Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Outra vez Platini !

Rui Gomes, em 05.12.13

 

 

A exemplo de um outro personagem nosso conhecido mais perto de "casa", Platini procura o protagonismo dos espaços noticiosos quase diariamente. Mas esta disposição não incomoda tanto como as suas recorrentes tentativas a modificar o futebol, a exemplo desta sua mais recente consideração de que "cartões amarelos" como punição disciplinar devem ser substituídos pelo afastamento do jogador infractor do jogo por um período de 10 ou 15 minutos.

 

«Eu mudaria o sistema de advertências, os cartões. O meu sistema seria mais como no râguebi, em que um jogador admoestado fica 10 ou 15 minutos fora do jogo. Dessa forma, o benefício é da equipa opositora, no mesmo jogo, em vez de uma sanção que transita para o jogo contra uma terceira equipa, a próxima no calendário. Isto é apenas uma uma ideia, agora precisa de amadurecer para vermos se pode realmente ser bom para o jogo. É uma proposta a ser explorada.»

 

Acho a ideia ridícula, porque com alguns árbitros a distribuírem cartões amarelos à dúzia, literalmente, o jogo de futebol de 11 conta 11 desapareceria por completo. Se o objectivo é reduzir as faltas e fazer sentir o "peso" das sanções, seria mais construtivo reduzir o número de cartões amarelos acumulados com direito a suspensão por um jogo, de cinco para três - isto no que refere a campeonatos domésticos -, a segunda ocorrência do género a ser punível com dois jogos e assim sucessivamente. Ou, se desejarmos, considerar impor o mínimo de dois jogos de suspensão a quem for expulso por acumulação de amarelos no mesmo jogo. Claro, optando por esta via, a suspensão por cartão vermelho directo também teria que ser aumentada.

 

Em análise final, qualquer medida inovadora no futebol não deve ter um impacto directo no jogo em si, ou seja, na forma como o futebol é jogado. Pela mesma razão, não sou a favor do uso de meios electrónicos para avaliar determinados lances, salvo, talvez, o da linha de golo.

 

publicado às 12:49

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


38 comentários

Imagem de perfil

De Julius Coelho a 05.12.2013 às 14:31

Qualquer alteração ás regras do jogo ou introdução dos meios electrónicos devem ter como objetivo retirar poder aos árbitros e assim poder limitar ao máximo "os sistemas da Máfia do futebol"
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.12.2013 às 14:37

Concordo na íntegra, meu caro, adicionando ainda minimizar a margem para o erro humano.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 06.12.2013 às 11:03

Caro amigo um dia escrevi sobre este tema e enviei para vários correios electronicos, aqui vai

O FUTEBOL É UMA FARSA , UM JOGO VICIADO

A MAE FIFA concebeu um sistema “invisível” quase perfeito enquanto mantiver a sua “LEI” absurda de não permitir os meios electrónicos para apoio ao olho falível e manejável do árbitro .

Um sistema que bem manejado com alguma inteligência permite robotizar os árbitros que são facilmente programados para viciarem as regras do jogo quando afinal e conforme as conveniências o seu principal trabalho é ter os olhos abertos e verem como vêm ou simplesmente não …verem.

Um desporto uma industria que gere milhões e em que as equipas trabalham já cientificamente tem um ponto de rotura (conveniente para muitos) um ponto tão frágil e debil como o cristal e a porcelana , a dependência da visão de 2 olhos que arbitram as regras do jogo.

A dependência de uma VISÂO que sendo deficiente ou manejável é legalizada e impune aos erros grosseiros que alteram resultados para beneficiar directa e indirectamente terceiros.

As maiores possibilidades de ganhar decididamente não é para as melhores equipas que pratiquem o melhor jogo , é sim para quem lidera os organismos de decisão e com poder de manejar ou programar a VISÂO que vicie as regras do jogo.

Um ano de competição é muito tempo que permite afinar programas de uma gestão inteligente e se necessário cirúrgica no manejo das regras com objectivos de definirem resultados finais.

O vírus da corrupção ganha terreno e alastra-se nublando as mentes de "já" muitos ; adeptos , jornalistas, comentadores e dirigentes que só vislumbram e reclamam o mal quando de sua conveniência ou dali sair promoçâo e benefício pessoal.

Os adeptos são coniventes no jogo viciado sendo responsáveis quando assobiam para o lado , ser-se corrupto no futebol não é somente quando directamente se está comprometido em acções ilegais é também quando no conhecimento dessas acções as ignora quando no benefício do seu clube de simpatia.

O futebol é uma mentira onde vivem grupos de parasitas corruptos (passou já a ser uma situação natural para muitos) que alteram resultados para protegerem e facilitarem objectivos pessoais.

Os parasitas do futebol portugues nao passam de uma organização em menor escala dentro de uma escala mundial que se aproveitam com facilidade do ponto de rotura que a MAE FIFA continua a permitir por sua propria conveniencia e que respalda e "legaliza" a corrupçâo.

Vai demorar o seu tempo mas depende dos adeptos em geral acabar com tudo isto .Neste momento está instalado o virus da corrupçâo é hora de espalhar o vírus da razao para que chegue o dia com a força e capacidade suficiente para que a MAE FIFA seja obrigada a pensar e a criar os meios electronicos evoluidos já existentes, ao serviço do futebol que auxiliem A VISAO do arbitro já muito deteriorada por doença contagiosa .

Reenviem esta mensagem para todos .

Julio Coelho 14/08/2011
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.12.2013 às 11:50

Excelente artigo meu caro.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo