Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A SAD está tudo menos blindada

Rui Gomes, em 21.08.13

 

 

Pela evidência à vista já há algum tempo, a SAD do Sporting está tudo menos blindada ou, então, (des)informação é divulgada à conveniência. Bem sabemos que a fuga de informação pode originar por vias diversas, nem todas sob o controlo absoluto da SAD, mas esta mais recente sobre os alegados processos de disciplina que fazem alvo de Fabrice Fokobo, Danijel Pranjic e Luka Stojanovic, por uma alegada "noitada", sendo verdade - o Maisfutebol alega que teve confirmação "junto ao Sporting" - é matéria que deveria ficar preservada no íntimo da SAD. A realidade é que mesmo com o intuito de servir de exemplo aos outros jogadores, também reflecte na liderança e na imagem do Clube.

 

A comunicação social em geral tem sensacionalizado este tema de modo desproporcional, pela natureza da alegada incidência, levando alguns, a inevitável exemplo do diário "A Bola", a avançar com pormenores que nos levam a questionar como a SAD, e a imprensa, se apoderou desta informação: "por terem sido apanhados em horas impróprias, violando os regulamentos internos do clube" - "pois quem for apanhado para lá das duas da manhã será punido com o pagamento de uma multa que corresponde a cerca de metade do vencimento" - "esta punição funciona também como um recado da SAD para os jogadores".

 

Com tudo isto, apresentam-se duas outras questões colaterais: não seria nada surpreendente vir a saber que o verdadeiro intuito da imprensa desportiva, predominantemente inclinada para o clube do outro lado da Segunda Circular - tenha aproveitado o momento para desviar atenções dos céus nebulosos para os lados de Carnide e, segundo, apresentam-se somente dois cenários que podem explicar como a SAD teve conhecimento da alegada "noitada" dos jogadores: foi informada por terceiros, em princípio, pessoas credíveis, ou, então, anda a vigiar os jogadores, prática muito comum no futebol mas que ainda não há muito tempo foi alvo de enorme crítica quando levada a efeito pela anterior Direcção.

 

publicado às 16:42

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


13 comentários

Sem imagem de perfil

De haja luz a 21.08.2013 às 18:20

Pois é Rui, parece que agora já não há problema em vigiar jogadores. Será que vão por ai aparecer aqueles que propositadamente usaram, mais um assunto para destituir a direcção da altura!?
Em relação ao regulamento, é uma vergonha.
Qualquer jogador PROFISSIONAL, deve estar na cama quanto mais cedo melhor, de preferência entre as 21 e as 22 horas.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.08.2013 às 18:35

Falando apenas pela minha própria experiência, cada clube tem os seus próprios regulamentos nesse sentido. Desconheço os do Sporting, mas duvido muito que estipule o horário que indica, o mais cedo será as 23h00. Na véspera de jogos, as exigências são mais rigorosas.

Como argumentei na altura, é uma norma vigiar jogadores, sem necessariamente invadir a sua privacidade pessoal e familiar, em contexto.

Hoje m dia, pela tecnologia disponível, os métodos variam, mas nos meus tempos recorria-se a uma aproximação mais directa e pessoal. Depois, também depende da localidade, em que a exemplo da cidade do Porto, pela sua dimensão, sociedade e cultura, o clube será prontamente notificado de certas actividades dos jogadores sem sequer ter de recorrer à vigia directa.
Sem imagem de perfil

De JoRo a 21.08.2013 às 19:00

Blindar o q ? s esses jogadores foram para uma noitada, ficam expostos a centenas de pessoas q os reconhecem..e nao custa nada pensar q basta um deles ir falar para os jornais
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.08.2013 às 20:03

E... participaram a ocorrência à SAD. Terá sido assim ?.. Tudo é possível, mas a decisão de acção disciplinar da SAD não foi testemunhada por essas pessoas nem o Sporting emitiu um comunicado nesse sentido.

Curiosamente, o Fokobo jogou esta quarta-feira contra o Penafiel.
Sem imagem de perfil

De TB a 21.08.2013 às 21:38

Já vos ocorreu duvidar da idoneidade do jornalismo desportivo português? Portuguese sayings: 'You're all sailing in the mayonnaise'.
TB
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.08.2013 às 21:46

Já escrevi bastante sobre essa temática. Por coincidência, o meu primeiro artigo no jornal "Sporting", há uns anos atrás, foi precisamente uma extensa crítica ao jornalismo desportivo português.

Dito isto, também sabemos que por vezes (des)informação é divulgada à conveniência das partes interessadas.
Sem imagem de perfil

De TB a 21.08.2013 às 21:56

Correcto. Mas estamos a discutir blindagem de uma estrutura ou transparência na estratégia de comunicação? Na minha opinião o nível de desinformação sobre o SCP nos órgãos de comunicação social é de tal ordem que todos os dias se inventa uma nova (hoje temos o exemplo CM/ Cunha Ferreira). Se esta desinformação é lançada apartir do SCP não sei. O que sei é que tudo aponta para uma progressiva blindagem do que lá se passa, o que desmistifica um pouco a tese que está implícita no seu texto.

TB
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.08.2013 às 22:10

Concordo no essencial meu caro, mas também sabemos que esta Direcção tem (des)informado à conveniência.

De qualquer modo, sendo verdade a contenda disciplinar, é do interesse total do Clube de preservar as acções no foro interno.

À raiz da situação penso que as duas disposições são muito importantes: a blindagem de uma estrutura e a transparência na estratégia de comunicação. Até porque quando a notícia desinforma em detrimento do SCP , têm surgido a negar a validade da mesma. Quando se dão ao silêncio, pode ser interpretado que a ocorrência corresponde à verdade. Neste contexto, refiro somente questões de alguma importância e não rumores sobre interesse em jogadores, etc., porque não é realístico esperar que venham diariamente negar coisas insignificantes.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.08.2013 às 21:57

P.S. Nunca ouvi essa expressão. É portuguesa ?
Sem imagem de perfil

De TB a 21.08.2013 às 22:00

'Navegar na maionese' significa fazer grandes teorias e considerações apartir de muito pouca informação. Eu uso muito esta expressão no trabalho.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.08.2013 às 22:18

Penso que reconhece que os blogues, ou pelo menos este blogue, é um meio para debate sobre assuntos de comum interesse. Por vezes somos críticos porque sentimos que há justa causa para o efeito, em outras ocasiões abordamos determinadas temáticas com algum "picante" para promover o debate entre leitores, a maioria dos quais sente mais conforto na leitura do que a comentar. Além do mais, mesmo com limitada informação tentamos ser objectivos e quando a informação não é confirmada, sublinhamos a disposição.

Bem, fico agora a saber sobre essa sua expressão. Surpreendeu-me porque a minha primeira língua é o inglês e nunca a tinha ouvido.

Sem imagem de perfil

De sergiom a 21.08.2013 às 23:22

Esta história das fontes tem muito que se diga. O Rui que já viveu o Sporting por dentro poderá falar com conhecimento de causa, muito melhor que muitos de nós.

Hoje em dia qualquer tem câmara fotográfica e num local publico...todos estão a mercê, depois basta chegar a quem de direito.

Em relação à blindagem é assunto utópico, no Sporting e em qualquer lado, tudo se sabe. Mas por vezes não se publicam para a opinião pública, por interesses e poderes instaurados. Alguns pasquins, na minha opinião, são instrumentos que têm mais desinformação do que a informação.


Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.08.2013 às 23:40

Sem dúvida meu caro. Uma das coisas que eu sempre notei no Sporting, comparado por exemplo ao FC Porto, é a dificuldade em controlar egos e vaidades que necessitam de serem "abastecidos" com frequência.

Agora, no que ao futebol concerne, tem de haver um clima interno extremamente rigoroso, para limitar fugas de informação, nem que seja sobre ameaça de despedimento, As fugas nem sempre originam com os principais protagonistas.

Havendo criatividade, há sempre meios para averiguar algumas coisas. Um dos meus grandes contactos na media em Portugal era o saudoso amigo Cruz dos Santos. Mais vezes do que não, ele conseguia saber a informação que eu queria, e eu nunca perguntava pelas suas fontes, mesmo com questões insignificantes. Recordo que um dia precisava de falar urgentemente com Carlos Queiroz. No Sporting todos tinham receio de me dar o seu número particular. Como não queria incomodar ninguém em posição mais elevada, telefonei ao dito amigo. Não tinha o número mas passado 5 minutos telefonou-me a dá-lo.

O problema principal com os jornais é a necessidade de preencher espaço diariamente com tão pouca matéria num país tão pequeno e com tanta competição.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo