Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"A oportunidade nunca é perdida"...

Rui Gomes, em 23.08.13

 

 

... "Alguém vai sempre aproveitar as que perdeu". Assim disse William Shakespeare... Acho que o "Bruno" leva estas palavras à letra, nunca perdendo uma oportunidade para aparecer nas capas. Quantas entrevistas já concedeu em pouco mais de 4 meses ?

 

publicado às 10:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


73 comentários

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 12:19

Caro Sérgio, à parte de qualquer defesa de Baldé ou qualquer outro, o que cita é precisamente grande parte do problema. Nem o "Bruno" nem ninguém, salvo a FIFA, pode proibir qualquer empresário de representar jogadores de futebol e nem o "Bruno" nem ninguém pode proibir o jogador de se fazer representar por quem ele muito bem entender. Esta "declaração de guerra" faz parte do problema e não da solução.

Um dos motivos - não o único - que existe o problema com Tiago Ilori é precisamente por ele ter recusado negociar a renovação à revelia do empresário.

Quando é que se vai aprender que estes tipos de guerra não irão favorecer o Sporting em coisa alguma ?... Pode saber bem à falange mais radical de apoio mas os resultados reais são zero, totalmente zero.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.08.2013 às 12:23

Rui,

Aqui não é uma questão de guerra é meramente uma opção de com quem se pode trabalhar.

No caso de Cátio Baldé está visto que não se pode trabalhar.
Das duas umas os jogadores que ele representa saem do clube ou arranjam um novo representante.

Não fazer nada relativamente a este senhor e fazermos de conta que nada se passou é que será persistir no erro, na minha opinião é claro.

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 12:36

Caro Sérgio,

Há vias próprias e correctas para lidar com situações deste cariz. Se existem provas concretas de conduta ilícita da parte deste ou qualquer outro empresário, o departamento jurídico do Sporting deve fazer uma exposição do caso à FIFA, o organismo que regula o licenciamento da actividade. Não é com discussões e acusações na "rua" que se vai resolver o problema.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 23.08.2013 às 14:24

O Sporting não pode proibir os atletas de quererem ser representados por Cátio Baldé, mas também não precisa de os promover mais. A ser verdade o que vem na entrevista em relação ao Edgar Ié e ao Amido Baldé (estranho a ausência de qualquer referência ao Agostinho Cá), depois de Bruma ser dado como jogador livre pela CAP (desfecho mais que provável), a todos os jogadores ainda representados por Cátio Baldé deve ser dada uma escolha: ou mudam de representante, ou mudam de clube. Com o Sporting, Cátio Baldé não pode trabalhar mais. Mesmo que ao Sporting lhe seja dada razão no caso Bruma.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 14:45

Essa consideração aprovo, em contexto, porque se o Sporting já investiu anos em determinados jogadores não os pode agora atirar para a rua só porque o "Bruno" não quer/sabe lidar com Catio Baldé e outros do género.

Em pleno, a condição seria aplicável a novos jogadores, não esquecendo também - algo que passa despercebido a muitos - que Catio Baldé acompanha alguns destes jovens desde que são crianças e foi ele que os colocou no Sporting.

As duas partes têm muito a perder com este tipo de conflito. Não se vá pensar que é a SAD do Sporting que anda por esse Mundo fora a observar e recrutar jogadores. Agora é Catio Baldé amanhã será outro, empresários não vão deixar de existir apenas pelos desejos do "Bruno".

Se ele deixasse o seu ego e arrogância em casa e recorresse à sua ou à de outros mais bem preparados no Sporting para negociar, os interesses do Clube seriam melhor servidos.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 23.08.2013 às 15:38

O "modus operandi" do Cátio Baldé parece ser sempre o mesmo, a ser verdade o que foi dito por BdC na entrevista de hoje. Assim que um jogador por si representado atinge notoriedade, dá logo início a uma série de manobras para transferir o atleta para outros emblemas, usando os mesmos expedientes. Se o Sporting quer respeito, tem de dar-se ao respeito e se Cátio Baldé não tem respeito pelo Sporting...

Eu compreendo que não se deva desperdiçar tanto tempo e dinheiro investido num conjunto de atletas, mas está visto que não é possível lidar com gente assim. O Cátio Baldé não está a negociar com Godinho Lopes nem com Castro Guedes, está a "negociar" com Bruno de Carvalho. Uns cediam às suas exigências, os outros nem por isso. Resta saber se a longo prazo, se os ganhos superam as perdas a curto prazo.

Quanto ao aparente facto de o acordo com Bruma não ter sido consumado antes das eleições, a explicação parece ser simples: que vende Emiliano Ínsua e Ricky van Wolfswinkel, depois de emprestar Elias Trindade, para pagar salários em atraso, não tem um tusto furado para pagar qualquer adiantamento de contrato de renovação com o Bruma.

E o Cátio Baldé sabe muito bem que ganha muito mais com Bruma fora do Sporting, no curto prazo. E no longo prazo também, se colocar o jogador no FC Porto. Como se espera que vá acontecer muito em breve.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 15:58

Vamos por partes:

1. "Não está a negociar com Godinho Lopes ou com Cadtro Guedes, está a negociar com Bruno de Carvalho". Mas quem é afinal de contas Bruno de Carvalho, o grande negociante que ninguém reconhece salvo os seus incondicionais apoiantes ?

2. Bruno de Carvalho admite na entrevista que havia um acordo entre as partes em Dezembro. Para já, acho que está errado na data, uma vez que esse acordo só surgiu em Fevereiro e o ex secretário-geral da SAD ainda ontem confirmou que ainda estavam a negociar nessa data. Mas, isto à parte, Bruno então critica a anterior Direcção por não ter logo assinado esse acordo por falta de fundos. Crítica espectacular por que não tem um centavo à sua disposição seja para o que for e ainda não trouxe um cêntimo fresco para o clube nos quase cinco meses do seu mandato.

Muito mais pode ser argumentado neste contexto, mas fica para outra altura.

Por fim, até parece que a formação do Sporting só começou com o Bruno e que não existe há muitos anos e já deu muitos milhões de ganho ao Sporting. Se não deu mais não se deve à estrutura da formação mas sim, sobretudo, à falta de competitividade da equipa principal.

Fala-se, inclusive, do não uso dos jogadores da equipa B e do excesso de jogadores contratados nos últimos dois anos. Em primeiro lugar, é fácil agora falar pela existência da equipa B. Para onde iam os jogadores que saiam dos juniores antes dela existir. Segundo, quanto dos formados, há dois anos, que estão agora na equipa B ou na principal, estavam prontos para entrar na equipa principal ?... Até o grande talento que é Eric Dier por precisar de rodagem foi emprestado para a Inglaterra.

O Bruno também diz na entrevista que mesmo já nas suas mãos chegou a haver um acordo salvo pela exigência do empresário em querer um milhão de prémio e 10/ do passe do jogador. E eu pergunto o seguinte: Desde que o jogador concorde, qual é o problema com isso ?
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 17:47

Caro Rui, é a primeira vez que entro e comento neste post, Tenho liso alguns comentários seus, alguns concordo outros discordo, faz parte da troca de opiniões, mas deixe-me que faça uma observação, então em relação aos 10% e 1M para o empresário, desde que o jogador concorde, qual é o problema?
Deve ser por estas e por outras que o sporting está como está.
E os próximos jogadores que dessem nas vistas como seria? iam pela mesma bitola? Nesta lógica de custos não precisamos de academia
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 18:47

Meu caro, não há causa para ficar tão sensibilizado. Isto limita-se a uma troca de opiniões que consideramos salutares desde que sejam construtivas, quer estejamos de acordo ou não.

O meu ponto, sobre esta questão, é que tudo faz parte de uma negociação entre partes sobre um activo que é o atleta. É prática comum prémios de assinatura e outros e, também, empresários ficarem com percentagens de passes. Uma vez que é uma disposição negociável sobre o activo, o atleta, e este concorde com os termos, não vejo problema algum.

No caso de jogadores muito mais valorosos, há prémios de assinatura muito mais elevados, a serem partilhados pelos jogadores e atletas. Penso que é preciso cuidado não perder de vista the larger picture " com o se costuma dizer. Agora, se o clube, neste caso o Sporting, não pode ou não está disposto a pagar um prémio de assinatura, também está no seu direito. Até parece que isto foi inventado hoje, por mim.

P.S. Desde que sejam construtivos, os seus comentários serão sempre muito bem vindos. Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De Virgílio a 23.08.2013 às 18:36

"Desde que o jogador concorde, qual é o problema com isso ?"

Nenhum... Em td o lado se faz assim... Mas o Bruno, pq acha injusto, não faz. Ou seja, preferiu ficar com 100% de nada do que 90% ou 80% duns bons milhões que o Bruma irá render no futuro (e vai render, podem estar certos disso!). O SCP formou o jogador, outro qlq clube, irá beneficiar dos dividendos desportivos - financeiros que Bruma permitirá. A partir do momento em que os agentes do jogador começaram a fazer finca-pé dessa benesse, e por mais que ao Bruno faça confusão, ele teria que chegar a um compromisso. Até pq, pelos vistos, o salário nem seria assim tão avultado como tudo isso. Parece-me a mim, que o SCP, neste caso Bruma, teria que pagar mais aos agentes que ao jogador, numa equação pc habitual mas cujo resultado, para o SCP, não representaria um custo mais elevado... Teimosia, arrogância, inaptidão negocial, resumindo: incompetência. É por causa dessa incompetência que Bruma não continua no SCP!.... E desenganem-se aqueles que julgam que os outros agentes desportivos são muito diferentes do Catio. POdem ser ligeiramente mnos 'gulosos', mas tds eles andam nisto para ganhar comissões e é raro o jogador com um mínimo de qualidade e mercado que não tenha como representante um desses tubarões.. Fica a pergunta, como é que o Bruno pretende lidar qd, no futuro, lhe parecer outro agente a exigir comissão para aquisição ou renovação de contrato com determinado jogador?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 18:56

Caro Virgílio,

Respondi isso mesmo, por outras palavras, a outro leitor que ficou muito surpreendido por esta prática comum no futebol. Claro, nenhum clube é obrigado a aceitar, mas tudo faz parte do processo de negociação.

Penso eu que, para o presidente, por ser novo no "milieu", a proposta escandalizou-o e fez com que ele perdesse de vista o cenário mais de médio prazo. Dito isto, compreendo que é um precedente sensível para com um jovem da formação, mas o Sporting ou qualquer outro clube formador, terá de lidar caso a caso, talento a talento. E, a exemplo, se tivesse sido o Cristiano Ronaldo ?

Por outro lado, sem pretender defender empresários, longe disso, deve haver o reconhecimento de quem descobre estes miúdos logo em criança, investe neles e frequentemente nas suas famílias e coloca-os em clubes como o Sporting. Não fomos nós que descobrimos o Bruma na Guiné.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.08.2013 às 16:01

Ultimo parágrafo, certissimo.
Afinal, e ao contrário do que diziam ser inconcebivel a direcção anterior não ter renovado o contrato , parece que estava tudo tratado e foi BdC que não aceitou... Adeus Bruma, provavelmente, os outros guineenses e a seguir Ilori. Já sei que não prestam para nada, não têm moral, temos que pôr os empresários nos eixos,etc, etc. Eu tenho pena que saiam.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 16:22

Bem, como indiquei, o "Bruno" diz na entrevista que havia um acordo entre as partes com a outra direcção mas que não foi logo assinado por falta de verbas à mão para satisfazer as exigências do momento. Depois, diz "Bruno", que após o Mundial e a intervenção da Zahavi , surgiram novas exigências que o obrigaram a negociar o contrato de novo.
A questão sobre esta derradeira negociação é: quanto do que é relatado é factual e quanto é ficção ?
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 12:53

Caro Rui, isto não se trata de guerra com ninguém, trata-se de trabalhar com quem nos trata bem, Sempre aprendi, quem não sente não é filho de boa gente.
É óbvio que os jogadores podem escolher como agentes o que lhes apetecer, mas o clube também tem a legitimidade de escolher os jogadores cujo agente seja alguém que não lese os interesses da entidade patronal. Já agora, lembro-me que o PdC deixou de trabalhar com o Veiga na altura que ele estava na mó de cima e que saiba o clube não desapareceu nem por isso deixou de ganhar títulos.
Relembro apenas uma frase da entrevista, só há dois activos importantes: sócios e adeptos, tudo o resto folclore.
Mete uma coisa na cabeça, qualquer empresa que não tenha um rumo, uma logica definida é sempre mais fácil de ser comido pelos vendedores, fornecedores etc, neste caso pelos agentes e sendo jogadores da formação a logica de evolução e de renovação dos contractos deve ser clara para que estes saibam com que contar, não gostam, mudem de clube.
Nestes últimos anos o sporting tem sido constantemente sido “enrabado” pelos agentes, quem não quiser ver, das duas, uma: fez parte nos negócios ou então é ceguinho. Há alguém que diga que na generalidade o scp tem feito bons negócios nos últimos anos? Provavelmente em 5 negócios fez um razoável e outro de bater palmas, o contrário deveria ser a regra. Se bem que não estou a ver nenhum de bater palmas.
Quanto ao Catió Baldé, Bebiano e zahvis, aos poucos colocava-os andar. Aliás neste momento o zavhi so tem o ilori e outro que não me lembro o nome. Vai fazer falta?? Ai que estou com saudade…. Deves ser um sonhador…
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 13:08

Meu caro, o Sporting se não pretende lidar com empresário A,B ou C, simplesmente desliga-se dos jogadores que eles representam. Se esses jogadores já estão em "casa" e o Sporting tem interesse em manter os jogadores, tem de se sentar à mesa e negociar.

O Sporting não tem sido enganado pelos empresários, necessariamente, o Sporting não teve competência para negociar com esses empresários, o que é radicalmente diferente.

E falando dos enganos pelos empresários, através de quem tem andado o "Bruno" a contratar jogadores se não empresários ? Uns provarão ser uma boa aposta, outros não. O "Bruno", Inácio e companhia, conheciam o Fredy Montero de algum lado, ou o Slimani ou o Magrão ?
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 13:33

Caro Rui, eu não disse que não devemos trabalhar com empresários, teremos que trabalhar com eles necessariamente, mas não necessariamente com todos.
No caso dos nossos jogadores que tenham empresário que por razões várias não é do agrado do SCP, é lógico que a direcção sugira que mude de empresário ou que assine sem o conhecimento ou a revelia deste, não quer, não tem problema, não renova… não renovando obviamente que jogador não espere que faça parte da solução desportiva, outro jogador irá para o lugar dele e numa outra comparação, não é tao pouco frequente que a lesão de um jogador é o sucesso do seu substituo. De insubstituíveis, está o cemitério cheio.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 14:49

Isso é simples teoricamente. Concordo que se o Sporting não pretende lidar com certos empresários, está no seu direito, e, por conseguinte, não aceitará novos jogadores no clube que seja representados por eles.

A história é bem diferente com jogadores que já são do Sporting. Não deve e não pode exigir que o jogador negoceie à revelia do seu representante, é uma acção ilícita. Agora, pode optar por não negociar renovações com este ou aquele empresário, mas arrisca-se a perder talentos em que já investiu anos, tanto em dinheiro como em recursos humanos.
Sem imagem de perfil

De jcp a 23.08.2013 às 15:25

Caro Rui, o sporting não obriga ninguém assinar um novo contrato, mas pode sugerir o modo como pretende, se um determinado empresário não tem sido correcto na óptica da direcção, acho bem que sugira ao jogador que mude de empresário ou assine a revelia deste e não vejo nenhuma acção ilícita, se não quiser renovar e citando o BC, fica num processo evolutivo. Mau era não sugerir nada e não renovar…
Quanto ao retorno do investimento dos talentos e sendo a academia segundo entendidos é das melhores do mundo, infelizmente não tenho visto qualquer retorno desportivo ou financeiro. Entretanto se olharmos para a selecção, grande parte dos jogadores passaram pelo sporting.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.08.2013 às 16:14

O Sporting tentar mover o jogador para mudar de empresários ou assinar contratos à revelia deles é conduta ilícita, tanto quanto ao Sporting como ao que concerne o jogador, que também tem contrato com o empresário e arrisca repercussões jurídicas se transgredir os termos do mesmo.

Essa do não haver retorno desportivo ou financeiro da Academia é uma autêntica falsidade. Já escrevi bastante sobre esta temática ao longos dos anos mais recentes. Recordo numa determinada altura que só com uns quantos - sem pesquisa não me recordo quem e quantos - o Sporting já tinha lucrado muito para cima de 100 milhões de euros. Essa é uma conversa avulsa propagada à conveniência e por quem não está bem informado. Até parece que foi o "Bruno" que agora começou com a formação.

O único problema que afectou a formação e os seus patamares de retorno são dois, associados ao mesmo: a desde sempre carente situação financeira do Clube e a falta de competitividade, nomeadamente a montra da Champions , que é a plataforma mais propícia para exibir os talentos e lucrar com eles.



Até porque o retorno da formação tem contas complexas, pelos direitos de formação e o acordo de solidariedade . A exemplo, e digo isto por alto sem ir verificar os números, o Cristiano Ronaldo, que foi vendido por 17 milhões na altura, agora já rendeu 22 ou 23 milhões, e o que aconteceu com ele acontece com outros. O Hugo Viana, vendido pelo excelente montante na data de 12 milhões, também já rendeu muito mais, entretanto, pelas diversas mudanças de clubes que fez. Mais recente o Miguel Veloso e o João Moutinho, etc..

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo