Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O problema "central" do Sporting

Rui Gomes, em 18.11.13

 

 

Um artigo de opinião escrito por um adepto - que vale a pena ler - em que ele leva a cabo uma análise geral sobre as capacidades da presente equipa do Sporting, focando o que ele considera ser o problema no centro da defesa. Para dar uma ideia do texto, transcrevo este breve parágrafo:

 

«(...) Uma defesa deve ser constituída por um central experiente e um central rápido. Olhamos para o FC Porto e tem um central rápido, como é o caso de Mangala e um experiente, o argentino Otamendi. Olhamos para o Benfica e verificamos o mesmo, com Luisão (central experiente) e Garay (central rápido). O Sporting não consegue reunir nenhuma das duas premissas. Rojo e Maurício apresentam falta de velocidade e não são experientes, aliás, demonstrammuita imaturidade, como é o caso da grande penalidade por Maurício no jogo com o FC Porto e as constantes faltas desnecessárias e expulsões de Rojo.»

 

O artigo completo da autoria de José Pedro Freitas pode ser lido aqui.

 

Poderemos não concordar com o todo da sua apreciação, mas sublinha algumas questões muito válidas sobre o eixo da defesa do Sporting e o respectivo modelo defensivo, nomeadamente o espaço entre sectores que torna o corredor central mais vulnerável.

 

publicado às 15:54

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Mourinho Leonino a 18.11.2013 às 17:24

Não concordo com a análise, tanto o Rojo como o Mauricio são mais rápidos que Garay, daí que a linha jogue tão avançada.
O Sporting quando foi jogar ao Dragão era a melhor defesa do campeonato, a par do Porto.
Houve erros nos jogos com Porto e Benfica que estão a ser sobrevalorizados, com o Marítimo também houve dois golos sofridos mas de bola parada (livre e penalti), na minha opinião a dupla leonina vai crescer como toda a equipa durante o resto do campeonato, principalmente numa fase mais tranquila do campeonato em que já defrontamos equipas como Porto, Benfica e Braga.
Sem imagem de perfil

De Eulevezinho a 18.11.2013 às 17:27

Por acaso acho que o nosso principal problema são os extremos! Mais mal ou bem os nossos centrais dão conta do recado para os nossos objectivos, mas se chegar um central de 30 ou 31 anos com vontade de fazer mais três épocas de qualidade agradeço. Nas linhas do ataque estamos fracos. Temos capel e wilson. Depois sobra o Carrillo que joga quando quer o tempo que quer. O mané pode disfarçar e acho que o Salomão não conta. Temos a surpresa Esgaio que só deve entrar no próximo ano. Precisamos daquele extremos que desequlibra mais vezes...a minha opinião.
Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 18.11.2013 às 17:28

Peço desculpa mas esse adepto está muito errado.
Nem Garay é rápido, nem Rojo é lento. Alias, Rojo é MUITO mais rápido que Garay. O problema é mesmo a diferença de qualidade entre os 2.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 18.11.2013 às 19:28

Nem mais Mike.

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.11.2013 às 19:48

Não posso deixar de achar piada ao seu "nem mais", como se a breve análise do Mike explicasse tudo.

É uma questão complexa e o Sporting carece de soluções a pronto. O adepto autor do artigo, sem ter razão em tudo, avança com alguns pontos merecedores de discussão.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 18.11.2013 às 19:55

Rui à quem escreva muito e acerte pouco e por vezes lá parecem comentários sem ser anónimos com o Mike que escrevendo pouco acertam muito.


Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.11.2013 às 19:59

Se essa explicação o satisfaz, que assim seja, muito embora não compreenda a relevância do seu argumento ao post. Ou acredita mesmo que o breve comentário do Mike explica tudo sobre a defesa do Sporting ?
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 18.11.2013 às 20:18

O comentário do Mike fala em qualidade aspetos como a rapidez jogo aéreo liderança experiência serão sempre valências que serviram para potenciar as qualidades de um jogador, não havendo qualidade de nada servirão essas mesmas valências.

Veja o exemplo do Mauricio, tem uma característica única talvez apenas partilhada com o Dier que é a sua capacidade de finalização em lances de bola parada, outra característica é a sua raça e capacidade de marcação no entanto essas valências não serão suficientes para disfarçar a falta de qualidade quando o comparamos a jogadores com o Garay por exemplo.

Espero que continue a achar piada aos meus comentários por vezes infelizmente não posso dizer o mesmo dos seus.

SL,

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.11.2013 às 22:13

Eu sei Sérgio, eu sei...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.11.2013 às 19:42

Mike, disse logo que não concordava com o todo da análise do adepto, mas ele é certeiro em alguns pontos, porque olhando para o eixo de uma defesa não se pode limitar a análise somente aos centrais.

Quanto a estes, é óbvio que Maurício não tem velocidade e se Rojo a tem, e mais do que Garay, então é o seu enquadramento na posição que deixa algo a desejar. Algo que se vem a debater já há algum tempo.

Também é a minha opinião, por exemplo, que Maurício e Dier não devem jogar juntos porque nem um nem o outro são velozes. Daí que a combinação com Ilori resultava, pela velocidade deste.

Em última análise, há longo que penso que Rojo devia jogar à esquerda e precisariamos então de dois centrais. Isto, se Dier não satisfaz LJ ou se de facto a combinação com Maurício não resulta. Veremos o que LJ fará no próximo jogo, pela ausência de Rojo.
Sem imagem de perfil

De FCS a 18.11.2013 às 19:47

Sobre a insistência em associar a grande penalidade cometida pelo Mauricio à falta de qualidade, dou como exemplo o Sérgio Ramos, e a quantidade de faltas e penaltys absolutamente disparatados que faz em quase todos os jogos.

Poderia também relembrar os últimos golos sofridos pelo porto em que o Mangala tem imensa responsabilidade.

Enfim mas como é o Maurício...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.11.2013 às 19:54

A ser sincero, é difícil compreender esta insistência em defender Maurício a todo o custo. Ele é jogador do Sporting como qualquer outro, tem cometido erros e por é por de mais óbvio que quando uma defesa sofre 9 golos em três jogos algo não está certo.

Além do mais, e não obstante os poucos golos sofridos nos primeiros jogos, sempre se reconheceu que a defesa do Sporting precisa e não tem um "patrão", Maurício ou não Maurício.

Discussão à parte, os erros de Sérgio Ramos são em muito compensados pela qualidade da equipa que o rodeia, que lhe dá maior margem para erro. É um jogador de qualidade, mas seria muito melhor se fosse mais ponderado e menos faltoso.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2013 às 23:16


É preciso ser mesmo um grande leão para só ver diferenças entre o Sporting e os dois principais rivais no centro da defesa. Ou dizer que só os centrais é que impedem o Sporting de lutar pelo titulo, que vai dar ao mesmo.

Se nos últimos 2 anos o colectivo nunca conseguiu evidenciar a qualidade de muitos jogadores agora passa-se precisamente o contrário. Devido à forma de jogar, à dinâmica do jogo e sobretudo a forma com pressionamos o adversário esta época e até aqui, é bom continuar com os pés assentes no chão, o colectivo vale muito mais que a soma das partes. Muito mérito por isso para o treinador e ao mesmo tempo também é esta a principal razão porque muita gente não acredita ser possível manter este rendimento sem reforços até ao fim da época. E nem sequer são precisas lesões num plantel quase sem alternativas, também há abaixamentos de forma, sobretudo nos mais jovens que são sempre menos consistentes ao longo de uma época inteira, dias maus, tantas coisas que podem alterar o futebol e o rendimento de uma equipa, ainda muito pouco consolidada e quase sem alternativas. E reforços, desenganem-se todos, sem vendas não chega ninguém e como a manta é curta…

Ainda hoje se discutiram aqui muito reforços, para ser mais preciso falou-se foi muito do Cissé, um portento. E quem defendeu a sua contratação antes de perder muito tempo com o que Cissé já fez na equipa B, devia-se era preocupar em tentar apresentar um argumento que justificasse a sua contratação. E o que é que Cissé fez para chegar ao Sporting, nomeadamente na Académica? Onde para falar a verdade jogou quando outros se lesionaram, Saleiro inclusive. Eu que nem Ghillas nunca dei como um caso sério. O balão cheio para muitos adeptos é mesmo isto. Se alguma coisa ficou provada na última janela do mercado, foi que depois da pior época de sempre, nunca tinha chegado tanta tralha ao Sporting e que sem dinheiro há sempre muito melhores opções em casa. Já para não falar no ódio de alguns a muitos jogadores que já cá estavam. Como se fosse mais compreensível contratar um Cissé que nunca fez nada do que Elias, independentemente do que veio a ser o seu rendimento geral no Sporting. No caso do Welder, ainda não tinha aterrado e foi a própria direcção que pôs a rodar na blogosfera que se tratava de um reforço para a equipa B. Pensei logo que é desta é que vamos ser campeões e subir de divisão ao mesmo tempo. Ainda assim é mais fácil respeitar o absurdo de quem diz que a contratação de Cissé se justifica que duvidar da qualidade de trabalho do professor Jesualdo Ferreira.

O Sporting surpreendeu muito na forma como apareceu a jogar esta época. Muitos podem já não se lembrar mas nos dois primeiros jogos marcaram-se golos de uma forma absolutamente inacreditável, com as equipas adversárias a ficarem mesmo muito mal na fotografia. Em Braga houve aquela expulsão que mudou completamente o curso do jogo e até já ganhámos por golos em fora de jogo, que nem se devia falar esta semana. E depois quando jogamos contra equipas daquele que é o patamar que sempre reclamamos para o Sporting torna-se tudo mais complicado. Ainda agora no derby é muito simplista dizer que um penalty dava o empate, se Jesus não tem descurado o meio-campo depois da saída de Amorim adivinhava-se a continuação de muitas dificuldades na 2ª parte, muitas mais que no Dragão. Jesus também tem muitas responsabilidades pela nossa reacção. E com o passar dos jogos também vão aparecer cada vez mais anticorpos à nossa forma de jogar, à medida que for cada vez mais conhecida, é sempre assim.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2013 às 23:18


Apesar de concordar com a opinião que temos problemas notórios na defesa por resolver, os centrais estão muito longe de levar com a culpa toda. E depois os argumentos, Rojo é lateral esquerdo na selecção onde o Otamendi também até joga mais das vezes como lateral direito e quem representa continuamente a selecção Argentina não pode ser acusado de falta de experiência. Aliás, as faltas que o Rojo faz quase nunca têm nada a ver com o seu tipo de jogo, ainda conseguem ser mais infantis. Eu volto a lembrar que se viu um Rojo muito mais tranquilo no fim da época anterior. Quando há buracos por todo o lado quem é que não treme? E também cheguei a pensar que Rojo apareceria a jogar na esquerda esta época. E sem dinheiro para mais preferia de longe estar a jogar agora com 2 putos bons no centro da defesa.

O Sporting também tem muitos problemas a defender os corredores e ainda falta muita coisa ao William, também no processo defensivo, como ainda agora foi mais visível no derby e como também diz o texto mas não tem só a ver com a forma como defendemos. A chamada à selecção tem muito mais a ver com o processo de renovação que nunca acaba numa selecção do que para ser titular já. Nos clubes grandes, mais propensos a atacar mais, valoriza-se hoje muito mais a propensão atacante dos laterais para ajudarem a criar desequilibrios na frente que a capacidade para fechar atrás, adaptações de extremos não começaram por acaso, quando na verdade até só sobe um de cada vez. Desapoiados pelas alas, como também acontece muitas vezes no Sporting, ainda é pior. Mas as subidas dos laterais também têm que ser sempre compensadas quando perdemos a bola na frente e mas uma vez e em 4x3x3 William ainda está muito longe de um Fernando. Já por exemplo as criticas a Piris no derby, que não vi sequer ser batido em ataques posicionais ou continuados, levar com um Gaitan endiabrado ou com Sálvio, não é fácil para lateral nenhum, nomeadamente em transição no corredor. Valia mais a pena observar o que Jefferson nunca faz e o Cédric só faz às vezes.

O período que se está a viver no Sporting é o típico balão cheio, depois da pior janela de mercado de sempre. Uns são maus durante a época e outros no defeso. Que tal uma joint venture? Sem dinheiro é impossível, já se desbaratou muito activo jovem e mesmo assim os melhores reforços que o Sporting actualmente pode aspirar voltam a estar em casa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2013 às 23:57

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.11.2013 às 10:33


O comentário não coube todo na mesma caixa. Noutras ocasiões também se pode dar o caso de qualquer user usar um processador de texto em vez de comentar directamente nas caixas. Guarde as suas insinuações e já agora as "mentirinhas" sobre a vontade dos jogadores que esta direcção não conseguiu segurar, alguns até empurrou para fora, logo em dois posts? Mas ainda bem que se lembrou que não houve só entradas na pior janela de mercado de sempre. Claro que se continuarem a insistir só no "custo zero" em Janeiro tenho a certeza que ainda conseguem fazer melhor.

Agora se o caro também conseguir explicar a contratação do Welder eu explico as contratação do Caicedo, de qualquer forma um empréstimo muito mais óbvio que o do Piris, por exemplo. E a contratação do Tales. Até a contratação do Pongolle, esta admito que ainda faça mais confusão porque estamos a falar de um patamar do mercado sem livre acesso, taxado e completamente interdito ao nosso estimado Inácio. Se também correu mal? Correu, mas nessa altura também ainda não havia o discurso cirúrgico, que nos deixou a todos muito mais empolgados.

Quando e se conseguirem acabar uma época passa a ser possível comparar épocas, em Novembro como diz o caro ou à 9ª jornada ainda só podemos comparar janelas de mercado. Ainda ontem aqui lembravam e bem que isto nunca é como começa mas como acaba. E apesar de ainda bem para todos o 2º lugar e uma equipa quase sempre muito confiante e solidária, nesta fase ainda era melhor um tipo de demagogia mais prudente. Também ainda ontem aqui lembraram que ainda nem sequer temos mais pontos do que na 1ª época do mandato anterior. Inclusive a classificação não depende só do que faz o Sporting, é ver quantos pontos já levavam Porto e Benfica ainda no ano passado. O que mudou mesmo e ainda bem é que agora e independentemente do grau de confiança de cada um, podem criticar-se ou não diversas situações que não quer dizer que não desejemos todos que o Sporting continue a ganhar os jogos todos. Infelizmente e até há pouco tempo havia sempre muitos sinais que nem sempre foi assim e que também acaba sempre por fazer uma enorme diferença, em muitos casos mesmo a diferença toda.

Cumprimentos à direcção.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo