Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Arbitragem e afins

Rui Gomes, em 14.11.13

  

 
 
Entre João Capela e Duarte Gomes ficaram cinco penáltis por marcar a favor do Sporting nos últimos dois jogos na Luz; mera coincidência ou dá para pensar ?
 
Não deixa de ser sintomático que, de todos os intervenientes do apito, tenha sido Pedro Proença a sair em defesa de Duarte Gomes; a pergunta que por enquanto está sem resposta é quem que lhe terá encomendado o recado ?
 
Circulam rumores que o relatório do observador não será facultado ao Sporting pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, somente o do árbitro. Isto, alegadamente, assente em regulamentos da FIFA e da UEFA que proíbem expressamente a sua divulgação.
 
O observador foi o antigo árbitro de terceira categoria Natálio Silva, de 55 anos, da Associação de Futebol do Algarve.
 
Caso Natálio Silva tenha entendido que Duarte Gomes errou no julgamento de uma única grande penalidade, nunca lhe poderá atribuir uma nota superior a 2,4 (as notas oscilam de 1 a 5, sendo considerada positiva quando é igual ou superior a 3). Se a nota atribuída tiver sido superior a 2,4, foi seu entendimento que o árbitro agiu correctamente nos dois penáltis que o Sporting reclama terem existido a seu favor.
 
O jornal "Correio da Manhã" avança hoje com a informação que Duarte Gomes recebeu nota negativa, mas neste momento ainda não há confirmação concreta desta disposição. 
 
O Sporting admite avançar para o pedido de despenalização do cartão vermelho mostrado a Wilson Eduardo já depois do jogo ter terminado.
 
O Sporting está a preparar um dossiê com provas de vídeo e outras que comprovam os erros de Duarte Gomes. O documento será enviado para a Comissão de Análise do Conselho de Arbitragem.
 
Por semelhante ocorrência ligada à arbitragem de João Capela no "derby" na Luz na época passada, a Comissão de Análise deu 90 por cento da razão ao Sporting das situações denunciadas. (E... tudo ficou na mesma !)
 

publicado às 03:51

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.11.2013 às 10:12

http://www.sporting.pt/Noticias/Futebol/Fut_Prof/notfutprof_nl_noticiadestaques_131113_119853.asp

E o homem encarregue de denunciar e organizar a resistência ao sistema é o Quintela, através do jornal Sporting? Algum sportinguista lê a revista do Benfica? Pois é, é capaz de ser curto fazer a revolução só na cabeça dos sportinguistas. Até o Dr. Barroso aos gritos chegava a mais gente, não tivesse chegado aos dias de hoje como um número de circo aterrador que um canal de televisão oferece todas as semanas.

Para conseguirmos resultados no imediato temos sempre que jogar na antecipação. No caso do derby tinha valido muito mais denunciar a troca dos árbitros que qualquer barburinho depois do jogo. E vai ser sempre assim com a actual geração de árbitros, de um sistema claramente com 2 cabeças. Temos que "encontrar" razões para abordar qualquer nomeação, antes do jogo, sempre no sentido de não sermos prejudicados.

Já a luta mais profunda tem um tempo completamente diferente e só produz resultados a médio prazo, daqui também a necessidade imperativa de darmos todos muito mais tempo para que uma direcção leonina recupere muito do poder de influência que perdeu, nalguns casos até desbaratou, ao longo dos tempos. E começa sempre na AFL, de onde também sairá parte das próximas gerações de árbitros, que se querem mais sérios e não movidos a influências. E para isso também há que alterar profundamente todo o sistema de promoção dos juízes, onde quer que esteja situado, umas vezes na LPFP, outras na FPF.

E se para a 1ª fase da luta nunca foram precisas alianças, erro em que a actual direcção incorreu logo que chegou ao futebol, daí as migalhas mas também as amarras que todos estranhamos nos últimos tempos. Alterar profundamente todo o futebol português não é tarefa só para um clube. Mas sistema é que ainda foi sempre claramente a principal razão para a perda de competitividade do Sporting nas últimas décadas. Actualmente qual de nós investia na SAD? Fala-se sempre muito dos resultados financeiros, mas como é que é possível não haver défice se nunca nos deixam alcançar resultados desportivos melhores? Vendendo os putos cada vez mais cedo é que não é de certeza "a" solução.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.11.2013 às 19:01

Estou-me pouco marinbando se os benfiquistas estão ou não atentos às nossas reacções e se elas são feitas pelo Jornal Sporting ou pelo Jornal A Bola. Mas desde quando é que precisamos da opinião de adeptos adversários para fazer valer as nossas causas?
E já agora as tiradas do Jornal Sporting têm precisamente o mesmo efeito de um comunicado no site oficial do clube: ambos são fonte de notícia e alvo de destaque nos pasquins, portanto se o teu problema é precisares da aprovação dos lampiões, ela pode ser dada na mesma medida.
E assim sempre se vendem mais uns quantos jornais do clube.

Concordo com parte do teu comentário, exceptuando depois na parte final, que não passam de meros exercícios de especulação, a menos que tenhas acesso a informações que o comum dos mortais não tem. É que para além de um comentário absurdo do Marta Soares, e a menos que tenha estado desatento, não vi nenhum indício de qualquer espécie de aliança com o Benfica. Não atacar abertamente o Benfica só porque sim não significa que estejamos de mãos dadas com eles.
Daí que o teu comentário das "migalhas" seja do mais patético que já se leu por aqui.

Por último, agradecer o sorriso nos lábios que me deste quando li que a culpa do Sporting estar na situação miserável em que está é do sistema.
Existe, sem sombra de dúvida, uma quota parte de responsabilidade do "polvo" mas ela será ínfima comparada com a incompetência gritante dos dirigentes que tivemos a infelicidade de eleger, desde 1995.
Podemos dizer o que quisermos, mas não foi o sistema o responsável por aquisições milionárias de cepos à la Carlinhos Freitas, negócios ruinosos de terrenos e venda de património, falta de estratégia no futebol e sub-alternização ao PdC.
Realmente há coisas que nunca mudam e uma delas é a falta de capacidade dos defensores do status quo anterior em defender o indefensável.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.11.2013 às 10:57


"Sei que o que vou dizer pode parecer polémico, mas o Duarte [Gomes] fez uma excelente arbitragem. Teve de tomar perto de 150 decisões naquele jogo e se errou numa ou noutra não é isso que fará uma arbitragem negativa.

http://www.record.xl.pt/Futebol/Arbitragem/interior.aspx?content_id=853772

Afinal não foi uma arbitragem excelente porque não teve uma nota excelente, afinal os erros fizeram mesmo uma arbitragem negativa, com uma nota negativa. E o problema desta nota negativa, como já era convicção geral depois do apito final, é que também vem matar por completo qualquer espaço para a estratégia que o Sporting começou a ensaiar logo no fim do jogo. Mais uma vez muita propaganda para cima dos adeptos e agora ficamos em casa – no jornal Sporting? Afinal os erros aconteceram mesmo e são normais, o árbitro já foi penalizado e o Sporting já foi eliminado da Taça de Portugal.

Sem imagem de perfil

De Visconde a 14.11.2013 às 11:40

O que se fala é de uma nota na ordem dos 2,9 ou seja quase positiva. E esta nota deve-se sobretudo ao burburinho criado, porque senão seria positiva.
O árbitro teve vários erros, uns mais graves e outros menos graves. Sendo que dois deles tiveram influência directa no resultado.
Há que prevenir primeiro, para depois não ter de remediar.
Quanto há "cruzada" que o Quintela diz que o Sporting vai mover aos agentes danosos através de investigações jornalisticas exaustivas e que vão ser divulgadas pelas várias plataformas de comunicação do clube, só posso dizer que vão fazer pouca mossa. É mais coisa para sócio vetr, ler e ficar agradado com tamanha reacção. contudo é muito inícuo, porque ficam muito aquém do que se tem de fazer. Isto porque os vários dirigentes do Sporting acharam por bem demitir-se dos vários orgãos de poder do futebol e por vezes apoiar gente doutras cores. A começar pela AFL, passando pela FPF e acabando na Liga.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2013 às 11:50

O problema aqui é que na realidade ainda não se sabe ao certo a nota. Tal como indico no post, se foi 2,9 significa que não reconheceu as duas grandes penalidades não assinaladas.

De qualquer modo, mesmo com nota negativa as consequências são mínimas. Basta ver o que aconteceu com Capela desde o derby do ano passado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.11.2013 às 12:32

Caro Rui,

O Proença nunca vinha dizer o que disse com uma nota negativa na calha, por isso é que fiz questão de transcrever, como já era convicção geral, tretas. E a direcção também sabia muito bem o que estava na forja. Para descer a nota era muito melhor deixá-la sair primeiro por todas as razões e mais uma, inclusive a obrigação de ficar calado depois. 2,4 assumem um penalty, como o caro Rui explicou bem, 2,1 assumem 2... As notas negativas não são inócuas, 3 notas muito más mandam qualquer árbitro para perto da despromoção, com todas as consequências. Duarte Gomes dificilmente apita mais algum jogo complicado do Sporting esta época - lá terão que destacar outro caso seja mesmo necessário - mas desta vez ainda pode vir a ser muito preciso para outros porque ainda há muito campeonato pela frente.

Já abrir mais uma frente de batalha e desta vez com gente dos media também... Para além de que os jogadores também lêem jornais, veja-se o que já estão a fazer ao Rui. E o que é preciso mesmo dizer, nomeadamente aos árbitros, nem sequer é publicável. Sempre a mesma história, propaganda, propaganda, propaganda, nunca tem outro intuito. Ainda vamos formar um novo braço armado no futebol.
Sem imagem de perfil

De Alvaro a 14.11.2013 às 12:29

Em 1995, com Santana Lopes, o Sporting começou a perder o poder que tinha nas instâncias do futebol. E nunca mais o recuperou verdadeiramente.

Não podemos é ficar resignados.
Sem imagem de perfil

De Anti-brunetes a 14.11.2013 às 16:55

Esses três senhores curiosamente pertencem ao novo grupo de profissionais da arbitragem Portuguesa.
Coincidências?No futebol Português?Isso não existe!

Ps : Entretanto o Sporting reage...no jornal do clube.Realmente com esta direcção ninguém faz farinha com o Sporting e fica sem resposta...
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 14.11.2013 às 18:12

O que o Sporting está tentar fazer é semelhante ao que PdC fez nos seus primeiros tempos de FCP.A guerra Norte-Sul,o ataque a comentadores,as proibições de entrar nas Antas e outras que tais(o nosso arsenal ,por comparação,ainda é limitado).
Nessa altura o sistema era dominado pelo benfica.
O porto ,sendo um grande,nem tinha o número de adeptos que tem hoje(provavelmente entretanto duplicou)mas fez o que fez...mas também o deixaram fazer.Alguém andou a dormir nesse tempo.

O ideal era lutar pela verdade desportiva,
Os orgãos federativos e da Liga deviam ser independentes,as pessoas deviam despir a camisola quando vão para esses cargos e pensar na indústria em si....mas isso é um lirismo em Portugal.
As pessoas vão para esse cargos e fazem nesse lugares o que faz Rui Gomes da Silva no "Dia Seguinte". Defendem cegamente os seus clubes,em prejuízo claro do futebol.
Logo a estratégia de um clube como o Sporting passaria por este caminho:cargos e influência.

Penso que este caminho é o pior possível.Leva à descredibilização do futebol.A existência de estruturas "sem clube",onde o profissionalismo imperasse,a redução do número de clubes,a negociação colectiva dos direitos televisivos e outras medidas contribuiriam para que se oferecesse um verdadeiro espectáculo futebol.As pessoas iriam ver o espectáculo E apoiar os seus clubes.
Parece-me impossível no curto prazo.

Notar também que o sistema também são as televisões e a CS em geral.
Veja-se o tempo desproporcionado que é dado aos nossos rivais e em particular,ao benfica;como é possível que o comentador de assuntos de arbitragem na RTPi seja P. Paraty, o homem que nos roubou um campeonato;os representantes que temos em certos programas,ignorando a vontade dos adeptos(mas veja-se o que aconteceu a Júlio Machado Vaz no "Trio se Ataque"); a tentativa ,sempre presente de bipolarização,contra todas as evidências;a promoção à força do Braga como 3ª grande.A lista é interminável.

O sistema é muito vasto mas os beneficiados são sempre os mesmos dois.Onde há consumidores há mercado e nós temos uma grande marca.Mas que se tenta a todo o custo não divulgar.

Não sei como se combate o sistema mas é preciso começar.
O Sporting parece ir pelo caminho da influência e dos lugares.Espero que o caminho da verdade desportiva e da criação do espectáculo futebol venha a ser possível.

Esse é o caminho que temos seguido.Sem sucesso.
Neste momento,se calhar temos que seguir outro caminho.
Seja qual for o caminho o percurso será longo porque estamos muito atrás.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.11.2013 às 10:48

Caro,

“Notar também que o sistema também são as televisões…”

O sistema hoje é antes de mais os direitos televisivos da Olivedesportos e o tráfico de influências que gera. Só que Joaquim Oliveira anda de braços dados com o velho sistema de tráfico de influências do papa do futebol português desde que há direitos televisivos em Portugal. E os direitos televisivos andam com 99% das decisões dos clubes sempre no bolso e com o que isso vale. Entretanto nasceu outra cabeça à besta, uma cabeça com umas orelhas enormes. E há pouco tempo ainda aconteceu uma coisa ainda mais estranha - impulsionada pela promessa de uma melhor redistribuição que resulta da negociação colectiva dos direitos televisivos, a 1ª condição para o desenvolvimento real de qualquer Liga de futebol nas sociedades super mediatizadas como também é a nossa hoje, de sobremaneira no contexto europeu e sobretudo onde as receitas não abundam - o sistema perdeu a LPFP. De qualquer maneira já tinha desviado a disciplina e a arbitragem para a FPF. A última, que também estamos aqui a abordar neste post, até só faz sentido independente.

Mas hoje é dia da selecção portuguesa! E cada vez que a selecção joga é dia de Portugal e do futebol português todo por inteiro, esteja ele como estiver. É dia do SCP, SLB, FCP, de todos os clubes e de todos os árbitros, inclusive do Proença e do Duarte, ambos na Grécia para ajuizarem o play-off grego. Este dia em particular pode mesmo vir a ser um dia muito bom ou muito mau para todos os agentes do futebol português, porque vamos jogar o acesso à fase final de um dos maiores eventos desportivos de todo o mundo, o Mundial de Futebol, neste caso Brasil 2014. É dia do Rui Patrício e de todos os integrantes da selecção da FPF. Devia ser sobretudo dia de todos os portugueses, porque para além da selecção ser de todos, beneficia mesmo todos e não é quando a selecção entra em campo que se deve andar a discutir se beneficia mesmo todos por igual ou não.

P.S. Sobre os direitos televisivos, talvez valha a pena lembrar que em Itália, uma das últimas Ligas mais valiosas da Europa a aderir à negociação colectiva, tal aconteceu mesmo por intervenção governamental. Nem a Premier League era o que é algum dia sem a negociação colectiva dos direitos televisivos, em Inglaterra ao ponto de já ter arrebentado com um grande canal desportivo. Actualmente a excepção é mesmo a Espanha ou as diferentes comunidades espanholas, onde as falências actuais não estão a acontecer por acaso. E não quero com isto dizer que não haja também falências em Inglaterra, por exemplo. Quando as sociedades começam a abordar as épocas com base em grandes previsões de receitas as falências acontecem em qualquer lado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.11.2013 às 10:56

Hoje somos nós todos como nação que vamos a jogo na Luz.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo