Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

 

O Sporting emitiu um comunicado segunda-feira à noite, através do qual refere à posição do Clube relativamente a quatro jogadores: Evaldo, Elias, Bojinov e Labyad.

 

O comunicado, na íntegra, pode ser lido aqui mas, em sinopse, aparenta constar do seguinte:

 

Evaldo: O Sporting nega qualquer dívida para com o jogador, que a existir, é da parte do Deportivo da Corunha;

 

Elias: O Sporting rejeita a existência de qualquer dívida salarial mas sim ao que diz respeito a um contrato de direitos de imagem que o Sporting rescindiu unilateralmente por alegado incumprimento por parte do jogador e, por esse motivo, vai exigir uma indemnização.

 

Bojinov: O contrato de Bojinov foi rescindido unilateralmente - as razões não foram explanadas mas já é do conhecimento público que é assente em "abandono de trabalho" - e que a rescisão não foi contestada pelo empresário do jogador em uma reunião que teve lugar no dia 29 de Agosto;

 

Labyad: O comunicado começa por dizer "que o que está em causa é o não cumprimento dos deveres com o clube" e nesse mesmo parágrafo conclui "trata-se, neste caso, de uma opção de gestão desportiva".

 

Sublinha ainda que o Sporting vai exigir uma indemnização "por não terem sido cumpridos vários aspectos" do contrato relativamente a direitos de imagem, contrato esse que já foi unilateralmente rescindido pelo Clube. Termina declarando que o jogador está a agir como vítima, "quando na realidade é o principal responsável desta situação".

 

Como um à parte, também é indicado que nada deste processo tem a ver com o salário do jogador, já que há diversos outros na equipa a receber mais do que ele e que surgiram propostas de clubes ingleses e turcos - sem os nomear - que foram recusadas por Labyad.

 

Resumindo e concluindo, o diferendo com Evaldo é aparentemente assente em uma dívida que é alegado ser do Deportivo da Corunha e, presume-se, que será esta verba que estará a impedir uma rescisão por mútuo acordo, embora a preferência do jogador seja de ficar a jogar no Sporting.

 

Com os restantes três, rescisões unilaterais de contrato por parte do Sporting, duas relacionadas com direitos de imagem e uma por incumprimento laboral. Aparentemente, Labyad vai ser integrado nos trabalhos de campo, mas não foi especificado com que equipa nem se o jogador está inscrito na Liga para competição.

 

O comunicado explica alguma coisa mas fica muito longe de explicar o essencial, ou seja, a especificidade do incumprimento pelos jogadores que levou à rescisão unilateral dos contratos. Muito por isto, e embora reconheça a "assinatura" destes trabalhos, é praticamente impossível fazer uma apreciação inteligível do todo da contenda. Não compreendo, no entanto, a relação entre o alegado incumprimento de um contrato de direitos de imagem e o jogador - Labyad - ter supostamente recebido e recusado propostas de clubes ingleses e turcos. Esta referência predispõe-se mais a granjear uma qualquer emoção populista das massas do que a um argumento relevante. Na realidade, o todo do comunicado deixa essa exacta sensação.

 

publicado às 02:11

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


30 comentários

Imagem de perfil

De Desert Lion a 10.09.2013 às 08:07

Bom dia Rui,

Muito haveria a comentar acerca desse comunicado. A comecar pela indignidade que e nao pagar os contratos de direitos de imagem, que todos sabemos terem um proposito unico - pagar, por fora, aos jogadores - e sao feitos com esse objectivo, de comum acordo entre as partes.

Mas o que mais me chama a atencao e vir a Direccao dizer que existem valores salariais superiores ao do Labyad, no plantel do Sporting. O Bojinov, o Elias, o Onyewu, o Pranjic, o Schaars ja nenhum deles mora aqui...

"No que respeita a Zakaria Labyad, o que tem estado em causa é o não cumprimento dos deveres com o Clube e que em nada tem a ver com o montante salarial por si auferido. Salienta-se aliás que no grupo de trabalho há jogadores com montantes salariais superiores e que dão o seu normal contributo ao Clube."

E que foi ai um pe de vento que o homem ganhava 2 milhoes de euros por anos, e que era um escandalo e mais nao sei o que... E afinal vem agora a Direccao dizer que ha jogadores no plantel a ganharem mais de 2 milhoes de euros por ano? Quem? O Patricio? Mais de 2 milhoes por ano? E muita massa...

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 10:27

Bom dia Desert Lion,

No mínimo surpreendente este comunicado, haveria de facto por muito mais para dizer. Limitei-me, por agora, à observação no último parágrafo do post.

Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 10.09.2013 às 10:00

Relativamente a Labyad a minha interpretação é :

quando se diz

"que o que está em causa é o não cumprimento dos deveres com o clube"

Refere-se ao processo disciplinar

"Trata-se, neste caso, de uma opção de gestão desportiva."

Refere-se ao fato da inclusão do jogador na equipa B.

Concordo no entanto que o comunicado deveria ser mais acertivo e menos subjetivo (algo a rever pelos responsáveis pela comunicação).

SL,
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 10.09.2013 às 10:09

Rui,

O que mais estranho no meio do "caso" Labyad é porque de o jogador querer manter-se no SCP quando poderia ter ido por exemplo para Inglaterra /Turquia ... ele tem 19 anos e um potencial futeboloistico reconhecido por muitos o que ganha Labyad com isso (o SCP já se sabe que ganharia em termos de poupança com o seu salário), parece-me que não se tratará apenas de um caso em que as posições se extremaram haverá muito mais por saber.

Resumindo a questão que lanço é:

Porque ficar no SCP sem grande hipoteses de jogar na equipa principal quando poderia ter mais hipoteses em Inglaterra ou até mesmo na Turquia !?

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 10:20

Caro Sérgio,

Para responder, gostaria se saber quais os clubes da Inglaterra e até da Turquia, mas especialmente da Inglaterra, que fizeram propostas. E... qual é a relevância ?

O jogador está marcado desde o primeiro dia, não é segredo algum. Incumprimento dos direitos de imagem ??? Por isso afirmei que reconheci prontamente a "assinatura".
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 10.09.2013 às 10:26

Rui,

As intenções do clube sempre foram claras, a posição publica do jogador pareceu-me forçada.

Se o SCP num comunicado publico diz que houve uma proposta inglesa eu tenho de acreditar que existiu.

Fosse qual fosse a equipa principalmente da proposta de Inglaterra seria tentadora face ao que lhe espera na equipa B ... basta ver para que clube foi o Wolfswinkel.

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 10:34

Nem todos acreditamos, necessariamente. Agora, também não vejo, aliás nunca vi desde o primeiro dia, como este jogador pode trabalhar dado o clima que existe à sua volta, reitero desde o primeiro dia. Como pode ele se sentir motivado ?

Porque é que o Sporting não disse: vieram propostas do clube A,B e C e que tipo de propostas, compra, empréstimo, etc..

Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 10.09.2013 às 10:44

Exatamente Rui se ele não tem condições porque quis ficar !?
Porque é que as propostas foram rejetiadas pelo jogador !?
"rejeitou-as sempre, liminarmente."

O fato de ser por compra ou empréstimo seria indiferente o nome do clube isso sim poderia ser mais relevante.

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 10:58

É por de mais óbvio que ele não tem condições desde o primeiro dia. O que se desconhece são precisamente as alternativas que, em princípio, fizeram com que ele ficasse e pela sua óptica a defender os seus direitos contratuais.

Acho que as exactas condições de uma saída são muito relevantes, pelo clube que possa ser, os termos, etc.. A exemplo, pelo diferendo, qual o benefício de um empréstimo ?

E que exigências terá o SCP feito ao jogador para permitir a saída ? Tudo questões não divulgadas.
Imagem de perfil

De Desert Lion a 10.09.2013 às 11:32

Portanto, isto e assim.

O Labyad sabe que nao tem condicoes para actuar no Sporting. Sabe que tem um contrato por ainda mais 4 anos, salvo erro, durante os quais, se nao actuar, pode comprometer seriamente a sua carreira. Sabe que o Sporting nao lhe quer pagar os salarios e os restantes valores contratados, e que vai fazer de tudo, seja com que meios for, para o por a andar, pagando-lhe o minimo possivel. Por isso sabe que vai viver em clima de grande instabilidade, com presencas frequentes na CS e em foruns juridico-desportivos. Sabe que o Sporting atravessa uma severa crise, nem sequer indo as competicoes Europeias este ano e com objectivos pouco ambiciosos no que toca a montra europeia a curto/medio prazo...

E depois e tao estupido que nao aceita nenhuma proposta de valores semelhantes aos que tem actualmente, de Clubes que:
- estao em ligas competitivas (mais a inglesa, mas a turca nao e nada ma e esta em franco crescimento de atractividade - veja-se o plantel do Galatasaray, por exemplo),
- lhe vao permitir jogar, eventualmente brilhar e dar nas vistas, relancando a sua carreira,
- receber atempadamente as suas compensacoes, sem retencoes, problemas juridicos e escandaleira nos jornais,
- e talvez ate mostrar-se nas competicoes europeias, agora ou a curto/medio prazo (nao sabemos que Clubes serao, claro).

Deve ser mesmo muito burro, este rapaz...

SL
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 10.09.2013 às 11:37

Desert Lion,

Burro não é certamente ou não teria feito o acordo que fez com o SCP + as suas declarações publica mostram alguem que pensa bem no que diz.

Logo a questão mantém-se certo !?
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.09.2013 às 12:48

A "marcação a Labyad desde o primeiro dia", é certamente conclusão sua e no meu entender, com pouco que a sustente.

Labyad é um caso de custos acima das possibilidades do Sporting, como outros o são e foram e que teve, contudo, tratamento diferente de alguns que foram dispensados dos trabalhos de pré época, sendo integrado na equipa principal. Não aproveitou a oportunidade, como outros a aproveitaram. Teve comportamentos pouco profissionais, daí o processo disciplinar. Por outro lado e num momento em que o clube pretende reduzir custos porque a isso é obrigado, o jogador, depois de não ter aproveitado a nova oportunidade, queixa-se repetidamente na CS, arvorando-se de uma inocência hipócrita.

Sabendo que não faz parte dos planos da SAD, ainda assim prefere ficar no clube, depois de ter ofertas do estrangeiro. E se o Sporting diz que as houve, é porque as houve.

Labyad é a bandeira de uma gestão anterior irresponsável.

Lamento é a defesa dos Freitas boys por parte dos Sportinguistas, vários de brio profissional dúbio, jogadores pagos a peso de ouro, medíocres e que acrescentaram zero, enquanto o Sporting luta diariamente pela sua sobrevivência.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 13:59

Meu caro, esse discurso já está gasto e só serve para satisfazer aqueles que nada questionam.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 14:33

P.S. Meu caro, já que parece uma pessoa muito bem versada no discurso oficial, ficaríamos gratos se nos ilucidasse quanto "aos comportamentos pouco profissionais" que exigiram um processo disciplinar e, por favor, não me ofenda a inteligência ao dizer que foi por mostrar má cara quando entrou num jogo aos 88 minutos. Seja específico !!!

Não lhe pergunto quanto ao "não ter aproveitado a oportunidade" porque sei que me vai fazer rir evocando a sua menor forma na pré-época.

E, tudo isto, em nada se relaciona com defender seja quem for - essa é a linha do "partido" - mas sim de não gostar que lhe atirem areia para os olhos. Quem não aceita tudo cegamente estã contra ou está a defender A,B ou C. Please !!!
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.09.2013 às 15:08

Rui.

A conversa do "acriticismo" e do "partidarismo" confesso que tem piada. Muita.

Basicamente, temos um cenário de anos e anos de construção de um passivo monstruoso, de prejuízos financeiros crónicos, da subalternização institucional do Sporting, da crescente incapacidade competitiva do clube, do seu bom nome manchado nos tribunais por actos ilícitos, por claros e evidentes atropelos à informação aos sócios, como foi visível também no último R&C ( e mais será ainda após a Auditoria de Gestão ) e agora que aparece uma direcção livre de responsabilidades de gestão num passado tenebroso, que tem sido rigorosa, coerente e tem unido o universo Sporting através de uma postura de proximidade com os sócios e adeptos e uma liderança que dá todos os sinais de ser forte e ter convicções, aparecem agora os defensores de anteriores responsáveis por um cenário de insolvência e indigência do Sporting, falar de acriticismo e de pensamento livre? Como é evidente, não colhe. É até fantasioso pensar que a mensagem passa. Porque não passa.

Labyad, o afamado jogador de grande potencial e que tem tido um rendimento medíocre ( e no ano passado, conseguiu o feito de ter feito ainda pior que muitos dos seus colegas, também eles com rendimento medíocre e sem o potencial tantas vezes sublinhado do marroquino ) e sempre que apareceu em campo, mostrando uma falta de atitude e entrega olímpicas, tem tido comportamentos indignos de um profissional. Ponto. Daí, o processo disciplinar. Se quer que seja especifico, não o vou ser. Muitos sabem do que se trata. Provavelmente até o Rui sabe.

Mas o inaudito nesta questão, é a ideia que o Sporting instaurou um processo disciplinar, porque sim. É outra ideia que não colhe.


PS

Labyad teve o mesmo clima para trabalhar que Adrien, no principio de época e estava longe de ter metade dos adeptos contra si, como Adrien teve. Um arregaçou as mangas e trabalhou. E muito bem. O outro tem zero de perspectivas de carreira, aos 20 anos, mantendo a atitude que tem. O carácter do jogador, aliás, já tinha ficado evidente depois do tratamento que deu ao clube que o formou. Aliás, o caso Bruma é um exemplo paradigmático de karma.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 18:53

Lion73 ,

Ninguém refuta muito do mal que foi feito durante anos - muito menos eu que o saberei identificar melhor do que alguns - nem qualquer escrito meu, desde que iniciei este espaço, visa essa defesa, seja de quem for.

Dito isto, não me impede de questionar determinadas decisões e medidas tomadas por esta Direcção, como fiz com a anterior, e decerto, farei com uma outra que venha no futuro. Simplesmente não sou daqueles de alinhar no party line " e aceitar tudo à primeira leitura.

Os paralelos que aponta entre Adrien e Labyad são injustos. Um é nativo, conhece bem a sociedade, o futebol português e, em especial, o Sporting. Já atravessou períodos menos confortáveis no Clube e, por tudo isto, acrescido pelo bom contrato que assinou o ano passado - que nunca, mas nunca assinaria agora - enfrentou a situação com um maior à vontade e serenidade. Até porque ele estava consciente que não faltariam clubes a querer assegurar os seus serviços, dentro e fora de Portugal.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Lion73 , <BR><BR>Ninguém refuta muito do mal que foi feito durante anos - muito menos eu que o saberei identificar melhor do que alguns - nem qualquer escrito meu, desde que iniciei este espaço, visa essa defesa, seja de quem for. <BR><BR>Dito isto, não me impede de questionar determinadas decisões e medidas tomadas por esta Direcção, como fiz com a anterior, e decerto, farei com uma outra que venha no futuro. Simplesmente não sou daqueles de alinhar no party line " e aceitar tudo à primeira leitura. <BR><BR>Os paralelos que aponta entre Adrien e Labyad são injustos. Um é nativo, conhece bem a sociedade, o futebol português e, em especial, o Sporting. Já atravessou períodos menos confortáveis no Clube e, por tudo isto, acrescido pelo bom contrato que assinou o ano passado - que nunca, mas nunca assinaria agora - enfrentou a situação com um maior à vontade e serenidade. Até porque ele estava consciente que não faltariam clubes a querer assegurar os seus serviços, dentro e fora de Portugal. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Labyad</A> encontrou-se numa situação totalmente inédita para ele num país que lhe é estranho. Foi subjugado a pressões logo a partir do primeiro dia relativamente à folha salarial e a sua performance na pré-época foi afectada por tudo isso. Um jogador que tão jovem era titularíssimo do PSV - não é o Arouca - não desaprendeu jogar futebol de um momento para o outro, até porque nem todos os jogadores podem ser lidados da mesma maneira. <BR><BR>Tudo o que tem vindo a estar e continua em curso não é mais do que meios para o intimidar e de algum modo obrigá-lo ou a prescindir de determinadas verbas ou a aceitar a saída para outro clube, qualquer clube. Lamento que o comunicado do Sporting deixasse essa especificidade omissa. <BR><BR>O processo disciplinar faz parte do mesmo e até provas claras em contrário manterei esta posição. <BR><BR>Aprovo a ideia, em geral, da defesa dos interesses do Sporting, mas não aprovo, necessariamente, alguns dos métodos. Isto de alguém que andou no futebol muitos anos e conhece bem os cantinhos à casa. <BR><BR>
Sem imagem de perfil

De HY a 10.09.2013 às 10:59

Rui, já várias vezes se referiu à "assinatura" e a personalidades "na moda" a propósito destas questões, sempre em tom negativo (dando a entender que basta a tal "assinatura" para desqualificar imediatamnete a posição do clube). Poderia adiantar algo mais para os "de fora" como eu (e suponho a maioria dos leitores) que ficam sempre um pouco sem saberexactamente a que se quer referir?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 11:09

Sei quem é um dos principais se não o principal "maestro" que colabora ou é contratado por esta Direcção, a sua área de perícia exclusiva e a sua bem conhecida reputação na comunidade.

Se quisesse dizer mais já tinha dito, não acha ?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 11:12

P.S. O que mais o HY entende pela inferência, além do que citei, é conjectura sua e só sua.
Sem imagem de perfil

De HY a 10.09.2013 às 12:18

???

Querdizer que estou a ir longe demais quando interpreto o que você escreve (post sobre a notícia da rescisão do Bojinov e agora este, vários comentários) associando a tal "assinatura" a comportamentos sempre repreensíveis da parte do clube? Não foi o que você escreveu?

Compreendo da sua primeira resposta que se trata de alguém que não é membro dos corpos sociais eleitos. Será um contratado ou um colaborador não oficial...mas muito influente pelos vistos (um jurista reputado em descobrir como resolver este tipo de casos bicudos laborais? um dirigente conhecido no meio do futebol?). . E muito conhecido da "comunidade"... Que "comunidade" é essa que refere? Sportinguistas? Advogados? Empresários? gestores? Sem ir longe demais pode dar alguma pista? Assim deixa-nos sempre a meio do caminho...
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 10.09.2013 às 12:13

Bom dia, Blog. Eu leio o vosso blog todos os dias e sao só críticas, negativismos, ser contra. Sao voces adeptos do Sporting? A mim parece-me que como adepto(s),nao fazendo parte da estrutura é e será sempre muito difícil avaliar qualquer decisao tomada pela(s) direccao(oes). Dito isto, resta-me(nos) pensar simplesmente em ver o meu clube preferido ganhar, vencer. É indeferente, se é gastando muito dinheiro ou é investindo na academia. ....Sucesso e glória, ser campeao... É disto e isto só que queremos e precisamos.

Ahhh!!!! a gestao do famigerado euro, dolar ou rublo... e sei lá mais o que. Para ter sucesso há necessáriamente gestao, simples. Se nao há equilíbrio nao há nada, niente, nix, nothing.

Gostaria e queria dizer algumas palavras mais mas nao tenho tempo... O Sporting nao me paga ou melhor nao cumprem comigo. Direitos de imagem, autor, defensor.... Escravo..

Um abraco, Blog.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 13:52

Se lê só críticas, então não lê o blogue. E, sim, os seus sentimentos são muito comuns entre muitos adeptos. Querem ver os resultados e o resto é inconsequente.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 10.09.2013 às 16:38

O comunicado assinado pela Direcção do SCP não resiste a uma leitura mais atenta. De facto, não esclarece os sportinguistas. Refere uns clubes ingleses e turcos e a vitimização de um jogador, de forma atrapalhada aborda a questão dos “direitos de imagem” ou de hipotéticas dívidas a jogadores, jura o cumprimento de preceitos e ameaça com reiterados incumprimentos. Não é difícil constatar que há uma mão hábil que manipula contratos de trabalho, a sua execução e o dolo decorrente de falhas por parte de jogadores. Verifica-se que é montada uma teia e que são escalpelizadas palavras e atitudes. No Sporting organizou-se um espaço e um tempo kafkianos. Qualquer atleta “treme” se uma palavra aparece no facebook ou na comunicação social. Receia as consequências, obviamente.
Em determinado momento, o comunicado garante: “A Sporting SAD salvaguarda o grupo de trabalho, a sua dinâmica, os princípios definidos e defende os seus activos como um todo, nas suas múltiplas interacções, não podendo permitir que estes sejam colocados em causa.”
Na realidade, este comunicado é uma bomba atómica. Agora, se dúvidas houvesse, qualquer jogador que caia em desgraça será construída a narrativa adequada e, logo, expurgado do contexto do grupo de trabalho. Os solícitos meios de comunicação e a esfera virtual encarregar-se-ão de espalhar a posição da Direcção do SCP.
E, afinal, como já se viu em situações anteriores nada será esclarecido de forma evidente. Será utilizada uma fórmula de subterfúgios, confundindo-se o passado com o presente, baralhando conceitos e desvirtuando direitos profissionais.
Posto isto, colocam-se questões pertinentes:
- Num clube, numa equipa de futebol, tem de existir uma solidariedade intrínseca que permitirá superar todos os momentos, nomeadamente os difíceis, que se verificam em cada jogo e ao longo da época. No entanto, olhando para o lado, qualquer jogador verá o que lhe acontece se o autocarro da vida parar no sítio errado.
- Rui Patrício e Adrien (pelo menos) usufruem salários muito acima da média. Se um dia por razões que o futebol é pródigo as coisas derem para o torto correm o risco de passar de bestiais a bestas.
- Eric Dier não pretende renovar com o SCP porque, segundo o próprio considera, o clube não tem dinheiro para lhe pagar o que ele merece. Penso que Dier está certo e que tem razão. Mas, no fundo, outros caíram em desgraça pelas mesmas razões. Conclui-se, facilmente, que uns são filhos e outros enteados.
- A “imagem” do SCP enquanto clube cumpridor anda pela lama da desconfiança e da má língua. A Direcção do SCP (ou Bruno de Carvalho?) deixou-se inebriar por sucessos iniciais e esqueceu-se que a procissão ainda vai no adro e que há o resto do caminho por fazer!


Sem imagem de perfil

De Bruno Giménez a 10.09.2013 às 16:40

Não sei se já foi discutido aqui, li-o num outro blog que, aliás, vou passar a citar:

"Terão legalidade estes tais contratos de direitos de imagem, perante o órgão soberano desportivo ou sequer no âmbito do contrato de trabalho?"
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 19:33

Os contratos de direitos de imagem é práctica comum no desporto de alta competição. Na minha opinião, pelo surgimento de algum diferendo neste contexto, os ógãos soberanos não intervirão salvo arrastos colaterais para o foro desportivo. Poderá muito bem ser considerado um contrato de trabalho mas não o posso garantir já que não sou grande conhecedor das relevantes leis portuguesas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 19:54

P.S. Recorrendo a uns arquivos meus, mantenho a primeira parte da resposta que lhe dei e altero a segunda.

Mediante as leis do país, é muito provável que o contrato de direitos de imagem, por possuir característica civil, fuja ao âmbito trabalhista.

No entanto, talvez, e sublinho talvez, relevante aos casos do Sporting, o seguinte deve ser considerado:

Os valores pagos a título de direitos de imagem ao atleta profissional devem ser analisados sob a óptica do princípio da primazia da realidade, não podendo ser utilizados para fraudar os direitos fundamentais trabalhistas do empregado, neste caso o atleta.

Um opinião dada "em cima do joelho".
Sem imagem de perfil

De Bruno Giménez a 10.09.2013 às 21:24

Noted... obrigado pelo esclarecimento!
Sem imagem de perfil

De sloct a 10.09.2013 às 19:13

Não estou para me meter neste tipo de questões, mas não resisto a um pequeno comentário sobre uma questão que vejo aqui aflorada.
A primeira página dum pasquim desportivo dizia que Dier não quer renovar. Abrindo o jornal, no capítulo dedicado ao Sporting, o que lá aparece escrito é que tendo o jogador contrato até 2016, não vê a renovação como prioridade imediata.
Leio os três pasquins desportivos todos os dias, e não vi mencionado em lado nenhum que o rapaz tivesse afirmado que o Sporting não tinha dinheiro para lhe pagar.
Aliás isto é apenais mais um exemplo da intoxicação levada a cabo pela imprensa contra o clube. Chega a ser caricato.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.09.2013 às 19:26

Eu li isso caro Sloct e não lhe dei importância alguma. Que eu saiba, a sua única declaração neste sentido, e já há umas semanas, foi que reconhecia que estava a ganhar pouco, que merecia ganhar mais, mas que não iria provocar problemas ao Sporting por isso, ou palavras para o efeito. No entanto, penso que é facto ele não estar receptivo a renovar, para já, o que não significa que não o possa vir a fazer mais tarde. Ele tem ainda três anos de contrato.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo