparecesse uma proposta superior de outro clube não teriam, quer o jogador quer o clube, o direito de optar pela que entendessem ser melhor a menos que o SCP igualasse a mesma?
Não tem o jogador o direito de optar por aquilo que pensa ser melhor para si mesmo no limite perdendo dinheiro?
Por último Rui se o homem só jogar 2 mnts no campeonato mas resolver ou ajudar a resolver por mim tá bom!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.07.2013 às 22:57

Caro Barbosa,

1.Começando pelo princípio, Godinho Lopes tentou contratá-lo em Janeiro mas como o Moreirense precisava dele para tentar evitar a despromoção, não abdicou da cláusula de rescisão que era 3 milhões. GL não tinha essa verba disponível, como bem sabemos.

2.Ficou essa lacuna no acordo quanto ao direito de preferência de garantir a anuência do jogador. Estou convencido que ele a teria dado nessa altura.

3.Por norma, só se negoceia com um jogador com um acordo já em cima da mesa com o clube que detém os seus direitos. Mas mesmo que não tivesse sido assim, é claro, pela informação disponível, que o Moreirense só comunicou ao SCP depois do jogador ter acordado com o FCP. Aí, já o SCP nada podia fazer.

4.O SCP detinha o direito de igualar a melhor oferta recebida pelo Moreirense e se o fizesse, então tentar chegar a um acordo com o jogador. Se não conseguisse, não haveria negócio.

5.O jogador, ou na fase do acordo entre o SCP e o MOR, ou agora, já que não havia qualquer restrição, tinha o direito de escolher o seu destino. Claro, se tivesse comprometido no acordo original, agora já não teria essa opção.

Por último, será interessante ver quanto tempo de jogo vai ter como suplente do Martinez.

Cumprimentos

P.S. Penso que respondi a tudo.
Sem imagem de perfil

De haja luz a 11.07.2013 às 20:25

Relembro ao Rui que a versão era que o clube não tinha direito de preferência.
Agora já se vem dizer que sim.
Mais, parece que já se esqueceram que o nosso director era treinador do jogador, e deixa fugir?
Não percebo porque tudo o que desprestígia o \"pastor\" mesmo que seja verdade, é sujeito de confirmação, e o que o vigarista diz, deve ser aceite como verdade.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.07.2013 às 20:34

Sabe muito bem que não é esse o meu caso. Não tenho memória de ele ou alguém do Sporting ter alguma vez negado a existência do direito de preferência sobre Ghilas. Se o fez, agradeço que me deia a referência e eu publicarei mesma.
Sem imagem de perfil

De HY a 11.07.2013 às 20:55

Parabens pela qualidade do post e dos comentarios. Não por defender o presidente mas pela logica da argumentação. Pelos mesmos motivos que por vezes critico, desta aplaudo.
Sem imagem de perfil

De haja luz a 11.07.2013 às 22:56

\" Não tenho conhecimento e não me parece por falta de informação-de nenhuma cláusula de opção ou de preferência sobre o jogador.\"
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.07.2013 às 22:59

Caro Haja Luz, agradeço que indique a origem dessa informação. Só assim poderei confrontar a situação.
Sem imagem de perfil

De haja luz a 11.07.2013 às 23:19

Rui penso que foi numa entrevista ao Record no fim de maio, acho que no Canadá
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.07.2013 às 23:21

Com um pouco mais de disponibilidade, vou tentar investigar isso Haja LUz. Obrigado.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo