Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Observação

Rui Gomes, em 08.09.13

Não tenho em memória um Relatório e Contas do Sporting Clube de Portugal - ou de qualquer outro clube - ser tão publicitado pela imprensa desportiva, e não só, nem tão referenciado pela onda populista em voga, como este que foi recentemente comunicado à CMVM. Por ser um documento público e não obstante conter algumas disposições negativas sobre a anterior gestão do Clube, não quero crer que a actual Direcção tenha deliberadamente accionado todo este destaque sensacionalista.

 

Na parte que me compete - e isto em resposta a um ou outro comentário aqui no Camarote Leonino - nunca escrevi textos de apreciação sobre Relatórios e Contas e não vou começar agora, apenas para aprazer a alguns "personagens". A razão é muito simples: não é a área do meu maior conhecimento e não me sinto competente para abordar a temática inteligentemente, salvo alguma ocasional e lateral futura referência a dados específicos disponibilizados no documento. Dito isto, os meus colegas de blogue, nomeadamente o Desert Lion, por ser uma das suas áreas de perícia, são muito bem vindos com os seus escritos, sem qualquer intervenção minha, como é natural.

 

Por fim e ainda no sentido de dar uma explicação que, a bem dizer, até nem tem razão de ser, na sequência do nosso intenso debate sobre cláusulas contratuais relativamente às transferências de Bruma e Ilori - pelo seu reconhecido impacto - dei-me ao trabalho de incomodar o nosso amigo Dr. José Manuel Meirim, especialista em Direito Desportivo, solicitando a sua opinião sobre a validade de execução das cláusulas em discussão. De acordo e pela enorme gentileza do Dr. Meirim, o seu parecer foi hoje publicado no blogue. O todo deste trabalho e preocupação com questões de grande interesse para sportinguistas devia, na minha óptica, ser apreciado e louvado e não alvo de comentários incultos e despropositados que fui obrigado a rasurar. Por vezes, é extremamente difícil compreender este "novo" Sporting, muito embora, quero crer, represente somente uma insignificante minoria.

 

De há uns dias a esta parte, tenho vindo a tentar não moderar os comentários a fim de permitir um debate mais espontâneo e com maior fluidez por parte dos leitores. Lamentavelmente, apesar da minha persistência, uns poucos insignificantes intervencionistas acabam por condicionar a intenção.

 

publicado às 16:16

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


27 comentários

Sem imagem de perfil

De Marco Silva a 08.09.2013 às 18:45

Mais parece uma saga a má vontade contra esta direcção e, tanto assim é, que duma saudável e necessária crítica que os que se habituaram às crónicas de Rui Gomes no jornal do Sporting (como é o meu caso) e que certamente apreciariam rever, passou-se para um sectarismo, diria quase doentio, em relação a tudo que respeite à actual direcção do Sporting em particular ao seu presidente.
Não há única palavra de apreço para o trabalho desenvolvido; não se reconhecem melhorias na gestão desportiva e financeira do clube; não há uma única palavra para a maior e sustentável aproximação dos adeptos ao clube (o banho de sportinguistas em Coimbra era impensável não há muito tempo atrás) com o aumento do nº de sócios, etc etc.
Valorizam-se (pois servem com arma de arremsso) entrevistas dos que não gostam ou sentem incomodados pelo presidente do Sporting, ao mesmo tempo que se ignoram (por não servirem o propósito de atacar BdC), comentários e opiniões de figuras como o insuspeito Dr Agostinho Abade, Schaars, Daniel Carriço etc etc.
No que respeita ao parecer do dr Meirim, quero-lhe dizer meu caro Dr Rui Gomes que o mesmo é, a meu ver, irrelevante pela simples razão que não é aplicável ao caso em apreço, pois não estamos perante um contrato de natureza laboral mas sim de natureza comercial, celebrado entre duas partes que negociaram um determinado "activo", em que a parte compradora prometeu não vender o "activo" em questão para o país do vendedor pelo prazo de 5 anos sob pena de pagar uma determinada compensação financeira estipulada em cláusula própria. Depois de reconhecido o contrato não há volta a dar a menos que o engenho...
No que respeita ao "relatório e contas", observo que o mesmo só lhe mereceu atenção pela publicidade e notoriedade que mesmo teve. Já o pormenor, a transparência e aquilo que foi publicitado, que demonstra o desvario e a grande mentira da gente que conduziu o Sporting ao abismo, não mereceu uma única palavra a verberar a gestão anterior o que, aliás, não é para admirar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.09.2013 às 20:23

Um comentário interessante caro Marco Silva, excessivamente longo mas interessante.

Pasma-se esta "saga de má vontade" que alega existir contra a actual Direcção e seu presidente. Penso que está a inverter as coisas, já que ao que me compete, no máximo, poderá ser considerada uma voz crítica dos mesmos, mas somente uma única voz. Não verifico qualquer oposição e destabilização efectiva e organizada contra a actual liderança, como se verificou, dentro e na periferia do Clube durante quase três anos, diariamente, a partir do primeiro dia, antes de quaisquer decisões e medidas serem tomadas.

Não foi por mero acaso que depois de dar o benefício da dúvida a um totalmente desconhecido Bruno de Carvalho, e apoiá-lo, nas eleições de 2011, perdi o respeito por ele e, para o recuperar, terá de fazer muitíssimo mais do fez até até agora, mesmo reconhecendo alguns passos meritórios, que não ignoro nem os retiro a quem de direito.

Quanto à ausência dos meus escritos no jornal "Sporting", como foram vistos e lidos durante alguns anos, terá de questionar o novo Editor quanto ao critério editorial, porque já apresentei essa pergunta e nunca recebi resposta. Mas, aparentemente, não serei um caso isolado, já que entre cerca de uma dúzia de cronistas só se verifica a presença de um ou dois no jornal.

Quanto à questão da cláusula, todos os argumentos são válidos, pela dúvidas existentes, e respeito o seu. Penso que o Dr. Meirim refere é que quando o activo que foi negociado assente em uma premissa comercial regressa a Portugal, esse activo ficará, ou poderá ficar, ao abrigo da lei laboral, que não permitirá restrições de movimento por uma entidade empregadora à qual o activo não está contratualmente ligado. Mas com tudo isto, considero que é um caso que merece debate e, por isso, preocupei-me em pedir a opinião de um dos mais respeitados especialistas em Direito Desportivo no país.

Quanto ao critério editorial deste blogue, limito-me a dizer-lhe que sigo a minha consciência e que não sinto a obrigatoriedade de lhe dar satisfações. Quando não concorda com a opinião do espaço, é livre de a manifestar construtivamente. Será sempre publicado.
Sem imagem de perfil

De Pean a 08.09.2013 às 20:38

Parabéns pelo excelente comentário Marco Silva.
Concordo plenamente!
Quero apenas referir uma coisa: eu sou novato neste blog, não o conhecia até a cerca de 2 semanas mas vou dizer porque o encontrei...porque a onda de entusiasmo que finalmente sinto de novo em relação ao meu clube e após a vitoria em Coimbra me fez pesquisar blogs de discussão acerca do dia-a-dia do nosso clube e este pareceu-me bastante organizado e actualizado. Apesar de já ter percebido que não estou em sintonia em muita coisa que os autores escrevem vou manter-me por aqui, pois este presidente e esta equipa me entusiasmam de forma a querer acompanhar diariamente o que se passa.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.09.2013 às 20:57

Mas... o meu conceito de um verdadeiro adepto é que apoia sempre; nos bons e maus momentos. É fácil sentir entusiasmo enquanto há resultados desportivos.
Sem imagem de perfil

De Pean a 08.09.2013 às 21:06

Tem razão Rui, eu apoio sempre o meu clube nos bons e maus momentos...agora não consigo evitar sentir-me entusiasmado com os resultados desportivos, com poupança de dinheiro, com boas vendas de quem não quer ficar cá, em ver a minha equipa jogar bem com miúdos da academia, etc...pois o que havia antes era terrivelmente mau em todos os sentidos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.09.2013 às 21:09

Se assim é, tudo bem. É um entusiasmo legítimo, nesse contexto, quero crer, partilhado por todos os sportinguistas.
Sem imagem de perfil

De jose a 09.09.2013 às 00:47

Rui,

Os adeptos devem apoiar sempre, mas quando começa a surgir uma série de casos, quando se vê uma direcção que em cada 5 actos de gestão, falha 4, depois lê-se entrevistas e não conseguem ver os erros que até um cego vê. Por mais que se queira contribuir, ficamos sem energia, é totalmente consumida pela desilusão, frustração e afastamos. Aliás, chega uma altura que o orgulho de ser sportinguista desaparece e o que aconteceu nos últimos anos, foi mau de mais...
Sem imagem de perfil

De Sporting_Sempre a 08.09.2013 às 19:32

O que eu gostaria mesmo de ler seriam os resultados da auditoria de gestão, onde se detalhariam todos os pontos enumerados no R&C, bem como outros de sumária importância, para que se pudessem exumar de vez os fantasmas que pairam em todo o lado, mas ninguém consegue apanhar.

A questão é que o R&C tem demasiados pontos aprovados por pessoas que apertam agora a mão a BdC, uma vez que os russos ficaram sem dinheiro para o GPS para virem conhecer o gabinete do presidente.
Sem imagem de perfil

De jose a 09.09.2013 às 00:50

Eu também quero ler muito esse relatório de contas, mas julgo que não se faz de um dia para outro, demora o seu tempo. São 20 anos de gestão com casos e mais casos.

Prefiro que seja feito com toda a ponderação e que seja realmente bem feito e se houver gestão danosa que sejam julgados.
Sem imagem de perfil

De ze a 08.09.2013 às 19:59

Não é preciso perceber de economia para entender o relatório. Mosrou que GL, Duque e Nobre Gudes estavam a matar o clube. Simples.

Mas felizmente agora temos um grande presidente, apoiado por todos. Todos quer dizer, ainda existe uma minoria fiel não ao Sportinguismo, mas ao lambucismo. Felizmente são cada vez menos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.09.2013 às 20:26

Agradecia, portanto, a sua estimada colaboração em explicar aos leitores o conteúdo do Relatório e Contas.
Sem imagem de perfil

De Ze a 08.09.2013 às 20:47

Rui Gomes

Tinhas funcionários a ganhar balúrdios, nomeadamente o Duque, que além da indemnização de mais de 100 mil euros, ainda lhes devemos mais de 200 mil. O Nobre Guedes que enquanto lá esteve mamou mais de 500 mil euros. Era incrível como um clube em dificuldades pagava estes salários milionário.

Deu para perceber que a direcção anterior mentiu. Elias afinal custou 11 milhões, o Labyad que diziam ter vindo a custo 0, afinal custou mais de 3, só em prémio de assinatura mamou 2 milhões. Já nem falo nos contratos milionários dos jogadores.

As percentagens(algumas já recuperadas com a questão da holdimo) dos nossos jogadores irrisórias. Desde os 5% do Betinho, aos 30 do Adrien, aos 35 do Rucky, enfim, podia estar aqui a noite toda. Tirando o Boulahrouz, o Bojinov e o Pranjic creio que não tínhamos mais de 60% de nenhum jogador. A percentagem do Elias foi vendida por pouco mais de 3 milhões, dias depois da sua compra. Elias custou 11, isto é inexplicável.

Mas não vou ficar aqui a noite toda a explicar, aquilo que não queres ver. pegas nas mais de 100 páginas e vês com os teus próprios olhos. Não é preciso perceber de finanças para analisar o que lá diz.

Agora uma coisa eu sei, quem apoiava GL e seus muchachos, depois de ver aquilo, se continua a apoiar quer o fim do clube.

Porque só existem 2 razões para aquilo ter corrido tão mal, como mostra o relatório:

Ou fizeram de propósito
Ou são incompetentes

Como prefiro acreditar na segunda, acho que é impossível alguém defender a incompetência.

Eu também não simpatizava com o BC, até nem votei nele se quer saber e apreciava o Couceiro. No entanto, já dei a mão há palmatória, o homem é um bravo e até já me arrependo de não lhe ter dado os meus votos. Tem feito um trabalho brilhante. Agostinho Abade, Carriço, Miguel Lopes, Abrantes Mendes, Carlos Pereira, Marco Chagas, enfim todos o elogiam. Até figuras de outros clubes. Não tenho dúvidas que será o nosso presidente pela próxima década,




Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.09.2013 às 20:59

Resumindo e concluindo, o RC é apenas isso que cita, nomeadamente a compra e venda de jogadores e a alienação dos seus passes. É assim ?
Sem imagem de perfil

De sergiom a 08.09.2013 às 21:40

E no apenas que o Ze cita, já estão muitos milhões....mas não é de lucro.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 09.09.2013 às 15:58

É óbvio que não, mas lembro-me de há uns meses atrás de ter feito referências aos custos com prémios de assinatura, comissões e direitos de imagem de jogadores como o Elias e o Jeffrén, e tirando o caso deste, só o Elias foi agora referenciado... Pena é que a imprensa por esta altura no ano passado não tenha reparado nos custos destes jogadores... se calhar nunca leram um R&C na vida ou não lhes "interessava"...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.09.2013 às 16:10

Caro Tywin,

Serei o último a defender os excessos da anterior Direcção ou de qualquer outra, mas o que fere é as coisas não serem apresentadas no seu real contexto. O Sporting há muito que poderia ter explanado duas ou três das situações mais pontuais, e se não o fez foi porque também não convém abrir o "livro" a olhos alheios, por um lado, e por outro, agrada, pelo seu silêncio, permitir toda a informação deturpada e sensacionalista que é propagada.

Os casos de jogadores devem ser analisados individualmente e em real contexto: prémios de assinatura, prémios por objectivos, compensação pelos direitos de imagem, etc., tudo istó é comum no futebol. Argumento à parte é so Clube pode sustentar estes custos e, também, obviamente, o eventual rendimento desportivo do jogador. Quando este surge, 99,9% dos adeptos não se preocupam minimamente com os custos,. Não venham agora para a praça como virgem ofendidas.
Sem imagem de perfil

De Sporting_Sempre a 08.09.2013 às 20:43

Portanto, questionar o porquê da auditoria de gestão estar escondida atrás do R&C (que satisfaz a nova maioria) é ser lambuças?
Pensava que este Sporting era o da exigência máxima, onde naturalmente caberia o cmprimento da promessa mais importante/ a bandeira de BDC: a AG.

A adoração ao menino é feita no Natal. Ainda estamos no horário de Verão.
Sem imagem de perfil

De Petinga a 08.09.2013 às 21:03

O R&C nao satisfaz NINGUEM - antes pelo contrário, deixa-nos todos ainda mais apreensivos sobre a real extensao do que estava a ser feito ao nosso clube!!

Se acha que uma auditoria de gestao avaliando 20 anos de gestao desportiva se faz em 5 meses... enfim, nao sei que lhe diga...

"A adoração ao menino é feita no Natal. Ainda estamos no horário de Verão."

Eu compreendo. Custa-lhe que uma personagem que claramente nao aprecia recolha tanta unanimidade entre os adeptos. Mas escusava de ser tao parcial. Afinal, todos aqui querem o bem do Sporting.

Olhe, por exemplo, se lesse o R&C veria que afinal o Jefferson custou 700k€ e nao 400k€ como tinha sido ventilado na Comunicacao Social.
Sem imagem de perfil

De Sporting_Sempre a 08.09.2013 às 21:39

Caro consócio, indique-me p.f. qual é o timing razoável para a divulgação da AG , uma vez que se mostra entendido no assunto.
Quero apenas colocar um contador, para gerir expectativas.

Não comento a discrepância que aponta para a compra do Jefferson , uma vez que o valor da compra não foi divulgado anteriormente.

No dia em que tiver que estar ao lado da maioria do momento/ ser consensual para querer o bem do Sporting, faço-me sócio do benfica ou porto.
Sem imagem de perfil

De Miguel a 08.09.2013 às 22:06

630k é o valor em dívida ao Estoril a 30Jun, o que quer dizer que 50% do Jefferson custou pelo menos isso.

No que respeita ao R&C apenas o li na diagonal. Para esclarecer alguns pontos teria que reler os R&C 2011-12 e os relatórios trimestrais e semestrais entretanto apresentados.
Também é necessário salientar que existe muita informação importante que não se consegue analisar nos R&C, nomeadamente os contratos e tipos de acordos que existem com os fundos, parecendo os mais representativos o do JM (QFI/QSI) e a Holdimo. Também a informação sobre alienações de % de passes nunca é completa, mas neste ponto é ainda mais escassa que no do ano passado (provavelmente papeis que desapareceram), não existindo obrigatoriedade de informação discriminada sobre os activos considerados menos relevantes (fora da equipa A), mas pelo menos aqui e ao contrário de outros anos foi possível ver que o Etock e outros já não são do SCP. E dos vários capítulos quando se vêm rubricas a começar por "outros(as)" que incluem alguns milhões de euros (bem sei que é um procedimento habitual em todos os R&C mas..) nunca se consegue ter toda a ideia.

Como o comentário já vai longo, deixo só alguns pontos que me pareceram curiosos mas que eventualmente serão esclarecidos com a releitura dos relatórios anteriores já citados ou com uma leitura mais atenta deste:
1. Dívidas incobráveis que foram entretanto assumidas como imparidades superiores a 6M de euros. Seria interessante ver quem eram os devedores, qual a natureza das dívidas e porque é que foram consideradas incobráveis;
2. % dos jogadores em geral, por ex. vendeu-se num ano 55% do Adrien (passou de 90 para 35) e não consegui descobrir a quem nem por quanto.
3. Divida ao Parma de quase 1M curiosamente aumentou relativamente ao ano passado (teria que ver se existiriam letras entretanto vencidas no R&C de 2012). Se calhar era a isto que o Boji9 se referia quando falou da oferta de 1M do Parma.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.09.2013 às 22:11

Fiquei surpreendido (?) com a sua apreciação do RC Miguel. De acordo com o que diversos leitores têm vindo a dizer, é tudo muito claro e compreensível.
Sem imagem de perfil

De Pean a 08.09.2013 às 21:30

Adoração ao menino é uma coisa, saber reconhecer os méritos de quem faz bem (o que em termos de dirigismo é cada vez mais raro) é outra. E olhe que ressuscitar um clube é bem meritório. Digo eu!
Sem imagem de perfil

De sergiom a 08.09.2013 às 21:41

haja mudas-te de nick?
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 09.09.2013 às 15:54

Mudaste. ;) Se mudou de alcunha, também mudou de opinião... ;)
Sem imagem de perfil

De Lion81 a 08.09.2013 às 21:23

Sou da opinião de que ainda bem que o relatório de contas é tão divulgado. Há pormenores que nem o sócio mais atento e interessado conheceria. É importante que se saiba quem são os trafulhas e onde andam as trafulhices. Questiono-me se no próximo ano não houver esta divulgação. Acho que já não estamos em altura de eleições. Haja críticas para melhorar o clube mas acho que devem ter o mínimo de fundamento
o, que a meu ver esta não tem. Afinal ainda há uns dias se questionavam aqui de por onde andaria a tal auditoria financeira e agora que uma parte é tornada pública (talvez até só pela imprensa visto que o SCP o comunicou à CMVM) criticam tal facto. Tem que haver mais coerência e acima de tudo tem que haver mais união. O Sporting já teve o seu tempo de sectarismo e divisões internas. É altamente descabido que se chegue ao ponto de um jogador chegar a custo 0€ e os custos envolvidos sejam de 3,5M. Alguém andou a afundar o clube e a encher o bolso. Era e é muito importante que todos os sportinguistas saibam disto e talvez mais de 70% / 80% nunca chegassem a saber destes pormenores. Isto para mim não é nenhuma jogada política do BdC como se tenta demonstrar aqui. Oposição e crítica sim, mas coerente e nos momentos certos.
Sem imagem de perfil

De sergiom a 08.09.2013 às 21:30

"Não tenho em memória um Relatório e Contas do Sporting Clube de Portugal - ou de qualquer outro clube - ser tão publicitado pela imprensa desportiva,"

Infelizmente, deve-se às incongruências e às inverdades que foram publicitadas pela anterior direção e que agora descobrimos que as coisas não foram bem assim.

O prémio de Labyad já foi pago? Então a que se deve os 2 milhões por época?
Rojo, não custou 3,5 milhões? E o Elias, 11 milhões, então mas nós vendemos 50% do passe a um fundo por 3,5 milhões.
E outras coisas mais, como indemnizações e coisa e tal...
Acha que isto tudo não é motivo de noticia?

Já o ouvi queixar-se que o clube não informa os sportinguistas, agora que informa já não devia ser bem assim?
Devia era estar estupefacto com o que se passou no seu clube nestes tempos.
(E acredito que esteja, como todos nós)

Os tocados neste relatório poderão sempre defender-se, a não ser que lhe caiba a

"A razão é muito simples: não é a área do meu maior conhecimento e não me sinto competente para abordar a temática inteligentemente,"

Caro Rui não diga isto, você é uma pessoa inteligente, consegue comentar um relatório contas, já o fez com tantos, conhece o tema como poucos.

"Lamentavelmente, apesar da minha persistência, uns poucos insignificantes intervencionistas acabam por condicionar a intenção."

Infelizmente nem todos conhecem a parte saudável deste espaço. A troca de argumentos sem ofensas pessoais.
Sem imagem de perfil

De Lion81 a 08.09.2013 às 21:44

Sou da opinião de que ainda bem que o relatório de contas é tão divulgado. Há pormenores que nem o sócio mais atento e interessado conheceria. É importante que se saiba quem são os trafulhas e onde andam as trafulhices. Questiono-me se no próximo ano não houver esta divulgação. Acho que já não estamos em altura de eleições. Haja críticas para melhorar o clube mas acho que devem ter o mínimo de fundamento
o, que a meu ver esta não tem. Afinal ainda há uns dias se questionavam aqui de por onde andaria a tal auditoria financeira e agora que uma parte é tornada pública (talvez até só pela imprensa visto que o SCP o comunicou à CMVM) criticam tal facto. Tem que haver mais coerência e acima de tudo tem que haver mais união. O Sporting já teve o seu tempo de sectarismo e divisões internas. É altamente descabido que se chegue ao ponto de um jogador chegar a custo 0€ e os custos envolvidos sejam de 3,5M. Alguém andou a afundar o clube e a encher o bolso. Era e é muito importante que todos os sportinguistas saibam disto e talvez mais de 70% / 80% nunca chegassem a saber destes pormenores. Isto para mim não é nenhuma jogada política do BdC como se tenta demonstrar aqui. Oposição e crítica sim, mas coerente e nos momentos certos.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo