Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

  

As cenas de violência gratuita a que assistimos ontem cerca de duas horas antes do clássico do Dragão não é representativo do Sporting, do futebol e muito menos ainda de uma sociedade civil e respeitadora. Recorrendo às palavras de um leitor, "Depois da batalha campal que se seguiu pela televisão, os três pontos em disputa em qualquer jogo passaram de imediato para segundo plano. Há coisas mais importantes que exigem ser investigadas urgentemente."

 

Esperamos que o Sporting se pronuncie publica e oficialmente a repudiar estes lamentáveis actos e, sobretudo, que os prevaricadores dos mesmos - indiferente da sua associação clubista - sejam devidamente identificados e severamente punidos pela Justiça, disposição esta, em Portugal, mesmo muito duvidosa, infelizmente.

 

Um breve apontamento noticioso sobre os incidentes:

 

«Viveram-se momentos de grande tensão duas horas antes do clássico entre o FC Porto e o Sporting. Um grupo de cerca de 100 adeptos não identificados, vestindo roupa preta e cinzenta e munidos de capuchos - alegadamente afectos ao Sporting - resolveram sair fora da caixa de segurança formada pela polícia e irromper pela Alameda do Dragão causando o verdadeiro pânico, ao lançarem pedras e garrafas na direcção dos simpatizantes do FC Porto.

 

O medo apoderou-se de muita gente, que decidiu fugir para longe, ao passo que os prevaricadores continuaram a sua cruzada até ficarem encurralados e começarem a ser agredidos por adeptos do FC Porto.

 

As cenas de pancadaria não tomaram maiores proporções, já que os adeptos, em pânico, precipitaram-se para as baias de segurança, correram em direcção à entrada 25 do Estádio do Dragão e pularam os torniquetes para escapar à ira dos portistas.»

 
 
«A Polícia de Segurança deteve 101 adeptos envolvidos nos incidentes anteriores ao clássico e, segundo esta, pela impossibilidade física de manter os prevaricadores detidos até ao momento em que seriam apresentados a um juiz - o que costuma suceder no dia seguinte - decidiu libertá-los. Assim sendo, os 101 detidos - já identificados - serão convocados para mais tarde comparecerem em tribunal.»
 
Um breve vídeo dos incidentes pode ser visto aqui.
 

publicado às 13:50

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


25 comentários

Sem imagem de perfil

De Visconde a 29.10.2013 às 12:23

O problema das claques é servirem para muito mais que simples grupos organizados de adeptos que apoiam o seu clube.
São muitas vezes constituidos por gente de bem que gosta de acompanhar o seu clube para todo o lado e também por minorias que as usam para tudo e qualquer coisa, como: traficar droga; vender armas; promover ideias de extrema direita, promover batalhais campais.
Deveria ser bastante fácil erradicar isto, porque eles deviam ser identificados levados a tribunal e serem castigados com penas de prisão se for caso disso e se assim não for ficarem inibidos de frequentar quaisquer recintos desportivos. E isso é fácil de controlar porque as claques organizadas dos clubes são escrutinadas á lupa.
Vou aqui contar dois episódios ligados a claques um vivenciado por mim e outro contado por um amigo de infância que é PSP e que segue as claques organizadas dos clubes de Lisboa.
Há uns 10 anos atrás fui convidado a formar um núcleo da Juve Leo na minha localidade. Ao que eu respondi prontamente que não. Porque as minhas experiências com claques, sobretudo com a Juve Leo, não foram nada gratificantes.
Num jogo da Taça de Portugal (Sporting-fcp), durante o almoço no Jamor, passou junto do meu grupo esse meu amigo, que não via há alguns anos, e estivemos a conversar. A proposito de claques disse-me que o seu departamento investigou a pior claque do benfica durante meses e que descobriram varias coisas graves, que foram encaminhadas para o Ministério Público. Os membros da claque foram ouvidos em Tribunal e nem um ficou detido. Tanto dinheiro gasto para nada.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo