Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vale a pena ver e ouvir !!!

Rui Gomes, em 20.11.13

 

 

 Relato dos golos por Nuno Matos

 

 

 

publicado às 05:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De MaxMartins a 20.11.2013 às 07:44

Também gostei muito dos "preliminares" do 3º golo...

"Corta Wiliam com a peitaça para Miguel Veloso...!!"

"Heróis...Nobre Povo, Nação Valente...Imortal..."

Agora...Brasil...!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.11.2013 às 16:05

Bastante emocionante aquele relato, sem dúvida.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2013 às 10:42

Como se calculava, se cá os suecos tinham sido mesmo gigantes a defender até ao 82', na Suécia teriam sempre obrigatoriamente que ir mais para a frente, o que concede também sempre obrigatoriamente mais espaço atrás. Só o facto de cá, como se confirmou agora, ainda ter sido mais fundamental nunca nos desequilibrarmos para não sofrer golos, impediu que ainda tivéssemos apertado mais depois do golo, quiçá até com Varela no lugar de um Nani, muitas vezes desligado. Na Suécia, o entusiasmo e a ingenuidade dos suecos depois do 2-1 e o espaço que concederam nas costas da defesa a um jogador único como Ronaldo acabou por lhes ser fatal, como também já se esperava. Só o estrondo é que foi muito maior. Deviam ter convocado o recordista dos 100 metros da Suécia e mesmo assim... Mesmo assim não deve ter havido um português que não tivesse chegado a temer o pior e com toda a certeza sem Ronaldo não estaríamos hoje todos a comemorar a fase final do Mundial no Brasil.

Mais 2 questões, a estreia de William e a forma indecente como o Rui vem a ser tratado depois do erro no jogo com Israel, que se acentuou ainda mais depois do erro no derby e culminou ontem de uma forma absolutamente indecente. Enquanto todos os jogadores festejavam, extensível à equipa técnica, restante staff e todos nós…

Primeiro os erros de que é acusado o Rui. Que podíamos já estar no Brasil e sem play-off. Sobre isto o que até se devia dizer e com muito pesar meu, é que quem não se consegue sobrepor a Israel em dois jogos na fase de apuramento nem merecia estar presente na fase final e a culpa não foi só do erro do Rui de certeza. PB explicou ontem muito bem o que sempre foi um problema cultural da selecção portuguesa nos “supostos” jogos fáceis.

Nenhum GR joga da mesma maneira com os dois pés e é frequentíssimo ver erros iguais, anda ontem o GR sueco fez uma coisa muito parecida. Em Alvalade mais um drama por nada, tal como ontem Bruno Alves tem uma paragem cerebral como já aqui foi dito e caem sem cima do Rui? E finalmente ontem e para acabar já a discussão, se o melhor GR português não defendeu não era defensável. E agora vamos à parte em que mais uma vez a actual direcção do Sporting, que até gosta tanto de comunicar e de comunicados, não faz nada como Bettencourt, só para citar um exemplo, não fez nada quando Queiroz não levou o nosso capitão da altura ao Mundial e muita gente ainda estava muito longe de pensar o verdadeiro porquê e o que aí vinha. Já agora e para acabar outra discussão e porque se falou muito de Bettencourt aqui nos últimos dias, o seu maior erro ainda foi não bater com a porta quando lhe correram com o treinador que até era para sempre, para ele e para o clube. Tinha ido para casa muito mais descansado e sem a vergonha de ainda ver a própria família ameaçada e ainda denunciava uns chupistas em vez de lhes chamar terroristas.

O Sporting já devia ter vindo defender o seu capitão há muito tempo e ainda espero o mesmo da FPF, do PB e do capitão da selecção.

O que nos vale mais é que para o Rui, os verdadeiros campeões também erram mas levantam-se sempre. Há uns anos vinha com aquela expressão, muito mal interpretada de propósito na altura por uma certa facção leonina, entra por um ouvido… O Rui que até merecia e devia ter saído e tinha sido inclusive a solução para muitos erros na gestão desportiva do último Verão. Porque isto nunca deve ser só criticar, também é bom apresentar soluções. Só o desespero, que nem se adivinhava, de algum milionário do futebol irá subir mais a parada do Rui. E nunca se corriam estes riscos, que mandavam muitos jogadores abaixo. Mais uma vez o Sporting é useiro e vezeiro em perder o timing de saída de alguns jogadores. Em contrapartida continua a hipotecar receitas e o futuro de verdadeiros talentos.

P.S. Caro Rui, por mal pergunte, desaparecerem alguns comentários?

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.11.2013 às 11:52

Que eu saiba não desapareceram comentários, mas a SAPO tem estado a fazer alterações no template do blogue e talvez seja por isso. Hoje vai ser um dis de algumas experiências.

Peço desculpa se de facto algum comentário inadvertidamente desapareceu.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2013 às 15:01

Muito obrigado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2013 às 10:45


Não é nada usual estrear alguém, até independentemente da idade, em jogos desta envergadura. Quem acusa o PB de muito conservadorismo devia-se preocupar mais com o problema muito real desta selecção que obrigou à estreia do William e quando menos se esperava, correndo-se inclusive muitos riscos e para os dois lados, jogador e selecção. Mais usual neste tipo de jogos foi por exemplo o que a Suécia também fez ontem, recorrer a um jogador quase com o dobro da idade. Felizmente na senda de Patrício, poucos factos extraordinários parecem também incomodar o William e ainda bem para todos. O problema real como é óbvio é o défice no meio-campo e não falo só da falta do playmaker ou do criativo que distribui ou rompe pelo meio. Há formas diferentes de encarar o jogo interior e também já foi aqui muito falado porque é que não existem hoje mais médios criativos, que ninguém utiliza, antes desviando qualquer virtuoso para as alas, com mais espaço e onde se correm menos riscos, para o jogador e para a equipa.

Na verdade William não entrou porque se sentia a falta de trinco, até pelos gestos se percebeu que o que falta quando Meireles acaba é alguém que defina melhor no meio. E ninguém melhor que Miguel Veloso, apesar de ser hoje um 6 muito consistente. Também não foi estranho, porque acontece mesmo muitas vezes, um jogador não conseguir largar as rotinas que vinha a desenvolver até aí e até acabou por ser Moutinho a definir dois lances de golo. O terceiro como também já disseram aqui foi Hugo Almeida, que vale a pena dizer que fez ontem um jogo fantástico, não me lembro de ter perdido uma bola vinda directamente do Rui, o que é sempre fundamental para atacar da forma como estávamos a fazer. Há pouco tempo passou um jogador muito parecido pelo Sporting, Ribas também fazia isto muito bem e também com muitas deficiências na finalização. A notícia melhor é que se William corrigir o que tem para corrigir, nomeadamente no processo defensivo até ao fim da época, abrem-se perspectivas muito melhores para a selecção no Brasil. Sempre foi uma pena ver a qualidade toda de Miguel Veloso tão amarrada. No mesmo sentido e também ao nível da selecção, muita pena por não terem sido dadas oportunidades para vermos Ilori e Bruma a jogar e a evoluir no Sporting.
Sem imagem de perfil

De Visconde a 20.11.2013 às 14:52

Enorme exibição da nossa selecção com um super Ronaldo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.11.2013 às 16:27

Um jogo para a história e estou grato por ter assistido.

Para os meus lados, pouco trabalho se tem feito só a falar no jogo e afins.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2013 às 15:23


Pensei que hoje também se fosse ler muito mais sobre o que também contribuiu muito para um jogo quase perfeito. Uma razão que tem muito mais a ver com a sorte do jogo, o timing dos golos e outra com o que é hoje a praia do Ronaldo e do futebol da selecção portuguesa, as transições rápidas.

Como se usa muito dizer agora, a verdadeira praia da selecção portuguesa nesta fase, em que se por um lado tem Ronaldo como nunca mais o vamos ver e também é difícil parar de antever o que inevitavelmente é a carreira sempre muito curta de um jogador de futebol e para quem vive o desporto em geral não estou a exagerar nada se disser que ver desaparecer carreiras sempre tão efémeras é das maiores injustiças do mundo, o auge em qualquer profissão dura pelo menos mais de uma década e quem é que não dava tudo para ver um Ronaldo assim, como antes houve outros, durante pelo menos uma década? Ainda mais quando se trata de um jogador como nunca ninguém viu e que foi formado no SCP. E mesmo que depois do golo na 1ª mão aos suecos tenha tudo desatado a antever mais uns anos de um ponta-de-lança de outro mundo, que em boa verdade já existe desde Inglaterra, é agora que Ronaldo que faz as duas coisas como ninguém. O auge e o Mundial do Ronaldo são estes e não volta a ser mais nenhum.

Mas esta selecção também tem um grande défice no meio-campo para resolver e por isso é que as transições rápidas são a verdadeira praia desta selecção, que os suecos tão anjinhos permitiram ontem e nem tanto e também infelizmente, a posse de bola e os ataques posicionados. Por isso é que é muito importante um Miguel Veloso que já faz melhor de Meireles que o melhor Raul Meireles. E sobretudo alguém a fazer de trinco como o Miguel no último Europeu. Portugal já fica à porta de um campeonato de selecções há demasiado tempo. Depois do Euro em Portugal, voltou a faltar muito pouco no último Europeu. Tenho para mim que Portugal tem que saber aproveitar enquanto tem em Cristiano Ronaldo dois dos melhores jogadores do mundo.

Para mim até aqui, inclusive com outro bola de ouro, jogadores e uma equipa fantástica, faltou sempre alguma coisa, inclusive aos técnicos e à FPF, muito mais à volta da cabeça, da experiência, da atitude, etc, do que só das pernas dos jogadores. Para mim o futebol mais exuberante que Portugal apresentou ainda foi no Europeu de França. Faltava ganhar a muitas selecções, faltou acreditar mesmo que podemos ser os melhores do mundo em meia-dúzia de jogos, o tempo que ao fim e ao cabo dura uma fase final de um Europeu ou de um Mundial de futebol. Onde até acaba sempre por ser mais fundamental a forma física com que chegam os jogadores mas determinantes das selecções mais favoritas. Da mesma forma que uma lesão pode mandar tudo aos passarinhos.

E sermos os melhores nas transições chegará? Claro que chega, com Ronaldo letal como está chega e sobra. As transições podem não ser o sistema de jogo ideal para muitos adeptos mas vão ser sempre a forma mais pragmática de um país pequeno como Portugal chegar à glória. Ronaldo em boa forma no Brasil precisa de meia oportunidade para fazer um golo e jogar em transições rápidas é um tipo de jogo que depende ainda muito mais de duas ou três rotinas muito bem oleadas, treinadas até à exaustão. E Paulo Bento, com os defeitos todos, também é o treinador mais que ideal. Para mim o que falta mesmo é todos acreditarem que é possível Portugal, campeão do Mundo. Alguns sonhos também se concretizam. Os gregos, por exemplo, foram campeões da Europa em Portugal.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2013 às 20:17

A propósito de Patrício e de facto reforçando o que foi dito atrás ,acho que o comportamento de Hugo Gilberto foi indecente e inapropriado, Cheira-me a campanha.
O vídeo está editado e tem banda sonora, mas corresponde ao que se viu(e eu vi):

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=DgtSSRytJLk

Indecente.
E a conversa em estúdio foi pior,versando a existência ou não de um GR melhor e outras pérolas semelhantes.
Um episódio totalmente lamentável.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2013 às 21:28

Absolutamente inacreditável! Grande jogo, parabéns a vários jogadores e quando chega o Rui - então pá outra vez a enterrar a malta? A forma como foi batido pela bomba do Ibra era uma pergunta absolutamente essencial para perceber se o Rui está traumatizado, já não foi falar com os centrais sobre o 1º golo sueco, a barreira no livre ou até a grande defesa que impediu o 1-0. O Manuel José que vê mais com os olhos fechados que a maior parte dos jornalistas desportivos com eles abertos, conseguiu perceber logo que o Rui não consegue ver a bola partir senão nunca se tinha deitado porque a bola entrava sempre antes de qualquer GR chegar ao chão. Para defender só mesmo com o pé e de pé.

E se fosse só ontem era o menos. Claro que é uma campanha para tirar o Rui da baliza da selecção e ninguém vem defender outra vez o nosso capitão.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 21.11.2013 às 18:55

O Hugo Gilberto tem tudo para um dia vir a substituir o Rui Cerqueira como director de comunicação do Porto. Este último quando relatava os jogos para a RTP também não enganava ninguém quanto às suas cores. É óbvio que estes fulanos são todos muito bem mandados.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo