Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"A oportunidade nunca é perdida"...

Rui Gomes, em 23.08.13

 

 

... "Alguém vai sempre aproveitar as que perdeu". Assim disse William Shakespeare... Acho que o "Bruno" leva estas palavras à letra, nunca perdendo uma oportunidade para aparecer nas capas. Quantas entrevistas já concedeu em pouco mais de 4 meses ?

 

publicado às 10:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


73 comentários

Sem imagem de perfil

De ajorge73 a 23.08.2013 às 10:55

Ora bem, uma entrevista no dia em que teoricamente vai sair a decisão do Bruma e ele fala no Oblak e Atsu e em questões de carácter.

Já fomos...


Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 11:01

Além do mediatismo que ele tanto adora, pode obedecer a uma estratégia (?).
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.08.2013 às 11:14

Infelizmente parece que o Bruma já era !!!

SL,
Sem imagem de perfil

De Rui Barros a 23.08.2013 às 11:22

Bruno de Carvalho e o carácter. Ora aí está um tópico que daria pano para mangas...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 11:30

Caro Rui Barros, eu diria que dava pano para lençóis.
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 15:10

Podes não concordar com o carácter de uma determinada pessoa, mas é bom que tenha carácter e que não ande a mudar ao sabor do vento, ou preferes alguém que diga que hoje é preto e logo é vermelho?
Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 23.08.2013 às 11:02

Já li a entrevista. Esta foi bastante esclarecedora e até com bom sentido de timming. Fiquei a conhecer mais algumas coisas sobre o caso do Bruma que não sabia e sobre as pessoas que estão a representá-lo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 11:27

Caro Mike ,

Sem pretender defender Bruma e/ou os seus representantes, mas acha mesmo que o presidente admitiria seja o que for salvo o que o deixa com boa imagem ?

Há umas semanas atrás escrevi na minha crónica no jornal "Sporting" um texto bastante objectivo sobre o caso Bruma e apenas por mencionar que a aproximação às negociações terá sido um erro de cálculo, o todo do artigo foi censurado.

Sinto sempre muita dificuldade em acreditar nas palavras desta pessoa, por não me merecer confiança. Ele já demonstrou, repetidamente, não ter problemas de consciência alguns em mentir à conveniência.
Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 23.08.2013 às 11:41

Acredito que possa não dizer toda a verdade, mas também acredito que ali está muito do que aconteceu, até porque é coerente com o que se sabe publicamente.

Quanto ao teu artigo ter sido censurado, já sabia e é de repudiar a atitude de quem o fez.
Sem imagem de perfil

De Elpídeo Freitas a 23.08.2013 às 11:50

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=840083

E este, mentiroso também?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 11:58

Não compreendo a associação de uma coisa à outra. Há alguma novidade pelos salários em atraso ? Alguém aqui está a defender essa disposição ?
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.08.2013 às 11:54

Mike,

Acabei agora de ler a entrevista (para quem não está disponivel através de um link no http://bancadadeleao.blogspot.com/ ).

E ao contrário do que o titulo do jornal indicaria a entrevista no que toca ao caso Bruma é esclarecedora ... até deu para perceber o porque da Ida do Baldé para o Vitória ficando o SCP apenas com 15% do passe.

Despois desta entrevista e após o anuncio da decisão do CAP o SCP terá de fechar as portas ao sr. Baldé definitivamente, não admito que seja de outra forma, caso contrário não faltarão casos Bruma com jogadores representados por esse senhor.

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 12:19

Caro Sérgio, à parte de qualquer defesa de Baldé ou qualquer outro, o que cita é precisamente grande parte do problema. Nem o "Bruno" nem ninguém, salvo a FIFA, pode proibir qualquer empresário de representar jogadores de futebol e nem o "Bruno" nem ninguém pode proibir o jogador de se fazer representar por quem ele muito bem entender. Esta "declaração de guerra" faz parte do problema e não da solução.

Um dos motivos - não o único - que existe o problema com Tiago Ilori é precisamente por ele ter recusado negociar a renovação à revelia do empresário.

Quando é que se vai aprender que estes tipos de guerra não irão favorecer o Sporting em coisa alguma ?... Pode saber bem à falange mais radical de apoio mas os resultados reais são zero, totalmente zero.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.08.2013 às 12:23

Rui,

Aqui não é uma questão de guerra é meramente uma opção de com quem se pode trabalhar.

No caso de Cátio Baldé está visto que não se pode trabalhar.
Das duas umas os jogadores que ele representa saem do clube ou arranjam um novo representante.

Não fazer nada relativamente a este senhor e fazermos de conta que nada se passou é que será persistir no erro, na minha opinião é claro.

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 12:36

Caro Sérgio,

Há vias próprias e correctas para lidar com situações deste cariz. Se existem provas concretas de conduta ilícita da parte deste ou qualquer outro empresário, o departamento jurídico do Sporting deve fazer uma exposição do caso à FIFA, o organismo que regula o licenciamento da actividade. Não é com discussões e acusações na "rua" que se vai resolver o problema.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 23.08.2013 às 14:24

O Sporting não pode proibir os atletas de quererem ser representados por Cátio Baldé, mas também não precisa de os promover mais. A ser verdade o que vem na entrevista em relação ao Edgar Ié e ao Amido Baldé (estranho a ausência de qualquer referência ao Agostinho Cá), depois de Bruma ser dado como jogador livre pela CAP (desfecho mais que provável), a todos os jogadores ainda representados por Cátio Baldé deve ser dada uma escolha: ou mudam de representante, ou mudam de clube. Com o Sporting, Cátio Baldé não pode trabalhar mais. Mesmo que ao Sporting lhe seja dada razão no caso Bruma.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 14:45

Essa consideração aprovo, em contexto, porque se o Sporting já investiu anos em determinados jogadores não os pode agora atirar para a rua só porque o "Bruno" não quer/sabe lidar com Catio Baldé e outros do género.

Em pleno, a condição seria aplicável a novos jogadores, não esquecendo também - algo que passa despercebido a muitos - que Catio Baldé acompanha alguns destes jovens desde que são crianças e foi ele que os colocou no Sporting.

As duas partes têm muito a perder com este tipo de conflito. Não se vá pensar que é a SAD do Sporting que anda por esse Mundo fora a observar e recrutar jogadores. Agora é Catio Baldé amanhã será outro, empresários não vão deixar de existir apenas pelos desejos do "Bruno".

Se ele deixasse o seu ego e arrogância em casa e recorresse à sua ou à de outros mais bem preparados no Sporting para negociar, os interesses do Clube seriam melhor servidos.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 23.08.2013 às 15:38

O "modus operandi" do Cátio Baldé parece ser sempre o mesmo, a ser verdade o que foi dito por BdC na entrevista de hoje. Assim que um jogador por si representado atinge notoriedade, dá logo início a uma série de manobras para transferir o atleta para outros emblemas, usando os mesmos expedientes. Se o Sporting quer respeito, tem de dar-se ao respeito e se Cátio Baldé não tem respeito pelo Sporting...

Eu compreendo que não se deva desperdiçar tanto tempo e dinheiro investido num conjunto de atletas, mas está visto que não é possível lidar com gente assim. O Cátio Baldé não está a negociar com Godinho Lopes nem com Castro Guedes, está a "negociar" com Bruno de Carvalho. Uns cediam às suas exigências, os outros nem por isso. Resta saber se a longo prazo, se os ganhos superam as perdas a curto prazo.

Quanto ao aparente facto de o acordo com Bruma não ter sido consumado antes das eleições, a explicação parece ser simples: que vende Emiliano Ínsua e Ricky van Wolfswinkel, depois de emprestar Elias Trindade, para pagar salários em atraso, não tem um tusto furado para pagar qualquer adiantamento de contrato de renovação com o Bruma.

E o Cátio Baldé sabe muito bem que ganha muito mais com Bruma fora do Sporting, no curto prazo. E no longo prazo também, se colocar o jogador no FC Porto. Como se espera que vá acontecer muito em breve.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 15:58

Vamos por partes:

1. "Não está a negociar com Godinho Lopes ou com Cadtro Guedes, está a negociar com Bruno de Carvalho". Mas quem é afinal de contas Bruno de Carvalho, o grande negociante que ninguém reconhece salvo os seus incondicionais apoiantes ?

2. Bruno de Carvalho admite na entrevista que havia um acordo entre as partes em Dezembro. Para já, acho que está errado na data, uma vez que esse acordo só surgiu em Fevereiro e o ex secretário-geral da SAD ainda ontem confirmou que ainda estavam a negociar nessa data. Mas, isto à parte, Bruno então critica a anterior Direcção por não ter logo assinado esse acordo por falta de fundos. Crítica espectacular por que não tem um centavo à sua disposição seja para o que for e ainda não trouxe um cêntimo fresco para o clube nos quase cinco meses do seu mandato.

Muito mais pode ser argumentado neste contexto, mas fica para outra altura.

Por fim, até parece que a formação do Sporting só começou com o Bruno e que não existe há muitos anos e já deu muitos milhões de ganho ao Sporting. Se não deu mais não se deve à estrutura da formação mas sim, sobretudo, à falta de competitividade da equipa principal.

Fala-se, inclusive, do não uso dos jogadores da equipa B e do excesso de jogadores contratados nos últimos dois anos. Em primeiro lugar, é fácil agora falar pela existência da equipa B. Para onde iam os jogadores que saiam dos juniores antes dela existir. Segundo, quanto dos formados, há dois anos, que estão agora na equipa B ou na principal, estavam prontos para entrar na equipa principal ?... Até o grande talento que é Eric Dier por precisar de rodagem foi emprestado para a Inglaterra.

O Bruno também diz na entrevista que mesmo já nas suas mãos chegou a haver um acordo salvo pela exigência do empresário em querer um milhão de prémio e 10/ do passe do jogador. E eu pergunto o seguinte: Desde que o jogador concorde, qual é o problema com isso ?
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 17:47

Caro Rui, é a primeira vez que entro e comento neste post, Tenho liso alguns comentários seus, alguns concordo outros discordo, faz parte da troca de opiniões, mas deixe-me que faça uma observação, então em relação aos 10% e 1M para o empresário, desde que o jogador concorde, qual é o problema?
Deve ser por estas e por outras que o sporting está como está.
E os próximos jogadores que dessem nas vistas como seria? iam pela mesma bitola? Nesta lógica de custos não precisamos de academia
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 18:47

Meu caro, não há causa para ficar tão sensibilizado. Isto limita-se a uma troca de opiniões que consideramos salutares desde que sejam construtivas, quer estejamos de acordo ou não.

O meu ponto, sobre esta questão, é que tudo faz parte de uma negociação entre partes sobre um activo que é o atleta. É prática comum prémios de assinatura e outros e, também, empresários ficarem com percentagens de passes. Uma vez que é uma disposição negociável sobre o activo, o atleta, e este concorde com os termos, não vejo problema algum.

No caso de jogadores muito mais valorosos, há prémios de assinatura muito mais elevados, a serem partilhados pelos jogadores e atletas. Penso que é preciso cuidado não perder de vista the larger picture " com o se costuma dizer. Agora, se o clube, neste caso o Sporting, não pode ou não está disposto a pagar um prémio de assinatura, também está no seu direito. Até parece que isto foi inventado hoje, por mim.

P.S. Desde que sejam construtivos, os seus comentários serão sempre muito bem vindos. Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De Virgílio a 23.08.2013 às 18:36

"Desde que o jogador concorde, qual é o problema com isso ?"

Nenhum... Em td o lado se faz assim... Mas o Bruno, pq acha injusto, não faz. Ou seja, preferiu ficar com 100% de nada do que 90% ou 80% duns bons milhões que o Bruma irá render no futuro (e vai render, podem estar certos disso!). O SCP formou o jogador, outro qlq clube, irá beneficiar dos dividendos desportivos - financeiros que Bruma permitirá. A partir do momento em que os agentes do jogador começaram a fazer finca-pé dessa benesse, e por mais que ao Bruno faça confusão, ele teria que chegar a um compromisso. Até pq, pelos vistos, o salário nem seria assim tão avultado como tudo isso. Parece-me a mim, que o SCP, neste caso Bruma, teria que pagar mais aos agentes que ao jogador, numa equação pc habitual mas cujo resultado, para o SCP, não representaria um custo mais elevado... Teimosia, arrogância, inaptidão negocial, resumindo: incompetência. É por causa dessa incompetência que Bruma não continua no SCP!.... E desenganem-se aqueles que julgam que os outros agentes desportivos são muito diferentes do Catio. POdem ser ligeiramente mnos 'gulosos', mas tds eles andam nisto para ganhar comissões e é raro o jogador com um mínimo de qualidade e mercado que não tenha como representante um desses tubarões.. Fica a pergunta, como é que o Bruno pretende lidar qd, no futuro, lhe parecer outro agente a exigir comissão para aquisição ou renovação de contrato com determinado jogador?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 18:56

Caro Virgílio,

Respondi isso mesmo, por outras palavras, a outro leitor que ficou muito surpreendido por esta prática comum no futebol. Claro, nenhum clube é obrigado a aceitar, mas tudo faz parte do processo de negociação.

Penso eu que, para o presidente, por ser novo no "milieu", a proposta escandalizou-o e fez com que ele perdesse de vista o cenário mais de médio prazo. Dito isto, compreendo que é um precedente sensível para com um jovem da formação, mas o Sporting ou qualquer outro clube formador, terá de lidar caso a caso, talento a talento. E, a exemplo, se tivesse sido o Cristiano Ronaldo ?

Por outro lado, sem pretender defender empresários, longe disso, deve haver o reconhecimento de quem descobre estes miúdos logo em criança, investe neles e frequentemente nas suas famílias e coloca-os em clubes como o Sporting. Não fomos nós que descobrimos o Bruma na Guiné.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.08.2013 às 16:01

Ultimo parágrafo, certissimo.
Afinal, e ao contrário do que diziam ser inconcebivel a direcção anterior não ter renovado o contrato , parece que estava tudo tratado e foi BdC que não aceitou... Adeus Bruma, provavelmente, os outros guineenses e a seguir Ilori. Já sei que não prestam para nada, não têm moral, temos que pôr os empresários nos eixos,etc, etc. Eu tenho pena que saiam.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 16:22

Bem, como indiquei, o "Bruno" diz na entrevista que havia um acordo entre as partes com a outra direcção mas que não foi logo assinado por falta de verbas à mão para satisfazer as exigências do momento. Depois, diz "Bruno", que após o Mundial e a intervenção da Zahavi , surgiram novas exigências que o obrigaram a negociar o contrato de novo.
A questão sobre esta derradeira negociação é: quanto do que é relatado é factual e quanto é ficção ?
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 12:53

Caro Rui, isto não se trata de guerra com ninguém, trata-se de trabalhar com quem nos trata bem, Sempre aprendi, quem não sente não é filho de boa gente.
É óbvio que os jogadores podem escolher como agentes o que lhes apetecer, mas o clube também tem a legitimidade de escolher os jogadores cujo agente seja alguém que não lese os interesses da entidade patronal. Já agora, lembro-me que o PdC deixou de trabalhar com o Veiga na altura que ele estava na mó de cima e que saiba o clube não desapareceu nem por isso deixou de ganhar títulos.
Relembro apenas uma frase da entrevista, só há dois activos importantes: sócios e adeptos, tudo o resto folclore.
Mete uma coisa na cabeça, qualquer empresa que não tenha um rumo, uma logica definida é sempre mais fácil de ser comido pelos vendedores, fornecedores etc, neste caso pelos agentes e sendo jogadores da formação a logica de evolução e de renovação dos contractos deve ser clara para que estes saibam com que contar, não gostam, mudem de clube.
Nestes últimos anos o sporting tem sido constantemente sido “enrabado” pelos agentes, quem não quiser ver, das duas, uma: fez parte nos negócios ou então é ceguinho. Há alguém que diga que na generalidade o scp tem feito bons negócios nos últimos anos? Provavelmente em 5 negócios fez um razoável e outro de bater palmas, o contrário deveria ser a regra. Se bem que não estou a ver nenhum de bater palmas.
Quanto ao Catió Baldé, Bebiano e zahvis, aos poucos colocava-os andar. Aliás neste momento o zavhi so tem o ilori e outro que não me lembro o nome. Vai fazer falta?? Ai que estou com saudade…. Deves ser um sonhador…
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 13:08

Meu caro, o Sporting se não pretende lidar com empresário A,B ou C, simplesmente desliga-se dos jogadores que eles representam. Se esses jogadores já estão em "casa" e o Sporting tem interesse em manter os jogadores, tem de se sentar à mesa e negociar.

O Sporting não tem sido enganado pelos empresários, necessariamente, o Sporting não teve competência para negociar com esses empresários, o que é radicalmente diferente.

E falando dos enganos pelos empresários, através de quem tem andado o "Bruno" a contratar jogadores se não empresários ? Uns provarão ser uma boa aposta, outros não. O "Bruno", Inácio e companhia, conheciam o Fredy Montero de algum lado, ou o Slimani ou o Magrão ?
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 13:33

Caro Rui, eu não disse que não devemos trabalhar com empresários, teremos que trabalhar com eles necessariamente, mas não necessariamente com todos.
No caso dos nossos jogadores que tenham empresário que por razões várias não é do agrado do SCP, é lógico que a direcção sugira que mude de empresário ou que assine sem o conhecimento ou a revelia deste, não quer, não tem problema, não renova… não renovando obviamente que jogador não espere que faça parte da solução desportiva, outro jogador irá para o lugar dele e numa outra comparação, não é tao pouco frequente que a lesão de um jogador é o sucesso do seu substituo. De insubstituíveis, está o cemitério cheio.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 14:49

Isso é simples teoricamente. Concordo que se o Sporting não pretende lidar com certos empresários, está no seu direito, e, por conseguinte, não aceitará novos jogadores no clube que seja representados por eles.

A história é bem diferente com jogadores que já são do Sporting. Não deve e não pode exigir que o jogador negoceie à revelia do seu representante, é uma acção ilícita. Agora, pode optar por não negociar renovações com este ou aquele empresário, mas arrisca-se a perder talentos em que já investiu anos, tanto em dinheiro como em recursos humanos.
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 15:25

Caro Rui, o sporting não obriga ninguém assinar um novo contrato, mas pode sugerir o modo como pretende, se um determinado empresário não tem sido correcto na óptica da direcção, acho bem que sugira ao jogador que mude de empresário ou assine a revelia deste e não vejo nenhuma acção ilícita, se não quiser renovar e citando o BC, fica num processo evolutivo. Mau era não sugerir nada e não renovar…
Quanto ao retorno do investimento dos talentos e sendo a academia segundo entendidos é das melhores do mundo, infelizmente não tenho visto qualquer retorno desportivo ou financeiro. Entretanto se olharmos para a selecção, grande parte dos jogadores passaram pelo sporting.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 16:14

O Sporting tentar mover o jogador para mudar de empresários ou assinar contratos à revelia deles é conduta ilícita, tanto quanto ao Sporting como ao que concerne o jogador, que também tem contrato com o empresário e arrisca repercussões jurídicas se transgredir os termos do mesmo.

Essa do não haver retorno desportivo ou financeiro da Academia é uma autêntica falsidade. Já escrevi bastante sobre esta temática ao longos dos anos mais recentes. Recordo numa determinada altura que só com uns quantos - sem pesquisa não me recordo quem e quantos - o Sporting já tinha lucrado muito para cima de 100 milhões de euros. Essa é uma conversa avulsa propagada à conveniência e por quem não está bem informado. Até parece que foi o "Bruno" que agora começou com a formação.

O único problema que afectou a formação e os seus patamares de retorno são dois, associados ao mesmo: a desde sempre carente situação financeira do Clube e a falta de competitividade, nomeadamente a montra da Champions , que é a plataforma mais propícia para exibir os talentos e lucrar com eles.



Até porque o retorno da formação tem contas complexas, pelos direitos de formação e o acordo de solidariedade . A exemplo, e digo isto por alto sem ir verificar os números, o Cristiano Ronaldo, que foi vendido por 17 milhões na altura, agora já rendeu 22 ou 23 milhões, e o que aconteceu com ele acontece com outros. O Hugo Viana, vendido pelo excelente montante na data de 12 milhões, também já rendeu muito mais, entretanto, pelas diversas mudanças de clubes que fez. Mais recente o Miguel Veloso e o João Moutinho, etc..
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 19:17

P.S. Um agradecimento atrasado pela referência sobre a entrevista. Decerto que os leitores tiraram partido da informação.

Cumprimentos.
Sem imagem de perfil

De jose guinote a 23.08.2013 às 11:52

A entrevista é mais uma peça - a escolha do timing só se pode entender neste contexto - da preparação dos adeptos para uma decisão desfavorável. Bruno Carvalho sabe que irá ficar conhecido como o Presidente que permitiu a saída do Bruma para um dos rivais. Ele sabe até qual dos rivais é que irá assinar com o jogador sem qualquer impedimento legal. Para a história será essa a marca que ficará associada a Bruno de Carvalho. Logo que Bruma comece a actuar e a acrescentar qualidade ao clube que o receber os adeptos começarão a questionar a incompetência de quem tal permitiu. Afinal, confessa o Presdidente do Sporting, não fora a sua - moralista? - tentativa frustada de introduzir uma suposta ética salvadora do futebol e Bruma facilmente teria assinado pelo clube. É ele quem o diz. Bastar-lhe-ia ter pago as comissões exigidas peloa representantes. Parece-me uma confissão sem sentido e a mais estranha manifestação de incompetência de que me lembro desde há muito.
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 12:08

Não deves ter lido a mesma entrevista que li, incompetência? Incompetência foi a tua direcção não ter precavido o contrato antes de lança-lo na equipa A, isso sim, é incompetência.
Tira os óculos da tua desgraçada direcção anterior e lê novamente a entrevista ou então pede algum amigo que leia e de preferência que não seja adepto ferrenho de um dos 3 grandes e pede-lhe a sua opinião.
Simplesmente excelente e mais uma vez, com factos fica desmascarado a incompetência dos croquetes.
TEMOS PRESIDENTE
SL
Sem imagem de perfil

De jose guinote a 23.08.2013 às 14:29

Relativamete ao meu comentário nem uma palavra, admitindo eu que o comentário assinado por jcp me é dirigido. Apenas a irracional defesa acrítica de tudo o que o actual Presidente faz. O mínimo de atenção ao que se escreve na blogosfera relacionada com o Sporting permitia saber que fui desde o ínicio um crítico da direcção de Godinho Lopes por um conjunto de razões que escuso de referir aqui. Como fui crítico da manutenção e contratação de Sá Pinto tanto como aplaudo a contrataçao de Leonardo Jardim, tendo no entanto defendido a manutenção de Jesualdo Ferreira por razões explicadas na altura. No meu comentário faço uma crítica que é legitimada pela entrevista. Não se trata de a ler, trata-se de a conseguir entender o que não parece ser uma capacidade ao alcance de jcp. Separar os sportinguistas entre os bons e os maus é mais fácil porque mobiliza menos neurónios.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 14:53

Assino por baixo, caro José Guinote , porque as suas considerações merecem essa apreciação e nada tem a ver com posições em prol deste ou aquele ou qualquer tipo de oposição efectiva a tudo com o "Bruno" diz e faz, em radical contraste com o apoio incondicional que lhe é concedido por alguns.
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 12:00

Acabei de ler a entrevista do BC e muito sinceramente, acho-a excelente, no conteúdo e no timing.
No timing porque do lado do Bruma era diz sim dia não notícias sobre este caso, é na TV, jornais, é pareceres de advogados tudo no sentido de fazer acreditar que a razão está no lado do Bruma. Esperava-se uma resposta do SCP, o BC defendeu de forma clara a posição do SCP e acrescentou ainda e igualmente de forma clara os meandros da canalhice dos agentes.
Está mais que visto que a razão está do lado do Sporting, acontece que por vezes nem sempre a razão vence, mas sim o lado do lóbi mais forte e infelizmente há muito que não temos qualquer lóbi.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 12:09

Entrevista ou não entrevista, temos aqui duas questões distintas:

1. A razão estar do lado do Sporting relaciona-se somente com as regras da FIFA e a validade do contrato. Daí, que se espera a decisão da CAP nesse sentido.

2. A forma como este presidente abordou as negociações logo à partida. Em vez de se sentar à mesa negocial e tentar apurar o melhor acordo possível para o Sporting, optou por recusar receber o empresário do jogador Zahavi ) e declarar guerra.

Isto, independente se houve/há boa ou má fé da parte dos representantes do jogador.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.08.2013 às 12:26

Rui,

Leia a entrevista se não a leu, lá ficará um pouco mais esclarecido com o que se terá passado relativamente ao Zahavi.

BdC fala numa imposição para a venda do Llori ao Liverpool.

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 12:41

É por de mais evidente que ainda não tive a mínima oportunidade de ler a entrevista, mas pensa por um minuto que eu espero que o "Bruno" diga toda verdade e não somente o que lhe é conveniente ?

Não acha curioso que com tantos casos contenciosos/disciplinares em curso, só o "Bruno" é quem toda a razão ? Vamos ser ingénuos a esse ponto ?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 12:58

A alegada "imposição", confirmando-se, faz parte do meio negocial e por ser apresentada não significa que o Sporting seja obrigado a aceitar.

Assim como, pela mesma "moeda" o "Bruno" não devia agir contra o jovem Turam pela sua (Bruno) "imposição" que ele fosse jogar para um clube secundário da Turquia.

O ponto é, e sempre será, que só pela via das negociações é possível resolver as contendas. O "Bruno" ainda não aprendeu isso e ajuda a compreender a razão porque a sua vida empresarial é tão nebulosa.
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 13:38

Caro Rui, por um lado diz que a imposição faz parte do meio negocial e em certas situações concordo e é isso que se faz, se bem que não deve ser a regra...

Mas por outro lado diz que o BC não devia agir com a mesma moeda, através da imposição em relação ao Turan
Em que ficamos?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 14:59

Não compreendeu bem a intenção das minhas palavras: é perfeitamente normal que jogadores/representantes pela via das negociações tentem impor isto ou aquilo, e o clube não é obrigado a aceitar e fica completamente livre de seguir outro rumo.

O outro tipo de imposição, a que referi que consta que foi feita ao Turan , é completamente diferente, em que o jogador, pelas evidência à vista, foi prontamente marginalizado e está sob uma pretensa alçada disciplinar.

É a mesma "moeda" mas com valores diferentes em cada lado.
Sem imagem de perfil

De ajorge73 a 23.08.2013 às 12:28

Meu caro,

Não me leve a mal, mas se me permite um conselho, não discuta questões de fé.
É disso que se trata neste comentário do JCP.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.08.2013 às 12:33

Não tenho que lhe levar a mal.

SL,
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 14:04

Dar uma opinião sobre uma entrevista que considero excelente e esclarecedora com factos que de resto parece-me coerente com informações vinda nas notícias é uma questão de fé? A não ser que para si, tudo o que venha da boca do BC seja uma mentira, se assim for, estamos esclarecidos.
Sem imagem de perfil

De ajorge73 a 23.08.2013 às 15:33

Não, não acho que tudo seja mentira. Há outros, no entanto, que acham que só saem verdades daquela boca. Muitos desses tanto acusam os "jornalistas" de atacarem o Sporting, como a seguir usam noticias dos mesmos como forma de defesa das acções da Direcção.

Agora também lhe digo, perante o acumular de situações em APENAS 4 meses, também é preciso uma enorme dose de ingenuidade para achar que, como dizia o Rui Veloso, " o mundo inteiro se uniu para me (o) tramar".
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 20:41

O que sublinha no segundo parágrafo do seu comentário é uma disposição significativa associada ao Sporting do momento e... sem fim à vista.
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 12:34

Desculpa que te diga, mas deves ser muito otário em questões negociais, a não ser que tenhas ideias pré-concebidas e toda a entrevista seja uma mentira na tua opinião que pouco vale, diga-se de passagem.
Pela entrevista, esteve reunido com o pinzhavi, querias que cedesse a chantagem do empresário e aceitasse um negócio de 1M e 10% do passe, totalizando 20% para este? E as negociações com os restantes jogadores deste empresário como decorreriam? No mesmo quadro de chantagem?
Posteriormente com os novos agentes a renovação estava acordada, acontece que nunca apareciam para assinar, surgia sempre novos valores, ou ficavam a dormir, ou querias que o BC fosse a Turquia intrometer-se no seio da Federação e correndo o risco de mais uma vez algum dos agentes estar mal disposto e não poder aparecer..

Se concordas que no quadro da entrevista o BC deveria ter cedido, estamos esclarecidos.
Na vida por vezes temos que perder para voltar a ganhar e no sporting não havia qualquer logica de gestão, era o salve-se quem puder e os agentes aproveitavam-se e bem com a cumplicidade dos dirigentes e pelos vistos, é isto que pretendes que continue...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 12:51

Não sei bem para quem este comentário é dirigido, mas se é para mim, perante a evidência que sabeS tudo e que a opinião de terceiros é irrelevante, mais nada Te posso dizer.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Não sei bem para quem este comentário é dirigido, mas se é para mim, perante a evidência que sabeS tudo e que a opinião de terceiros é irrelevante, mais nada Te posso dizer. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>DeviaS</A> tentar reconhecer que nem tudo é o que uma única pessoa relata e que só por ser a pessoa que é não pode ser questionada.
Sem imagem de perfil

De haja luz a 23.08.2013 às 12:41

\" Caro Sérgio, à parte de qualquer defesa de Baldé ou qualquer outro, o que cita é precisamente grande parte do problema. Nem o \"Bruno\" nem ninguém, salvo a FIFA, pode proibir qualquer empresário de representar jogadores de futebol e nem o \"Bruno\" nem ninguém pode proibir o jogador de se fazer representar por quem ele muito bem entender. Esta \"declaração de guerra\" faz parte do problema e não da solução.

Um dos motivos - não o único - que existe o problema com Tiago Ilori é precisamente por ele ter recusado negociar a renovação à revelia do empresário.\"

O Rui, mais uma vez,com a sua paciência,esclareceu quem quis ser esclarecido, o meu agradecimento.
Por aqui se denota uma vez mais, como esta gente não pertence ao meio, coisas normais, inventam situações alucinantes.
Sem imagem de perfil

De haja luz a 23.08.2013 às 12:59

José e Jorge, se for esse o cenário, para nós era útil que não fosse quer em termos desportivos quer económicos, pois será um prejuízo na ordem das dezenas de milhão, será mais uma das que eles utilizaram para atacar a anterior direcção, com argumentação suja, e fazem precisamente pior do que criticavam
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.08.2013 às 14:03

Entretanto o Babuino já veio para as rádios e televisão.

“Independentemente da decisão da CAP [Comissão Arbitral Paritária, que deverá ser conhecida hoje], o Bruma não regressa ao Sporting”

“Tínhamos um acordo com o diretor-geral de Godinho Lopes para renovar o contrato até 2017, mas o atual presidente do Sporting disse que não houve vontade das pessoas para se reunirem com ele”

O advogado sublinhou que caso a decisão da CAP seja favorável ao Sporting, irá rescindir o contrato de Bruma com os leões, pagando uma indemnização no valor de 65 mil euros (quantia referente ao último ano de contrato do jogador).

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=840130

Fonte Rascord
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 15:08

Desconheço o fundamento de Direito para tal rescisão, mas o advogado, é evidente, surge em reacção à entrevista do "Bruno". Até tenho dúvidas que seja possível porque nesse caso qualquer jogador ficaria sempre livre, pagando somente ao clube o equivalente ao seu salário.

A questão é que se isso vier a acontecer , vai ser alegado por quem apoia "Bruno" incondicionalmente que nunca houve qualquer hipótese porque os representantes do jogador nunca agiram em boa fé, está mais do que visto. Na realidade, nunca se saberá porque "Bruno" optou por declarar guerra e não negociar e, como represália, eles agiram da forma como agiram. O advogado do Bruma, que até ninguém sabia dele, neste contexto, só apareceu em cena pela declaração de guerra.

Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.08.2013 às 15:21

Caro Rui,

Não caia no mesmo erro de quem acusa:

"A questão é que se isso vier a acontecer , vai ser alegado por quem apoia "Bruno" incondicionalmente que nunca houve qualquer hipótese porque os representantes do jogador nunca agiram em boa fé, está mais do que visto"

Porque ao dizer:

"Na realidade, nunca se saberá porque "Bruno" optou por declarar guerra e não negociar e, como represália, eles agiram da forma como agiram. O advogado do Bruma, que até ninguém sabia dele, neste contexto, só apareceu em cena pela declaração de guerra. "

Parte de um pressuposto que também pode ser considerado falacioso que é o de que:

"Bruno" optou por declarar guerra e não negociar"

Já que o desenrolar dos fatos que se foram sabendo mesmo do que ia sendo dito por Babuino & Balde davam a entender que existiam negociações.

A única certeza que se teve é que o presidente queria Bruma presente, segundo ele para por preto no branco.

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 17:08

Bem, meu caro, nós não temos total conhecimento do factos, é verdade, mas também é verdade que o advogado só entrou em cena após a tal "declaração de guerra ", e até recordo ele dizer na altura que não imaginava o que é que o Sporting iria ganhar com isso, palavras para o efeito.

O "Bruno" pretendeu ter o Bruma sozinho à sua frente, sem representante presente. Ele agora na entrevista disfarça essa parte, até porque o atleta estaria sempre que estar presente para a assinatura do contrato de renovação, não poderia acontecer de outro modo.

Mas, entre tanto, foi agora a primeira vez que o "Bruno" confirmou publicamente que houve um acordo verbal entre o jogador/representantes e a anterior direcção, algo que tem vindo a ser negado avulso por tudo quanto é espaço público, se não directo indirectamente.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.08.2013 às 15:24

Relativamente à indemnização sendo dada razão ao SCP os seus representantes não se podem esquecer da clausula de rescisão de Bruma.

Não é tão simples como pagar um ano de ordenados de Bruma e irem à vidinha deles ... era bonito se assim fosse.

SL,

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 17:11

Também peso que não, salvo existir qualquer cláusula especial nesse sentido. Agora, se o Sporting vencer a causa e perante um contrato até Junho de 2014, não havendo renovação, o jogador em Janeiro ficará livre para assinar com quem desejar e em Junho sairá a custo zero. Esta é a parte muito ingrata do processo. Talvez por isso, e o tempo vai ser curto, o Sporting terá talvez que o negociar pelo melhor preço possível imediatamente, até para evitar que ele vá parar ao SLB ou ao FCP .
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 24.08.2013 às 05:05

Ora nem mais. Não esperava uma decisão favorável ao Sporting, mas como, salvo erro, bem disse o Rui Gomes, ficava mal à Liga dar razão ao jogador quando deu como válido o actual contrato registado na Liga, que liga Bruma ao Sporting até 2014. Resta saber se Bruma vai ser transferido até ao final do mês, ou se vai ficar parado um ano...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.08.2013 às 05:28

Essa é que é grande pergunta neste momento.
Sem imagem de perfil

De altaia a 23.08.2013 às 18:30

Mas a resposta foi dada; Godinho não tinha o milhão e pelos vistos mais ninguém tinha.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 19:07

Aparentemente não, e com as eleições à porta não havia tempo nem meios para arranjar a verba. Recorde-se que o que GL conseguiu arranjar pela venda do Ricky e outras mais pequenas receitas ficaram com a Banca até a nova Direcção aceitar a reestruturação financeira.
Sem imagem de perfil

De jose guinote a 23.08.2013 às 14:43

Meu caro Rui Gomes, a entrevista que é uma peça importante para ajudar a compreender este processo e o seu próximo desenlace, relega para um segundíssimo plano uma notícia que A Bola dá á estampa na última página. Sob o título "comissão Arbitral continua dividida no caso Bruma". Nesta peça informa-se que o consenso entre os membros da CAP está dificil, existindo um empate, já que o relator estará com vontade de reconhecer razão ao clube. A peça é um exercício de parcilalidade, com um ataque cerrado à posição desse relator, o juíz João Novais, que o jornal parece conhecer muito bem. Aparentemente este relator, nomeado pelo Sindicato dos Jogadores, terá tomado uma posição com base na sua interpretação da lei em vez de, para espanto e indignação do jornal- a peça não é assinada- tomar a posição favorável ao jogador. Escreve-se a dado momento: "Contrariando, também, as regulamentações da FIFS aplicadas pela FPF, no que concerne à aplicação de leis de protecção de meores e daí impedir a assinatura de contratos além de três anos de duração antes dos 18 anos, o relator argumenta que a lei 28/98, que estabeleceu o regime jurídico do contrato de trabalho do praticante desportivo, dá razão à posição do Sporting".
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 15:18

Caro José Guinote , o único problema que tenho com isto é não se saber ao certo quanto da notícia é facto, quanto é conjectura.

O argumento relativamente à Lei é aquele, recorde-se que eu já abordei em mais do que um escrito: a interpretação dessa Lei, porque limita-se a um simples breve parágrafo e é apresentada de forma muito ambígua, dando, por conseguinte, ensejo a interpretações diversas.

Esta faz referência a um contrato singular que não pode ter mais de 3 anos de duração e quaisquer cláusulas anexadas nesse mesmo sentido. Uma das chaves do argumento em Direito, é se os anexos que representam o segundo contrato são mesmo anexos ao contrato original ou contrato à parte. Foi sempre essa a minha leitura.

A minha opinião, pela elevada importância do caso, é que deveria ir parar à FIFA, indiferente da decisão. Um caso desta magnitude com um potencial enorme impacto para o futebol, não pode ficar limitado a um parecer de um único organismo, mesmo que a competência deste seja reconhecido pela FIFA.
Sem imagem de perfil

De jose guinote a 23.08.2013 às 16:35

Será que o Sporting pode solicitar a intervenção da FIFA? Será que não existindo enquadramento legal para essa intervenção o clube pode, apesar disso, solicitar a intervenção da entidade tendo presente, por exemplo, uma manifesta parcialidade na composição da Comissão Paritária? Estas "particularidades" de orgãos supostamente independentes cuja decisão não é susceptível de recurso são um dado do problema. Atendendo a isso tudo apontava para a necessidade de minimizar custos ainda que engolindo alguns sapos. Sob pena de ver o jogador de águia ou de dragão ao peito. É aqui que a actual direcção não está isenta de culpas.
Sem imagem de perfil

De George a 23.08.2013 às 16:49

Caro Rui,
Um conselho humilde. Leia a entrevista via link aqui antes deixado (obrigado), e leia a parte que diz respeito a Edgar Ié e a chantagem que visou Godinho Lopes e quem eram os intervenientes.
Tudo agora faz sentido e apenas reforça aquela que era a minha convicção: o objectivo era adiar, adiar, ou lesar gravemente o SCP. Trata-se de nos defendermos no presente e no futuro.
Cumprimentos
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 17:22

Meu caro, entretanto já li a entrevista e até não precisava de a ler, nesse sentido, porque recordo bem o que se passou com o Edgar Ié e o Agostinho Cá.

Nem eu ninguém, penso, pretende defender os empresários. A minha contenção desde o primeiro dia é que as coisas são resolvidas pela mesa negocial e se há justa causa para queixa de conduta ilícita dos empresários, o departamento jurídico do Sporting deve fazer exposição do caso à FIFA, uma vez que é esta que regula o licenciamento destes.

O outro ponto, é que ir na conversa "deles" não beneficia o Sporting. Eu cheguei a escrever que não me admiraria vir a saber que o astuto Zahavi provocou deliberadamente o "estado de guerra" à conveniência e que o "Bruno" não teve a serenidade e perspicácia de reconhecer isso. Conflitos negociais são resolvidos com armas negociais, não através de gritos na "rua". Nunca, em tudo o que tenho escrito e comentado, defendi a boa fé dos empresários, mas sim que há meios próprios para lidar com isso.
Sem imagem de perfil

De Fredy a 23.08.2013 às 20:58

A CAP deu razão por unanimidade ao Sporting.

Mais uns meses de novela.

Fiquei espantado com a decisão e ainda mais com a tomada de posição do advogado do Bruma ao declarar que vão avançar para a rescisão de contrato através do pagamento de 65000€, quantia equivalente a 1 ano de salários.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 21:13

Também me surpreendeu, não necessariamente pela Regra da FIFA, por si, mas pelo historial da justiça desportiva portuguesa em relação ao Sporting.

Essa alegação do advogado ultrapassa-me. Terei de averiguar melhor a lei nesse sentido.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 21:29

P.S. Penso que já esclareci no outro post , mas é de pensar que o advogado de Bruma fez referência à lei Webster , aplicável a jogadores que já se encontram num clube há pelo menos três anos, mas não se inclui o período de formação.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo